Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Moça do interior
#1
Moça do interior
(Por Ice)

[Image: Er51OW3.jpg?2]

Pergunta: Na sua opinião, mulheres do interior são melhores para um relacionamento sério dos que as das capitais ou isso não tem influência significativa?

Resposta: Acho que a educação é o grande diferencial.
Pessoas criadas em famílias tradicionais, com pai e mãe presentes geralmente são mais educadas e tem um comprometimento maior com a família, são mais disciplinadas e tem um respeito maior por autoridades.

No interior não é raro que apenas o pai trabalhe e a mãe seja dona de casa. O problema não está no local onde a pessoa mora, claro que em cidade grande a pessoa está mais exposta à libertinagem mas se o pai e a mãe são presentes, dificulta bastante o acesso da pessoa a esse tipo de coisa.

Já se o pai e a mãe trabalham fora e a criança fica com a empregada, com a avó ou sendo educada pela Globosta, é muito mais fácil que desenvolva comportamentos perniciosos. Isso também independe de onde ela mora, ainda mais em tempos atuais, onde a internet é disseminada pelo Brasil inteiro.

No geral eu acho que meninas educadas em famílias tradicionais, preferencialmente com pai trabalhador e mãe dona de casa são melhores para relacionamento.

Comentário do Guardião: Tudo que o confrade Ice falou deve ser considerado mas, ao meu ver, o que faz toda a diferença para que uma pessoa seja elegível para relacionamento sério é seu caráter, e a presença ou não deste não fica oculta por muito tempo.
   
Esse tópico faz parte do projeto Segunda das Relíquias perdidas.
Responda-o
#2
kkkkkkkkkkk , na roça elas dão igual XUXU kkkkkkkkkkkkkk
Responda-o
#3
Uma comprometida (parecida com a Kelly Key no seu auge) do Interior, estava de passagem pela minha cidade (a conheci pelo 'Par Perfeito', meados de 2010), só não me deu os tímpanos e sem preservativo (sim, fiz essa loucura, é a inconsequência de adolescente / adulto jovem).
Responda-o
#4
Dizem que cidades do
interior tem muita mulher com aids. Eu não duvido.
Responda-o
#5
as minas do interior que eu me relacionei, se nao deram o cu de primeira, deram de segunda...

as aparencias enganam
Responda-o
#6
Pra mim, moça do interior virou mais uma lenda, só uma versão da Maria Exceção. Já ouvi moça estrangeira, moça oriental, moça do agreste, ex freira, índia amazonense...

Virou algo folclórico, kkkkk.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#7
Eu me mudei pro inteiror (mais ainda), por causa do trabalho e posso falar sobre o assunto, quando eu tiver saco eu volto aqui escrever.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#8
Mulher exceção do interior, lobisomem, Pé-grande, Chupa Cú de Goianinha...

Vamo lá, qual lenda mais?

Gargalhada Gargalhada
"Paulistarum Terra Matter..."
Responda-o
#9
Show.
Grande guardião resgatando essa verDADEIRA enciclopédia da Real, dos tempos que ainda se tinha dúvidas nos grupos sobre as incautas donzelas do interior.
Breve testemunho, de 2 ex-namoradas vindas do interior.. só não davam mais por falta de tempo, se os dias tivessem 50 horas, não teria sobrado Baralho pra postar no fórum.
E sendo que uma delas era compromissada e estava de passagem na capital pra fazer um curso, mas dava era aula entre quatro paredes.
Hoje essa lenda da roceira inocente não passa de ''Purple pill''.

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
#10
Aos poucos o Guarda está trazendo os Bkps dos antigos fóruns. E lá se vão 3 anos de postagens ininterruptas, alta dedicação e trabalho voluntariado.

Agregando: Não é possível colocar todos de uma vez por dois motivos.

1 - Triagem de todo o material. E isso requer um tempo considerável do organizador.

2 - O sistema dos outros fóruns são diferentes do nosso. Implementar diretamente no banco de dados é praticamente impossível. Ou seja, ficará um sistema abarrotado de bugs.
Responda-o
#11
O que eu pude observar, pelo menos na região onde moro, é que algumas mulheres do interior são mais propensas a querer constituir família, o sonho dourado de muito marmanjo daqui. Mas calma, eu vou explicar. 

