Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Traços físicos masculinos que todas as mulheres percebem
#21
(11-03-2021, 10:17 AM)Fernando_R1 Escreveu: Claro que tudo está correto, o problema aqui é colocar a mulher como a motivação central de se vestir bem;

Os textos são escritos dando a entender que você estará na rua, com seu terno sob medida, um bom relógio e óculos legal, daí automaticamente vai aparecer uma ruiva 10/10 que vai te dizer: Que gravata bonita, vamos para minha casa para você comer meu cu!

Vestir-se bem é bom por si só, não é por causa de mulher ...

Sim. Foi por isso que fiz esse post não para focar mulheres em si mesmo, o texto e só coisas que maioria dos homens não sabem, mais parece que temas de 

qualidades masculinas não necessariamente se vestir bem, e um tema muito sensível  para alguns membros daqui.
Responda-o
#22
Ah, meu amigo, tá de brincadeira? Como se já não bastasse o tanto de coisa que a gente tem que se preocupar na vida agora eu tenho que me preocupar em como as mulheres me veem, roupas e trejeitos, tipo de rosto, postura...?

Realmente é um tema muito sensível que beira a viadagem absoluta, só falta colocar artigos de coach quantico pra mudar nosso mindset... vai tomar no cu.

Bicho, sai da frente do computador e vai pro mundo saber como as coisas são de verdade, o que as mulheres querem de verdade (como se alguém soubesse) e para de ler revista capricho ou essas que você compra no caixa do mercado pra entreter coroa.

Você tá no Brasil, não tá em comédia romântica americana, vai lá vestir um terno sob medida e andar de peito estufado e olhar confiante no Brasil pra você ver se não vão te chamar de crente ou perguntar se tá indo fazer exame de fezes.

Bicho, até se eu sair na rua de máscara e pelado, segurando um babuíno no colo consigo o mesmo resultado, vão me olhar em um segundo, o resultado é o mesmo, não é garantia de comer ninguém.

É muito aleatório, os critérios são uma loucura, um pesadelo, elas querem tudo em um homem mas não querem nada com nada, ou seja, você fica louco tentando adivinhar como chamar atenção, como conquistar, como comer, como engatilhar um namoro, tentando adivinhar a combinação perfeita, que funciona de gente que tá nem ai, só quer curtir a vida e depois arrumar um trouxa pra ser porto seguro....

Enquanto você tá ai querendo se fantasiar de viadão elas tão dando até em colchão encardido pra malandro... elas querem isso ai, betas que ficam fazendo de tudo pra chamar atenção delas enquanto elas dão pra malandro que ta nem ai...a cadeia não muda.

Mais um post da série "Jogue sua dignidade no lixo por muié."
Responda-o
#23
Primeiro você está distorcendo que falei, e segundo o texto são pesquisas que comprovam suas eficácias e principalmente o foco e sempre 

melhorar a si mesmo, sem aparecer extravagante em resumo ser masculino. Se você quer ser gordo tetudo e se vestir como um mendigo é não

ser destacado no trabalho ou afins e ser sempre parecido com a manada problema é seu.
Responda-o
#24
Que tal esquecer esses assuntos de PUA e Lookismo, esquecer esses assuntos de muié muié muié muié e aprender a ser homem?

Se tem uma coisa que aprendi nessa vida é que não importa a roupa que você usa, o carro que você dirige, emprego que você tem, quanto você tem no banco, a merda da atuação que você faz pra impressionar os outros, se você for beta, sempre será visto como beta.

Agora se você for homem, não importa se você for feio, ou pobre, vão te ver como homem, com força interna, com atitude, com confiança real, e não apenas um beta pretensioso de peito estufado e terno se achando artista na banânia sendo que nem eles se vestem assim, até rico emulando dono de quebrada pq é estereótipo que tá em alta.

É tanto escravoceta nesse mundo que até malandro, playba tá passando deserto pela seletividade louca da mulherada que hoje só se atrai por superficialidade e estereótipo de caras que dedicam todo seu tempo pra BOBAGEM, aparência e superficialidades, vadias, falsos amigos, jogando tempo e dinheiro no ralo pra agradar esse povo.

Foda-se artigo, meu amigo, internet é 99% lixo, posso apresentar uma centena de artigos que dizem o oposto mas o que dita é a realidade de cada um, então não importa, nada se aplica a todos, é vasto, é aleatório, é um universo que não se resume a uma bosta de artigo.

