Avaliação do Tópico:
  • 1 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Aventura no Estados Unidos da América com o Coronavírus
#1
Quando eu pensei em morar fora do Brasil, foi em 2017 quando comecei a ler as loucuras do Libertador, me inspirou, tinha um emprego na minha área, mas não estava feliz, fui trabalhando na minha mente para deixar aquele emprego e conhecer novos desafios. E foi o que eu fiz, tomei coragem e deixei um emprego de vida monótono em busca da liberdade.

Tirei meu visto em junho de 2019, e comecei a estudar sobre morar no Estados Unidos, logo de cara queria morar na Florida como a grande maioria dos brasileiros, levei 3 meses pesquisando, e encontrei um youtube que morava em New York, comecei a pesquisar mais sobre e fiz amizade com ele daqui do Brasil, me falou os pós e contra, e uma das coisas que me fez decidir ir para Nova Iorque era o transporte, não precisa de carro, tem o Metrô que funciona 24 horas e bem barato para rodar o mês todo, já o contra é o custo de vida que é bem alto, porém analisei bem, o custo de vida era alto, mas o salário também era mais alto lá, então resolvi ir para Nova Iorque.

[Image: 500_F_312086981_8QMw2YXuZUh05xEyRcs4YwtEv5QFCbzA.jpg]

Primeiro passo foi decidir para onde ir, o segundo agora era qual a data ir, comecei também ver a melhor estação do ano já que la faz muito frio, então cheguei a seguinte conclusão que em Março era o fim do inferno e inicio da primavera, pronto já tinha a data para ir, Março de 2020, alguém já deve ter imaginado o que me aconteceria Gargalhadaha.

Agora é o terceiro passo, comprar as passagens para o mês de março, levei mais ou menos 1 mês para comprar vendo o melhor preço, consegui para o começo de março passagem de ida e volta que me saiu por R$ 2.500,00. Comprei com uma agência de turismo onde foi muito importante para mim já que nunca tinha viajado para fora e muito menos em avião, eles me explicaram tudo e tiraram todas minhas dúvidas, e logo também peguei um seguro viagem que aconselho todos a fazerem, principalmente quem tem mais de 30 anos, é bem barato.



Agora parti para o quarto passo que era saber como alugar algo, comecei a pesquisar em grupos de Facebook e craigslist, logo encontrei um brasileiro que alugava quartos lá, porém os preços eram bem caro, tudo na faixa de $900 a $1200 por um quarto, conforme falei que o custo lá era bem mais caro, logo perguntei a ele se não tinha algo no faixa de até $700, ele me passou o contato de uma mulher, onde consegui um quarto compartilhado com outra pessoa por $700 legal, liguei para ela combinando tudo, ela foi super simpática e me passou muita segurança e até falando que logo quando eu chegasse já tinha emprego para mim, vou contar isso mais para frente. Combinei tudo com ela e informei que ia chegar no começo de março, ela me passou o endereço em um bairro em New York chamado Astoria, depois vou explicar porque fiquei nesse bairro.

Quinto passo, comprar os dólares, infelizmente deixei para comprar muito em cima e peguei a cotação do dólar a R$ 4,60. Como estava estudando o custo de vida lá, resolvi ir com $2.000 dólares era uma quantia boa que dava para ficar 2 meses se caso não arrumasse um trabalho. Comprei os dólares e fiquei aguardando o grande dia da viagem.

Chegou o grande dia de sair da minha cidade no Interior do Rio de Janeiro e pegar o Avião para New York, apesar de ter 32 anos tudo era novo para mim, já que nunca tinha andado de avião e muito menos ir para fora do Brasil. Quando cheguei no Aeroporto fiquei observando tudo e como era grande aquela porra, logo fiz o Check In e perguntei para o moço onde eu poderia aguardar para a partida do vôo que estava marcado para decolar 22:30 e era apenas 21:00 ainda, foi quando ele me falou vai logo pois leva uns 40 minutos para você chegar no portão de embarque, eu achei que era piada, mas ele não estava brincando, é bem demorado mesmo, você passa por um Shopping gigante onde a água custa 10 reais kkk. e realmente levei quase 40 minutos andando para chegar até o portão de Embarque. Fica a Dica para quem vai viajar, chega cedo no Aeroporto para fazer o Check In.

Finalmente pisei na terra do Tio Sam no Sonho Americano. Eu pensei que o Aeroporto do Rio era grande, fiquei surpreendido com Aeroporto JFK, de cara já fiquei perdido, e aí que começa minha aventura, um cara que foi para o Estados Unidos com 32 anos e não sabia falar nem uma palavra em Inglês, Eu só aprendi I love you que era para iludir as americanas kkkkk.
Logo encontrei uma senhora americana que parecia que trabalhava no Aeroporto e pedi ajuda ela sem falar inglês, eu falei apenas Help, e mostrei o celular com o endereço para onde eu ia. Ela não entendeu porra nenhuma, eu pensei, fudeu. Fui seguindo as placas e traduzindo tudo, até que consegui chegar no tal trem para pegar o Metrô, comprei um ticket de Metrô para 7 dias que me custou $32,00. Vou resumir levei umas 2 horas do Aeroporto até chegar no meu endereço, sim me perdi não porque não falo inglês, pois conforme falei sou de uma cidade do interior e não estava acostumado andar de Metrô e tudo para mim era novo, vou pular essa parte, quem quiser saber mais como é andar de metrô pode me perguntar, porque depois fiquei crack kkk.