Acontece que a cultura local é isso e a cidade em si não oferece opções de diversão e entretenimento como as capitais, então o que resta para as que tem menos condições financeiras e não são tão bonitas é o casamento e uns ranhentos  dentro de casa com uma vida medíocre.

Não é estranho no trajeto casa/trabalho eu ver um grupo de moçoilas com recém nascidos conversando na rua e tomando um ar. O sonho de qualquer beta iludido. 

As mais bonitas ou com melhores condições se escafedem da cidade com a desculpa da faculdade e nunca mais voltam. Ou quando voltam estão com uma penca de filhos e fodidas.

Dificilmente tem mulheres bonitas que estão solteiras e disponíveis que ficaram na cidade. Logo elas entram em um relacionamento com endinheirados, fazendeiros, banqueiros, políticos, isso quando todos estes atributos não estão em uma única família.

Na cabeça delas é visível as duas opções: um endinheirado pra se aposentar jovem ou dar no pé da cidade. A terceira opção fica com as menos favorecidas de beleza e dinheiro, está talvez sirva para o sonho doce tradicional.

Acontece que com a terceira opção, além de não ter muita beleza, também não tem dinheiro para ajudar em casa e a oferta de emprego é baixa e paga mal, logo é você quem banca. E mais, as que eu peguei eram cheias de exigências, por ser oferta escassa, o famoso "venha o reino até mim", contaminadas por novelas da globo, bbb e outras imbecilidades.

Ou seja, elas até entram no circo tradicional pra fazer pose social, mas você é quem se fode e paga tudo pra manter seu sonho de noiva. E o simples não serve!

E ainda tem mais um detalhe,  como a oferta de mulher é baixa, os homens ficam igual cachorro esfomeado atrás de carniça, não importa de é gorda, horrível,  comprometida, aidetica... todas são frequentemente assediadas. Por isso o ego é grande em todas sem exceção.

E nem preciso dizer que os endinheirados e com status comem as mulheres dos outros. Uma enorme putaria velada que ora ou outra é revelada, causa um escândalo por umas semanas, mas ninguém separa e logo tudo volta ao normal podendo rolar até almoço entre as famílias. 

Venham para o interior, as melhores mulheres estão aqui.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#12
Esqueci de concluir:

Puta por puta, pelo menos em cidades maiores existem mais opções, mais negociata e mais barganha. Muito mais oferta, inclusive sexo pago.

Quando dá errado com uma você terá uma infinidade de outras opções sem ninguém ficar sabendo, sem se queimar como em cidades menores que elas se unem pra dedurar os homens.

Desculpem partir corações.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#13
(03-04-2021, 11:12 AM)Merdingo Escreveu: O que eu pude observar, pelo menos na região onde moro, é que algumas mulheres do interior são mais propensas a querer constituir família, o sonho dourado de muito marmanjo daqui. Mas calma, eu vou explicar. 

Acontece que a cultura local é isso e a cidade em si não oferece opções de diversão e entretenimento como as capitais, então o que resta para as que tem menos condições financeiras e não são tão bonitas é o casamento e uns ranhentos  dentro de casa com uma vida medíocre.

Não é estranho no trajeto casa/trabalho eu ver um grupo de moçoilas com recém nascidos conversando na rua e tomando um ar. O sonho de qualquer beta iludido. 

As mais bonitas ou com melhores condições se escafedem da cidade com a desculpa da faculdade e nunca mais voltam. Ou quando voltam estão com uma penca de filhos e fodidas.

Dificilmente tem mulheres bonitas que estão solteiras e disponíveis que ficaram na cidade. Logo elas entram em um relacionamento com endinheirados, fazendeiros, banqueiros, políticos, isso quando todos estes atributos não estão em uma única família.

Na cabeça delas é visível as duas opções: um endinheirado pra se aposentar jovem ou dar no pé da cidade. A terceira opção fica com as menos favorecidas de beleza e dinheiro, está talvez sirva para o sonho doce tradicional.

Acontece que com a terceira opção, além de não ter muita beleza, também não tem dinheiro para ajudar em casa e a oferta de emprego é baixa e paga mal, logo é você quem banca. E mais, as que eu peguei eram cheias de exigências, por ser oferta escassa, o famoso "venha o reino até mim", contaminadas por novelas da globo, bbb e outras imbecilidades.