Mas pelo que vi você quer nos ensinar algo, quer falar, quer influenciar e tá pouco se lixando pra opinião oposta, então é último texto que faço perdento tempo contigo.

Posso não ter vivido muito, mas vivi o bastante para entender certas coisas, passar por certas experiências que respaldam o que estou dizendo, também tive minha fase de se preocupar com isso, de intoxicar minha mente a ponto de quase ficar louco tentando me sincronizar com as expectativas dos outros, tentando me tornar ideal, perdi tempo pra caralho tentando impressionar mulher, tentando entender o que mulher queria, quebrando a cabeça pra saber como chamar atenção delas e melhorar minha aceitação.

Além de toda aleatoriedade que mensionei acima, vivemos em tempos de valores invertidos, de pura superficialidade, em que você tem que jogar sua honra, sua personalidade no lixo e ser outra pessoa pra ser aceito por gente que não está nem ai pra sua existência e não se esforça 1% pra entender o que você quer, seus sentimentos, suas expectativas, sua personalidade, sua vida.

Ou você é realista ou abraça essas ideias ai, os dois não dá.

Eu to pouco me fodendo pra como as mulheres me veem, to pouco me fodendo pra impressionar os outros, amizades superficiais e expectativas de uma sociedade que tá nem ai pra mim, eu sou o que sou e ponto final.

Só que tua mente doentinha ainda quer crer que esses artigos estão certos e quem fala contra é gordo tetudo.

Boa sorte, você vai longe.
Responda-o
#25
(11-03-2021, 11:03 PM)Rick O\Connell Escreveu: Primeiro você está distorcendo que falei, e segundo o texto são pesquisas que comprovam suas eficácias e principalmente o foco e sempre 

melhorar a si mesmo, sem aparecer extravagante em resumo ser masculino. Se você quer ser gordo tetudo e se vestir como um mendigo é não

ser destacado no trabalho ou afins e ser sempre parecido com a manada problema é seu.

Gargalhada  Vejam os  Iraquianos após as dicas de @Rick O'Connell





Usam maquiagem e fazem dancinha viril...



Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#26
[Image: g44zu.jpg]

















[Image: 200.gif]
Responda-o
#27
Você agradava muito as mulheres e agora que sabe a verdade está revoltado? Fiz post sobre detalhes da aparência que está ligado a autoestima

tem varias pesquisas que comprova que está tudo ligado,  como você tá nem ai para artigos que comprava fatos é se esquece que foram pesquisas

de homens que descobriu fatos e comprovações a tal verdade das mulheres que você tanto esta revoltado.
Responda-o
#28
(11-03-2021, 11:43 PM)Rick O\Connell Escreveu: Você agradava muito as mulheres e agora que sabe a verdade está revoltado? Fiz post sobre detalhes da aparência que está ligado a autoestima tem varias pesquisas que comprova que está tudo ligado,  como você tá nem ai para artigos que comprava fatos é se esquece que foram pesquisas de homens que descobriu fatos e comprovações a tal verdade das mulheres que você tanto esta revoltado.

Sempre a mesma conversa fiada...mesmo blablabla de revista capricho.

"Artigos que comprova fatos"... puta merda Facepalm

Gargalhada

Você é demais, vou dormir.
Responda-o
#29
(11-03-2021, 11:43 PM)Rick O\Connell Escreveu: Você agradava muito as mulheres e agora que sabe a verdade está revoltado? Fiz post sobre detalhes da aparência que está ligado a autoestima

tem varias pesquisas que comprova que está tudo ligado,  como você tá nem ai para artigos que comprava fatos é se esquece que foram pesquisas

de homens que descobriu fatos e comprovações a tal verdade das mulheres que você tanto esta revoltado.

Enfia a tanga no cu e rebola sua bicha doida. 

A evolução é pra ti, não pros outros. Nem pras outras. Comece evoluindo seu português e depois suas leituras.

E vai tomar no cu. Escandalosa.
Responda-o
#30
Bom então seguimos com texto.

