Avaliação do Tópico:
  • 2 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[RELATO] Relato Sobre Casamento.
#21
É isso aí confrade, outro bom relato, de experiência e trancos e barrancos.

Provando duas coisas que não falham... mulher nova quando quer dar, é que nem fogo morro acima e água morro abaixo, não tem história, ou dá ou desce.

E também, que desapego é fundamental... quando ela percebeu que não ia te-lo como friendzoner, isso criou uma confusão pra ela, e independente do resultado final, você deve seguir seu caminho (mesmo que ela não te ligasse, como ocorreu).

Como disse um parça baladeiro, que diz muita abobrinha mas sabendo filtrar, acaba-se tirando poucas lições.. ter mulher hoje não é pra qualquer um.

E, entendendo a real, saber não ter, também não é pra qualquer um.
"Não existe mulher feia, você que bebeu pouco." (Mancho, Rodimeu)

"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
#22
Muito bacana seu relato!!! Voce encontrou uma mulher muito bacana para relacionamento. E isso vc percebeu ao ver o pai dela sendo honrado. Fez os testes na filha e viu que ela era uma moça para formar uma família. Claro que voce se arriscou em se casar com ela, mas o risco teve resultado positivo. Agora me diz, é quase impossível encontrar uma mulher nova assim nos dias atuais bem de boa, parceira, tranquila e companheira. cada dia que passa tem sido mais difícil. Se não for msol, é baladeira ou drogadinha...

Parabens pelo seu relato... Encontrou uma parceira de verdade, apesar dos problemas que todos os casais tem. O respeito continua e isso que vale. Abraço
Responda-o
#23
Relato de casamento é tópico inédito! Muito bom o relato, o que chama a atenção é sua postura convicta de homem. Ao que tudo indica arrumou uma mulher prendada, que não deixou de cumprir os deveres de esposa enquanto vocês estavam brigados, sinal de que tem cabeça boa e foi bem educada.

Muito bom.
A realidade nua e crua.
Responda-o
#24
Relato muito bom.

Acredito que tem dois pontos que são interligados que foram importantes, primeiro que ele encontrou uma moça com valores e segundo que ele soube administrar bem o relacionamento com ela. Se tivesse só um dos dois pontos nessa crise dos 5 anos o casamento tinha afundado de vez.

Tem cara que encontra mulheres de valor, mas não sabe administrar o relacionamento, aí o que ocorre é que por ignorância e falta de tato ele acaba premiando as atitudes ruins dela e punindo as boas, não sabe liderar, fica pedindo opinião e permissão dela pra tudo, dá muita autoridade pra ela, usa ela como uma confidente, até chorando na frente dela, tem medo de desagradar, medo de perder, não sabe lidar com joguinhos emocionais, vê ela como tábua de salvação, fica voltando atrás nas decisões e assim ele vai firmemente destruindo o relacionamento com uma boa mulher.

E depois que acaba vem querer dizer que era a mulher que não prestava, que escolheu errado, que foi enganado, que agora nenhuma presta pra relacionamento sério. De fato muitas não prestam e por isso também é importante saber escolher bem mas nem sempre o problema está só nelas.

Não basta apenas saber escolher uma boa mulher pra casar se você não souber administrar bem um relacionamento com ela (E também aprender como reduzir as influências negativas da nossa sociedade atual sobre ela).

Nesse ponto estudar a Real é fundamental, vai te ensinar como administrar um relacionamento, como lidar com os joguinhos emocionais e como liderar a relação. Tanto que o título do livro do NA é: ”Como lidar com mulheres” em vez de “Como fugir das mulheres”.

Acho engraçado que tem ideologia, movimento, não sei como chamam, mas esses grupos masculinistas modernos como Mgtow que diz que o homem deve seguir o próprio caminho, contando que todos aceitem ser solteiros convictos, porque nesses mesmos grupos se alguém diz que quer seguir o seu caminho e casar e ter filhos é xingado, atacado e até expulso.

Nesse ponto a Real é quem realmente permite essa liberdade de escolha nos homens, temos aqui solteiros convictos e realistas casados há décadas. Cada um estuda os materiais, tira suas próprias conclusões e segue o caminho que julga ser o melhor para si, sem forçação de regras, tanto que temos textos como “feliz e solteiro aos 35 anos” ou um texto sobre o seu casamento estar dando certo.

Outro ponto que gostei do texto foi sobre o ponto que levanta em relação a Mulher exceção. Alguns ficam idealizando uma mulher exceção, perfeita, que não faz joguinhos, submissa sempre, aí quando descobrem que isso não existe, querem abdicar totalmente de relacionamentos. Mas casamento real é isso aí que o Escobar mostrou, que mesmo uma mulher com boa origem e de princípios, que não fala palavrão, que fala a verdade para os pais, no relacionamento vai continuar ocorrendo crises, ela vai ficar fazendo joguinhos emocionais, vão ocorrer altos e baixos e que o que vai fazer a diferença realmente é você saber administrar as crises do relacionamento com sabedoria. Nesse ponto que a Real faz a diferença.
“A honra, a integridade e a verdade precisam ser guardadas, custe o que custar ao próprio eu.” Obreiros Evangélicos, pág. 447
Responda-o
#25
Aguardando a resposta do @Wild e do @Karl Rossmann  pra esse tópico trollface
Responda-o
#26
Que história bem contada da porra, quando no primeiro momento tinha rolado este tópico para ver o tamanho do texto, fiquei preocupado com o tempo que ia demorar para que eu fizesse a leitura kk, mas você escreveu de uma forma bem cativante.