Ou seja, elas até entram no circo tradicional pra fazer pose social, mas você é quem se fode e paga tudo pra manter seu sonho de noiva. E o simples não serve!

E ainda tem mais um detalhe,  como a oferta de mulher é baixa, os homens ficam igual cachorro esfomeado atrás de carniça, não importa de é gorda, horrível,  comprometida, aidetica... todas são frequentemente assediadas. Por isso o ego é grande em todas sem exceção.

E nem preciso dizer que os endinheirados e com status comem as mulheres dos outros. Uma enorme putaria velada que ora ou outra é revelada, causa um escândalo por umas semanas, mas ninguém separa e logo tudo volta ao normal podendo rolar até almoço entre as famílias. 

Venham para o interior, as melhores mulheres estão aqui.

Kkkkkkk

Cara, nasci e moro no interior até hoje. É exatamente como você descreveu, sem tirar nem por.

A única ressalva que faço é sobre as moças de vida fácil. Não sei por que motivo, mas onde moro é possível encontrar mulher boa, bonita e barata, para alguns minutos de intercurso carnal.

Agora, sobre casamento e essas coisas; perfeito. 

Pobre do cara que ainda acalenta esse sonho de vir pro interior encontrar a sua exceção.
Responda-o
#14
@Per Onore deve ser porque a cidade é maior. Cidades realmente pequenas (de 5k a 10k) não tem prostitutas jovens porque todo mundo se conhece. A menos que seja puteiro de rodovia que tem pessoas de fora, mas daí se for muito próximo os santinhos e morais moradores da cidadela não vão pra nao darem bandeira para falatório. 

Vão nas cidades vizinhas, como eu faço também.

Daqui a pouco aparece o hombre de hielo para falar da tal família fachada.

Ademais, todos os que empreitaram casamento nestes moldes que falei acima estão gordos, carecas, com menos de 30 anos mas com aparência de 60. Financeiramente nem preciso falar como estão.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#15
Sim, aqui tem aproximadamente 50k de habitantes. Deve ser isso mesmo.

Dá pra esconder bem aqui, sem esse risco de ficar queimado na rodinha  Yaoming
Responda-o
#16
(03-04-2021, 02:52 PM)Merdingo Escreveu: @Per Onore deve ser porque a cidade é maior. Cidades realmente pequenas (de 5k a 10k) não tem prostitutas jovens porque todo mundo se conhece. A menos que seja puteiro de rodovia que tem pessoas de fora, mas daí se for muito próximo os santinhos e morais moradores da cidadela não vão pra nao darem bandeira para falatório. 

Vão nas cidades vizinhas, como eu faço também.

Daqui a pouco aparece o hombre de hielo para falar da tal família fachada.

Ademais, todos os que empreitaram casamento nestes moldes que falei acima estão gordos, carecas, com menos de 30 anos mas com aparência de 60. Financeiramente nem preciso falar como estão.

Estamos falando de moças do Interior e não da instituição. Aqui nesse fórum, família é tudo, se for a do @Jagunço ou a do @Tirano, nem se fala trollface

Isso que tu vê na tua região, é ilusão de ótica Yaoming
Responda-o
#17
(03-04-2021, 07:28 PM)Hombre de hielo Escreveu:
(03-04-2021, 02:52 PM)Merdingo Escreveu: @Per Onore deve ser porque a cidade é maior. Cidades realmente pequenas (de 5k a 10k) não tem prostitutas jovens porque todo mundo se conhece. A menos que seja puteiro de rodovia que tem pessoas de fora, mas daí se for muito próximo os santinhos e morais moradores da cidadela não vão pra nao darem bandeira para falatório. 

Vão nas cidades vizinhas, como eu faço também.

Daqui a pouco aparece o hombre de hielo para falar da tal família fachada.

Ademais, todos os que empreitaram casamento nestes moldes que falei acima estão gordos, carecas, com menos de 30 anos mas com aparência de 60. Financeiramente nem preciso falar como estão.