Scientific American: como as roupas influenciam nosso desempenho 
O que você usa pode influenciar suas habilidades de pensamento e negociação, e até mesmo níveis hormonais e frequência cardíaco

O velho conselho de se vestir para o trabalho que você quer, não o trabalho que você tem, pode ter raízes em mais do que simplesmente como os outros o percebem — muitos estudos mostram que as roupas que você usa podem afetar seu desempenho mental e físico. Embora tais descobertas sobre a chamada cognição enclothed sejam principalmente de pequenos estudos em laboratório que ainda não foram replicados ou investigados no mundo real, um corpo crescente de pesquisas sugere que há algo biológico acontecendo quando colocamos uma roupa snazzy e nos sentimos como uma nova pessoa.
Se você quer ser uma pessoa de grandes ideias no trabalho, vestir-se. Um artigo realizado em agosto de 2015 em Ciências Psicológicas e Personalidades Sociais pediu aos sujeitos que se transformassem em roupas formais ou casuais antes dos testes cognitivos. O uso de trajes formais de negócios aumentou o pensamento abstrato — um aspecto importante da criatividade e estratégias de longo prazo. Os experimentos sugerem que o efeito está relacionado a sentimentos de poder.
Roupas informais podem doer nas negociações. Em um estudo relatado em dezembro de 2014 no Journal of Experimental Psychology: General, os sujeitos do sexo masculino usavam seus duds habituais ou eram colocados em um terno ou em suor. Então eles se envolveram em um jogo que envolvia negociar com um parceiro. Aqueles que se vestiram obtiveram negócios mais rentáveis do que os outros dois grupos, e aqueles que se vestiram mal tinham níveis mais baixos de testosterona.
 Em pesquisa publicada em julho de 2012 no Journal of Experimental Social Psychology,os sujeitos cometeram metade dos erros em uma tarefa que exige atenção ao usar um jaleco branco. Em outra tarefa de atenção, aqueles que disseram que seu jaleco era um casaco de médico com melhor desempenho do que aqueles que foram informados de que era um jaleco de pintor ou aqueles que apenas viram um casaco de médico em exposição. —Matthew Hutson
Inspirados por descobertas de que lutadores de combate vencedores nos Jogos Olímpicos de 2004 tinham usado vermelho com mais frequência do que azul, pesquisadores investigaram os efeitos fisiológicos do uso dessas cores. Conforme relatado em fevereiro de 2013 no Journal of Sport and Exercise Psychology, eles emparelharam 28 atletas do sexo masculino de idade e tamanho semelhantes, que competiram um contra o outro uma vez enquanto vestiam uma camisa vermelha e novamente vestindo azul. Em comparação com os lutadores de azul, aqueles que usavam vermelho foram capazes de levantar um peso mais pesado antes da luta e tiveram maiores batimentos cardíacos durante a partida — mas eles não eram mais propensos a serem vitoriosos. —Tori Rodriguez
Tentar muito parecer afiado pode sair pela culatra. Quando as mulheres vestiam óculos de sol caros e eram informadas que as especificações eram falsas, ao contrário de quando pensavam que eram reais, elas trapaceavam mais frequentemente em experimentos de laboratório com pagamentos em dinheiro. Óculos de sol falsos também pareciam fazer as mulheres verem o comportamento dos outros como suspeito. Os autores do estudo, publicado em maio de 2010 na revista Psychological Science,teorizam que óculos falsificados aumentam o comportamento antiético fazendo com que seus usuários se sintam menos autênticos. —M.H.
O EFEITO TÊNIS VERMELHOS.
Não é novidade para ninguém que julgamos os outros com base em suas roupas. Em geral, estudos que investigam esses julgamentos acham que as pessoas preferem roupas que correspondam às expectativas — cirurgiões em esfregões, meninos de azul — com uma notável exceção. Uma série de estudos publicados em um artigo em junho de 2014 no Journal of Consumer Research explorou as reações dos observadores às pessoas que quebraram as normas estabelecidas apenas ligeiramente. Em um cenário, um homem em um caso de gravata preta era visto como tendo maior status e competência ao usar uma gravata borboleta vermelha. Os pesquisadores também descobriram que a valorização da singularidade aumentou a audiência dos membros do status e competência de um professor que usava tênis Converse vermelho enquanto dava uma palestra.
Os resultados sugerem que as pessoas julguem esses pequenos desvios da norma como positivos porque sugerem que o indivíduo é poderoso o suficiente para arriscar os custos sociais de tais comportamentos. —T.R.
Responda-o
#31
(12-03-2021, 12:40 AM)Rick O\Connell Escreveu: Bom então seguimos com texto.


