Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A culpa nunca é delas
#1
A culpa nunca é delas
Postado por Doutrinador em oututbro de 2011

[Image: Vipcomm3-e1319809535667-602x400.jpg]

A seleção feminina de futebol perdeu mais uma. Assim como no último Mundial, a Seleção Brasileira sofreu um gol no fim do tempo regulamentar (momentos antes perdeu um gol feito) e, nos pênaltis, foi derrotada novamente, perdendo o título.

Se na competição anterior o adversário eram os Estados Unidos, pelas quartas de final, nesta quinta-feira o algoz foi o Canadá, que tirou da equipe a medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Após empate em 1 a 1 nos 90 minutos e sem gols na prorrogação, o Brasil perdeu por 4 a 3 nos pênaltis, ficando com a prata.

Até aí, tudo bem. Méritos da Seleção canadense. E sim, eu reconheço que a Seleção feminina jogou o que conseguiu jogar, e até mostrou vontade (contra o México, Maurine jogou com o pai recém-falecido). Ok.

O que não dá pra aguentar é esse chororô da mídia e de grande parte dos brasileiros, dizendo que a culpa pela derrota nunca é das próprias atletas. Vão à merda. Sempre que as mulheres perdem é “machismo, opressão, falta de apoio, etc“. Sempre o mesmo choro, a mesma tentativa de atribuir a outros a culpa pela derrota, afinal mulheres não podem perder e somente os homens podem ser fracassados.

Hoje em dia é proibido criticar e questionar mulheres mesmo que se tenha provas e argumentos para fazer isso. Não pode cobrar, não pode exigir qualidade pois mesmo quando elas fazem algo errado, sempre tem uma “mídia machista” e “falta de apoio” pra usar como bode expiatório para fugir da responsabilidade.
Será que elas não percebem que esse protecionismo exagerado e esse complexo de inferioridade só prejudica e denigre elas mesmas? A Seleção Brasileira masculina é xingada e cobrada até mesmo quando perde amistosos. E isso é ótimo, pois faz os próprios jogadores mexerem a bunda rica deles e jogar. É essa cobrança de apaixonados pelo esporte que faz o crescimento de grandes times e Seleções, e não tapinha nas costas e odes ao perdedor como sempre fazem com as “nossas meninas”.

Quando a Seleção feminina foi eliminada para os EUA no Mundial, a desculpa era de que nos EUA o futebol feminino é levado a sério e aplaudido por todos, enquanto aqui nós machistas não damos apoio à “nossas meninas”. Ok. Agora que perderam o ouro Panamericano para o Canadá a desculpa é incrivelmente a mesma, mesmo com o Canáda não tendo tradição alguma no futebol (nem mesmo o futebol masculino). Ridículo.

“O futebol feminino não tem tanta atenção quanto o masculino”

Isso é normal. Existem esportes onde cada sexo se destaca melhor, e é importante respeitar esses papéis definidos. É a mesma coisa que querer exigir que o balé no gelo masculino ou a ginástica rítmica masculina tenham tanto destaque quanto o feminino: é ridículo. Além disso, as mulheres podem detestar futebol (a maioria detesta), mas nós homens temos que gostar e assistir futebol feminino só porque existem mulheres jogando? Negativo. Nós assistimos futebol pela qualidade dos jogadores, técnica, emoção, raça e gols. Não temos culpa se os jogos femininos são de qualidade técnica sofrível (inferior à quarta divisão do campeonato Acreano). Nem mesmo as mulheres assistem o futebol feminino pela qualidade dos jogos, mas apenas pelo sentimento feminista de “torcer para as mulheres”. Não, não somos obrigados a assistir esse esporte de qualidade sofrível só porque “nossas meninas” estão jogando.

