Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Como lidar com gente estúpida?
#41
eu to trabalhando no setor privado, to de ferias... trabalho de casa e so tenho contato com uma engenheira que é minha chefe (ela e legal)

mas tem q ser que nem o batman... nao pode ficar acomodado com um empreguinho que paga o suficiente para pagar contas... de dia vc é o empregado, e de noite vc ta em gothan city combatendo o mal.... fazendo o seu corre para se livrar da maldição da subordinação

eu posso ganhar 100 mil por mes, se eu for empregado de alguem e seguir ordens, depender de panelas (sendo conivente e simpatico com vacas de RH), eu nunca serei feliz

O segredo, pelo menos oq a minha pouca idade e experiencia sugerem, é ser cara fechada. Ser o cara que ngm brinca, nem o chefe brinca contigo... falar sempre olho no olho e nunca falar sobre sua vida (nunca falar de roles, do dia que voce chapou o globo e nem do dia que você arrumou briga por causa de putas....).

A mulherada no ambiente corporativo sente a necessidade de ser amiga de todos.... elas parecem ser legais no começo mas é uma faca de dois gumes. Você não pode criar intimidade com elas ao ponto de fazer piadinhas e coisas do genero, pq elas gostam de pisar em vc nos momentos mais inesperados. Lidar com mulheres se assemelha a ser um equilibrista do circo de solei : se vc ir para o lado da frieza absoluta, ela vai tentar puxar seu tapete; se voce for muito amiguinho e legal, ela vai pisar em você na frente do chefe (o feminismo faz com que as mulheres sintem necessidade de se provar mais valorosa que você para os seus chefes... elas te veem como um rival no contexto de trabalho). Em suma: ser equilibrado. Conversar sem se comprometer, almoçar junto mas nunca dando brecha (isso e o mais dificil: com o tempo a gente sempre da uma brecha)


Lidar com pessoas é complicado. Se voce nao nasceu para ser empregado dos outros, voce sempre vai se sentir deslocado... Essa condição suga nossas energias, nao conseguimos ser que nem os herois da mitologia grega que faziam esforços herculeos porque nao estamos seguindo o nosso proposito... Quando se trata de fazer minha empresa e minha produção independente, eu consigo tirar forças do alem... dormir 4 h por dia e virar noite estudando ou desenhando... para trabalhar pros outros eu nao sinto essa disposição. Vejo isso como um recado do além para eu seguir o meu rumo
Responda-o
#42
O bagulho é louco mesmo, não adianta chorar, e se começar a fumar, com remédios e na cachaça será pior ainda. Aceite como as coisas são e trabalhe para fazer o seu e se importar somente com a sua parte. Isso será a sua bolha de conforto ali. Mandar alguns vagabundos tomar no cú costuma ajudar tbm. Seu trabalho vc faz decentemente, e quem não faz... ou atrasa o seu, você está totalmente no direito de começar a esculhambar tbm, de cobrar... e se for para ganhar inimizade, amém! Por que vc vai querer ser amigo de encostado e da peixada? Eu já lidei com muitos deles, são uns vermes.
Se vc faz o seu, vc não precisa abaixar a cabeça e se for necessário vc ridiculariza com os folgados mesmo, dá alfinetadas e tudo mais.... eles não merecem o seu respeito.
Você tem que buscar fazer o melhor, carregar a empresa... mas até onde eles são camaradas e se esforçam, se não for para ser assim, que baixem do barco. Se vc é chefe do setor, vale mandar advertência e os escambau tbm. Vc tem que exigir produtividade. Seja moderadamente gente boa, mas saiba se impor tbm, dar alfinetadas, saber sua posição e ter noção do seu merecimento. Vc não pode deixar vermes te atrasar.

Agora isso se eles são realmente folgados, e se forem a minoria, nem vale a pena se estressar, só queima mesmo.
Responda-o
#43
O seu relato foi bastante agregador, camarada @Merdingo .
Assim como você e outros confrades, o meu sentimento é o mesmo.
Só não fumo e não bebo, o que dependendo do ponto de vista é pior, pois são duas formas de dar uma relaxada a menos, Gargalhada

Não há um lugar sequer que você possa ir e ficar tranquilo.
Seja o local que for, há sempre um aglomerado (sem trocadilhos) de futilidades, inutilidades, idiotismo, pessoas histéricas e mimadas, homens feministos, novinhas lacradoras e balzacas empoderadas.

Sendo honesto, quando faço uma reflexão do que você disse (que é o que eu também penso), me vem na hora um personagem chamado Henry Chinaski, alter ego do glorioso Bukowski.
Talvez seja por isso que eu goste tanto dele, assim como o camarada @Héracles.