O que você usa pode influenciar suas habilidades de pensamento e negociação, e até mesmo níveis hormonais e frequência cardíaco

O velho conselho de se vestir para o trabalho que você quer, não o trabalho que você tem, pode ter raízes em mais do que simplesmente como os outros o percebem — muitos estudos mostram que as roupas que você usa podem afetar seu desempenho mental e físico. Embora tais descobertas sobre a chamada cognição enclothed sejam principalmente de pequenos estudos em laboratório que ainda não foram replicados ou investigados no mundo real, um corpo crescente de pesquisas sugere que há algo biológico acontecendo quando colocamos uma roupa snazzy e nos sentimos como uma nova pessoa.
Se você quer ser uma pessoa de grandes ideias no trabalho, vestir-se. Um artigo realizado em agosto de 2015 em Ciências Psicológicas e Personalidades Sociais pediu aos sujeitos que se transformassem em roupas formais ou casuais antes dos testes cognitivos. O uso de trajes formais de negócios aumentou o pensamento abstrato — um aspecto importante da criatividade e estratégias de longo prazo. Os experimentos sugerem que o efeito está relacionado a sentimentos de poder.
Roupas informais podem doer nas negociações. Em um estudo relatado em dezembro de 2014 no Journal of Experimental Psychology: General, os sujeitos do sexo masculino usavam seus duds habituais ou eram colocados em um terno ou em suor. Então eles se envolveram em um jogo que envolvia negociar com um parceiro. Aqueles que se vestiram obtiveram negócios mais rentáveis do que os outros dois grupos, e aqueles que se vestiram mal tinham níveis mais baixos de testosterona.
 Em pesquisa publicada em julho de 2012 no Journal of Experimental Social Psychology,os sujeitos cometeram metade dos erros em uma tarefa que exige atenção ao usar um jaleco branco. Em outra tarefa de atenção, aqueles que disseram que seu jaleco era um casaco de médico com melhor desempenho do que aqueles que foram informados de que era um jaleco de pintor ou aqueles que apenas viram um casaco de médico em exposição. —Matthew Hutson
Inspirados por descobertas de que lutadores de combate vencedores nos Jogos Olímpicos de 2004 tinham usado vermelho com mais frequência do que azul, pesquisadores investigaram os efeitos fisiológicos do uso dessas cores. Conforme relatado em fevereiro de 2013 no Journal of Sport and Exercise Psychology, eles emparelharam 28 atletas do sexo masculino de idade e tamanho semelhantes, que competiram um contra o outro uma vez enquanto vestiam uma camisa vermelha e novamente vestindo azul. Em comparação com os lutadores de azul, aqueles que usavam vermelho foram capazes de levantar um peso mais pesado antes da luta e tiveram maiores batimentos cardíacos durante a partida — mas eles não eram mais propensos a serem vitoriosos. —Tori Rodriguez
Tentar muito parecer afiado pode sair pela culatra. Quando as mulheres vestiam óculos de sol caros e eram informadas que as especificações eram falsas, ao contrário de quando pensavam que eram reais, elas trapaceavam mais frequentemente em experimentos de laboratório com pagamentos em dinheiro. Óculos de sol falsos também pareciam fazer as mulheres verem o comportamento dos outros como suspeito. Os autores do estudo, publicado em maio de 2010 na revista Psychological Science,teorizam que óculos falsificados aumentam o comportamento antiético fazendo com que seus usuários se sintam menos autênticos. —M.H.
O EFEITO TÊNIS VERMELHOS.
Não é novidade para ninguém que julgamos os outros com base em suas roupas. Em geral, estudos que investigam esses julgamentos acham que as pessoas preferem roupas que correspondam às expectativas — cirurgiões em esfregões, meninos de azul — com uma notável exceção. Uma série de estudos publicados em um artigo em junho de 2014 no Journal of Consumer Research explorou as reações dos observadores às pessoas que quebraram as normas estabelecidas apenas ligeiramente. Em um cenário, um homem em um caso de gravata preta era visto como tendo maior status e competência ao usar uma gravata borboleta vermelha. Os pesquisadores também descobriram que a valorização da singularidade aumentou a audiência dos membros do status e competência de um professor que usava tênis Converse vermelho enquanto dava uma palestra.
Os resultados sugerem que as pessoas julguem esses pequenos desvios da norma como positivos porque sugerem que o indivíduo é poderoso o suficiente para arriscar os custos sociais de tais comportamentos. —T.R.