“As nossas meninas são desprezadas pela mídia”

Mentira. Quantas vezes não vemos a Marta na televisão dando entrevista, recebendo prêmios, etc? Quantas vezes não lemos matérias sobre a Cristiane, Maurine, Érika e sobre a vida particular de outras jogadoras? Quantas vezes elas não participaram de concursos imbecis de beleza promovidos pela mídia? Quantas vezes não vimos as “nossas meninas” sendo pintadas como guerreiras coitadinhas que “caem de pé”? Parem de mentir e colocar a culpa na “mídia”, elas inclusive recebem mais destaque da mídia do que em muitos outros países.

” A culpa é da CBF que nunca teve a competência de organizar um campeonato atrativo.“

O que torna um campeonato atrativo é primeiramente a qualidade do torneio. A CBF organiza torneios de segunda, terceira divisão e nem por isso o estádio enche. Alguns jogos chegam a ter o estádio vazio ou apenas dezenas de torcedores. Isso acontece porque a qualidade técnica desses jogos é sofrível, assim como acontece no futebol feminino. O campeonato feminino dos EUA fazem sucesso porque as melhores jogadoras do mundo estão lá, e consequentemente o nível do futebol é alto. Parem de querer colocar a culpa nos outros, não adianta organizar campeonato se não existem clubes suficientes e jogadoras de nível minimamente aceitável. Reconheçam suas limitações ao invés de querer sempre culpar os outros.

“É, mas os homens, com contratos em grandes clubes e vida profissional garantida, deixaram o Pan pela porta dos fundos.”

Exatamente. Prova de que dinheiro não é sinônimo de bom futebol. Se jogadores com vida garantida e contratos com grandes clubes jogam um futebol sofrível, então não é por falta de “apoio financeiro e patrocínio” que isso acontece.

Resumindo, parem de chorar e de querer aplausos só porque são mulheres. Parem de chamar de “machista e opressor” quem simplesmente não quer assistir ou torcer pelo futebol sofrível de vocês, assim como também não assistimos ao futebol de times ruins masculinos. Assumam a responsabilidade pela derrota e sejam dignas, sem culpar “mídia machista”, “falta de apoio” e outras desculpas esfarrapadas que nada explicam o péssimo futebol ou a falta de preparo. Só assim conseguirão o respeito e reconhecimento que tanto pedem.

Este tópico faz parte do projeto Segunda das relíquias perdidas. Clique AQUI para consultar todos os tópicos.

Principais comentários da época no Blog:

Ian Moone
“É a mesma coisa que querer exigir que o balé no gelo masculino ou a ginástica rítmica masculina tenham tanto destaque quanto o feminino: é ridículo.”

Mas o balé no gelo masculino tem mais atenção que o feminino.

rodrigo
como bem sabemos, esse vitimismo nao é so no futebol, isso é so mais uma amostra da politica feminista de 100% direito e beneficio, mas 0% dever:

enquanto elas ganham alguma coisa: guerreiras, meninas poderosas, batalhadoras, destemidas, ensinam muito homem jogar ( UAHSUAH), o brasil esta aprendendo a vibrar com futebol feminino

basta perder: Não temos apoio!! que absuro!!! pobres meninas, tao frageis, inocentes, precisam agora mais que nunca do nosso carinho e nao de criticas, fizeram o que podiam, brasileiro nao da valor bla bla bla

eu nem vejo essas porcarias de jogos, quando pessoal aqui de casa fala ” quer ver jogo das meninas não?” nem olho pro lado, da mesma forma que nao vejo jogo nem de segunda divisao, ou time que só preenche tabela do brasileiro, muito menos futebol femino, nem a seleção masculina eu vejo mais nessa ruindade que andam, vou ver as outras perna de pau jogar agora

engraçado foi que bem no final ja, a hora que fui fazer um cafe, acabei olhando um pouco, ja que a TV tava na frente da minha cara mesmo, e ae mostrou la aquela rodinha de jogadoras, fazendo cara de fodonas e unidas aushsuahaushsuah
negocio é tao forçado, que só os comentaristas mesmo pra acreditar naquelas caras de pseudo confiança

cada gol que acertavam o narrador devia socar uma punheta la dentro, porque vibrava de uma forma que parecia final de copa do mundo “VC FOI DEMAISSS, DEMAISS!!!”

