Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Moça do interior
#21
Evangélicas são as mais complicadas. Não é a toa que existe o ditado, "crente do cú quente".
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#22
(04-04-2021, 09:10 PM)Bilidequidi Escreveu: Evangélicas são as mais complicadas. Não é a toa que existe o ditado, "crente do cú quente".

Fala isso baseado em quê?
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#23
(04-04-2021, 09:35 PM)Merdingo Escreveu:
(04-04-2021, 09:10 PM)Bilidequidi Escreveu: Evangélicas são as mais complicadas. Não é a toa que existe o ditado, "crente do cú quente".

Fala isso baseado em quê?
O termo é auto-explicativo, tem a variante também, "crente da bunda quente".
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#24
(04-04-2021, 10:50 PM)Bilidequidi Escreveu:
(04-04-2021, 09:35 PM)Merdingo Escreveu: Fala isso baseado em quê?
O termo é auto-explicativo, tem a variante também, "crente da bunda quente".

Me referia à contextualização. Se já vivenciou alguma coisa que poderia contar.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#25
Aí já é outro tópico kkkkkk

Mas se por conta da mulher ser evangélica ela tem outros "complexos" na cabeça, outras especificidades? Muito provavelmente.

O que não acho que quer dizer que ela seja necessariamente pior ou melhor que outras mulheres (olha que nem saco pra mulher crente que fica com adoração pra todo lado o dia todo eu tenho...)

Então que na média geral, as crentes também são mulheres como quaisquer outras, assim como as caipiras que estamos relatando no tópico. Todas vão ter mais ou menos os mesmos problemas.

Acho que é esse o propósito, né? A mulher pode ser a mais virgem angelical criada em família perfeita... Que infelizmente algo pode fazer ela atender a seus instintos hipergâmicos mais sombrios.
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#26
A maior parte da vida eu morei em Capital de 10 milhões de habitantes (SP). Se contar a Grande SP, com os municípios do entorno, passa dos 20 milhões.
Durante algum tempo eu morei em cidades menores (500 mil hab) e passei um bom tempo em cidades com menos de 100 mil hab.
O que eu posso dizer é o seguinte:
Em cidades menores você tende a achar, NA MÉDIA, mulheres mais interessantes para relacionamento do que em cidades maiores. NA MÉDIA, que fique claro.
Mas é tipo assim: numa megalópole tem MENOS de 0,5% de mulheres para um relacionamento sério. Já no interior seria aí uns 5%. E OLHE LÁ.
Não pensem que é melhor que isso por que não é.
Mas que no interior é melhor, não tenham dúvidas. Principalmente por que nas grandes cidades a coisa está praticamente ACABADA. Degringolou FAZ TEMPO.
Cidadezinha de menos de 500 mil habitantes pra baixo todo mundo se conhece, o histórico da moça fica muito exposto.
Eu saia com uma menina qualquer pra um bar no meio da semana, no outro dia TODO MUNDO sabia.
Cidade grande a menina do bairro do lado pode frequentar casa de swing que ninguém sabe...
Responda-o
#27
E ai Confrades!

contribuindo para o tópico: em minha experiência, as mulheres do interior tem KM alto, e arrisco a dizer que as da capital são menos rodadas e menos exigentes. Sou da capital aqui no meu estado, mas possuo muitos colegas e amigos do interior. Já viajei algumas vezes para ir aquelas festas agropecuárias (em alguns estados é conhecido como "exposição") e ficava nas casas desses amigos e colegas e sempre entrosava com os grupos de amizade deles. 