Scientific American: como as roupas influenciam nosso desempenho 

Ruge
Responda-o
#32
Masculinismo Suave, autoestima é tudo!

Minha testosterona foi lá pro dedão do pé só de ler esse tópico.

[Image: bb84ee88f9bb5a914641b3a8e8e3a5fd.gif]
Responda-o
#33
(12-03-2021, 12:40 AM)Rick O\Connell Escreveu: Bom então seguimos com texto.

Scientific American: como as roupas influenciam nosso desempenho 
O que você usa pode influenciar suas habilidades de pensamento e negociação, e até mesmo níveis hormonais e frequência cardíaco

O velho conselho de se vestir para o trabalho que você quer, não o trabalho que você tem, pode ter raízes em mais do que simplesmente como os outros o percebem — muitos estudos mostram que as roupas que você usa podem afetar seu desempenho mental e físico. Embora tais descobertas sobre a chamada cognição enclothed sejam principalmente de pequenos estudos em laboratório que ainda não foram replicados ou investigados no mundo real, um corpo crescente de pesquisas sugere que há algo biológico acontecendo quando colocamos uma roupa snazzy e nos sentimos como uma nova pessoa.
Se você quer ser uma pessoa de grandes ideias no trabalho, vestir-se. Um artigo realizado em agosto de 2015 em Ciências Psicológicas e Personalidades Sociais pediu aos sujeitos que se transformassem em roupas formais ou casuais antes dos testes cognitivos. O uso de trajes formais de negócios aumentou o pensamento abstrato — um aspecto importante da criatividade e estratégias de longo prazo. Os experimentos sugerem que o efeito está relacionado a sentimentos de poder.
Roupas informais podem doer nas negociações. Em um estudo relatado em dezembro de 2014 no Journal of Experimental Psychology: General, os sujeitos do sexo masculino usavam seus duds habituais ou eram colocados em um terno ou em suor. Então eles se envolveram em um jogo que envolvia negociar com um parceiro. Aqueles que se vestiram obtiveram negócios mais rentáveis do que os outros dois grupos, e aqueles que se vestiram mal tinham níveis mais baixos de testosterona.
 Em pesquisa publicada em julho de 2012 no Journal of Experimental Social Psychology,os sujeitos cometeram metade dos erros em uma tarefa que exige atenção ao usar um jaleco branco. Em outra tarefa de atenção, aqueles que disseram que seu jaleco era um casaco de médico com melhor desempenho do que aqueles que foram informados de que era um jaleco de pintor ou aqueles que apenas viram um casaco de médico em exposição. —Matthew Hutson
Inspirados por descobertas de que lutadores de combate vencedores nos Jogos Olímpicos de 2004 tinham usado vermelho com mais frequência do que azul, pesquisadores investigaram os efeitos fisiológicos do uso dessas cores. Conforme relatado em fevereiro de 2013 no Journal of Sport and Exercise Psychology, eles emparelharam 28 atletas do sexo masculino de idade e tamanho semelhantes, que competiram um contra o outro uma vez enquanto vestiam uma camisa vermelha e novamente vestindo azul. Em comparação com os lutadores de azul, aqueles que usavam vermelho foram capazes de levantar um peso mais pesado antes da luta e tiveram maiores batimentos cardíacos durante a partida — mas eles não eram mais propensos a serem vitoriosos. —Tori Rodriguez
Tentar muito parecer afiado pode sair pela culatra. Quando as mulheres vestiam óculos de sol caros e eram informadas que as especificações eram falsas, ao contrário de quando pensavam que eram reais, elas trapaceavam mais frequentemente em experimentos de laboratório com pagamentos em dinheiro. Óculos de sol falsos também pareciam fazer as mulheres verem o comportamento dos outros como suspeito. Os autores do estudo, publicado em maio de 2010 na revista Psychological Science,teorizam que óculos falsificados aumentam o comportamento antiético fazendo com que seus usuários se sintam menos autênticos. —M.H.
O EFEITO TÊNIS VERMELHOS.
Não é novidade para ninguém que julgamos os outros com base em suas roupas. Em geral, estudos que investigam esses julgamentos acham que as pessoas preferem roupas que correspondam às expectativas — cirurgiões em esfregões, meninos de azul — com uma notável exceção. Uma série de estudos publicados em um artigo em junho de 2014 no Journal of Consumer Research explorou as reações dos observadores às pessoas que quebraram as normas estabelecidas apenas ligeiramente. Em um cenário, um homem em um caso de gravata preta era visto como tendo maior status e competência ao usar uma gravata borboleta vermelha. Os pesquisadores também descobriram que a valorização da singularidade aumentou a audiência dos membros do status e competência de um professor que usava tênis Converse vermelho enquanto dava uma palestra.
Os resultados sugerem que as pessoas julguem esses pequenos desvios da norma como positivos porque sugerem que o indivíduo é poderoso o suficiente para arriscar os custos sociais de tais comportamentos. —T.R.