Cheguei no Bairro de Astoria, logo a senhora me recebeu bem, e me apresentou meus amigos que eu moraria, sim um apartamento com 3 quartos, onde morava 5 pessoas, logo conheci o pessoal que fiquei surpreendido, achei que era velho com 32 anos, os meus amigos de quarto tinha quase o dobro da minha idade pessoal, sério, meu amigo de quarto tinha 52 anos e era Engenheiro aqui no Brasil, tinha um senhor de 62 anos que já mora há 40 anos no Estados Unidos e outro de 45, o mais novo era o Americano de 22 anos que morava lá também.


[Image: 500_F_187023771_oBI666GoWQPnqDJi3HpgVn6cA0GtI2gx.jpg]



Meus primeiros passos na América, logo fiz amizade com o meu amigo de quarto que vou chamar de 52 anos, ele é um cara muito inteligente e já estava lá uns 6 meses, ficava me perguntando o que esse cara de 52 anos engenheiro veio fazer aqui, detalhe ele foi sozinho sem a namorada que tem somente 30 anos, enfim.... ele me ajudou muito, foi me passando como funciona as coisas la em New York, sou muito grato a ele, porém tinha algo que comecei a perceber, e que eu já estava la 3 dias e a galera estava trabalhando tudo em Restaurante tirando seus $2.000, mas reclamava e falavam que rala muito e tal, e realmente todo mundo falava a mesma coisa que trabalha muito como dishwasher, a construção era bem falada pois sempre tinha emprego e paga super bem, mas ninguém queria ir para lá, se lavar louça já era duro, imagina na construção.

Logo liguei para esse amigo que é Youtube, ele trabalha de Entregador, aí perguntei a ele, como era para trabalhar no delivery, ele me explicou e tal, mas se eu quisesse uma conta para começar no aplicativo ele faz para mim, mas como na terra do Tio Sam o capitalismo é agressivo eu tinha que pagar $100 para ele parar o tempo dele e ir me ensinar como funciona, eu pensei justo, pois entendi que se ele parasse a entrega para ir até a mim deixaria de ganhar e a hora lá em New York custo caro, enfim, começou a virada de chave, ele fez a conta para mim e logo já poderia começar a trabalhar, até a pé dá para fazer as entregas, porém preferi comprar uma bike..... Agora começa a grande aventura (CoronaVírus) chega no EUA com força, lembra que eu cheguei em março.... A Saga continua no próximo capitulo.

Quem quiser que eu continue falando minha experiência deixa aí nos comentários que faço tirando as dúvidas da galera.
Responda-o
#2
Bacana o relato.. tem que ter coragem para ir tentar a sorte nos E.U.A sem garantias e sem saber inglês! Continue contando...
A realidade nua e crua.
Responda-o
#3
Esses relatos são fodas.
No aguardo.
O do libertador ficou na minha memória de tão bom
Responda-o
#4
Grande relato merece o selo de qualidade:



[Image: avatar_201.jpg?dateline=1508889553]

Mr. Rover.
Anuncie aqui!!!
Responda-o
#5
(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Quando eu pensei em morar fora do Brasil, foi em 2017 quando comecei a ler as loucuras do Libertador, me inspirou, tinha um emprego na minha área, mas não estava feliz, fui trabalhando na minha mente para deixar aquele emprego e conhecer novos desafios. E foi o que eu fiz, tomei coragem e deixei um emprego de vida monótono em busca da liberdade.

Me dá até um frio na barriga ler isso. Frio na barriga porque passei uns bons apuros e tenho receio de alguém se motivar com os meus relatos e passar uns mal bocados também por minha influência. Alterei o título do tópico para um nome melhor.

Essas experiências são muito edificantes e poucos tem coragem de fazer e estrutura mental para lidar com isso, por isso, meus parabéns pela coragem.

No final do ano passado, em dezembro, eu fui sem dinheiro, novamente, mas dessa vez para a Califórnia, fiquei 3 meses, voltei no início de março desse ano, no mesmo momento que você estava partindo para a sua viagem, não cheguei a fazer um relato detalhado, mas essa semana postei uma das reflexões que tive durante a viagem, segue o link: O fator determinante para o sucesso.

Nessas viagens se aprende muitas coisas com esse choque de cultura. 

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Tirei meu visto em junho de 2019, e comecei a estudar sobre morar no Estados Unidos, logo de cara queria morar na Florida como a grande maioria dos brasileiros, levei 3 meses pesquisando, e encontrei um youtube que morava em New York, comecei a pesquisar mais sobre e fiz amizade com ele daqui do Brasil, me falou os pós e contra, e uma das coisas que me fez decidir ir para Nova Iorque era o transporte, não precisa de carro, tem o Metrô que funciona 24 horas e bem barato para rodar o mês todo, já o contra é o custo de vida que é bem alto, porém analisei bem, o custo de vida era alto, mas o salário também era mais alto lá, então resolvi ir para Nova Iorque.

Excelente escolha, está aí um lugar que quero conhecer e ainda não tive oportunidade. Durante o relato tente detalhar como é o perfil dos habitantes, conheceu muita gente de outros países aí? Conheceu mais estrangeiros do que americanos? Como é o estilo de vida do pessoal?

Viu aí muitos táxis amarelos? Quase foi atropelado por um?  Big Grin 

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Agora é o terceiro passo, comprar as passagens para o mês de março, levei mais ou menos 1 mês para comprar vendo o melhor preço, consegui para o começo de março passagem de ida e volta que me saiu por R$ 2.500,00. Comprei com uma agência de turismo onde foi muito importante para mim já que nunca tinha viajado para fora e muito menos em avião, eles me explicaram tudo e tiraram todas minhas dúvidas, e logo também peguei um seguro viagem que aconselho todos a fazerem, principalmente quem tem mais de 30 anos, é bem barato.