As pessoas dão náuseas, não consigo trocar uma ideia de 10 minutos sequer, puta que o pariu.
Já diria o velho Buk, "eu não odeio as pessoas, mas prefiro quando elas não estão por perto". E tome-lhe whisky e cigarro Gargalhada


O que estou tentando fazer - sem sucesso - é me alienar o máximo possível.
Sem redes sociais, sem informações de pandemia, política e o caralho.

É aquilo, quanto mais você adquire conhecimento e percepção de mundo, mais ranzinza e triste você vai ficando.

"É tudo um aglomerado de merda" - Chinaski
Mateus 21:22
Responda-o
#44
Parte desse problema é causado porque existe um péssimo hábito no ambiente corportativo, e em todos os ambientes de trabalho, de associar o lado social a competência do indivíduo, só que isso quase nunca funciona, porque trabalhos que exigem da sua mente, inevitavelmente vão exigir concentração e uma certa dose de anti-sociabilidade.

O problema, é que pelo que vejo nos relatos, ser anti-social, mesmo que seja para trabalhar, acaba sendo algo ruim. Eu nunca passei por isso pessoalmente no meu serviço, mas passei na faculdade, não consegui emprego, e acho que por não me adequar a panelinha ajudou nisso, isso que eu tive sorte de nem frequentar um ambiente realmente lacrador.

Mas o meu ponto é que, eu tenho esperança que um dia, e talvez esse dia nem esteja tão longe, seja possível separar sociabilidade de competência, prestar um serviço sem nem precisar se identificar, usando alguma espécie de blockchain para isso.

Assim como em uma blockchain você não precisa saber quem está enviando dinheiro para você, e ninguém vai saber que foi você que enviou dinheiro para tal pessoa, eu sonho com um dia onde seja possível prestar um serviço de forma absolutamente anônima, sem precisar vestir uma máscara social e as vezes até política.

E eu acho que talvez esse dia nem esteja tão distante, porque a tecnologia para isso já existe, e do meu ponto de vista, o que não falta, é gente de saco cheio de precisar vestir uma máscara social para por comida da mesa.

Claro que o governo vai detestar isso, mas também detestou bitcoin e cia, e não conseguiram barrar as moedinhas radicais da internet.

De qualquer forma, sonhar é de graça.
Responda-o
#45
(10-03-2021, 08:56 PM)hjr_10 Escreveu: O seu relato foi bastante agregador, camarada @Merdingo .
Assim como você e outros confrades, o meu sentimento é o mesmo.
Só não fumo e não bebo, o que dependendo do ponto de vista é pior, pois são duas formas de dar uma relaxada a menos, Gargalhada

Não há um lugar sequer que você possa ir e ficar tranquilo.
Seja o local que for, há sempre um aglomerado (sem trocadilhos) de futilidades, inutilidades, idiotismo, pessoas histéricas e mimadas, homens feministos, novinhas lacradoras e balzacas empoderadas.

Sendo honesto, quando faço uma reflexão do que você disse (que é o que eu também penso), me vem na hora um personagem chamado Henry Chinaski, alter ego do glorioso Bukowski.
Talvez seja por isso que eu goste tanto dele, assim como o camarada @Héracles.

As pessoas dão náuseas, não consigo trocar uma ideia de 10 minutos sequer, puta que o pariu.
Já diria o velho Buk, "eu não odeio as pessoas, mas prefiro quando elas não estão por perto". E tome-lhe whisky e cigarro Gargalhada


O que estou tentando fazer - sem sucesso - é me alienar o máximo possível.
Sem redes sociais, sem informações de pandemia, política e o caralho.

É aquilo, quanto mais você adquire conhecimento e percepção de mundo, mais ranzinza e triste você vai ficando.

"É tudo um aglomerado de merda" - Chinaski

Verdade. A questão vai muito além do trabalho. Interfere em amizades, família, grupos de whats. Cansei de falar que deletei instagram e Facebook porque não aguentava mais. 

Não me sinto um grande intectualizado, mas pqp. Tem gente que força a barra demais. Com essa história do "Lula livre" então, os vermelhos enrustidos mostraram as garras. 

Mas enfim. Tento levar a serio mais os ensinamentos e o que a galera passa, mas também não da certo. 

Uma coisa é  certa. Cortei amizades com esquerdopatas, perdi "grandes" amigos, mas ganhei mais saúde. Que amizade era essa? Me questiono. Amigos são para compartilhar momentos bons e ruins, mas quando os ruins acontecem por fato externo e não voluntario.

E passei a falar na cara. Ajuda muito também. Penso dessa forma e foda-se. Não vou eu ficar me enrustido num emaranhado de lixo.

