Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[SEXO] Discussão viril
(25-11-2019, 06:44 PM)Berzerk Escreveu: Olha, esse fórum tem uma coisa MUITO legal. Talvez pelo fato de sermos anônimos, escondidos atrás de um nick, podemos falar a VERDADE aqui, que no mundo REAL, é impensável.
EU TAMBÉM NUNCA GOSTEI de transar com prostitutas. Aquela coisa mecânica... aquela sensação que a mulher quer que você goze o mais rápido possível pra acabar logo.
Acho que não paguei pra transar nem meia dúzia de vezes.
Fui muitas e muitas vezes no puteiro levar clientes, mas (não dá pra admitir no mundo real) nunca curti muito aquilo. Comia as putas por conta da empresa, mas achava aquilo uma punheta melhorada. NEM SE COMPARA a uma transa com uma mulher que QUER DAR pra você.
Também DETESTO quando chega algum idiota MENTINDO que come puta de graça.
Já conversei bastante com essas putas e a maioria é viciada em pó ou se puder escolher, transa com outra mulher. Não têm prazer naquilo e vêem o cliente como um saco de grana, nada mais.
Respondendo ao tópico: na minha época de solteiro, descarregava o saco em namoradas mesmo, sempre tive. Não vou dizer aqui que tive só namorada maravilhosa que é mentira, cansei de namorar mulher feinha de rosto e corpo razoável. MUITO MELHOR que prostituta.
ALIÁS, namorei por ANOS uma M$ol esterilizada (trompas laqueadas). Metia a vontade, gozava dentro sem dor de cabeça com gravidez. Boa de cama e muito disponível, fiquei com ela justamente durante os anos de desenvolvimento pessoal. Quando começou a cobrar PESADO morarmos juntos, terminei.

Também fiz isso, namorei uma msol p fuder, ela era velha e feia e fodia mal e o ex dela ameaçou matá-la e a mim também pq ela deixou as crianças na avó para dar para mim, e os vizinhos contaram para ele. Mas fazer o q, é o que tinha para comer, e na época eu era matrixiano, então nem ligava.
Mas o problema é que desde o começo eu namorava só para comê-la, ela não tinha absolutamente nada que me interessava q não fosse o sexo ruim. E isso é ruim, a minha lá achando q é sua namorada, mas na sua cabeça ela é uma marmita fixa, isso me dava uma dor de consciência terrível, eu estava apenas MENTINDO PARA ELA, em benefício pauprio (pau + próprio). 

Fui terminar depois de 8 meses, já q minha consciência pesava, foi muito difícil terminar. Não sei como vcs conseguem fazer isso sem dor na consciência, e aturar uma mulher q só te atrai no sexo, como pode?
Responda-o
(29-11-2019, 10:43 AM)Machado Annihilator Escreveu:
(25-11-2019, 06:44 PM)Berzerk Escreveu: Olha, esse fórum tem uma coisa MUITO legal. Talvez pelo fato de sermos anônimos, escondidos atrás de um nick, podemos falar a VERDADE aqui, que no mundo REAL, é impensável.
EU TAMBÉM NUNCA GOSTEI de transar com prostitutas. Aquela coisa mecânica... aquela sensação que a mulher quer que você goze o mais rápido possível pra acabar logo.
Acho que não paguei pra transar nem meia dúzia de vezes.
Fui muitas e muitas vezes no puteiro levar clientes, mas (não dá pra admitir no mundo real) nunca curti muito aquilo. Comia as putas por conta da empresa, mas achava aquilo uma punheta melhorada. NEM SE COMPARA a uma transa com uma mulher que QUER DAR pra você.
Também DETESTO quando chega algum idiota MENTINDO que come puta de graça.
Já conversei bastante com essas putas e a maioria é viciada em pó ou se puder escolher, transa com outra mulher. Não têm prazer naquilo e vêem o cliente como um saco de grana, nada mais.
Respondendo ao tópico: na minha época de solteiro, descarregava o saco em namoradas mesmo, sempre tive. Não vou dizer aqui que tive só namorada maravilhosa que é mentira, cansei de namorar mulher feinha de rosto e corpo razoável. MUITO MELHOR que prostituta.
ALIÁS, namorei por ANOS uma M$ol esterilizada (trompas laqueadas). Metia a vontade, gozava dentro sem dor de cabeça com gravidez. Boa de cama e muito disponível, fiquei com ela justamente durante os anos de desenvolvimento pessoal. Quando começou a cobrar PESADO morarmos juntos, terminei.

