Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Viver de renda em 2020
#81
Estou apostando (um pouco) no Bitcoin, mas a maior concentração do meu patrimônio está em meios mais tradicionais. esse sistema quebrará um dia sem dúvida, mas não será sem aviso. Não são políticos que controlam isso mas o bancos mundiais.

Já o Bitcoin meu receio é ele despencar para metade do valor ou menos sem aviso algum, igual quando o Satoshi fez o movimento dele um par de anos atrás.

Ao meu ver essas moedas digitais se continuarem serão institucionalizadas pelo sistema como todo o resto, vão virar outro tipo de riqueza controlada e manipulada. Não deixariam isso passar em branco.
Se o machado está cego e sua lâmina não foi afiada, é preciso golpear com mais força. Agir com sabedoria assegura o sucesso. - Salomão em Eclesiastes 10.10.
Muito cara legal foi parar debaixo de uma ponte por causa de uma mulher. - Bukowski.
As maiores redpills ouvimos da boca de mulheres.
Responda-o
#82
(06-01-2021, 11:56 AM)Reale Escreveu:
(06-01-2021, 01:52 AM)Fairchild Escreveu: Papel moeda tem, amigo! Ele representa o valor do país, e se um político burro imprimir mais dinheiro a moeda desvalorizará e afetará direto a economia

Ai que está a questão, amigo, políticos sempre serão burros em relação a economia, e sempre usarão dessa artimanha para se manterem no poder, os próprios EUA é um exemplo, Bidê vai fazer o que? Imprimir dólar para enfiar auxílio no cu de todo mundo lá dentro.

Realmente, concordo, bitcoin pode ser uma grande especulação, também acho estranho a forma como ele surgiu, mas, ele abriu as portas para um caminho antes desconhecido, o da blockchain e o das finanças descentralizadas, por mais que o bitcoin não dê tanta confiança, ele não é o único mais, existe ethereum, existe ada cardano, existe chainlink, e muitas e muitas outras, que não servem apenas como reserva de valor, mas que realmente sanam um problema financeiro prático.

E todas essas moedas tem a mesma vantagem que o bitcoin também tem, e mesmo sendo a única vantagem que ele tem, já o torna melhor do que qualquer moeda de qualquer país: descentralização, bitcoin não é de nenhum país, não é de nenhum governo, eu não preciso me preocupar de algum governo corrupto usar a inflação para dar auxilio para um monte de gente sem que as pessoas percebam que o patrimônio delas está sendo dilapidado. Eu não preciso me preocupar se meu dinheiro pode ser confiscado na poupança, caso algum governo corrupto e incompetente entre no poder, isso acabou.

É fácil defender a moeda findunciária quando ela é o dólar, mas essas moedas não são baseadas em protocolos, comos as criptomoedas são, elas são baseadas em pessoas, e não pessoas normais, políticos, o valor do dólar não é baseado no petróleo, da mesma forma que não é baseada no ouro, o valor do dólar é baseado na (des)honestidade de quem comanda aquele país, como você mesmo disse, é só entrar algo que substitua petróleo, que o dólar despenca, e como você disse, talvez esse algo já exista, e eles impedem o avanço disso justamente para manter o valor do dólar alto, ou seja, o valor do dólar é garantido na base do retrocesso e da desonestidade.

Bitcoin pode ter vários mistérios, e pode até ser uma bolha, mas ele tem um protocolo muito bem definido, e se chegar ao ponto do bitcoin realmente quebrar, algo me diz que muita coisa já vai ter quebrado antes.


Toda moeda para ter algum valor é baseado em pessoas. O valor de qualquer coisa é dado pelo desejo das pessoas por essa coisa. Essa história de que valor vem da raridade não faz muito sentido. Experimenta fazer um único exemplar de uma bugingaga que ninguém quer: ela vai ser valiosa por que é rara? Claro que não!

Nas economias modernas existem duas ancoras para moeda fiduciária: a) os regimes de metas de inflação manejadas pelos bancos centrais e  b) a produção da economia. Nas economias avançadas o bancos centrais são formalmente independentes do governo (nos EUA o banco central -FED - é uma instituição privada) e devem se comprometer com uma meta de inflação de médio prazo, que significa uma meta de estabilização dos preços da economia. Em economias com livre mobilidade de capitais os bancos centrais estão sob a disciplina do mercado. Isto significa que decisões que afetam a credibilidade da moeda negativamente são punidas com evasão de capital e mudanças na taxa de câmbio desfavorável à moeda.