Batimentos cadiacos, hormônios, jogo, parceiro, tênis vermelho, gravata borboleta vermelha, negociar com parceiro...

Rick lendo esse artigo:



Responda-o
#34
(12-03-2021, 12:40 AM)Rick O\Connell Escreveu: O EFEITO TÊNIS VERMELHOS.
Os pesquisadores também descobriram que a valorização da singularidade aumentou a audiência dos membros do status e competência de um professor que usava tênis Converse vermelho enquanto dava uma palestra.

Agora que li essa merda inteira.

hauhauhauhauah

O efeito tênis vermelhos. 

"PESQUISADORES" descobriram... kkkkkkkk. Quais pesquisadores? como Descobriram? O cara usava ALL STAR VERMELHO. Porra[Image: tenis-converse-all-star-chuck-taylor-ver...rontal.jpg]
Porra!!!!!!! kkkkkkk
Responda-o
#35
não li as postagens

achei muito gay esse topico, com todo o respeito.

pensamento feminino - de ser passivo ao ponto de analisar a reação de uma pessoa em relação a nossa aparencia


Esse mindset de que poderiamos melhorar para termos reações positivas de outras pessoas por si só é anti-atraente


mas a minha observação diz que as mulheres preferem traços comportamentais masculinos (postura que denote força e segurança, higiene e vocabulario de acordo com o nível dela)

a questão é:

voce pode se vestir feito um vida loca, botar um juliet e andar numa moto de 30 mil reais e vai pegar mulher pra caralho

voce pode usar um terninho e andar de aston martin e ter um shape foda e vai pegar mulher para caralho


qual é o denominador comum entre esses 2 individuos?

e qual é a diferença das mulheres que eles atraem?

e qual é o tipo de mulher que você gostaria de se relacionar?

sua postura, sua auto estima são coerentes com esse tipo de mulher? Você acha que deve mudar para pegar uma mulher ou a que vier para voce sendo voce mesmo ta bom?


sao perguntas que nao existem resposta definitivas, cada um deve responde-las e viver a propria vida da melhor maneira possivel
Responda-o
#36
O tema PRA MIM é relevante, mas essa abordagem de revista capricho é uma bosta mesmo.
O que eu já percebi na PRÁTICA e é verdade MESMO é que as mulheres avaliam o corpo do homem em fração de segundo.
Formato muito esguio de ombros estreitos (frango) ou de kibe (gordo) com aquela cintura lotada de banha a mulherada ignora mesmo.
Formato triangulo, ombros largos, braços fortes, barriga marcada tem OUTRO tratamento da mulherada... completamente diferente.
MUITÍSSIMO interessante é prestar atenção na interação das mulheres entre elas. Além de olhar para o cara, ela olha para as outras mulheres pra ver se elas estão olhando/reparando/medindo E passando sinais de interesse/repulsa. Tem uma linguagem não-verbal entre elas muito intensa.
Para os gordos-frangos elas agem como eles nem estivessem por perto, são completamente invisíveis.
Para os mais sheipados começam a se mexer, alteram o tom (e o volume) da voz, se apalpam...
Sei disso pois já fui frangão-braço-fino e agora tô no final de um ciclo de EA com resultados (estéticos) MUITO BONS.
Responda-o
#37
(11-03-2021, 11:31 PM)Minerim Escreveu:
(11-03-2021, 11:03 PM)Rick O\Connell Escreveu: Primeiro você está distorcendo que falei, e segundo o texto são pesquisas que comprovam suas eficácias e principalmente o foco e sempre 

melhorar a si mesmo, sem aparecer extravagante em resumo ser masculino. Se você quer ser gordo tetudo e se vestir como um mendigo é não

ser destacado no trabalho ou afins e ser sempre parecido com a manada problema é seu.