Então, sigamos em frente. Conhecer é causa de dor. Volta e meia da vontade de se manter na ignorância. Mas não conseguimos. Aceitemos quem somos e pronto. 

O resto,  é RESTO
Responda-o
#46
Li esse tópico por cima na segunda-feira e tratei como um assunto que não me interessava muito. Hoje, sexta- feira ocorreu algo em meu trabalho que me fez enxergar de maneira totalmente diferente, vou relatar.

Trabalho com contabilidade, atualmente fico no Departamento Pessoal, atendemos diversos clientes, no momento administro mais de 300 funcionários de diversas empresas diferentes e muito provavelmente não ganho nem metade do que você tira.

Temos um cliente em questão, o cara é super ignorante, trata todos os funcionários aqui como lixos, desrespeita até mesmo o contador, que é meu chefe e dono do escritório. Além de tudo é daquele tipo de cara burro que sempre acha estar na razão.

Na semana passada ele pediu pra eu fazer a demissão de uma moça para o mesmo dia, ele se direcionou a mim da seguinte forma: "Quero a demissão da fulana, aviso prévio indenizado para hoje". (demissões demoram um certo tempo para fazer pois precisamos levantar informações). Até ai tudo bem, fiz a rescisão e mandei no dia.

Hoje ele me liga dizendo que precisa da demissão da mesma funcionária para semana que vem Não entendi

Na maior calma do mundo, expliquei que já havia sido oficializada e as informações já haviam sido enviadas para o governo, para abrir uma retificação seria um processo demorado. Ele se alterou, disse que não havia pedido nada, me xingou de incompetente, gritou pra eu arrumar na mesma hora e desligou na minha cara. Provavelmente ele mudou de ideia sobre a data da rescisão e não teve coragem de assumir, porém isso não vem ao caso.

Expliquei a situação pro meu chefe na ilusão de que ele faria alguma coisa para que o ciente não saísse impune pela maneira que falou comigo, a resposta dele foi que se ele perder o cliente ele perde dinheiro e no final mandou eu fazer o que o cara pediu.

Eu poderia me demitir ou até pedir para meu chefe me mandar embora? Com certeza... Mas e daqui um mês, quando as contas chegassem, eu teria dinheiro para pagar? Não sei...

A conclusão que tiro disso é que existem certas coisas na vida que simplesmente não temos controle e não há nada que possamos fazer para reverter, é simplesmente aceitar, seguir em frente e sobreviver. 

Pelo que eu entendi você atua na área pública, provável que tenha estabilidade, então aproveita e mete o foda-se pra tudo que te aborreça, você nunca vai ser demitido mesmo GargalhadaGargalhada
Responda-o
#47
(12-03-2021, 02:29 PM)Shelby Escreveu: Li esse tópico por cima na segunda-feira e tratei como um assunto que não me interessava muito. Hoje, sexta- feira ocorreu algo em meu trabalho que me fez enxergar de maneira totalmente diferente, vou relatar.

Trabalho com contabilidade, atualmente fico no Departamento Pessoal, atendemos diversos clientes, no momento administro mais de 300 funcionários de diversas empresas diferentes e muito provavelmente não ganho nem metade do que você tira.

Temos um cliente em questão, o cara é super ignorante, trata todos os funcionários aqui como lixos, desrespeita até mesmo o contador, que é meu chefe e dono do escritório. Além de tudo é daquele tipo de cara burro que sempre acha estar na razão.

Na semana passada ele pediu pra eu fazer a demissão de uma moça para o mesmo dia, ele se direcionou a mim da seguinte forma: "Quero a demissão da fulana, aviso prévio indenizado para hoje". (demissões demoram um certo tempo para fazer pois precisamos levantar informações). Até ai tudo bem, fiz a rescisão e mandei no dia.

Hoje ele me liga dizendo que precisa da demissão da mesma funcionária para semana que vem Não entendi

Na maior calma do mundo, expliquei que já havia sido oficializada e as informações já haviam sido enviadas para o governo, para abrir uma retificação seria um processo demorado. Ele se alterou, disse que não havia pedido nada, me xingou de incompetente, gritou pra eu arrumar na mesma hora e desligou na minha cara. Provavelmente ele mudou de ideia sobre a data da rescisão e não teve coragem de assumir, porém isso não vem ao caso.

Expliquei a situação pro meu chefe na ilusão de que ele faria alguma coisa para que o ciente não saísse impune pela maneira que falou comigo, a resposta dele foi que se ele perder o cliente ele perde dinheiro e no final mandou eu fazer o que o cara pediu.