Quanto a produção, economias com maior produtividade têm moeda mais forte em geral. Isso acontece porque há muitos produtos que podem ser transacionadas com a moeda. A exceção a isso são economias com restrição de mobilidade de capitais e manipulação cambial.

Acho que a segurança que é supostamente oferecida pelo Bitcoin ilusória. Em geral as pessoas querem moeda para: 1. Transacionar produtos e 2. Reserva de valor. No primeiro caso, as pessoas querem moeda porque desejam comprar produtos com ela: ninguém consome moeda por si só. No segundo caso, as pessoas querem moeda para preservar seu poder de compra para o futuro, isto é, elas querem guardar valor para consumir produtos/serviços no futuro.

O Bitcoin falha como poder de transacionar produtos. Ele não tem aceitabilidade ampla, isso significa que os produtos/serviços que você pode comprar é restrita. Isso pode mudar no futuro, entretanto, o Bitcoin ainda terá que concorrer com outras moeda virtuais. O Bitcoin não funciona como reserva de valor. O valor dele é volátil, isto é, muda constantemente, então ela não pode ser uma reserva de valor uma vez que você pode perder a sua riqueza de uma hora pra outra.
 
No momento, o Bitcoin é uma ativo especulativo, não merece o nome de moeda.
A precipitação e a audácia são características dos tolos. A própria falta de inteligência, que os impede de prever o perigo, faz com que, posteriormente, não tenham a sensação de fracasso.
Responda-o
#83
Bitcoin não serve de reserva de valor? Bitcoin foi o ativo que mais valorizou nos ultimos 10 anos, e esse ano, valorizou 10x mais que o ouro, talvez no futuro ele deixe de ser uma reserva de valor, mas hoje? Não, hoje ele é uma das melhores formas para você proteger seu capital, e ainda é muito melhor do que o ouro, pois é mais fácil transferir de um país para o outro, e mais difícil de ser fiscalizado. Não é só ser raro que torna algo caro, concordo, mas a sua utilidade, ouro tem algumas utilidades, mas bitcoin também tem, até mais, que o ouro, sendo elas a blockchain e uma liquidez maior se comparada ao ouro.  Mesmo que bitcoin não seja moeda, ouro também não é, e está ai, firme e forte(mas na prática, ambos podem ser usados como moeda de troca, só não o são por ter pouca liquidez).
Responda-o
#84
eu sou muito ignorante sobre esses assuntos de finanças... pretendo estudar mais

mas eu vejo segurança em propriedades, por exemplo terrenos ou casas

os terrenos podem ser estacionamentos, tudo bem, nao e a forma mais inteligente de se lucrar com ele... mas é dificil ter bala na agulha pra construir algo numa crise dessas... e da p pagar as contas....

O aluguel é so alugar ne, sem envolver imobiliaria, nao servem pra nada... e so pegar os 10% deles e guardar para eventuais reparos (a imobiliaria so serve para encher o saco)

sobre capital financeiro, renda variavel essas coisas, eu realmente nao tenho segurança para atuar.... eu pretendo ler uns livros do assunto... porque o rendimento, para QUEM ENTENDE, é muito maior mesmo... eu vejo esse periodo de crise como um prato cheio para estudiosos que saibam oq estao fazendo... sorte a deles.
Responda-o
#85
(06-01-2021, 11:26 PM)Reale Escreveu: Bitcoin não serve de reserva de valor? Bitcoin foi o ativo que mais valorizou nos ultimos 10 anos, e esse ano, valorizou 10x mais que o ouro, talvez no futuro ele deixe de ser uma reserva de valor, mas hoje? Não, hoje ele é uma das melhores formas para você proteger seu capital, e ainda é muito melhor do que o ouro, pois é mais fácil transferir de um país para o outro, e mais difícil de ser fiscalizado. Não é só ser raro que torna algo caro, concordo, mas a sua utilidade, ouro tem algumas utilidades, mas bitcoin também tem, até mais, que o ouro, sendo elas a blockchain e uma liquidez maior se comparada ao ouro.  Mesmo que bitcoin não seja moeda, ouro também não é, e está ai, firme e forte(mas na prática, ambos podem ser usados como moeda de troca, só não o são por ter pouca liquidez).