e bastou perder nos penaltis ( que parecem que foram batidos por um punhado de zagueiro, todas baxavam a cabeça e chutavam sem nem olhar pra goleira, tanto que a goleira canadense se atirou antes da criatura chutar no penalti da eliminação, e ainda assim ela chutou em cima da goleira depois dela ja ter mostrado o lado que ia)
mas enfim, bastou bater os penaltis pras “poderosas meninas” viraram um punhado de marmanjas choronas

e “meninas” é o caralho, tudo marmanja batida ja, ficam com essas frescura

Murilo
Futebol é um grande mercado, a distinção não é de gênero. No pan, existem centenas de esportistas que custeiam do próprio bolso o treinamento e participação nas competições. A Marta tem o destaque merecido, é uma jogadora de qualidade dentro daquele grupo. Se a seleção feminina não tem o destaque, paciência, é o que ocorre quando se consegue prata e eternos vice campeonatos.

Na ginástica então, quanto tempo aqueles atletas( homens e mulheres) ficaram à margem dos patrocínios até alguém conseguir destaque ( e sim, quem conseguiu foi uma mulher!).

Enfim, completamente infeliz a separação(feita pela mídia e por almas de bronze) por gêneros diante de situações que pesam valores bem mais racionais e de mercado. Uma cédula sempre vai ser aceita pelo seu valor atribuído, numérico, o dinheiro não ganha a cor, sexo, crença e as características do possuidor. É aquela máxima romana “dinheiro não têm cheiro”. Nádia Comaneci será sempre lembrada pela excelência técnica na ginástica e não por ser “mulher”, o valor atribuído a ela é o reconhecimento! Ô mundo patético, tchê!

Renato
O futebol masculino e seus jogadores possuem apoio financeiro porque suaram a camisa décadas atrás; quantos jogadores começaram dividindo tempo entre o emprego formal e os treinos porque não recebiam salário?
Quantos jogadores do passado começavam o dia viajando vários kilômetros para ir aos treinos?
Vida de jogador é ralação, sem reclamar da mídia ou da sociedade.

Vide o depoimento da Marta:

http://pan2007.globo.com/PAN/Noticias/0,...73,00.html

Conquistaram uma grande mídia e apoio financeiro em pouquìssimo tempo, e ainda reclama e chora!
Garanto que existem muitos atletas de esportes menos conhecidos que estão há vários anos lutando por patrocínio e por espaço na mídia, e não ppossuem nem a metade do apoio que estão oferecendo ao deplorável futebol feminino.

Um conselho para as jogadoras, para garantir contrato e apoio, precisam fazer como os homens: é sangue na chuteira gasta!

Rafael
Concordo com o texto, de fato existe esse “coitadismo” com o futebol feminino, mas também é fato que o atleta brasileiro como um todo é muito bem tratado pela mída em geral, basta observar se algum deles é flagrado no antidoping, é sempre a mesma ladainha de coitadinho pra lá, armação pra cá, e o cara nem patrocínio perde!Inclusive de empresas e órgãos oficiais.Nenhum deles vema público pedir desculpas por atitudes desonrosas e antiespeortivas qu epor ventura cometam, até mesmo porque é nosso dinheiro que muitos deles usam para treinar!
Responda-o
#2
O texto é até bom, mas firulou demais e não falou o óbvio que todo mundo sabe mas não tem coragem de dizer.
Eu vou deixar registrado aqui, até pq meu time acabou de tomar 5 e estou revoltado, é a matrix do futebol mesmo e foda-se.

Eu desafio algum cidadão assistir a um jogo inteiro do campeonato feminino de futebol.
É HORRÍVEL, É HORROROSO, É SURREAL DE RUIM.