Eu poderia me demitir ou até pedir para meu chefe me mandar embora? Com certeza... Mas e daqui um mês, quando as contas chegassem, eu teria dinheiro para pagar? Não sei...

A conclusão que tiro disso é que existem certas coisas na vida que simplesmente não temos controle e não há nada que possamos fazer para reverter, é simplesmente aceitar, seguir em frente e sobreviver. 

Pelo que eu entendi você atua na área pública, provável que tenha estabilidade, então aproveita e mete o foda-se pra tudo que te aborreça, você nunca vai ser demitido mesmo GargalhadaGargalhada

Em certos momentos, tem que "tocar de lado" mesmo.

É normal, infelizmente, termos que lidar com isso as vezes. Mas dar chilique e jogar o emprego fora (sem alternativa) por causa disso, só se você tiver retaguarda financeira (dai pode chutar o balde). Mas dificilmente alguém tem, sobre tudo, os mais novos.

Então, é isso ai.
"Paulistarum Terra Matter..."
Responda-o
#48
No Mundo de hoje temos que criar uma Casca, que não é o mesmo que levar desaforos dos outros. Tenho feito isso nas áreas mais obrigatórias, com menos autonomia pessoal, mas no caso de amigos , família e mulheres  ajo com mais autonomia pessoal e posso tacar o fodasse qd necessário e conveniente. O que me dá alguma tranquilidade é isso. Trabalho e negócios têm que ter mais adaptação e pragmatismo, pois caso façamos o que queremos nos prejudicamos muitas vezes. O foda a meu ver é qd o cara leva tudo da mesma forma, em todos os âmbitos, vai ficar ansioso e puto da vida(já ocorreu comigo),o livro as 48 leis do poder me ajudou muito ,como tb o livro mais esperto que o diabo, comecei a raciocinar mais, a ver o copo mais cheio do que vazio. Diminuiu a criação de problemas.
Responda-o
#49
Já mandei a real e vou mandar de novo, enquanto não houver uma forma absolutamente imparcial baseada e blockchain de contratação, essa merda não muda.
O mesmo vale para o sistema jurídico mundial. Já que ambos estão aliados.
Responda-o
#50
(12-03-2021, 02:29 PM)Shelby Escreveu: Li esse tópico por cima na segunda-feira e tratei como um assunto que não me interessava muito. Hoje, sexta- feira ocorreu algo em meu trabalho que me fez enxergar de maneira totalmente diferente, vou relatar.

Trabalho com contabilidade, atualmente fico no Departamento Pessoal, atendemos diversos clientes, no momento administro mais de 300 funcionários de diversas empresas diferentes e muito provavelmente não ganho nem metade do que você tira.

Temos um cliente em questão, o cara é super ignorante, trata todos os funcionários aqui como lixos, desrespeita até mesmo o contador, que é meu chefe e dono do escritório. Além de tudo é daquele tipo de cara burro que sempre acha estar na razão.

Na semana passada ele pediu pra eu fazer a demissão de uma moça para o mesmo dia, ele se direcionou a mim da seguinte forma: "Quero a demissão da fulana, aviso prévio indenizado para hoje". (demissões demoram um certo tempo para fazer pois precisamos levantar informações). Até ai tudo bem, fiz a rescisão e mandei no dia.

Hoje ele me liga dizendo que precisa da demissão da mesma funcionária para semana que vem Não entendi

Na maior calma do mundo, expliquei que já havia sido oficializada e as informações já haviam sido enviadas para o governo, para abrir uma retificação seria um processo demorado. Ele se alterou, disse que não havia pedido nada, me xingou de incompetente, gritou pra eu arrumar na mesma hora e desligou na minha cara. Provavelmente ele mudou de ideia sobre a data da rescisão e não teve coragem de assumir, porém isso não vem ao caso.

Expliquei a situação pro meu chefe na ilusão de que ele faria alguma coisa para que o ciente não saísse impune pela maneira que falou comigo, a resposta dele foi que se ele perder o cliente ele perde dinheiro e no final mandou eu fazer o que o cara pediu.

Eu poderia me demitir ou até pedir para meu chefe me mandar embora? Com certeza... Mas e daqui um mês, quando as contas chegassem, eu teria dinheiro para pagar? Não sei...

A conclusão que tiro disso é que existem certas coisas na vida que simplesmente não temos controle e não há nada que possamos fazer para reverter, é simplesmente aceitar, seguir em frente e sobreviver. 