De fato, o Bitcoin se valorizou muitos nos últimos tempos, não estou falando que ele é um mal investimento para quem entende o risco. Mas é um ativo volátil, dependendo do valor em que você comprou, uma queda pode transformar seu patrimônio em pó. Estou falando que ele não é reserva de valor nesse sentido.

Por definição a moeda de uma economia é ativo mais líquido dela. Aqui liquidez significa trocar um ativo por outros em um curto período de tempo a sem perda de valor do ativo. Atualmente, não é possível trocar o Bitcoin pela maior parte produtos/serviço, você tem que converter para outra moeda.

Moral da história: O Bitcoin é ativo que tem rendido muito e é um bom investimento para que entende o risco, mas não é uma moeda no sentido comum e nem é tudo isso que muita gente fala.
A precipitação e a audácia são características dos tolos. A própria falta de inteligência, que os impede de prever o perigo, faz com que, posteriormente, não tenham a sensação de fracasso.
Responda-o
#86
(07-01-2021, 07:02 AM)lokoman Escreveu: eu sou muito ignorante sobre esses assuntos de finanças... pretendo estudar mais

mas eu vejo segurança em propriedades, por exemplo terrenos ou casas

os terrenos podem ser estacionamentos, tudo bem, nao e a forma mais inteligente de se lucrar com ele... mas é dificil ter bala na agulha pra construir algo numa crise dessas... e da p pagar as contas....

O aluguel é so alugar ne, sem envolver imobiliaria, nao servem pra nada... e so pegar os 10% deles e guardar para eventuais reparos (a imobiliaria so serve para encher o saco)

sobre capital financeiro, renda variavel essas coisas, eu realmente nao tenho segurança para atuar.... eu pretendo ler uns livros do assunto... porque o rendimento, para QUEM ENTENDE, é muito maior mesmo... eu vejo esse periodo de crise como um prato cheio para estudiosos que saibam oq estao fazendo... sorte a deles.

Rapaz, esses 10% vão te trazer sossego.
Procure uma boa imobiliária e deixa na mão deles.

Inquilino te enchendo o saco não deve ser agradável.
Responda-o
#87
@Chuck
Assim como o ouro, bitcoin pode não servir muito como moeda, mas já está servindo como reserva de valor, em relação a comprar e ver seu patrimônio virar pó, lembres-se, você não perde quando o ativo cai, você perde quando vende, é só ser holder que isso é um mal controlável.
Responda-o
#88
@NiDeW Talvez eu não conheça uma boa imobiliária, porque a ultima que eu me associei passei muita raiva... mas vou ver direitinho isso... eu procuro sempre por um perfil específico de inquilino (casal jovem, crente, feliz e com filho) o típico casal american way of life... eles raramente dao problemas. Homens solteiros são na maioria das vezes porcos, deixam a casa toda suja... e familia muito grande também é foda....
Responda-o
#89
Rapaiz situação do Brasil ta tensa.. mas tenho otimismo que no futuro irá melhorar.

Mas a situação é a seguinte -

Se deixar o dinheiro parado, a inflação corrói.

Se botar na bolsa, a inflação corrói e você ainda perde dinheiro com ação quebrando pra baixo.

Brazil Dream.
Tudo oque te resta é o desenvolvimento pessoal.
Responda-o
#90
Estou investindo só no USA.

Não tenho confiança no Brasil no longo prazo, principalmente no valor da nossa moeda.
Em tudo dai graças.

Responda-o
#91
A Minha mão tem coçado para comprar dólares. Mas tenho uma teoria que toda vez que você ver a "massa" falando que ta comprando uma coisa, é melhor você ir pelo caminho contrário.

A Bola da vez agora é o dolar, investimento no exterior.

Bem eu ainda acredito nesse Governo, e no ministro Paulo Guedes. Acho que a politica econômica dele surtirá efeito em longo prazo.

Com as reformas saindo no congresso, o barco começa a andar.

O PROBLEMA AGORA É UM SÓ:

- Os juros estão baixos, na casa dos 2%, isso está fazendo acontecer um fenômeno da expansão monetária de dinheiro.

Tá todo mundo com dinheiro na praça, todo mundo tirou do banco porque não compensa.

Bolsa captou 33bi só esse começo de ano, recorde histórico.

