Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
traições do pai, qual o papel do filho nessa situação??
#1
você descobre que o pai trai a mãe ou vice e versa. o que fazer?? qual o papel do filho??
se o filho falar pode piorar a situação, então qual a melhor maneira de lidar com isso??
Responda-o
#2
Não se meter no que não é da conta dele. Papai e mamãe são bem grandinhos já para resolver suas próprias pendengas e assumir responsabilidade sobre os próprios atos.
Responda-o
#3
Só espero que o LR não vire uma filial dessas revistas femininas, tipo capricho e afins. Tá explicado o porque de alguns usuários não devem subir de patente. Pode ser prejudicial ao fórum. Triplo  faccepalm   Facepalm Facepalm Facepalm


Responda-o
#4
Vou deixar minha visão antes que este tópico se transforme numa batalha campal sem sentido.

Bom, para você se sentir incomodado com esta situação, deve ser porque você é adolescente.

Neste caso, infelizmente pouco podemos ajudar e opinar a respeito. É um assunto complexo e requer muitas análises do caso.
Responda-o
#5
Duas linhas e uma questão inócua.

Vai ser preguiçoso assim no yahoo respostas.

Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
#6
Todo mundo tem uma cruz a carregar, seu pai, sua mãe e você.

A pergunta é: Você tem peito pra encarar as consequências da verdade?
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#7
Cara, se você já for maior de idade, só procure seguir na vida e se arrumar logo, não é seu papel interferir com a vida íntima dos dois a não ser que a merda possa talhar pro seu lado, só aí você teria que botar o pau na mesa pra se defender, ou defender a unidade familiar caso a confusão dos dois torne as coisas piores pra você.

Eu sei que isso é chato, mas a vida é assim mesmo. Pessoas fazem merda o tempo todo, não cabe a você ser fiscal das merdas dos outros, trate de cuidar das suas próprias.
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#8
Não se intrometa, isso é problemas deles. Se isso te incomoda, caia fora se tiver condições financeiras, do contrário se ainda depende dos seus pais, terá que aguentar essa situação.

De qualquer forma, você já recebeu o recado: nenhum relacionamento é fácil e o quanto antes você tem que aprender a andar com suas próprias pernas.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#9
Contaria, e continuaria com o mesmo afeto de antes pelo traidor(a), ainda que este perca o afeto por mim. E quando o traidor ou a traidora me questionar, avisaria, que fiz o certo e que nada mudaria entre a gente, mas se ele(a) quiser ficar contra mim, permanecerá no seu direito, e minha consciência permanecerá limpa.
 
Acrescento que acredito ser o certo contar porque gostaria que fizessem o mesmo comigo se fosse traído.

Aliás, como está falando de pessoas mais velhas, seu pai ou sua mãe provavelmente irão assumir toda a responsabilidade caso você conte e não incluirão você no meio, isso é uma vantagem que você tem. Mas posso estar errado sobre isso.
Responda-o
#10
https://legadorealista.net/forum/showthr...p?tid=4174

O item 5 vai te ajudar.
Responda-o
#11
Numa situação dessas, eu acredito que o melhor e ''fazer vista grossa'', já que , na prática, não é um assunto da sua conta, são 2 adultos que tem que se entender entre si e tem consciência dos seus atos.

Só acho válido se manifestar, se o fato de uma traição descoberta por um dos lados for afetar diretamente você.

Analisando isso, boca de siri é a melhor política para a situação.
Responda-o
#12
Jovem, uma coisa é certa.

Eu já passei pela mesma situação, meu pai saiu de casa para curtir uma aventura com uma msol novinha, o tempo passou e a aventura regada a viagra terminou, quando o velho mobiliou um imóvel completo em um bairro bem barra pesada, para a espertinha, o que tirei de lição disso tudo:

- Papaizinho e mamãezinha são maduros o suficiente para resolver quaisquer pendência, no meu caso eu atuei como o pêndulo emocional para não deixar minha mãe pirar da cabeça com a traição, já que minha mãe ajudou meu pai muitíssimo em tudo;

- Claro que fiquei puto da vida com meu pai, reprovei a atitude dele, mas sempre valorizei o que ele me ensinou e o que fez de bom para mim, nunca saí por aí fazendo chacota de sua pessoa, ele é homem e tem plena consciência do seu erro, inclusive se o velho precisar de ajuda, farei o que for preciso for, sem guardar mágoa ou rancor do passado;

- Meu pais nunca me ensinaram a ter raivinha, ódio e rancor de ninguém, o tempo passou e hoje eu converso com o velho com certa regularidade, nunca desejei mal ao velho, e nem quis dar uma de justiceiro portador da virtude;

- O ideal é quem constitui família ficar até o fim da vida, mas sabe com é, as relações podem acabar, por N motivos, só quem está junto sabe das dificuldades ... Já vi famílias muito bem estruturadas financeiramente se desmantelarem por causa de aventuras de um dos lados, inclusive com as coisas terminando muito mal para ambos os lados;

- Seja sábio! Não tome partido, respeite a decisão deles, aos filhos cabe apenas honrar os seus pais;

- Tenho um conhecido que só agiu em 'tomar partido' em uma situação em que a cachorrada era tão colossal que envolvia dar cabo da vida de um deles, aí sim os filhos tiveram que agir de maneira enérgica para um lado, mas isto aí são casos 'sui generis'.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)