Pelo que eu entendi você atua na área pública, provável que tenha estabilidade, então aproveita e mete o foda-se pra tudo que te aborreça, você nunca vai ser demitido mesmo GargalhadaGargalhada

Não acho que você seja obrigado a ouvir esse tipo de coisa. Você devia ter colocado o cliente folgado no lugar dele. Não é porque é cliente que pode te tratar como um moleque. Seu chefe não gostaria? Foda-se. O importante é que o folgado provavelmente pensaria duas vezes antes de falar merda com você novamente. Um homem metido a valentão só respeita outro homem com colhões pra dizer o que é preciso. Se for submisso assim por medo de perder o emprego, o mundo vai passar em cima de você como um trator.
Responda-o
#51
(12-03-2021, 02:29 PM)Shelby Escreveu: Li esse tópico por cima na segunda-feira e tratei como um assunto que não me interessava muito. Hoje, sexta- feira ocorreu algo em meu trabalho que me fez enxergar de maneira totalmente diferente, vou relatar.

Trabalho com contabilidade, atualmente fico no Departamento Pessoal, atendemos diversos clientes, no momento administro mais de 300 funcionários de diversas empresas diferentes e muito provavelmente não ganho nem metade do que você tira.

Temos um cliente em questão, o cara é super ignorante, trata todos os funcionários aqui como lixos, desrespeita até mesmo o contador, que é meu chefe e dono do escritório. Além de tudo é daquele tipo de cara burro que sempre acha estar na razão.

Na semana passada ele pediu pra eu fazer a demissão de uma moça para o mesmo dia, ele se direcionou a mim da seguinte forma: "Quero a demissão da fulana, aviso prévio indenizado para hoje". (demissões demoram um certo tempo para fazer pois precisamos levantar informações). Até ai tudo bem, fiz a rescisão e mandei no dia.

Hoje ele me liga dizendo que precisa da demissão da mesma funcionária para semana que vem Não entendi

Na maior calma do mundo, expliquei que já havia sido oficializada e as informações já haviam sido enviadas para o governo, para abrir uma retificação seria um processo demorado. Ele se alterou, disse que não havia pedido nada, me xingou de incompetente, gritou pra eu arrumar na mesma hora e desligou na minha cara. Provavelmente ele mudou de ideia sobre a data da rescisão e não teve coragem de assumir, porém isso não vem ao caso.

Expliquei a situação pro meu chefe na ilusão de que ele faria alguma coisa para que o ciente não saísse impune pela maneira que falou comigo, a resposta dele foi que se ele perder o cliente ele perde dinheiro e no final mandou eu fazer o que o cara pediu.

Eu poderia me demitir ou até pedir para meu chefe me mandar embora? Com certeza... Mas e daqui um mês, quando as contas chegassem, eu teria dinheiro para pagar? Não sei...

A conclusão que tiro disso é que existem certas coisas na vida que simplesmente não temos controle e não há nada que possamos fazer para reverter, é simplesmente aceitar, seguir em frente e sobreviver. 

Pelo que eu entendi você atua na área pública, provável que tenha estabilidade, então aproveita e mete o foda-se pra tudo que te aborreça, você nunca vai ser demitido mesmo GargalhadaGargalhada

Já tive o desprazer de trabalhar com gente assim, entretanto eu prefiro "fazer o boi sangrar primeiro do que matar logo". 

Era numa empresa de contabilidade, eu era técnico recém-formado. E o chefe do local era bem filho da puta pra encher o saco com as coisas mais imbecis, tipo abrir a caixa de e-mail dele por "medo de pegar vírus no computador" e me enchia de perguntas idiotas. E eu como não sou muito paciente com as pessoas, eu deixava ele falando sozinho, o que deixava ele bem puto da vida.

Sabendo disso ele começava a gritar e me chamar de incompetente, falava que "gente preguiçosa tinha mais que se fuder". E eu comecei a devolver as palhaçadas dele. O estopim que causou a minha demissão foi quando ele deu um murro no computador dele, que fez parar de funcionar, daí pediu pra eu arrumar. Como não tinha mais solução, falei que era somente outro pois não tinha condições de arrumar. Ele começou a me diminuir, dizendo que "qualquer um pega em diploma hoje em dia" e eu simplesmente respondi: "verdade, qualquer um consegue ser promovido pra gerir negócios hoje em dia, até mesmo pessoas com baixo intelecto". Ele ficou tão puto comigo que quase me acertou com uma caneca de café que estava na mesa. Até hoje eu queria que tivesse me acertado, pois aquilo seria meu passe pra botar no rabo dele um belo processo, mas tive que me contentar apenas com uma demissão sem justa causa mesmo.