Que loucura a sua de ter ido para fora na primeira vez em plena pandemia mundial com voos sendo cancelados e cidades inteiras parando. Que loucura.

Você comprou a volta para quanto tempo depois? 

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Quinto passo, comprar os dólares, infelizmente deixei para comprar muito em cima e peguei a cotação do dólar a R$ 4,60. Como estava estudando o custo de vida lá, resolvi ir com $2.000 dólares era uma quantia boa que dava para ficar 2 meses se caso não arrumasse um trabalho. Comprei os dólares e fiquei aguardando o grande dia da viagem.

Foi com um valor muito bom. Com essa reserva dá para entender bem o ambiente novo, ter tempo de entrar em um trabalho e começar a receber sem precisar se preocupar com falta de dinheiro. Claro, se não tivéssemos em pandemia e com tantas empresas fechando. Nesse caso, muda tudo e já não sei se foi uma boa ideia.

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Chegou o grande dia de sair da minha cidade no Interior do Rio de Janeiro e pegar o Avião para New York, apesar de ter 32 anos tudo era novo para mim, já que nunca tinha andado de avião e muito menos ir para fora do Brasil. Quando cheguei no Aeroporto fiquei observando tudo e como era grande aquela porra, logo fiz o Check In e perguntei para o moço onde eu poderia aguardar para a partida do vôo que estava marcado para decolar 22:30 e era apenas 21:00 ainda, foi quando ele me falou vai logo pois leva uns 40 minutos para você chegar no portão de embarque, eu achei que era piada, mas ele não estava brincando, é bem demorado mesmo, você passa por um Shopping gigante onde a água custa 10 reais kkk. e realmente levei quase 40 minutos andando para chegar até o portão de Embarque. Fica a Dica para quem vai viajar, chega cedo no Aeroporto para fazer o Check In.

Para voo internacional você precisa chegar com pelo menos duas horas de antecedência. No mínimo.

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
e aí que começa minha aventura, um cara que foi para o Estados Unidos com 32 anos e não sabia falar nem uma palavra em Inglês, Eu só aprendi I love you que era para iludir as americanas kkkkk.

Você precisa pelo menos saber o mínimo de inglês e ter já instalado algum aplicativo bom que traduza as coisas instantaneamente do português para o inglês e vice e versa, tem alguns bons para celular. É importante sempre ter um aplicativo desses a mão.

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
eu já estava la 3 dias e a galera estava trabalhando tudo em Restaurante tirando seus $2.000, mas reclamava e falavam que rala muito e tal, e realmente todo mundo falava a mesma coisa que trabalha muito como dishwasher, a construção era bem falada pois sempre tinha emprego e paga super bem, mas ninguém queria ir para lá, se lavar louça já era duro, imagina na construção.

Eu trabalhei em restaurante dessa última vez. O trabalho é puxado só no início depois o seu corpo se acostuma. O mesmo vale para a construção. A vantagem é que na construção depois que você aprende bem o serviço o seu salário acaba aumentando porque o chefe pode te mandar sozinho para algumas obras pois sabe que dará conta do recado sozinho e isso dá mobilidade pra ele. E também te dá a possibilidade de conseguir os próprios serviços e começar a ganhar mais ainda.

E no restaurante a vantagem são as gorjetas gordas que se ganha, mas não se tem projeção de crescimento.

Essa questão de dividir quartos é muito comum. Mas é bom sempre ter cuidado com as suas coisas, coloque cadeado nelas.

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Logo liguei para esse amigo que é Youtube, ele trabalha de Entregador, aí perguntei a ele, como era para trabalhar no delivery, ele me explicou e tal, mas se eu quisesse uma conta para começar no aplicativo ele faz para mim, mas como na terra do Tio Sam o capitalismo é agressivo eu tinha que pagar $100 para ele parar o tempo dele e ir me ensinar como funciona, eu pensei justo, pois entendi que se ele parasse a entrega para ir até a mim deixaria de ganhar e a hora lá em New York custo caro, enfim, começou a virada de chave, ele fez a conta para mim e logo já poderia começar a trabalhar, até a pé dá para fazer as entregas, porém preferi comprar uma bike..... 

Esse seu amigo é um aproveitador. Você não pode vacilar, sempre tem alguém tentando tirar proveito de alguma forma, desconfie de todos e fique sempre com um pé atrás, melhor errar pelo excesso de desconfiança do que pelo excesso de confiança, e desconfie duplamente de brasileiros, eles sacaneiam muito uns aos outros, nesse ano me ensinaram tudo sobre o aplicativo sem cobrar nada e me cobraram 30 dólares por semana para usar a conta para fazer as entregas porque precisava de Security Card e eu não tinha, mas acabei indo pro restaurante porque era melhor pra mim.

Um lugar bom pra andar de bike é em Nova York, dá para sair cortando o trânsito loucamente, no aguardo da próxima parte. Quero só ver como se virou no meio da pandemia.




Reparou que tem bandeira americana por toda a parte? Nunca vi um povo tão patriota quanto os americanos.

As ruas aí são bem sujas mesmo? É verdade que por toda parte tem gente tomando café enquanto caminha? E que todo mundo caminha com muita pressa para todo lado como se tivessem sempre atrasados?