Estamos falando de moças do Interior e não da instituição. Aqui nesse fórum, família é tudo, se for a do @Jagunço ou a do @Tirano, nem se fala trollface

Isso que tu vê na tua região, é ilusão de ótica Yaoming

Veio rápido até.

Não disse que discordo..
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#18
Minha experiência é limitada por que nunca morei em cidade muito do interior. A minha atual é relativamente pequena, e também já morei em cidade grande, as poucas experiências foram as raras visitas quando ia no sítio visitar a família. Mas o que posso dizer é o seguinte, existem as moças de povoados e cidades satélites próximas que tem que vir pra cidade, seja por emprego, seja por faculdade, muitas vezes os dois.

Estou atualmente com uma delas. A criatura é longe de ser Maria Exceção (é mais safada que aparenta kkkk), mediana de beleza e como eu tenho um perfil que me destaca um pouco mais dos meus pares, digamos assim, acredito ter uma posição vantajosa enquanto o elo mais fraco fica do lado dela, o que pode balancear alguma tendência dela dar a doida.

Mas num relacionamento acho que é assim mesmo, quem tem mais a perder fica pianinho, a guerra da paixão só dá um sossego quando você tá com as rédeas na mão; eu tenho mais opções e ela sabe disso, pois já chegou a saber quem é minha ex (que é muito bonita por sinal) e ficou super mal com isso, descobri depois.

Acho que a balança de um relacionamento é essa mesma, você sempre tem que estar um passo a frente, se você tiver mais a perder a mulher vai abusar disso, pode ter certeza. As que não tem já corre esse risco, por isso durmo de olho aberto com essa. O bom dela é que ela não é morta da vida esperando um príncipe encantado, nem é uma feminazi carreirista forte e independente®. NO que isso vai dar? Se um dia ela despiroca de vez e faz uma loucura? Não faço a menor ideia, mas a gente leva as coisas como pode, até onde dar. Até agora não tive o que reclamar, gostei da dita cuja e até agora não me deu dores de cabeça, muito pelo contrário.

Mas voltando ao panorama geral, eu vejo que as mais bonitinhas podem não ser tão carreiristas quantos as locais (que já estão noutro nível de feminazismo), mas boa parte aqui tem síndrome de princesa, grande maioria metida, chata e arrogante, trata homens bem se for por simpatia pois só miram nos empresários e destacados da cidade. As mais feinhas tem algumas que são mais safadas, a prova de que as vezes um pai mais "grosseirão" ou "machista" pouco importa, elas arrumam um jeito de burlar assim que pisam fora de casa. Como elas tem menos opções e muito mais restrições nas suas devidas casas, quando vem pra uma cidade maiorzinha ficam bem mais "soltas", até por que acha homens que devem julgar ter mais alto valor que seus pares da roça. Também tem um bom número de mulheres medianas que sei pouco, são quase que completamente invisíveis, chuto um pouco de falta de aptidão social, ainda não se dão bem com o meio social. Muitas dessas devem se contentar em procurar os vaqueirinhos das suas localidades com suas caminhonetes e cavalos.

Enfim, tem algumas diferenças de trejeitos, da forma das interações, de liberdades, curiosidade de forma geral, mas mulher é mulher em todo lugar. Eu acho que no geral há menos mulheres radicalizadas e feminazis radicais do sovaco cabeludo e cabelo pintado/raspado, mas isso até as faculdades corromper boa parte. Ao menos aqui também o padrão de beleza a meu ver (gosto pessoal) também é menor, o que talvez contribua pra elas baixarem a bola, já que a concorrência com as locais é bem mais complicada. Mas exceções, definitivamente não há, o que vale para uma mulher local vale para uma "caipira".
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#19
E o perfil das mais feiosinhas é sempre muito parecido.

Geralmente elas tem ranço do pai porque é um velho asqueroso que vive nas bodegas da cidade (é a única coisa que tem em cidade pequena, bodegas) jogando baralho, fumando e bebendo pinga. Chega em casa aos trapos, ofende todo mundo e às vezes bate na muié.

A mãe geralmente não trabalha, não tem boca pra falar nada. Vive e viverá essa merda pra sempre, primeiramente pq não tem atitude mesmo, e segundo pq nem teria pra onde ir, visto que a maioria vendeu a roça e não sobrou nada.