Então ta rolando muito investimento no Brasil no momento, comoddities em alta no exterior.

E como ta tendo muito dinheiro, e poucos produtos, tudo subiu absurdamente.

O Problema que com isso o pobre assalariado ta se fudendo, porque seu dinheiro desvalorizou demais.

E tudo isso é culpa desses juros baixos que tirou o dólar daqui.. enfim.. tem seus prós e contras.

Eaí o problema de tudo isso, que se continuar desse jeito, economia em lockdown sem produzir...

As coisas não irão baixar tão cedo... e PT volta fácilmente ao poder em 22.

AÍ SIM.. BOTARIA TODO MEU PATRIMONIO EM DOLAR.

ATÉ PORQUE, O REAL SÓ NÃO COLAPSOU AINDA POR CAUSA DE MUITOS INVESTIDORES COMO EU QUE AINDA ACREDITAM NO GOVERNO BOLSO/GUEDES.

APARTIR DO MOMENTO QUE O POVO BOTAR O PT NO PODER, VAI ACONTECER A MESMA COISA QUE A ARGENTINA.

PESO COLAPSANDO E RICOS INDO EMBORA DO PAÍS, DEIXANDO O MESMO VIRAR VENEZUELA EM POUCO TEMPO.
Tudo oque te resta é o desenvolvimento pessoal.
Responda-o
#92
(03-03-2021, 07:57 PM)gRILO Escreveu: ATÉ PORQUE, O REAL SÓ NÃO COLAPSOU AINDA POR CAUSA DE MUITOS INVESTIDORES COMO EU QUE AINDA ACREDITAM NO GOVERNO BOLSO/GUEDES.


Ainda bem que temos esses investidores que acreditam no Brasil

Gargalhada Gargalhada Gargalhada
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#93
Tenho 2/3 do meu capital investido nos Estados Unidos, distribuindo em 15 ativos e 1 ETF (VNQ); pretendo comprar novos ativos em breve. Meus últimos dois aportes foram para o ambiente de criptomoedas, onde tenho hoje 1/3 do meu capital investido. A maior parte da minha alocação no ambiente de criptomoedas está no Axie Infinity; atualmente tenho dois times (um 100% meu e outro aluguei 50/50). Está me gerando, hoje, em torno de R$ 2.000,00 mês. O meu primeiro time custou R$ 8.000,00 e tive o retorno em dois meses; ai criei o segundo por R$ 4.000,00 e devo tirar também em dois meses o retorno - mas provavelmente vou usar esse "retorno" para montar um terceiro time e assim sucessivamente. Quando eu tiver uns 5 times vou pegar metade do que seria meu e a outra metade eu uso para investir no próprio jogo. 

Não recomendo a ninguém fazer o que estou fazendo. Cada um sabe dos riscos que pode correr. 

Meu objetivo hoje é abrir uma empresa e sair do serviço público em 5-10 anos.
Em tudo dai graças.

Responda-o
#94
Isso aí cara, Gerenciamento de Risco sempre. Você pode arriscar um pouco mais por que já tem uma renda garantida.

O objetivo final de todos os investimentos é não depender mais da Renda provida do trabalho. Trabalhar por hobby e não mais por obrigação.

Bons investimentos.
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#95
(07-10-2021, 09:36 PM)Monarca Escreveu: Meu objetivo hoje é abrir uma empresa e sair do serviço público em 5-10 anos.

HEREGEEEE

PEGUEM ELEE
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#96
(07-10-2021, 11:47 PM)Merdingo Escreveu:
(07-10-2021, 09:36 PM)Monarca Escreveu: Meu objetivo hoje é abrir uma empresa e sair do serviço público em 5-10 anos.

HEREGEEEE

PEGUEM ELEE

Meu emprego no serviço público é muito bom. Praticamente trabalho 6-8 dias no mês em escalas de 24h, tenho banco de horas e dá uns 100 mil líquido de renda no ano. Por outro lado, é um pouco desanimador saber que, não importa o quanto você seja bom, você vai continuar ganhando o mesmo tanto. As funções de chefia no órgão que trabalho acrescentam muito pouco na renda e MUITO, mas MUITO mesmo em termos de trabalho, ou seja, não compensam todo o stress. Outro ponto é que você dependerá de reajuste do governo para que o seu salário mantenha o poder de compra no longo prazo, e sabemos que os reajustes que o governo dá não repõe a inflação que ele mesmo cria.