Compartilha aí o que viu de bizarro dentro do metrô, já ouvi que fazem de tudo de estranho dentro dos metrôs aí em Nova York. Diga também se já viu algum famoso, dizem que tem vários andando na rua por aí.

Outra coisa, sai mesmo vapor das tampas de esgoto? O povo dirige que nem doido aí, já te atropelaram?

Também tem muitos mendigos aí como em Los Angeles?

Se aí for como a Califórnia, você vai ter a sensação que não existem novayorkinos morando aí, na California parece que tem gente de toda as partes do planeta menos de lá e era difícil achar alguém que nasceu de fato em Los Angeles que não tenha vindo de outro lugar. Eu também via muita gente falando em outros idiomas na academia e no trabalho, era incomum ver pessoas falando inglês no meu bairro. Achei isso bem louco.

Aproveite para conhecer os museus, muitos deles são gratuitos aí.

A vida é curta demais para passar ela inteira trancado em uma cidade do interior em um emprego monótomo sem coragem de se aventurar de verdade. O bom dessas viagens é que mesmo que muita coisa dê errado a gente volta cheio de histórias interessantes para contar e satisfeitos por termos ido. Melhor ir e quebrar a cara do que passar a vida inteira arrependido e frustrado por nunca ter tido a coragem de tentar para ver o que ia dar.

Tomara que mais realistas façam loucuras como essas.  Gargalhada Gargalhada
“A honra, a integridade e a verdade precisam ser guardadas, custe o que custar ao próprio eu.” Obreiros Evangélicos, pág. 447
Responda-o
#6
Grande relato, estava planejando fazer o mesmo só que adiei esse sonho por mais um tempo :/
Responda-o
#7
(12-06-2020, 01:26 AM)FuturoAlguem Escreveu: Grande relato, estava planejando fazer o mesmo só que adiei esse sonho por mais um tempo :/


O segredo é vc se programar e fazendo aos poucos como eu fui falando no relato, um passe de cada vez.
Responda-o
#8
(12-06-2020, 12:14 AM)Libertador Escreveu:
(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Quando eu pensei em morar fora do Brasil, foi em 2017 quando comecei a ler as loucuras do Libertador, me inspirou, tinha um emprego na minha área, mas não estava feliz, fui trabalhando na minha mente para deixar aquele emprego e conhecer novos desafios. E foi o que eu fiz, tomei coragem e deixei um emprego de vida monótono em busca da liberdade.

Me dá até um frio na barriga ler isso. Frio na barriga porque passei uns bons apuros e tenho receio de alguém se motivar com os meus relatos e passar uns mal bocados também por minha influência. Alterei o título do tópico para um nome melhor.

Essas experiências são muito edificantes e poucos tem coragem de fazer e estrutura mental para lidar com isso, por isso, meus parabéns pela coragem.

No final do ano passado, em dezembro, eu fui sem dinheiro, novamente, mas dessa vez para a Califórnia, fiquei 3 meses, voltei no início de março desse ano, no mesmo momento que você estava partindo para a sua viagem, não cheguei a fazer um relato detalhado, mas essa semana postei uma das reflexões que tive durante a viagem, segue o link: O fator determinante para o sucesso.

Nessas viagens se aprende muitas coisas com esse choque de cultura. 

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Tirei meu visto em junho de 2019, e comecei a estudar sobre morar no Estados Unidos, logo de cara queria morar na Florida como a grande maioria dos brasileiros, levei 3 meses pesquisando, e encontrei um youtube que morava em New York, comecei a pesquisar mais sobre e fiz amizade com ele daqui do Brasil, me falou os pós e contra, e uma das coisas que me fez decidir ir para Nova Iorque era o transporte, não precisa de carro, tem o Metrô que funciona 24 horas e bem barato para rodar o mês todo, já o contra é o custo de vida que é bem alto, porém analisei bem, o custo de vida era alto, mas o salário também era mais alto lá, então resolvi ir para Nova Iorque.

Excelente escolha, está aí um lugar que quero conhecer e ainda não tive oportunidade. Durante o relato tente detalhar como é o perfil dos habitantes, conheceu muita gente de outros países aí? Conheceu mais estrangeiros do que americanos? Como é o estilo de vida do pessoal?

Viu aí muitos táxis amarelos? Quase foi atropelado por um?  Big Grin 

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Agora é o terceiro passo, comprar as passagens para o mês de março, levei mais ou menos 1 mês para comprar vendo o melhor preço, consegui para o começo de março passagem de ida e volta que me saiu por R$ 2.500,00. Comprei com uma agência de turismo onde foi muito importante para mim já que nunca tinha viajado para fora e muito menos em avião, eles me explicaram tudo e tiraram todas minhas dúvidas, e logo também peguei um seguro viagem que aconselho todos a fazerem, principalmente quem tem mais de 30 anos, é bem barato.

Que loucura a sua de ter ido para fora na primeira vez em plena pandemia mundial com voos sendo cancelados e cidades inteiras parando. Que loucura.

Você comprou a volta para quanto tempo depois? 

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Quinto passo, comprar os dólares, infelizmente deixei para comprar muito em cima e peguei a cotação do dólar a R$ 4,60. Como estava estudando o custo de vida lá, resolvi ir com $2.000 dólares era uma quantia boa que dava para ficar 2 meses se caso não arrumasse um trabalho. Comprei os dólares e fiquei aguardando o grande dia da viagem.

Foi com um valor muito bom. Com essa reserva dá para entender bem o ambiente novo, ter tempo de entrar em um trabalho e começar a receber sem precisar se preocupar com falta de dinheiro. Claro, se não tivéssemos em pandemia e com tantas empresas fechando. Nesse caso, muda tudo e já não sei se foi uma boa ideia.