Gargalhada  Vejam os  Iraquianos após as dicas de @Rick O'Connell





Usam maquiagem e fazem dancinha viril...




Diria que é o baile de favela iraquiano   Yaoming
Responda-o
#38
(12-03-2021, 04:07 PM)Berzerk Escreveu: O tema PRA MIM é relevante, mas essa abordagem de revista capricho é uma bosta mesmo.
O que eu já percebi na PRÁTICA e é verdade MESMO é que as mulheres avaliam o corpo do homem em fração de segundo.
Formato muito esguio  de ombros estreitos (frango) ou de kibe (gordo) com aquela cintura lotada de banha a mulherada ignora mesmo.
Formato triangulo, ombros largos, braços fortes, barriga marcada tem OUTRO tratamento da mulherada... completamente diferente.
MUITÍSSIMO interessante é prestar atenção na interação das mulheres entre elas. Além de olhar para o cara, ela olha para as outras mulheres pra ver se elas estão olhando/reparando/medindo E passando sinais de interesse/repulsa. Tem uma linguagem não-verbal entre elas muito intensa.
Para os gordos-frangos elas agem como eles nem estivessem por perto, são completamente invisíveis.
Para os mais sheipados começam a se mexer, alteram o tom (e o volume) da voz, se apalpam...
Sei disso pois já fui frangão-braço-fino e agora tô no final de um ciclo de EA com resultados (estéticos) MUITO BONS.

Muitos aqui alegariam que você fez ciclo para pegar mulher. Mais o que você falou é verdade o tratamento é visivelmente diferente, mesmo o natural com anos de academia já faz diferença com maioria da população, um leigo que não intende pensa que você tomou anabolizantes.
Responda-o
#39
(12-03-2021, 07:47 PM)Rick O\Connell Escreveu:
(12-03-2021, 04:07 PM)Berzerk Escreveu: O tema PRA MIM é relevante, mas essa abordagem de revista capricho é uma bosta mesmo.
O que eu já percebi na PRÁTICA e é verdade MESMO é que as mulheres avaliam o corpo do homem em fração de segundo.
Formato muito esguio  de ombros estreitos (frango) ou de kibe (gordo) com aquela cintura lotada de banha a mulherada ignora mesmo.
Formato triangulo, ombros largos, braços fortes, barriga marcada tem OUTRO tratamento da mulherada... completamente diferente.
MUITÍSSIMO interessante é prestar atenção na interação das mulheres entre elas. Além de olhar para o cara, ela olha para as outras mulheres pra ver se elas estão olhando/reparando/medindo E passando sinais de interesse/repulsa. Tem uma linguagem não-verbal entre elas muito intensa.
Para os gordos-frangos elas agem como eles nem estivessem por perto, são completamente invisíveis.
Para os mais sheipados começam a se mexer, alteram o tom (e o volume) da voz, se apalpam...
Sei disso pois já fui frangão-braço-fino e agora tô no final de um ciclo de EA com resultados (estéticos) MUITO BONS.

Muitos aqui alegariam que você fez ciclo para pegar mulher. Mais o que você falou é verdade o tratamento é visivelmente diferente, mesmo o natural com anos de academia já faz diferença com maioria da população, um leigo que não intende pensa que você tomou anabolizantes.

intende
intende
intende
intende
intende

[Image: _3dtext2gif_thrmikhigprf.gif]
[Image: 604bf73cd31d6456747039.gif]

Isso, investe na aparência, quem sabe teu analfabetismo se torna irrelevante pra muierada.
Responda-o
#40
Só passei pra dar o strike.

Esse tipo de tópico copia-cola deveria ser ignorado, mas...

Um aviso aos desavisados que entram aqui só pra ler as coisas: 

Antes de se basearem em teorias de internet, façam o teste na prática e vejam aquilo que dá certo pra ti. Assim vocês evitam de perder o tempo de vocês, o de quem lê as invenções da imaginação e dos que mantém esse local funcionando.

Sem mais.
Louvado seja o SENHOR, minha rocha; ele treina minhas mãos para a guerra e dá a meus dedos habilidade para a batalha. Ele é meu aliado infalível e minha fortaleza, minha torre segura e meu libertador. Ele é meu escudo, em quem me refugio; faz as nações se sujeitarem a mim. Salmos 144:1-2

強さと名誉と尊厳
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 7 Visitante(s)