Enquete: Qual livro estudaremos?
Esta enquete está fechada.
Walden
23.08%
3 23.08%
Os Demônios
15.38%
2 15.38%
O Eterno Marido
7.69%
1 7.69%
Flores para Algernon
38.46%
5 38.46%
Desobediência Civil
15.38%
2 15.38%
Total 13 voto(s) 100%
* Você votou neste item. [Exibir Resultados]

Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Votação para o 8° livro
#1
Votação para o 8° livro

[Image: download.jpg]

Para entender melhor como funciona o clube clique aqui.

Iniciando agora a votação do oitavo livro, lembrando que o livro deverá ter formato em PDF. Cada usuário pode indicar apenas um livro por votação. Quando completarmos 5 livros a votação já poderá ser iniciada. Para mais detalhes basta clicar no link acima.

Agora, vamos para as indicações dos livros, postem abaixo qual livro indicam e se possível o por quê.

Vou começar indicando o livro Walden de H.D. Thoreau
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#2
Os Demônios - Fiodor Dostoiévski, fala de um pequeno grupo revolucionário que começa a trazer vários transtornos para uma pequena cidade, a forma como os antagonistas agem no livro é assustadoramente profética, se formos adiantar um pouco o tempo e vermos como agiam Lenin e Stalin. Esse livro também ajudou a reforçar minha fé.
Responda-o
#3
Gostei da indicação de "Os Demônios", o problema é que tem apenas 700 páginas Gargalhada

Vou aproveitar a linha e indicar, então, outro do Dostoiévski que estou querendo ler há tempos.

O ETERNO MARIDO
Um romance curto que, ao que parece, é regado de muita esgotosfera, sofrimento e reviravoltas. Ou seja, tem tudo para ser um baita livro. O viúvo reencontra seu algoz dez anos depois e parece que dá uma merda do caralho com a criança que o camarada cuidava. Pelo o que eu vi, muita tristeza.
E se o livro é triste, eu fico feliz Gargalhada

Obs: o PDF tem apenas 131 páginas.
#somostodosvelhos
Responda-o
#4
Vou recomendar o livro flores para Algernon. Tomei o conhecimento desse livro em algum blog de algum membro da real, não me lembro qual agora, mas era uma lista e esse era o primeiro.

Sinopse: Uma cirurgia revolucionária promete aumentar o QI do paciente. Charlie Gordon, um homem com deficiência intelectual severa, é selecionado para ser o primeiro humano a passar pelo procedimento. O experimento é um avanço científico sem precedentes, e a inteligência de Charlie aumenta tanto que ultrapassa a dos médicos que o planejaram. Entretanto, Charlie passa a ter novas percepções da realidade e começa a refletir sobre suas relações sociais e até o papel de sua existência.

Delicado, profundo e comovente, Flores para Algernon é um clássico da literatura norte-americana. A obra venceu o prêmio Nebula e inspirou o filme Os Dois Mundos de Charlie, ganhador do Oscar de Melhor Ator, um musical na Broadway e homenagens e referências em diversas mídias.

Já tentei ler ele algumas vezes, mas algo sempre acontecia e eu esquecia o livro de canto. O livro é contado como diário, a linguagem é simples (pelo menos em português, não cheguei a pegar a versão em inglês) e o autor usa de maneiras interessantes para nos mostrar o atual nível de inteligência do personagem principal
Por mínimo que seja o que um homem possua, sempre descobre que pode contentar-se ainda com menos."
Responda-o
#5
(07-07-2021, 10:24 AM)Dark_Painter01 Escreveu: Vou recomendar o livro flores para Algernon. Tomei o conhecimento desse livro em algum blog de algum membro da real, não me lembro qual agora, mas era uma lista e esse era o primeiro.

Sinopse: Uma cirurgia revolucionária promete aumentar o QI do paciente. Charlie Gordon, um homem com deficiência intelectual severa, é selecionado para ser o primeiro humano a passar pelo procedimento. O experimento é um avanço científico sem precedentes, e a inteligência de Charlie aumenta tanto que ultrapassa a dos médicos que o planejaram. Entretanto, Charlie passa a ter novas percepções da realidade e começa a refletir sobre suas relações sociais e até o papel de sua existência.

Delicado, profundo e comovente, Flores para Algernon é um clássico da literatura norte-americana. A obra venceu o prêmio Nebula e inspirou o filme Os Dois Mundos de Charlie, ganhador do Oscar de Melhor Ator, um musical na Broadway e homenagens e referências em diversas mídias.