Aí em época de Copa do Mundo fica os bostileiros fazendo música e postando foto em frente a televisão, como se acompanhassem essa desgraça.
Vai se foder, hipocrisia da porra.

Tem pouca mídia porque ninguém aguenta assistir essa merda de tão ruim.
FATO!
"Em tudo, dai graças" - Tessalonicenses 5:18
Responda-o
#3
Jogo de futebol feminino é mais chato que sandália de gordo; mais sem graça que dançar com irmã; mais broxante que mulher feminista.

Nunca me esqueço do amistoso que a seleção brasileira de mulheres fez contra o sub-15 do Bragantino e tomaram uma traulitada.

É bem capaz que, se montarmos um time aqui do fórum, com um dia de treino, a galera bate (metaforicamente rs) essa seleção feminina.
Responda-o
#4
Futebol lesbofeminista é um lixo, prefiro ver  paraolimpíadas.


Quem assiste uma merda dessas tem problema mental, espiritual e hormonal.

[Image: tenor.gif]

[Image: tenor.gif]
Telegram é o último reduto da liberdade de expressão.
Responda-o
#5
Mestre Doutrinador foi certeiro mais uma vez
"A paixão é como o álcool. Entorpece a consciência, elimina a lucidez, impede o julgamento crítico e provoca alucinações, fazendo com que o ser amado seja visto como divino." Como lidar com Mulheres - Nessahan Alita
Responda-o
#6
Isso é uma bosta e tem se refletido até em peladas.

Aqui onde moro, nas peladas que jogo, tem uma mulher que tem ido jogar com a galera e sempre cria confusão. Ela diz que prefere jogar com homens porque
o jogo é mais ''duro'' (meretriz).

O engraçado é que ela gosta de chegar firme na rapaziada, mas reclama quando fazemos o mesmo. Eu não tô nem aí, levanto ela mesmo. Se não gostar, vá jogar com às ''nossas meninas".
"Só o conhecimento liberta o homem, só através do conhecimento o homem é livre e em sendo livre: ele pode aspirar uma condição melhor de vida para ele e todos os seus semelhantes." - Dr. Enéas Carneiro





Responda-o
#7
(19-11-2020, 07:43 PM)Goldfinger Escreveu:
Isso é uma bosta e tem se refletido até em peladas.

Aqui onde moro, nas peladas que jogo, tem uma mulher que tem ido jogar com a galera e sempre cria confusão. Ela diz que prefere jogar com homens porque
o jogo é mais ''duro'' (meretriz).

O engraçado é que ela gosta de chegar firme na rapaziada, mas reclama quando fazemos o mesmo. Eu não tô nem aí, levanto ela mesmo. Se não gostar, vá jogar com às ''nossas meninas".

Me recuso a jogar bola com mulheres. Primeiro que o futebol será uma merda, segundo que os manginas tornarão tudo ainda pior.

Elas podem ficar na beira do campo marcando o placar, facilitando para que os jogadores bebam água rapidamente durante o jogo e prestando serviço de massagem em caso de contusão.

trollface
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#8
(20-11-2020, 10:39 AM)Trglodita Escreveu: Me recuso a jogar bola com mulheres. Primeiro que o futebol será uma merda, segundo que os manginas tornarão tudo ainda pior.

Elas podem ficar na beira do campo marcando o placar, facilitando para que os jogadores bebam água rapidamente durante o jogo e prestando serviço de massagem em caso de contusão.

trollface

É uma bosta. 

Outro dia, ela perdeu e queria ganhar no grito, ficou puta e levou a bola embora. Mas não adiantou nada. Nós tínhamos bola. 

Gostei da ideia de elas estarem dando esse ''apoio" pra rapaziada durante os jogos!  hehe
"Só o conhecimento liberta o homem, só através do conhecimento o homem é livre e em sendo livre: ele pode aspirar uma condição melhor de vida para ele e todos os seus semelhantes." - Dr. Enéas Carneiro





Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)