Em TODAS as cidades que frequentei, TODAS os grupos de amizade que conheci, se tinha 10 mulheres e 10 homens, cada mulher já havia namorado pelo menos 2 caras e dado sem compromisso para mais 1 do grupo, fora outros grupos que frequentam. O troca troca de casal no interior é anos luz a frente da capital (ressaltando novamente, em minha experiência). Aqui a evidência é a seguinte: como a cidade é pequena e os grupos de amizade não são muitos e todos se encontram sempre no mesmo lugar para beber e divertir, acabam que se pegando.
Responda-o
#28
Vcs não sabem o que é cidade pequena e vem querer falar de moça do interior.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#29
Pra um possível casamento, lá pro futuro, uma adulta jovem do Interior será uma opção, já que as novinhas da minha cidade dificilmente irão abrir mão de 'sua liberdade' (pois já tem estadia local), e as suburbanas, provavelmente, vão querer caras da faixa etária delas.
Responda-o
#30
A moça do interior dos anos 1970/1980 não é a mesma dos 2020. Gargalhada

Sonhando com a exceção,  bela, recatada e do lar toda católica e prendada... Facepalm através da locução : moça do interior



Nem indio é indio nessa merda de país.... Houve uma violenta revolução cultural progressista/feminazista   

[Image: amp-FOTOS-INDIOS-REIVINDICANDO-RESPONS-P...04-015.JPG]

[Image: ERQ9aeLWkAANiCd.jpg]
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#31
"NEM ÍNDIO É ÍNDIO NESTA MERDA DE PAÍS " GargalhadaGargalhadaGargalhadaGargalhadaGargalhada
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#32
(05-04-2021, 08:09 PM)Bean Escreveu: Vcs não sabem o que é cidade pequena e vem querer falar de moça do interior.

Exatamente! Minha falecida avó morava em uma cidade de 14 mil hab. 

Mulherada lá esta EXATAMENTE igual aqui na capital. Festa, putaria, hipergamia, drogas...

Boa sorte pra quem fica.
Jet Sky < link

Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#33
Gente... não é 8 ou 80.

1) Mulherada de hoje EM GERAL é imprestável pra relacionamento, todo mundo já sabe.
2) Interior não é nenhum depósito de mulheres virtuosas e imaculadas. EM GERAL tá QUASE IGUAL cidade grande. Tem cidade que está até PIOR.
3) NA MINHA OPINIÃO se acha um pouco mais (só um pouco!) de famílias mais intactas e algumas mulheres interessantes. Mas é tipo 1 pra 10.000 na cidade e 5 pra 10.000 no interior. Isso significa que tem um MAR de mulheres vagabas, interesseira, hipergâmicas, rodadas, etc, etc, etc... pra onde quer que se vá.

O ponto é: NÃO VALE A PENA FICAR ESPERANDO/PROCURANDO.

O panorama é desolador pra quem procura relacionamento sério e construtivo, já tá mais que batido isso aqui. Se eu tivesse uns 20 e poucos anos, solteiro e o conhecimento que existe aqui de graça pra todo mundo, eu nem perderia tempo procurando mulher pra namoro-casamento, é quase impossível e só seria fonte de frustração. O negócio é investir no amor próprio e um estilo de vida à lá MGTOW mesmo.
Responda-o
#34
Definição de cidade do interior: Todo mundo é parente de todo mundo, isso acontece até uns 5k. Ai depois vem cidade pequena de 5k até uns 20k. Cidade grande pra mais de 50k.

Fonte: Minha cabeça.

E como o Gorlami disse a putaria é igual pra todo mundo.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#35
(07-04-2021, 08:30 PM)Bean Escreveu: Definição de cidade do interior: Todo mundo é parente de todo mundo, isso acontece até uns 5k. Ai depois vem cidade pequena de 5k até uns 20k. Cidade grande pra mais de 50k.

Fonte: Minha cabeça.

E como o Gorlami disse a putaria é igual pra todo mundo.

O problema é que eu também quero participar da putaria e ultimamente não to comendo ninguém
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#36
Já morei em cidade pequena, área rural e passei por vários estados, tanto interior, cidade grande e litoral, mas vou me ater ao assunto "Moças do Interior".

Depois das igrejas, acreditar que no interior existe alguma reserva moral de mulheres relacionáveis é uma das maiores bobagens que um homem pode acreditar.

Maioria das pessoas se conhecem, muitos são até parentes, cresceram juntos, estudaram juntos, não é raro a mulher encontrar com os ex da vida pelas ruas, mercados, vendas, etc.