Então, meu caro, a lição que eu te dou é: nunca deixe que montem em você. Por mais que as contas venham no outro mês, ainda sim, com ou sem emprego as contas sempre virão e nada vai pagar a paz interna dentro de ti, mesmo que você passe por aperto no fim do mês, ainda sim é necessário ter postura e nunca abaixar a cabeça pra vagabundo sem moral, mesmo na situação mais adversa. Porém não é pra ser burro e descuidado hein, não tô dizendo aqui que nego tem que reagir a assalto ou coisa assim, mas ser inteligente e ao mesmo tempo corajoso. Não é tarefa fácil, entretanto.

Abraço
Louvado seja o SENHOR, minha rocha; ele treina minhas mãos para a guerra e dá a meus dedos habilidade para a batalha. Ele é meu aliado infalível e minha fortaleza, minha torre segura e meu libertador. Ele é meu escudo, em quem me refugio; faz as nações se sujeitarem a mim. Salmos 144:1-2

強さと名誉と尊厳
Responda-o
#52
Primeira vez que vejo um tópico render sem falar de cuié ou trash topics.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#53
(12-03-2021, 09:31 PM)A6M Zero Escreveu:
(12-03-2021, 02:29 PM)Shelby Escreveu: Li esse tópico por cima na segunda-feira e tratei como um assunto que não me interessava muito. Hoje, sexta- feira ocorreu algo em meu trabalho que me fez enxergar de maneira totalmente diferente, vou relatar.

Trabalho com contabilidade, atualmente fico no Departamento Pessoal, atendemos diversos clientes, no momento administro mais de 300 funcionários de diversas empresas diferentes e muito provavelmente não ganho nem metade do que você tira.

Temos um cliente em questão, o cara é super ignorante, trata todos os funcionários aqui como lixos, desrespeita até mesmo o contador, que é meu chefe e dono do escritório. Além de tudo é daquele tipo de cara burro que sempre acha estar na razão.

Na semana passada ele pediu pra eu fazer a demissão de uma moça para o mesmo dia, ele se direcionou a mim da seguinte forma: "Quero a demissão da fulana, aviso prévio indenizado para hoje". (demissões demoram um certo tempo para fazer pois precisamos levantar informações). Até ai tudo bem, fiz a rescisão e mandei no dia.

Hoje ele me liga dizendo que precisa da demissão da mesma funcionária para semana que vem Não entendi

Na maior calma do mundo, expliquei que já havia sido oficializada e as informações já haviam sido enviadas para o governo, para abrir uma retificação seria um processo demorado. Ele se alterou, disse que não havia pedido nada, me xingou de incompetente, gritou pra eu arrumar na mesma hora e desligou na minha cara. Provavelmente ele mudou de ideia sobre a data da rescisão e não teve coragem de assumir, porém isso não vem ao caso.

Expliquei a situação pro meu chefe na ilusão de que ele faria alguma coisa para que o ciente não saísse impune pela maneira que falou comigo, a resposta dele foi que se ele perder o cliente ele perde dinheiro e no final mandou eu fazer o que o cara pediu.

Eu poderia me demitir ou até pedir para meu chefe me mandar embora? Com certeza... Mas e daqui um mês, quando as contas chegassem, eu teria dinheiro para pagar? Não sei...

A conclusão que tiro disso é que existem certas coisas na vida que simplesmente não temos controle e não há nada que possamos fazer para reverter, é simplesmente aceitar, seguir em frente e sobreviver. 

Pelo que eu entendi você atua na área pública, provável que tenha estabilidade, então aproveita e mete o foda-se pra tudo que te aborreça, você nunca vai ser demitido mesmo GargalhadaGargalhada

Já tive o desprazer de trabalhar com gente assim, entretanto eu prefiro "fazer o boi sangrar primeiro do que matar logo". 

Era numa empresa de contabilidade, eu era técnico recém-formado. E o chefe do local era bem filho da puta pra encher o saco com as coisas mais imbecis, tipo abrir a caixa de e-mail dele por "medo de pegar vírus no computador" e me enchia de perguntas idiotas. E eu como não sou muito paciente com as pessoas, eu deixava ele falando sozinho, o que deixava ele bem puto da vida.

Sabendo disso ele começava a gritar e me chamar de incompetente, falava que "gente preguiçosa tinha mais que se fuder". E eu comecei a devolver as palhaçadas dele. O estopim que causou a minha demissão foi quando ele deu um murro no computador dele, que fez parar de funcionar, daí pediu pra eu arrumar. Como não tinha mais solução, falei que era somente outro pois não tinha condições de arrumar. Ele começou a me diminuir, dizendo que "qualquer um pega em diploma hoje em dia" e eu simplesmente respondi: "verdade, qualquer um consegue ser promovido pra gerir negócios hoje em dia, até mesmo pessoas com baixo intelecto". Ele ficou tão puto comigo que quase me acertou com uma caneca de café que estava na mesa. Até hoje eu queria que tivesse me acertado, pois aquilo seria meu passe pra botar no rabo dele um belo processo, mas tive que me contentar apenas com uma demissão sem justa causa mesmo.