Outro fator que me deixa um pouco "irritado", mas nem tanto porque hoje estou em um local melhor, é ter que morar em um local que você não pretende ficar por mais tempo - falta de liberdade geográfica. Nos últimos dois anos e meio eu passei 4 meses em uma cidade, 12 meses em outra e estou desde o começo desse ano em outra. Ai sempre tem aquela dinâmica de ter que se enturmar em cidade nova. Dentro desse ponto de geografia tem alguns outros que me incomodam também, como ser acionado para trabalhar alguns dias em algum local que você não quer ir, ter que se deslocar para o trabalho, etc.

Eu sei que consigo ter um bom valor investido a partir de 10 anos, se eu continuar no meu serviço aportando regularmente, mas esse sentimento de que vai ser sempre aquilo, nunca vai mudar, todos os meses repetidamente, fora o risco associado a profissão (acidente de trânsito, risco jurídico, risco de ser morto, etc.), me desanimam. Não quero viver o mesmo filme a minha vida toda.  
Em tudo dai graças.

Responda-o
#97
Esse é o raciocínio, Monarca. Muitos (até mesmo aqui no fórum) acreditam que para começar a investir precisam ganhar "x" valor. No fim, a vida passa e o cara continua na mesma. Trabalhando... trabalhando... preso num ciclo, e por fim, se aposentar pelo INSS ganhando trocados.
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#98
(08-10-2021, 05:55 PM)Diamante Escreveu: Esse é o raciocínio, Monarca. Muitos (até mesmo aqui no fórum) acreditam que para começar a investir precisam ganhar "x" valor. No fim, a vida passa e o cara continua na mesma. Trabalhando... trabalhando... preso num ciclo, e por fim, se aposentar pelo INSS ganhando trocados.

É a famosa corrida dos ratos ou, para quem nunca leu Pai rico, pai pobre, trabalhar para adquirir bens que não geram renda. 


Quando se trata de investimentos, ou melhor, de juros compostos, duas coisas fazem a diferença: aporte e tempo. Quanto mais dinheiro você investir mensalmente, menos tempo precisará para viver dos seus rendimentos; quanto menos dinheiro você investir mensalmente, mais tempo precisará para viver dos seus rendimentos (considerando a mesma rentabilidade). Sabemos que quem ganha de um a três salários mínimos vive com dificuldade no Brasil, e que aportar um valor de até R$ 500,00 por mês fará diferença somente no longo prazo (30 anos), considerando investimentos mais conservadores. Por vezes, ter pouco dinheiro para investir desestimula as pessoas a investirem.

O ponto é que, quando você começa a investir, você começa a aprender mais, a adquirir mais conhecimento. Uma vez que o hábito de investir está criado, o mais difícil já foi feito; após isso, você enxergará um desejo de ganhar mais, de sair da sua zona de conforto. Não por dinheiro, mas por tempo - investir é "comprar tempo". Todos nós vendemos alguma coisa; eu, por enquanto, só vendo o meu tempo. A minha hora de trabalho hoje é em torno de R$ 60,00, se eu dividir o meu salário por 160 horas. Infelizmente, quem vende o seu tempo por um salário mínimo, está vendendo cada hora de trabalho por menos de R$ 7,00! Sabemos que o nosso tempo é um recurso escasso e que, na condição de "vendedores de tempo", estamos limitados a 24 horas por dia, não conseguimos escalar isso. Sabemos, também, que não é possível comprar mais 10 anos de vida...

Então, o que eu quero dizer com o "comprar tempo"? Vou citar a minha experiência pessoal como exemplo para responder esse questionamento. Eu fiquei três anos me matando de estudar para passar em um concurso público federal; eu perdi meus amigos, faltei em almoços de família, passei as viradas de ano estudando... sem demagogia. Foi um período muito difícil para mim e o preço que paguei foi muito alto, mas o que é pior: se matar de estudar por três anos ou passar anos da sua vida ganhando mal, sem dinheiro para poder ir no mercado e comprar o que quiser, sem dinheiro para pagar um plano de saúde, sem dinheiro para ajudar a sua família...? Para mim, a segunda opção é muito mais difícil. Aceitar essa segunda opção não é viver três anos na dificuldade, mas viver uma vida inteira na dificuldade para, no final, depender do INSS cujos proventos só conseguem sustentar 1% dos aposentados (e isso é estatística oficial). Isso é loucura.