Também fiz isso, namorei uma msol p fuder, ela era velha e feia e fodia mal e o ex dela ameaçou matá-la e a mim também pq ela deixou as crianças na avó para dar para mim, e os vizinhos contaram para ele. Mas fazer o q, é o que tinha para comer, e na época eu era matrixiano, então nem ligava.
Mas o problema é que desde o começo eu namorava só para comê-la, ela não tinha absolutamente nada que me interessava q não fosse o sexo ruim. E isso é ruim, a minha lá achando q é sua namorada, mas na sua cabeça ela é uma marmita fixa, isso me dava uma dor de consciência terrível, eu estava apenas MENTINDO PARA ELA, em benefício pauprio (pau + próprio). 

Fui terminar depois de 8 meses, já q minha consciência pesava, foi muito difícil terminar. Não sei como vcs conseguem fazer isso sem dor na consciência, e aturar uma mulher q só te atrai no sexo, como pode?

Vc foi pra lá de bonzinho.
Eu fiquei com essa M$ol por 7 ANOS. Cheguei até falar (no começo) que amava ela pra continuar fodendo sem muita DR. Pra falar a verdade, depois do fim do meu casamento, fiquei mais "frio e calculista". Falava pras mulheres o que fosse preciso pra conseguir o que eu queria. Nada pessoal.
Mas ela era EXCELENTE de cama, razoavelmente gostosa (mas feinha de rosto), me agradava em tudo que eu queria, me dava sempre que eu queria. Cansei de viajar com ela (o filho ficava com o ex betão nessas ocasiões)... transávamos a vontade. Ela não decepcionava nas langeries e biquínis safados. Só que na minha cabeça sempre via aquilo como passageiro, a qualquer momento ia acabar. Eu saia bastante pra outras putarias, ela não cobrava muito (pois sabia que se pegasse no pé eu ia cair fora mais rápido).
Mas ela tb tinha as vantagens dela, eu bancava todas as viagens e rolês (no mínimo uma vez por mês pra algum hotel do litoral ou interior). Todo mundo estava feliz: eu tinha sexo A VONTS, gozava dentro sem camisinha, zero risco de engravidar. Ela pagava de namoradinha pra zamiga e o ex, viajava bastante pra cima e pra baixo. Olhando pra trás, acho que pra ela aquilo era o que a atraia: um cara que a qualquer momento poderia cair fora sem muito aviso...
Só no final (nos últimos meses mesmo) que fiquei um pouco mais "desconfortável" com esse relacionamento, pois era ÓBVIO que eu não ficaria com ela pra sempre, nem iria morar com ela, nada disso. Ela começou (por influência das zamiga) a cobrar algo mais sério e eu resolvi terminar com aquilo... já estava começando um namoro com outra mulher e não tinha mais tempo pra ela. Foi bom pra todo mundo, pois algum tempo depois ela arrumou um trouxa pra casar.
Pros anos de desenvolvimento foi uma maravilha: eu tinha sexo A VONTADE MESMO com zero preocupação emocional. Foram os anos de intenso desenvolvimento profissional e educacional, fiz minha pós tranquilo.
Responda-o
Sempre soube que eu não era o único a fazer estas doideiras.

Tenho certeza que tem muito mais causo escondido por aqui.
[...]
Responda-o
(29-11-2019, 06:12 PM)Berzerk Escreveu:
(29-11-2019, 10:43 AM)Machado Annihilator Escreveu:
Spoiler Revelar
Também fiz isso, namorei uma msol p fuder, ela era velha e feia e fodia mal e o ex dela ameaçou matá-la e a mim também pq ela deixou as crianças na avó para dar para mim, e os vizinhos contaram para ele. Mas fazer o q, é o que tinha para comer, e na época eu era matrixiano, então nem ligava.
Mas o problema é que desde o começo eu namorava só para comê-la, ela não tinha absolutamente nada que me interessava q não fosse o sexo ruim. E isso é ruim, a minha lá achando q é sua namorada, mas na sua cabeça ela é uma marmita fixa, isso me dava uma dor de consciência terrível, eu estava apenas MENTINDO PARA ELA, em benefício pauprio (pau + próprio). 

Fui terminar depois de 8 meses, já q minha consciência pesava, foi muito difícil terminar. Não sei como vcs conseguem fazer isso sem dor na consciência, e aturar uma mulher q só te atrai no sexo, como pode?