Então, meu caro, a lição que eu te dou é: nunca deixe que montem em você. Por mais que as contas venham no outro mês, ainda sim, com ou sem emprego as contas sempre virão e nada vai pagar a paz interna dentro de ti, mesmo que você passe por aperto no fim do mês, ainda sim é necessário ter postura e nunca abaixar a cabeça pra vagabundo sem moral, mesmo na situação mais adversa. Porém não é pra ser burro e descuidado hein, não tô dizendo aqui que nego tem que reagir a assalto ou coisa assim, mas ser inteligente e ao mesmo tempo corajoso. Não é tarefa fácil, entretanto.

Abraço

Lembrei de uma contabilidade cujo a mulher me fez atravessar a cidade de SP para arrumar a bosta do PC que ela disse pro atendimento que não ligava e quando cheguei estava desplugado da tomada.

Hoje em dia é a primeira coisa que perguntam no atendimento Gargalhada.
Responda-o
#54
simplesmente ignoro
só trabalho pelo dinheiro, não pela companhia
mas tenho tido sorte de ter colegas razoáveis nos últimos anos
na época em que não tinha, trocava de lotação ou mesmo de cargo
Responda-o
#55
Obrigado a todos os confrades pelos conselhos. Certamente eu teria o colocado no lugar em outras circunstâncias, porém ele tava gritando e eu teria que alterar meu tom também, sem contar que ele desligou na minha cara, não ia perder meu tempo retornando a ligação.

Em resumo eu contei pro meu chefe, ele me passou o que fazer e eu fiz. Mas antes mandei um e-mail para este cliente contendo todas as provas de que eu estava correto na situação com prints de conversas via WhatsApp onde ele fazia as primeiras solicitações que eu havia mencionado.

Existem certas pessoas na vida tão burras e ignorantes que não vale a pena o estresse, as vezes é melhor deixar o universo cuidar. Este cliente em questão tem 2 funcionárias e pretendia demitir uma. Hoje mesmo pela manhã esse cliente me informou que era pra cancelar a rescisão pois a outra funcionária dele acabou ficando grávida e ele não vai poder demitir nenhuma das duas de qualquer forma. Ele se fodeu muito por que a empresa dele tava quebrando e ia fechar e agora além de não pode demitir ninguém, pra poder fechar a empresa precisa pagar indenização pra funcionária grávida.
Responda-o
#56
(05-03-2021, 04:30 PM)Merdingo Escreveu: Não vou sair fora, sou concursado, ganho bem em vista da situação econômica atual e preciso de grana pra pagar as contas.

Se eu não precisasse de grana ja tinha vazado.

Já trabalhei em empresa privada tbm, já fui microempreendedor, mas minha experiência foi diferente, a ponto de vir para o setor público como última opção.

Enfim, pelo visto é envelhecer nisso aqui mesmo.

Uma parte já foi solucionada pelo Minerim " Estupidez no brasil é tabuada. A rotina deixa a sensibilidade calejada diante da repetição ou cinismo, tem que ver a retardadice a granel com humor."

É isso ai e ponto final, a rotina caleja a sensibilidade (essa semana fiz um relatório com uma comissão e o pensamento foi "bom no nosso não vai ficar") olhando por um lado um absurdo olhando pelo outro estávamos estritamente na lei. " A retardadice a granel com humor" é isso mesmo não tem muito o que comentar em cima disso, de retardado achando que tem a mente brilhante e reiventando a roda despejando toneladas de asneiras se não levar no humor perecerá pois isso não tem fim.

Agora na minha opinião a sua grande dificuldade é porque caiu no limbo, não encontra muito sentido no que faz e em contrapartida tem essa experiência no setor privado que se tornou uma barreira na qual não está disposto a enfrentar. Pense você poderia estar pior ao menos exerce a faculdade que estudou e possui um título no qual consegue lucrar algumas cocotas por ai.

O problema é que você está preso, e cercado de gente estúpida e pior que isso medíocres, mesquinhas e idiotas no sentido mais pejorativo que essas palavras possuem. Quando precisam fazer algo não fazem, quando é algo simples de resolver dramatizam a situação e não fazem, nada anda e nada funciona.

Todos trabalham de menos e dizem que trabalham demais, todos fazem tudo mas no ninguém faz nada e nessa escrotidão vc precisa andar com eles, faça o simples, o básico e nada mais nada menos.