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Chegou o grande dia de sair da minha cidade no Interior do Rio de Janeiro e pegar o Avião para New York, apesar de ter 32 anos tudo era novo para mim, já que nunca tinha andado de avião e muito menos ir para fora do Brasil. Quando cheguei no Aeroporto fiquei observando tudo e como era grande aquela porra, logo fiz o Check In e perguntei para o moço onde eu poderia aguardar para a partida do vôo que estava marcado para decolar 22:30 e era apenas 21:00 ainda, foi quando ele me falou vai logo pois leva uns 40 minutos para você chegar no portão de embarque, eu achei que era piada, mas ele não estava brincando, é bem demorado mesmo, você passa por um Shopping gigante onde a água custa 10 reais kkk. e realmente levei quase 40 minutos andando para chegar até o portão de Embarque. Fica a Dica para quem vai viajar, chega cedo no Aeroporto para fazer o Check In.

Para voo internacional você precisa chegar com pelo menos duas horas de antecedência. No mínimo.

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
e aí que começa minha aventura, um cara que foi para o Estados Unidos com 32 anos e não sabia falar nem uma palavra em Inglês, Eu só aprendi I love you que era para iludir as americanas kkkkk.

Você precisa pelo menos saber o mínimo de inglês e ter já instalado algum aplicativo bom que traduza as coisas instantaneamente do português para o inglês e vice e versa, tem alguns bons para celular. É importante sempre ter um aplicativo desses a mão.

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
eu já estava la 3 dias e a galera estava trabalhando tudo em Restaurante tirando seus $2.000, mas reclamava e falavam que rala muito e tal, e realmente todo mundo falava a mesma coisa que trabalha muito como dishwasher, a construção era bem falada pois sempre tinha emprego e paga super bem, mas ninguém queria ir para lá, se lavar louça já era duro, imagina na construção.

Eu trabalhei em restaurante dessa última vez. O trabalho é puxado só no início depois o seu corpo se acostuma. O mesmo vale para a construção. A vantagem é que na construção depois que você aprende bem o serviço o seu salário acaba aumentando porque o chefe pode te mandar sozinho para algumas obras pois sabe que dará conta do recado sozinho e isso dá mobilidade pra ele. E também te dá a possibilidade de conseguir os próprios serviços e começar a ganhar mais ainda.

E no restaurante a vantagem são as gorjetas gordas que se ganha, mas não se tem projeção de crescimento.

Essa questão de dividir quartos é muito comum. Mas é bom sempre ter cuidado com as suas coisas, coloque cadeado nelas.

(11-06-2020, 02:09 PM)wellcome Escreveu:
Logo liguei para esse amigo que é Youtube, ele trabalha de Entregador, aí perguntei a ele, como era para trabalhar no delivery, ele me explicou e tal, mas se eu quisesse uma conta para começar no aplicativo ele faz para mim, mas como na terra do Tio Sam o capitalismo é agressivo eu tinha que pagar $100 para ele parar o tempo dele e ir me ensinar como funciona, eu pensei justo, pois entendi que se ele parasse a entrega para ir até a mim deixaria de ganhar e a hora lá em New York custo caro, enfim, começou a virada de chave, ele fez a conta para mim e logo já poderia começar a trabalhar, até a pé dá para fazer as entregas, porém preferi comprar uma bike..... 

Esse seu amigo é um aproveitador. Você não pode vacilar, sempre tem alguém tentando tirar proveito de alguma forma, desconfie de todos e fique sempre com um pé atrás, melhor errar pelo excesso de desconfiança do que pelo excesso de confiança, e desconfie duplamente de brasileiros, eles sacaneiam muito uns aos outros, nesse ano me ensinaram tudo sobre o aplicativo sem cobrar nada e me cobraram 30 dólares por semana para usar a conta para fazer as entregas porque precisava de Security Card e eu não tinha, mas acabei indo pro restaurante porque era melhor pra mim.

Um lugar bom pra andar de bike é em Nova York, dá para sair cortando o trânsito loucamente, no aguardo da próxima parte. Quero só ver como se virou no meio da pandemia.




Reparou que tem bandeira americana por toda a parte? Nunca vi um povo tão patriota quanto os americanos.

As ruas aí são bem sujas mesmo? É verdade que por toda parte tem gente tomando café enquanto caminha? E que todo mundo caminha com muita pressa para todo lado como se tivessem sempre atrasados?

Compartilha aí o que viu de bizarro dentro do metrô, já ouvi que fazem de tudo de estranho dentro dos metrôs aí em Nova York. Diga também se já viu algum famoso, dizem que tem vários andando na rua por aí.

Outra coisa, sai mesmo vapor das tampas de esgoto? O povo dirige que nem doido aí, já te atropelaram?

Também tem muitos mendigos aí como em Los Angeles?

Se aí for como a Califórnia, você vai ter a sensação que não existem novayorkinos morando aí, na California parece que tem gente de toda as partes do planeta menos de lá e era difícil achar alguém que nasceu de fato em Los Angeles que não tenha vindo de outro lugar. Eu também via muita gente falando em outros idiomas na academia e no trabalho, era incomum ver pessoas falando inglês no meu bairro. Achei isso bem louco.

Aproveite para conhecer os museus, muitos deles são gratuitos aí.