Já tentei ler ele algumas vezes, mas algo sempre acontecia e eu esquecia o livro de canto. O livro é contado como diário, a linguagem é simples (pelo menos em português, não cheguei a pegar a versão em inglês) e o autor usa de maneiras interessantes para nos mostrar o atual nível de inteligência do personagem principal

Provavelmente você viu no meu blog? https://nuvemdegiz.wordpress.com/2014/11...os-atuais/

Eu já li uns 400 livros na vida e Flores para Algernon é meu preferido até hoje, gostei da indicação.
  • Sem a visão de um objetivo um homem não pode gerir a sua própria vida, e muito menos a vida dos outros.
Leia: Nuvem de Giz
Responda-o
#6
@Temujin sim, foi nessa postagem mesmo que eu vi. Aproveita que já está por aqui e recomenda o ultimo livro pra começar a votação.
Por mínimo que seja o que um homem possua, sempre descobre que pode contentar-se ainda com menos."
Responda-o
#7
Vou recomendar o livro Walden de Henry Thoreau, o livro é um relato do autor quando resolveu se distanciar da vida moderna morando numa cabana ao lado de um lago no interior.

O tema do livro é muito bom para a situação em que o mundo se encontra, e nos faz refletir se realmente precisamos de toda a comodidade que a vida numa cidade grande nos oferece. Enfim aqui fica o meu trocado.
SIC.PARVIS.MAGNA - Francis Drake
Responda-o
#8
(09-07-2021, 12:23 AM)Kahnjoo Escreveu: Vou recomendar o livro Walden de Henry Thoreau, o livro é um relato do autor quando resolveu se distanciar da vida moderna morando numa cabana ao lado de um lago no interior.

O tema do livro é muito bom para a situação em que o mundo se encontra, e nos faz refletir se realmente precisamos de toda a comodidade que a vida numa cidade grande nos oferece. Enfim aqui fica o meu trocado.

já foi recomendado.
Por mínimo que seja o que um homem possua, sempre descobre que pode contentar-se ainda com menos."
Responda-o
#9
E caralho, não tinha lido o primeiro post.
SIC.PARVIS.MAGNA - Francis Drake
Responda-o
#10
Já que indicaram o livro Walden que eu já tinha indicado, vou indicar outro para finalizar as indicações e irmos logo para a votação.

Indico o livro Desobediência Civil de Thoreau que é bem curto porém bem interessante para o momento que estamos passando no planeta.

Votação dos livros aberta por 7 dias.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#11
Votei. UP aí para quem não votou
Responda-o
#12
Voto no DC, de fato é uma leitura bem pertinente hoje no país.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
#13
Nível alto, como sempre. Desses só nao li o Eterno Marido.

Voto no Walden que é extraordinário. Sugiro que leiam Os Demônios quando tiverem tempo e saco, é do caralho.
Responda-o
#14
Li Flores para Algernon graças a esse tópico. Recomendo.
Me fez lembrar de uma passagem da biblia.
"Pois quanto maior a sabedoria maior o sofrimento;
E quanto maior o conhecimento, maior o desgosto." Eclesiastes 1:18

Ultimamente tenho me sentido como o Charlie... depois dos vários conhecimentos da real, das "teorias da conspiração", e das demais pílulas de cores diferentes.
Sentimento de inadequação, dificuldade de conectar com qualquer pessoa que seja, deterioração do círculo social (mesmo nunca falando desses assuntos), e uma falta de alegria nas atividades sociais cotidianas.
Quando não se procura agradar o mundo, ele se vinga; se por acaso se consegue agradá-lo, ele ainda se vinga nos corrompendo. A única saída é trabalharmos longe dele, tão indiferentes a seu julgamento quanto prontificando-nos a ser-lhe úteis.
Antonin-Dalmace Sertillanges
Responda-o
#15
(16-07-2021, 07:51 AM)Corvo Escreveu: Li Flores para Algernon graças a esse tópico. Recomendo.
Me fez lembrar de uma passagem da biblia.
"Pois quanto maior a sabedoria maior o sofrimento;
E quanto maior o conhecimento, maior o desgosto." Eclesiastes 1:18

Ultimamente tenho me sentido como o Charlie... depois dos vários conhecimentos da real, das "teorias da conspiração", e das demais pílulas de cores diferentes.
Sentimento de inadequação, dificuldade de conectar com qualquer pessoa que seja, deterioração do círculo social (mesmo nunca falando desses assuntos), e uma falta de alegria nas atividades sociais cotidianas.

Corvo, para nossa sanidade, é necessário uma dose de brasilidade para equilibrar.

Tome velho barreiro, coma torresmo e escute um samba das antigas!