Jogue o jogo deles, você não vai conseguir vencê-los, você não tem para onde fugir, você está cercado e sempre ficará cercado e viverá nessa angústia de toda hora responder o pedido de um prazo absurdo, negar um favor escroto de um terceiro, embargar uma obra de um salafrário e toda estupidez que você já conhece.

Faça o básico, quando alguém chega com algo absurdo apenas concorde, diga que vai ver o que dá pra fazer e deixa no lado e toque a vida. Entre no jogo e jogue junto o dano causado pelo estresse na saúde a longo prazo vai te fuder e vai todo mundo dar risada.

O teu problema é esse "envelhecer nisso aqui" é necessário buscar forças para ou mudar e partir para outra ou ficar e se tornar mais uma engrenagem na roda, o que não tem nada de errado nisso apenas precisa aprender o jogo para não se fuder, a falta de perpesctiva de crescimento, valorização, "ajudar a cidade", agradecimento e reconhecimento. A falta de alguém para poder compartilhar uma conversa minimamente decente, a falta de um porquê maior que a remuneração, nem que seja um objetivo daqui a X anos, te faz ir mais fundo nesse estado de indecisão, incerteza, indefinição.

Busque algo concreto para fazer, com perspectiva de remuneração a longo prazo. Mecânica, horta, conservas. Vendedor de carro para terceiros, análise de terrenos, consultorias de papeladas de casas... é necessário estar no trabalho pensando em algo produtivo fora dali. O serviço vira mecanizado, automático a cabeça fica vazia se não tiver o que pensar/fazer não tem muita salvação.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#57
Creio que um uma boa meta a longo prazo para tornar isso tudo tolerável é buscar a independência financeira o mais rápido possível, ao menos isso me motiva.
Responda-o
#58
Reale esse pensamento é aceitável quando você ganha R$ 800 reais mensal.

Agora o caso do Mendingo ele já possui uma independência financeira, já ganha seus tostões para morar sozinho, comprar carro, moto, fechar puteiro, beber até morrer e todas essas coisas que as pessoas buscam e a real incentiva como "Desenvolvimento Pessoal".

O problema é e agora ? Continuar aqui e ficar aqui pro resto da vida ?

E nós temos aqui o fator "real" são anos lendo relatos, ouvindo histórias, observando as merdas dos colegas de trabalho, conhecidos, familiares que acham um momozim, casam e vivem para isso. Não há o sonho de encontrar um grande amor, toda a possibilidade de achar uma moça minimamente decente foram retiradas com anos de leitura de materiais, tópicos e outros.

Além disso trabalha em algo que gosta, que estudou, que se formou o tal "trabalha na área". Talvez se mudasse de área seria mais feliz, mas a felicidade custa quanto ? Até que ponto viver a ilusão em busca de algo perfeito?

O balanço é positivo porém vejo esse efeito colateral causado no companheiro.

Teoricamente é tudo bonito, você continua evoluindo, progredindo e blá blá blá, casa com uma mãe solteira e posta frases motivacionais de inspiração, mas na vida real progredir não vai aumentar o teu salário, saber mais ou menos não vai superar o triênio e o reajuste do salário do servidor no fim ele sabe que nada vai mudar ao ponto de virar a chave. Assumir uma MSol ou uma rampeira qualquer está ,obviamente, fora de cogitação.

E aí junte isso com conviver com gente estúpida a todo momento e o caos está formado.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#59
Estou passando por situações semelhante as suas.
Chaotic Mind - Benji Chasin
Responda-o
#60
(10-03-2021, 08:56 PM)hjr_10 Escreveu: ... glorioso Bukowski.
Talvez seja por isso que eu goste tanto dele
A cada dia que passa, eu entendo mais e mais o velho...a maturidade é uma benção, não é mesmo? Gargalhada

Eu só acho que o velho é um pouco pessimista de mais, mas qualquer forma, todos tem alguma coisa a ensinar, basta ter olhos para enxergar ... o que não presta, é ignorar ou jogar fora. Engraçado que com os anos passando vamos percebendo e achando cada vez mais graça do teatro social, algo que é tudo para a maioria das pessoas rasas ... E eu vejo a bebida e o fumo como uma recompensa, e não uma válvula de escape. Eu gosto bastante da minha vida e empregos ... não vejo razão para reclamar.
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  [REFLEXÃO] Como lidar com a solidão - Por: Teophilo Madroox Mx 41 9,866 31-05-2020, 03:13 PM
Última Postagem: Gent
  [REFLEXÃO] Como lidar com a derrota Patrulheiro 8 2,229 11-12-2019, 10:16 AM
Última Postagem: Filho de Krypton
  [REFLEXÃO] Como lidar com o Fracasso pr99 12 2,374 12-10-2016, 05:24 PM
Última Postagem: Héracles

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)