A vida é curta demais para passar ela inteira trancado em uma cidade do interior em um emprego monótomo sem coragem de se aventurar de verdade. O bom dessas viagens é que mesmo que muita coisa dê errado a gente volta cheio de histórias interessantes para contar e satisfeitos por termos ido. Melhor ir e quebrar a cara do que passar a vida inteira arrependido e frustrado por nunca ter tido a coragem de tentar para ver o que ia dar.

Tomara que mais realistas façam loucuras como essas.  Gargalhada Gargalhada


Tudo que você falou no seu relato é a verdade, não é fácil morar no Estados Unidos, é uma lição de vida, tudo é novo e desafiador.
Rapaz, vou seguir suas dicas para colocar detalhes no relato, realmente fica mais interessante, é incrível como então pouco tempo conseguimos um turbilhão de experiências e uma tempestade de pensamentos, você fica pensando o que estou fazendo aqui, estava tranquilo no Brasil pra passar perrengue na américa, todo momento a pessoa pensa em desistir, mas a vontade de vencer é mais forte. Vou contar mais no relato. valeu pelas dicas.
Responda-o
#9
PARTE 2 - Aventura no Estados Unidos da América com o Coronavírus.


Após chegar no Estados Unidos e ter ido morar no apartamento com mais 5 pessoas, percebi que meus amigos eram bem diferente de mim, primeiro que eles eram bem mais velhos do que eu e não tinha uma mentalidade como a minha, eu já fiz vários cursos de desenvolvimento pessoal e finanças e isso me ajudou muito em ter mais atitude e traçar um objetivo para executar.

Conforme falei na primeira parte tinha feito uma conta no aplicativo bem famoso de Delivery em Nova Iorque, agora faltava comprar a bike para começar a ganhar meus primeiros dólares na terra do Tio Sam. Comecei a pesquisar algumas bikes usadas no Facebook e Craigslist que é um classificado muito famoso lá, quando eu estava aqui no Brasil já conhecia, mas achava super estranho, bem diferente do OLX, mas não tem jeito vc chegando lá vai ter que usar esse classificado, e foi nele que consegui encontrar a bike. Marquei com o vendedor para encontrar com ele em um bairro chamado Flushing, fica umas 6 milhas (9,6km) do meu local, levaria 1 hora para chegar até lá, ainda estava aprendendo a andar de Metrô e não foi tão simples chegar lá e ainda desenrolar com o Americano sem eu falar o inglês mas me virei com gesto, e a bike de 100 dólares ele deixou por $70, os dois pneus vazios, tive que andar até o posto mais próximo para encher, chegando lá tem que pagar $1 dólar para usar a máquina, troquei o dinheiro e coloquei a moeda na máquina, você tem 1 minuto para encher o pneu, foi aí que bateu o desespero, a porra do bico entrou no aro e nada de sair, comecei a soar, ia perder 1 dólar e você pode pensar que é pouco, mas na terra do capitalismo até 10 cents é muito dinheiro meu amigo, mas pro final faltando 10 segundos consegui tirar o bico e encher, não ficou 100% mas já dava pra andar. Fiquei felizão que estava com a bike, lembrei do LIBERTADOR contando quando ele conseguiu uma bike saia andando pra baixo e pra cima, mas eu tinha 10km agora para voltar para casa, mano pode achar que é frescura, mas quando eu já estava pedalando uns 5km fiquei sem perna, no Brasil só andava de moto, peguei a bike coloquei dentro do Metrô e fui embora, depois desci e pedalei mais 2km até chegar em casa, Missão!!!! mas deu tudo certo e no outro dia ia começar a trabalhar. Só um detalhe, os aplicativo de tradução ajuda muito, porém quando você está conversando com alguém não ajuda em nada, até atrapalha, no meu caso que eu não sei falar nada mesmo.



Essa foi a bike que comprei kkkk.

Comecei a trabalhar no outro dia com a bike, amigo meu explicou tudo sobre como funciona o aplicativo de entrega la em New York, depois de configurado, fui para Manhattan onde tem mais movimento de restaurantes e entregas, conforme ele me falou que no primeiro dia o aplicativo te dar um incentivo e chama bastante para você começar motivado, então nesse dia fiz 20 entregas, dá um valor em média de $180 dólares por dia, só que não precisa ficar focado em quanto paga em cada entrega, o segredo era completar as 105 entregas que ganha $800 + Gorjetas que em média uns 200 dólares, então em 1 semana consegui fazer 105 entregas totalizando 1000 dólares junto com as gorjetas, fiquei muito feliz com aquilo, pois logo dá pra tirar uns $4.000 por mês, meu custo de vida lá era $1500, ia sobrar muito dinheiro para investir na bolsa e depois de um tempo voltar para o Brasil com uma grana boa. Meus amigos de quarto já estavam lá quase 1 ano e trabalhava em restaurante ou ajudante de supermercado e tirava 600 dólares por semana, o engraçado que eles sabiam que no Delivery ganha $1000 por semana, só que conforme eu falei, eles eram acomodados, ficavam esperando as coisas cair do céu, eu já fui logo tendo atitude na primeira semana e pagando para ter essa informação que eles não queriam pagar, a mente estava fechada e eu já sabia que o conhecimento liberta, eu tirei do meu bolso 100 dólares e recuperei 10 vezes o valor do investimento em uma semana, vale a pena as vezes pagar por algo que você não sabe, tu pode até conseguir sozinho, mas vai ficar limitado, pois o conhecimento vai te levar além. Provérbio Africano "Se quer ir rápidová sozinho. Se quer ir longe em grupo." 