Os pais até tentam (ou não) segurar um pouco a vadiagem inevitável das filhas mulheres pois quase todos sonham um futuro melhor para os filhos do que tiveram, estudar, viver na capital ou quem sabe no exterior, fazer um concurso, casar com um doutor ou engenheiro, ter uma boa profissão, ganhar mais dinheiro e quem sabe ajuda-los então evitam a todo custo que as mulheres da casa se exponham, criem intimidade com os locais embora isso seja praticamente impossível de se controlar, inevitavelmente acontece, cedo ou tarde.

O acesso a internet, youtube, redes sociais levou aos interiores o sincronismo cultural que faz as pessoas replicarem estilo de vida e comportamento que vemos em grandes capitais e até mesmo do exterior, de uma forma até mais histriônica, tanto que se em SP a moda é funk e pancadões, no interior você verá caminhonetes, carretas de som, funk, brega, bailes, putaria, drogas e qualquer coisa para fugir da monotonia e da mesma maneira pessoal mais jovem hj tem referências de facebook, instagram, youtubers, tiktokers.

Povo faz de tudo pra fugir da monotonia sempre que pode, principalmente os mais jovens, então a bagaceira é a mesma, até pior, musica ruim, bebidas, drogas, histrionismo, putaria, lembro de uma cidade que passei que a brisa do pessoal era ir pra praça da cidade, se juntar em volta dos carros com som de porta malas, beber, dançar, ficar com as novinhas, chapar... e não tem essa de classe social e esse era um dos poucos contextos pra conhecer a mulherada da cidade e hoje é funk, motos barulhentas, carros com som... mesma merda de SP, até pior pq todo mundo age assim, virou uma espécie de padrão só variando a cultura.

Quando não tem isso é um na casa do outro, resenhas, bebedeiras e é nessa que as moças se perdem com os locais, engravidam, ficam por ali mesmo, as mais espertas ou vão embora pras capitais ou tentam se arranjar com quem tem uma condição de vida melhor, filho de empresário, comerciante, funça, sitiante, fazendeiro, etc, seja em relacionamento sério ou efêmero pra aproveitar momento e ter status e os caras como não são trouxas, se aproveitam e dão pé na bunda pra algum otário assumir.

Junta um pouco da mentalidade dos pais de "ter que se dar bem na vida" com querer curtir a juventude, criando o mesmo sub-produto, vadias, mães solteiras, mulheres do mais baixo nível com o mesmo lado obscuro denso, histórico podre.

Desculpe estragar o sonho de achar uma panicat colona virgem, ingênua pra trepar no mato, fazer filho e ela lavar suas cuecas e viver como um amish.

Na verdade, na minha opinião, esse fetiche que beta tem com crente e moça do interior é uma forma de compensação na esperança de achar uma moça que não tenha tanta malícia, que seja ingênua e não contaminada com a modernidade que ele não conseguiu se adaptar, acha que isso facilitaria a administração de um relacionamento, que ela não o veria por valores superficiais, enfim, mas desculpe estragar teu fetiche, isso é tão real quanto saci perere, cuca, curupira e mãe solteira virgem.
Responda-o
#37
(07-04-2021, 08:47 PM)Merdingo Escreveu:
(07-04-2021, 08:30 PM)Bean Escreveu: Definição de cidade do interior: Todo mundo é parente de todo mundo, isso acontece até uns 5k. Ai depois vem cidade pequena de 5k até uns 20k. Cidade grande pra mais de 50k.

Fonte: Minha cabeça.

E como o Gorlami disse a putaria é igual pra todo mundo.

O problema é que eu também quero participar da putaria e ultimamente não to comendo ninguém



O verdadeiro problema é quando isso não é uma opção. Yaoming
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#38
(10-04-2021, 09:47 AM)Bean Escreveu:
(07-04-2021, 08:47 PM)Merdingo Escreveu: O problema é que eu também quero participar da putaria e ultimamente não to comendo ninguém



O verdadeiro problema é quando isso não é uma opção. Yaoming

Você não escolhe a putaria, a putaria escolhe você.  GargalhadaGargalhadaGargalhada
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)