Gargalhada Gargalhada

Veja, NÃO É PIADA.
Menos é mais, faz sentido essa hora. Temos que nos apegar a simplicidade (o que é diferente de culto a ignorância).

Temos que nos dedicar a alimentar nossa erudição, mas ao mesmo, sem perder a capacidade de conversar com o avô sobre aquela partida de futebol do brasileirão Gargalhada Gargalhada  
Proporcionar esses momentos de alegria as pessoas especiais, e contagiar-se com isso, também é uma forma de viver!

EDIT: Corrigi um erro de concordância.
"Paulistarum Terra Matter..."
Responda-o
#16
Está se sentindo desse jeito pq não entendeu uma parte fundamental de todo esse ensinamento da real e semelhantes: que se ele ficar armazenado apenas ao seu conhecimento racional, ele só servirá para alimentar o seu próprio ego. Por isso esse sentimento de estar deslocado.

Pense sobre isso.
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#17
Esse é um padrão dos tempos atuais, o cara pensa que pode discutir sobre tudo, desde vacinas de Covid, passando sobre armas e munições, novelas, mecãnica, etc., daí entra coisa supérflua misturada com conhecimentos mais profundos, uma surubagem da porra! São doses cavalares de dados e informações, o quanto de apreensão de conhecimento isto cria no indivíduo ZERO!

A simplificação das coisas não significa ser um alienado, que agora não quer 'saber de nada' mas sim saber separar a dimensão do que é fútil, daquilo que agrega valor para si.

Por vezes vale sair um pouco da dimensão da busca interior curtir um programa estilo hu3Br e dar uma volta na rua, ver umas gostosas passando, fumar um cigarro de R$1,00, conversar com os fiscais de ônibus na rua, como citado acima elo Bandera.

Você vai encontrar mais sabedoria genuína em um velhinho desses que trabalham no roçado do que nesses acadêmicos pau-no-cu que se jactam de ter lido obras literárias diversas e possuem títulos acadêmicos.
Responda-o
#18
(07-07-2021, 10:24 AM)Dark_Painter01 Escreveu: Vou recomendar o livro flores para Algernon. Tomei o conhecimento desse livro em algum blog de algum membro da real, não me lembro qual agora, mas era uma lista e esse era o primeiro.

Sinopse: Uma cirurgia revolucionária promete aumentar o QI do paciente. Charlie Gordon, um homem com deficiência intelectual severa, é selecionado para ser o primeiro humano a passar pelo procedimento. O experimento é um avanço científico sem precedentes, e a inteligência de Charlie aumenta tanto que ultrapassa a dos médicos que o planejaram. Entretanto, Charlie passa a ter novas percepções da realidade e começa a refletir sobre suas relações sociais e até o papel de sua existência.

Delicado, profundo e comovente, Flores para Algernon é um clássico da literatura norte-americana. A obra venceu o prêmio Nebula e inspirou o filme Os Dois Mundos de Charlie, ganhador do Oscar de Melhor Ator, um musical na Broadway e homenagens e referências em diversas mídias.

Já tentei ler ele algumas vezes, mas algo sempre acontecia e eu esquecia o livro de canto. O livro é contado como diário, a linguagem é simples (pelo menos em português, não cheguei a pegar a versão em inglês) e o autor usa de maneiras interessantes para nos mostrar o atual nível de inteligência do personagem principal

Voto neste livro também, o enredo me interessou bastante.
"Tudo o que te resta é o desenvolvimento pessoal." Mr. Rover 
Responda-o
#19
Iniciando, esse livro, disponível no link a seguir.

''Livro Negro da Revolução Francesa de 1789.''
https://docero.com.br/doc/x5158ex

Como não há tempo de ler todo santo dia, vai-se indo, por doses homeopáticas. Por enquanto muito bom.

Traz um estudo historiográfico detido sobre a revolução iluminista, tida como a mãe das democracias modernas, em especial, as europeias.
Nem tudo é tão ''bonito'' como as aulas de história do MEC tentam fazer parecer.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Votação para o 7° livro Melancton 11 515 23-11-2020, 10:02 PM
Última Postagem: Melancton
  Votação para o 6° livro Libertador 26 1,891 23-10-2020, 01:28 PM
Última Postagem: Gangster
  Clube do Livro - Votação do 5° livro Libertador 3 379 24-08-2020, 07:14 AM
Última Postagem: Cafamante
  Clube do Livro - Votação do 4° livro Libertador 9 971 29-07-2020, 02:22 PM
Última Postagem: Cafamante
  Clube do livro - Votação do 3° livro Libertador 12 1,225 11-06-2020, 02:53 PM
Última Postagem: Bastardo

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)