Chegou então o dia que as notícias do Coronavírus começou a circular forte em New York, várias pessoas se contaminando, logo depois de alguns dias, saiu no jornal a primeira morte por Covid-19 em New York, geral começou a ficar com medo, depois de dois dias já eram 20 mortos pelo vírus, foi quando decretou quarentena na cidade, eu estava felizão pois estava caminhando bem, mas para minha surpresa, aconteceu esse pesadelo que apavorou toda população, logo quase todos restaurantes fecharam, com isso as entregar caíram bruscamente, aí vc pode pensar, mas não era para aumentar, já que o Delivery passou a ser um serviço essencial, sim, de fato aumentou realmente, as pessoas começaram a pedir mais por Delivery com medo de ir na rua, porém a galera imigrante que perdeu seus subempregos nos restaurantes, supermercados, construção e outros setores, a unica coisa que restou foi o Delivery, aumentou bruscamente o número de entregadores no aplicativo, de 20 entregas que você conseguia fazer por dia passou para 10 com muita dificuldade, teve dia que eu não consegui nem uma entrega, mas o normal era 7 entregas por dia, isso desanimou muito, imagina minha mente como ficou diante daquela situação, eu aqui no Brasil já estava estudando esse trampo e chegou lá aconteceu essa pandemia.

[Image: restaurant-delivery-worker-on-his-bike-s...=2048x2048]

Foi então que tudo começou a virar um pesadelo, pois quando saí do Brasil, nem passava na minha cabeça que esse tal Coronavírus ia chegar em todo lugar, como todo mundo nunca imaginou ficar meses dentro de casa. Lembro do relato do Libertador, que ele fala sobre passar dificuldade fora do seu país, onde ele pede ajuda seus familiares e ninguém tem o dinheiro para ajudar, mas quando ele decidiu ir embora, compraram a passagem pra ele na hora, o dinheiro surgiu como mágica. No meu caso não tive problema com finanças, mas foi a questão da pressão psicológica, pois era tudo novo essa doença e eu não sabia como ela afetava o ser humano naquele momento, a notícia era que morria centenas e milhares de pessoas todos dias, e aquilo querendo ou não me assustou, e olha que sou muito corajoso, mas por está fora de casa, fiquei imaginando e se o vírus pegar em mim, aqui os planos de saúde são caros, não vou poder ir, ficar doente longe de casa não deve ser nada fácil, e ao mesmo tempo meus amigos que já não estavam nenhum trabalhando, pois a ordem era ficar dentro de casa ou ir para o Delivery se arriscar sem saber que praga de doença era essa, então todo mundo sentou e começamos a conversar, como vamos ficar sem dinheiro para pagar o aluguel e as contas??? pois até aí as notícias só era as piores e tinham feito a projeção que morreriam mais de 100 mil pessoas no Estados Unidos, e a vacina demoraria sair, como eu falei cheguei no começo do mês, eu ainda tinha a passagem de volta para o Brasil, mas não entrava na minha cabeça que eu fiquei 1 ano estudando e me preparando para essa aventura acabar em pouco tempo, minha família ficava mandando mensagem para mim dar um jeito de sair dali, os voos começaram a cancelar todos, eu tinha que tomar uma decisão que não era nada fácil, pois até aí eu não sabia se ia durar somente 1 mês e depois tudo ia voltar o normal ou duraria mais tempo.

Então foi aí que nesse momento entreguei na mão de Deus, e não tinha mais cabeça para trabalhar, naquele momento você nem pensa mais em dinheiro, mas sim em sobreviver diante aquela situação e muito longe da sua terra natal. Fiz uma análise o que seria melhor, logo pensei, eu tenho um pouco de dinheiro no Brasil, mas com o dólar subindo a quase 6 reais, eu ainda teria no máximo 2 meses, mas logo pensei, cara se der errado e não começar a normalizar as coisas, vou ter que desembolsar mais uns 15 a 20 mil reais da minha reserva, foi aí que eu pensei bem que a melhor opção naquele momento era voltar e esperar tudo isso passar para retornar novamente com a economia recuperada. 


Comecei a ligar para remarcar minha passagem, pois não conseguia de jeito nenhum, pois naquele momento existia milhares de pessoas querendo meter o pé daquele lugar, foi aí que liguei para agência de viagem que comprei as passagens e atendente me orientou ir no Aeroporto para consegui agendar meu voo de volta. Logo no outro dia eu peguei minha mochila e coloquei algumas coisas dentro e fui para o Aeroporto, peguei o Metrô, parecia um filme de terror, só eu sozinho naquele trem gigante, não colocava a mão em nada e tentava não respirar aquele ar, é muito longe o Aeroporto, para variar peguei um trem errado e quando fui ver estava voltando do percurso de novo, eu sei que parece burrice, mas só quando você estiver lá que vai entender o que estou falando, a menos que vc já está acostumado a andar de Metrô e saibe a direção, mas enfim, cheguei no Aeroporto uns dos mais movimentado do mundo que naquele momento parecia o deserto de Saara, Fui pedir informação e não tinha uma pessoa que falava português, desenrolei no portunhol e o pessoal falou que talvez seria o ultimo voo da semana aquele, fiquei em um beco sem saída, ela me perguntou, você quer ir nesse de hoje às 18:00? eu logo respondi sim, quero. Meus amigos aqui termina a minha aventura pelo Estados Unidos, como já era umas 16:00 eu não tinha mais tempo para buscar minha mala, nem mesmo sacar meus $1000 que ganhei e ficou tudo para trás sem eu me despedir dos meu amigos de quarto. Sem acreditar que aquilo estava acontecendo, mas seguindo o que minha análise achou melhor.