Vc foi pra lá de bonzinho.
Eu fiquei com essa M$ol por 7 ANOS. Cheguei até falar (no começo) que amava ela pra continuar fodendo sem muita DR. Pra falar a verdade, depois do fim do meu casamento, fiquei mais "frio e calculista". Falava pras mulheres o que fosse preciso pra conseguir o que eu queria. Nada pessoal.
Mas ela era EXCELENTE de cama, razoavelmente gostosa (mas feinha de rosto), me agradava em tudo que eu queria, me dava sempre que eu queria. Cansei de viajar com ela (o filho ficava com o ex betão nessas ocasiões)... transávamos a vontade. Ela não decepcionava nas langeries e biquínis safados. Só que na minha cabeça sempre via aquilo como passageiro, a qualquer momento ia acabar. Eu saia bastante pra outras putarias, ela não cobrava muito (pois sabia que se pegasse no pé eu ia cair fora mais rápido).
Mas ela tb tinha as vantagens dela, eu bancava todas as viagens e rolês (no mínimo uma vez por mês pra algum hotel do litoral ou interior). Todo mundo estava feliz: eu tinha sexo A VONTS, gozava dentro sem camisinha, zero risco de engravidar. Ela pagava de namoradinha pra zamiga e o ex, viajava bastante pra cima e pra baixo. Olhando pra trás, acho que pra ela aquilo era o que a atraia: um cara que a qualquer momento poderia cair fora sem muito aviso...
Só no final (nos últimos meses mesmo) que fiquei um pouco mais "desconfortável" com esse relacionamento, pois era ÓBVIO que eu não ficaria com ela pra sempre, nem iria morar com ela, nada disso. Ela começou (por influência das zamiga) a cobrar algo mais sério e eu resolvi terminar com aquilo... já estava começando um namoro com outra mulher e não tinha mais tempo pra ela. Foi bom pra todo mundo, pois algum tempo depois ela arrumou um trouxa pra casar.
Pros anos de desenvolvimento foi uma maravilha: eu tinha sexo A VONTADE MESMO com zero preocupação emocional. Foram os anos de intenso desenvolvimento profissional e educacional, fiz minha pós tranquilo.

A última vez que fui tentar ficar nessa de mulher fixa do rostinho + ou menos, corpo gostoso e foda melhor ainda, fui colocado contra a parede. Em menos de 2 meses falando em casamento e de morar junto. Fui embora na hora.
Responda-o
falaram de mulheres malucas..é pois é elas existem mesmo.
hoje em dia eu tomo cuidado com quem eu me relaciono e cheguei na idade que não quero mais curtição.
só quero trabalhar e arrumar uma pessoa com quem eu possa levar a vida e ter uma familia.
mas vou escolher bem essa mulher.
seguir firme com minha fé e ser um cara direito.
ser exemplo pra familia.
Responda-o
(29-11-2019, 10:26 AM)Machado Annihilator Escreveu: Rapaz, em meio ao turbulento mundo moderno eu não como buceta pq estou me desenvolvendo, uma desculpa esfarrapada de sábio mentiroso que mente para si mesmo, como se eu tivesse alguma mulher para rejeitar. Nessa baderna do caralho, em meio a ideia banais e paudurecência, só resta-me o ascetismo com masturbilidade.

Eu como um homo sapiens esczofreniuns betaziuns, encarei essa merda q v6 chamam de vida, dos mais variados jeitos, ora coroinha da ala esculhi ispera uma buzaca du cu oco; ora encarando Msol guerreira e velha da xana seca; ora indo na favela desenvolver minhas habilidades interpessoais com novinhas molhadas e no ápice da ninfetisse q adoram um zé droguinha e tem tesão em traficante. 

Hoje, somente me isolo do mundo e foco no meu desenvolvimento, desperdiçando minha vida de cabaço de 30 anos, estudando para concurso, depois é só alegria. Mas eu só queria uma esposinha para abraçar e dormir de conchinha, fazer massagem no pé dela e talvez até lamber as solas. 

Mas isso, tá longe de ser real, o que realmente existe é esse fracasso afetivo e penial que carrego comigo. Se desde os 15 anos eu namorasse e trabalhasse, chegaria aos 30 sem essa carência toda, talvez já estaria casado e feliz. Agora já é tarde, mal conheço xereca, um cara como eu não pode casar, vou ser solteiro a vida toda. O bom é q isso liberta, posso viver a vida em paz sem pensar em status.

Só pagando GP p trepar e comendo aquelas q aparecem e sempre estudando para concursos mais difíceis... Me divertindo com a hipergamia e vendo a real na prática.

No teu caso, tu pode ir em festas nas favelas, ou em igrejas na favela, se é destacado, pode se destacar no meio dos favelados conservadores de igreja e comer conservadias virgem que já deram o cu para os traficantes todos.

Olha nosso querido expulso dando dicas de como trepar.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
(26-06-2020, 12:42 PM)Awaken Escreveu:
(29-11-2019, 10:26 AM)Machado Annihilator Escreveu: Hoje, somente me isolo do mundo e foco no meu desenvolvimento, desperdiçando minha vida de cabaço de 30 anos, estudando para concurso, depois é só alegria. Mas eu só queria uma esposinha para abraçar e dormir de conchinha, fazer massagem no pé dela e talvez até lamber as solas. 