Então vai você bem pimpão lá assumir o B.O. achando que se deu bem com a sua maria exceção interiorana e toma no meio do cu. Aceita uma cuié beeeem meia boca em prol famiglia felicce, e se depara com uma maluca complexada com a família e sem nem um puto de um real, que vai te exigir coisas que ela mesma não poderia pagar, mas que viu nas novelas da globo e no BBB.

Uma vida sossegada com estabilidade financeira, rolês esporádicos no final de semana? Não é suficiente. Tem que ter pedido oficial de namoro com direito a humilhação e não pode ser qualquer pedido, seja criativo. Depois tem o noivado, e claro, uma festa gigantesca de casamento de dar inveja às outras amigas feiosinhas. E não esqueça que quem casa, quer casa, então comece a planejar isso. Com sorte o filho vem antes, pra garantir o vínculo. Tudo isso em uns 2 anos E VOCÊ VAI PAGAR. VAI SIM.

E ai de você se não proporcionar, primeiramente porque ela estava muito bem sozinha (não sei como), e tem uma fila gigantesca de colonos apaixonados pra colocar ela num pedestal. E não importa se parecem um espantalho de plantação de abóbora e fedem sovaco. Quem dá mais, leva.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#20
(04-04-2021, 12:46 PM)Merdingo Escreveu: E o perfil das mais feiosinhas é sempre muito parecido.

Geralmente elas tem ranço do pai porque é um velho asqueroso que vive nas bodegas da cidade (é a única coisa que tem em cidade pequena, bodegas) jogando baralho, fumando e bebendo pinga. Chega em casa aos trapos, ofende todo mundo e às vezes bate na muié.

A mãe geralmente não trabalha, não tem boca pra falar nada. Vive e viverá essa merda pra sempre, primeiramente pq não tem atitude mesmo, e segundo pq nem teria pra onde ir, visto que a maioria vendeu a roça e não sobrou nada.

Então vai você bem pimpão lá assumir o B.O. achando que se deu bem com a sua maria exceção interiorana e toma no meio do cu. Aceita uma cuié beeeem meia boca em prol famiglia felicce, e se depara com uma maluca complexada com a família e sem nem um puto de um real, que vai te exigir coisas que ela mesma não poderia pagar, mas que viu nas novelas da globo e no BBB.

Uma vida sossegada com estabilidade financeira, rolês esporádicos no final de semana? Não é suficiente. Tem que ter pedido oficial de namoro com direito a humilhação e não pode ser qualquer pedido, seja criativo. Depois tem o noivado, e claro, uma festa gigantesca de casamento de dar inveja às outras amigas feiosinhas. E não esqueça que quem casa, quer casa, então comece a planejar isso. Com sorte o filho vem antes, pra garantir o vínculo. Tudo isso em uns 2 anos E VOCÊ VAI PAGAR. VAI SIM.

E ai de você se não proporcionar, primeiramente porque ela estava muito bem sozinha (não sei como), e tem uma fila gigantesca de colonos apaixonados pra colocar ela num pedestal. E não importa se parecem um espantalho de plantação de abóbora e fedem sovaco. Quem dá mais, leva.

O pior que é isso mesmo, essa descrição é muito verossímil, conheço casos assim na própria família pro lado mais interiorano.

Mas aí o realista está sempre entre a cruz e a espada: de um lado temos a carreirista que diz que que o salário dela é dela, e o do marido é dos dois, e temos a morta da vida, que você vai ter que bancar de todo jeito.

Se o cara olhar mulher do ponto de vista financeiro, quase sempre tá fudido, pois a interseção desses dois grupos (garota que se vira sem ser feminazi) é pequena e só tende a diminuir. E óbvio, não há exceções, mulher é mulher, é hipergâmica do mesmo jeito.

Triste daquele que achar que a tecnologia das redes sociais, internet e as novelas da Rede Esgoto não chegaram no interiorzão. Hoje em dia todas tem internet e smartphone, postando foto no Insta. E mesmo as isoladas, provavelmente vão ser tão mortas da vida quanto suas mães e vidinhas humildes.

É que nem achar que as crentinha são exceção, não existe perfil de mulher que esteja livre de ser um mau negócio.
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)