Olhando hoje depois de quase 3 meses que isso aconteceu, foi sim uma decisão boa, pois sabemos que as coisas la não ficou nada fácil e levou vários meses de quarentena tudo parado e morrendo mais de 100 mil pessoas como foi feito a projeção. A noticia boa que já estou com as passagens comprada para 2021 voltar.

Quem quiser tirar dúvidas que não consegui colocar no relato, só deixar nos comentários que respondo.  Desculpas pelos erros de ortografia.
Responda-o
#10
Achei sem graça
Responda-o
#11
É amigo nem tudo é como desejamos, espero que consiga voltar e venha relatar mais sobre. Penso em um dia sair do Br e ir para algum país de língua inglesa, primeiro para aperfeiçoar a língua e obter mais experiência de vida.

                Passei, vi e, ao contrário deles, venci.
Responda-o
#12
(16-06-2020, 01:08 PM)Seu vagem Escreveu: Achei sem graça

Não consegui contar muito detalhes, só fiquei um mês nessa aventura.

(16-06-2020, 03:27 PM)Bastardo Escreveu: É amigo nem tudo é como desejamos, espero que consiga voltar e venha relatar mais sobre. Penso em um dia sair do Br e ir para algum país de língua inglesa, primeiro para aperfeiçoar a língua e obter mais experiência de vida.

Sim, vou voltar ano que vem e trazer um relato com mais experiências, só fiquei um mês, então foi pouca coisa que aconteceu, mas só um mês fora vc conhece muito coisa que na sua zona de conforto leva anos para aprender.
Responda-o
#13
(12-06-2020, 02:10 AM)wellcome Escreveu:
(12-06-2020, 01:26 AM)FuturoAlguem Escreveu: Grande relato, estava planejando fazer o mesmo só que adiei esse sonho por mais um tempo :/


O segredo é vc se programar e fazendo aos poucos como eu fui falando no relato, um passe de cada vez.

Sim, tinha levantado o dinheiro já, iria agora em Junho só que a pandemia adiou, vou em 2021 tbm...
Responda-o
#14
Puta que pariu, que relato bacana... dá gosto de ler experiências assim!!!

Rapaz, parabéns pela coragem e pela atitude!

Esse é o tipo de atitude que se espera de uma pessoa... Deu a cara à tapa, arregaçou as mangas e fez o que tinha que ser feito!
"Fiat Justitia, Pereat Mundus..."
Responda-o
#15
(16-06-2020, 08:03 PM)FuturoAlguem Escreveu:
(12-06-2020, 02:10 AM)wellcome Escreveu: O segredo é vc se programar e fazendo aos poucos como eu fui falando no relato, um passe de cada vez.

Sim, tinha levantado o dinheiro já, iria agora em Junho só que a pandemia adiou, vou em 2021 tbm...

Demorou, tomara que em 2021 seja um ano melhor.
Responda-o
#16
Boa tarde!! Que emoção!! Viajei neste teu relato, maravilha. Vc narrando e eu imaginado eu no seu lugar.Cara, continue postando o relato. Este país é o país das oportunidades de valorização pessoal, pois quem quer trabalhar é valorizado, digo, TRABALHAR.Eu sou louco prá ir morar lá prá trabalhar, conhecer a mansõa de Elvis Presley, o maior cantor de todos os tempos, conhecer Mississipi, a terra do blues, do algodão, onde tudo começou como blues, nossa que maravilha.PARABÉNS!!!!
Continue relatando, diga como foi para tirar o visto
, o que é peguntando para tirá-lo.Como foi viajar de avião por 21 horas, salvo engano.Que legal, que legal cara.Parbéns, que legal mesmo.
Responda-o
#17
Parabéns pelo empreendimento, boa sorte aí na ''terra do trabalho'' e não deixe de atualizar o tópico.
"Não existe mulher feia, você que bebeu pouco." (Mancho, Rodimeu)

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
#18
(27-06-2020, 04:06 PM)julianobreda12 Escreveu: Boa tarde!! Que emoção!! Viajei neste teu relato, maravilha. Vc narrando e eu imaginado eu no seu lugar.Cara, continue   postando o relato. Este país é o país das oportunidades de valorização pessoal, pois quem quer trabalhar é valorizado, digo, TRABALHAR.Eu sou louco prá ir morar lá prá trabalhar, conhecer a mansõa de Elvis Presley, o maior cantor de todos os tempos, conhecer Mississipi, a terra do blues, do algodão, onde tudo começou como blues, nossa que maravilha.PARABÉNS!!!!
                Continue relatando,  diga como foi para tirar o visto
, o que é peguntando para tirá-lo.Como foi viajar de avião por 21 horas, salvo engano.Que legal, que legal cara.Parbéns, que legal mesmo.

Fala meu brother, cara isso só foi um mês de América, mas é incrível a experiência de morar em outro país. Da uma olhada no relato do Libertador que é muito foda a história dele.


E meu amigo se você tem vontade de morar, começa a buscar isso, vai pesquisando sobre como é morar no EUA e segue um passo de cada vez, passaporte, visto, passagem, moradia e trampo, quando você menos esperar está na América.

SEU SONHO PODE SE TORNAR REAL, SÓ DEPENDE DE VOCÊ.

Obrigado pelo comentário.
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
Big Grin [RELATO] Loucuras do Libertador - Estados Unidos da América Libertador 142 33,452 21-03-2020, 05:46 PM
Última Postagem: Venandi

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)