Hoje, como sou jovem e solteiro, ganhar mais ou menos dinheiro não faria tanta diferença na minha vida - eu conseguiria aportar mais, é claro, mas já aporto uma quantia razoável. Porém, faria diferença na vida da minha família, faria diferença na minha realização pessoal estar criando e progredindo em um projeto, isso é o que busco. Meus pais já estão quase com 60 anos e eu venho ver eles umas 8 vezes no ano. Isso significa que, se eles viverem mais 20 anos, eu estou nos últimos 160 encontros com eles antes de eles morrerem. Por isso, pagar o preço hoje de perder amigos, faltar em reuniões de família, etc. é algo que eu considero caro demais e busco empreender com projetos que me deem, principalmente, liberdade geográfica, para que eu possa passar mais tempo com a minha família, poder pagar um plano de saúde aos meus pais, comprar uma casa melhor para eles, etc. Eu poderei fazer isso daqui 30 anos se eu continuar aportando regularmente? Sim, mas até lá pode ser que eles não estejam mais comigo e, por isso, tentarei fazer em menos tempo.

O que eu tiro da minha experiência pessoal é que, em alguns momentos da vida, você realmente vai ter que se isolar para executar algum projeto. Porém, sempre considere isso um custo muito alto, principalmente se isso significar passar menos tempo com pessoas que você gosta. Lembre-se sempre do porquê você trabalha e que tem coisas que o dinheiro não pode comprar ou trazer de volta. Isso não tem nada a ver com ganhar bem ou ganhar mal, financeiramente falando; tem a ver com o tanto que você valoriza o seu tempo de vida, o seu tempo com pessoas que você gosta, o seu tempo fazendo o que você gosta. Quem é pobre gosta muito de falar que quem tem dinheiro vive pelo dinheiro. Quem nunca ouviu o seguinte questionamento: "Por que trabalhar tanto, se não levaremos nada para o túmulo?". Esse questionamento, apesar de ser filosoficamente bom, deveria ser reformulado da seguinte maneira: "Se o nosso tempo é tão escasso, porque vendê-lo por tão pouco?". Afinal, se iremos para o túmulo, por que não valorizarmos mais o nosso tempo, e utilizá-lo fazendo aquilo que gostamos? Uma hora do meu tempo de trabalho é R$ 60,00; se eu tivesse ganhando um salário mínimo teria que trabalhar 8 horas para receber isso; eu posso hoje trabalhar uma hora e passar as outras sete fazendo o que eu gosto, figurativa e comparativamente falando.

Enfim, fica a reflexão. Aproveitem a vida, vivam. Não sejam meros vendedores de tempo ou, se forem, valorize-o; compre tempo.  
Em tudo dai graças.

Responda-o
#99
No meu caso: Comecei a trabalhar, estudar e investir. Por que se eu fosse aguardar o "tempo ideal", não teria investido e consequentemente não estaria no lugar que estou hoje.

Parabéns pela evolução.
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
(29-11-2020, 02:01 PM)Diamante Escreveu: A meu ver, imóveis não são investimentos. A não ser que você tenha família própria e queira deixar aos filhos. Fora isso, é ter dores de cabeça.

O pessoal se esquece de uma série de fatores:

- Impostos;
- Manutenção;
- Vacância (caso queira alugar);

OBS: Além da baixa liquidez e os impostos na hora da venda se passar o teto de isenção.

Vamos supor que eu venha comprar um imóvel de 500k. Quanto tempo eu demoraria para recuperar todo esse investimento se fosse alugar?! E caso eu venda, teria que pagar um imposto monstro. E no fim, tirando a inflação do período e toda uma gama de passivos, o lucro seria uma mixaria.

Mas, como eu sempre falo: "Cada um com seus objetivos". No meu caso, no meu cotidiano atual, acho uma desvantagem e não compensaria o trabalho.

Uma das razões quando digo que imóvel não é investimento: https://agenciabrasil.ebc.com.br/justica...co-de-2022
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Viver de Renda Passiva é a chave para a Liberdade Financeira ZetaLibertário 19 8,475 08-10-2019, 11:21 AM
Última Postagem: NiDeW

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)