Mas isso, tá longe de ser real, o que realmente existe é esse fracasso afetivo e penial que carrego comigo. Se desde os 15 anos eu namorasse e trabalhasse, chegaria aos 30 sem 

Olha nosso querido expulso dando dicas de como trepar.

Gargalhada Gargalhada Gargalhada

Décadas vão se passar, e ele vai continuar na mesma. Alguns não tem salvação. É bom ver isso, pra motivar a agir, sair da zona da teoria.

Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o
(26-06-2020, 12:51 PM)Gorlami Escreveu:
(26-06-2020, 12:42 PM)Awaken Escreveu: Olha nosso querido expulso dando dicas de como trepar.

Gargalhada Gargalhada Gargalhada

Décadas vão se passar, e ele vai continuar na mesma. Alguns não tem salvação. É bom ver isso, pra motivar a agir, sair da zona da teoria.

Pode crer, parceiro: Exemplos do que não ser.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
(29-11-2019, 10:43 AM)Berzerk Escreveu: . Comia as putas por conta da empresa, 

Não entendi essa parte.
Responda-o
(26-06-2020, 08:09 PM)fernandobon04 Escreveu:
(29-11-2019, 10:43 AM)Berzerk Escreveu: . Comia as putas por conta da empresa, 

Não entendi essa parte.

Tinha algumas ocasiões em que eu recebia um grande cliente pra fechar uma programação foda de pedidos.
Eram reuniões tensas, pois o cara se aproveitava da situação de fechar pedido grande pra negociar descontos. Ao final (pelo menos no mercado que eu trabalho) era muito comum a gente sair pra jantar e relaxar, beber, etc. Dependendo do tipo do cliente, meu patrão me passava um cartão de sócio do Café Photô aqui de SP (dava pra entrar até 3 pessoas sem pagar entrada) e uma grana pra pagar a puta que o cara quisesse. A grana era suficiente pra pagar puta pra mim tb. Tb ia pro Bamboa, Conection, várias casas de massagem, etc. Com o tempo vc vai conhecendo a casa, seguranças, putas...
Quem trabalha na parte comercial sabe que vc tem que criar empatia com o cliente, então não dá pra deixar o cara no puteiro e sair fora. A maioria eram tiozões casados com umas gordas largadas, então aquilo era uma ocasião e tanto pra ele. Aí vc se faz de "amigo de putaria", escolhe puta tb, troca impressões, etc e tal. Ajuda pra cacete nas vendas. Nas semanas seguintes os assuntos das visitas girava sobre as putarias... algumas vezes o cara escolhia uma puta MUITO cara e ele mesmo pagava uma puta mais baratinha pra mim. 
A época mais "movimentada" era das feiras que a gente realizava. Os caras que vinham de fora de SP eram os mais desesperados pra ir em puteiro...
Resumo: eu tinha uma verba pra ir pro puteiro com o cliente.
Responda-o
(29-06-2020, 12:28 PM)Berzerk Escreveu:
(26-06-2020, 08:09 PM)fernandobon04 Escreveu: Não entendi essa parte.

Tinha algumas ocasiões em que eu recebia um grande cliente pra fechar uma programação foda de pedidos.
Eram reuniões tensas, pois o cara se aproveitava da situação de fechar pedido grande pra negociar descontos. Ao final (pelo menos no mercado que eu trabalho) era muito comum a gente sair pra jantar e relaxar, beber, etc. Dependendo do tipo do cliente, meu patrão me passava um cartão de sócio do Café Photô aqui de SP (dava pra entrar até 3 pessoas sem pagar entrada) e uma grana pra pagar a puta que o cara quisesse. A grana era suficiente pra pagar puta pra mim tb. Tb ia pro Bamboa, Conection, várias casas de massagem, etc. Com o tempo vc vai conhecendo a casa, seguranças, putas...
Quem trabalha na parte comercial sabe que vc tem que criar empatia com o cliente, então não dá pra deixar o cara no puteiro e sair fora. A maioria eram tiozões casados com umas gordas largadas, então aquilo era uma ocasião e tanto pra ele. Aí vc se faz de "amigo de putaria", escolhe puta tb, troca impressões, etc e tal. Ajuda pra cacete nas vendas. Nas semanas seguintes os assuntos das visitas girava sobre as putarias... algumas vezes o cara escolhia uma puta MUITO cara e ele mesmo pagava uma puta mais baratinha pra mim. 
A época mais "movimentada" era das feiras que a gente realizava. Os caras que vinham de fora de SP eram os mais desesperados pra ir em puteiro...
Resumo: eu tinha uma verba pra ir pro puteiro com o cliente.

Já vi isso por aqui também. Nunca participei da festinha, mas é fato que existe.

Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 5 Visitante(s)