A primeira coisa que eu tenho a dizer, é o quanto homens seguros têm uma perso+nalidade bastante parecida. Muito da sabedoria que você possui, eu também possuo, muitas atitudes que você toma, eu também tenho. Essa coisa da mulher falar que quer ficar na amizade, já virou um clichê para mim. Você agiu muito sabiamente nessa situação. Já sabemos que homens que querem ficar indagando a mulher acerca do que ela fala, tendem a tomar no cu. Você simplesmente desapareceu e ela deve ter pensado "quem esse cara pensa que é para não ficar me bajulando como um imbecil?". No meu relacionamento foi bem parecido, a mulher me disse isso, que só queria ser minha amiga. Apaguei do whatsapp e redes sociais, não demorou muito pra voltar a me procurar querendo saber o porquê de eu não falar mais com ela. É incrível como as coisas se repetem, mas quando se trata disso, não tem mistério, ou o homem demonstra fraqueza ou demonstra força.

Outra coisa que queria pontuar é que dificilmente um homem vai se dar bem no primeiro relacionamento. Isso aconteceu no meu caso, mas em 99% dos casos a falta de experiência será um fator determinante para o término. Quando comecei a me relacionar, já tinha internalizado boa parte dos conhecimentos adquiridos no fórum. No seu caso, você já havia tido experiências anteriores, então quando a sua mulher tomava uma atitude, você já conseguia prever o que poderia acontecer dependendo da forma que você agisse depois. Muitos caras só conseguem pensar em formas imediatas de agir quando ouvem algo que os desagradam, enquanto os mais experientes ouvem e agem depois de maneira a preservar o relacionamento.

Eu definitivamente não tenho ressalvas a fazer acerca desse tópico, pois na maioria das situações eu agiria da mesma forma que você, exceto em uma das que você relatou. Quando você disse que a mãe da sua atual esposa te tratou como um lixo, foi o único momento em que eu quase soquei o notebook. Eu não sei passar por esse tipo de situação e ficar quieto. É o tipo de coisa que fica martelando na minha cabeça por dias se eu não agir na hora. Não me pergunte o que eu faria, pois eu também não sei, mas certamente eu não deixaria ela falar muito, se é que você me entende, rs. Trazendo um pouco para a minha perspectiva, a família da minha esposa tem grande admiração pela minha pessoa, na maioria dos momentos eu sou um cara muito educado, o problema é quando confundem isso com ser trouxa. A família materna dela já falou mal de mim pra caralho, nas minhas costas, óbvio, questionavam as minhas regras pra minha esposa, diziam que ela seria mulher submissa ao homem do tipo que daria o salário para o homem administrar. A mãe e avó dela diziam isso porque me achavam controlador no sentido de permitir que minha esposa pudesse frequentar um salão de beleza quando minha situação estivesse boa; porque eu racionava as compras no supermercado; etc. Minha esposa me contava que era colocada contra a parede em várias situações, e eu disse assim "sua mãe e sua avó tentam te aconselhar sobre as coisas, te pergunto, quantos relacionamentos estáveis ambas tiveram? uma foi deixada por um cachaceiro com 3 filhos numa casa de tábua e ainda teve um filho com um homem casado; a outra vive brigando com o ex e fez 1 milhão de escolhas erradas (deixou um milionário honrado na Espanha por um militar vagabundo, mas isso não impressiona quando passamos a conhecer o modus operandi da maioria das mulheres, a maioria delas quer aventura)". Resumindo: nem o pai, nem a mãe da minha esposa tinham muita moral para me indagar sobre as escolhas que eu fazia e as regras que eu estipulava.

Ano passado estive em uma festa da família paterna da minha esposa (a família materna quase toda votou no Bolsonaro, a família paterna é 90% petista), quando ouço uma das familiares (que por coincidência é atriz da globo) falando que o conservadorismo é um retrocesso e bla bla bla, logo fico afastado no meu canto para não gerar discussões. Até que me chamam para a conversa e, ao saberem dos meus posicionamentos políticos, começam a querer me perguntar como se eu estivesse num processo inquisitivo. Eu começo a responder e a desmantelar todos os argumentos dos petistas, que para constar, eram argumentos de várzea (profissionais da educação, artistas, advogados e até um juiz, todos com argumentos de principiantes). Após isso, me torno uma ovelha negra. Me colocam num grupo de whatsapp com trocentas pessoas, começam a falar de política, entro no assunto, e no mesmo dia o grupo da família de anos se acaba. Quero deixar ao dizer isso tudo, um forte conselho: nunca silenciem quando questionados, nunca deixem de apresentar seus posicionamentos, ainda que isso desagrade uma maioria (pelo menos não deixem de fazer o que indico nesse tipo de situação em específico). Por um tempo, fiquei mal visto entre a maioria da família paterna, mas não demorou muito tempo para todos me admirarem.

@Escobar, você é uma pessoa que tem muito a acrescentar nesse fórum, inclusive, ao ler esse tópico posso dizer que aprendi um pouco sobre a vida. Parabéns pela excelente participação por aqui. Esse é o meu mês de férias, vou tirar um tempo para criar uns tópicos sobre pelo que passei na vida até então, acredito que os confrades gostarão de ler.
Responda-o
#27
Segue para quem não leu ainda https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1037
Responda-o
#28
@Escobar eu me cadastrei no fórum depois de ver seu tópico, já tem um fã! Abraço.
Responda-o
#29
Tópico movido para a seção Relacionamentos.
Responda-o
#30
Ótimo relato!
"A paixão é como o álcool. Entorpece a consciência, elimina a lucidez, impede o julgamento crítico e provoca alucinações, fazendo com que o ser amado seja visto como divino." Como lidar com Mulheres - Nessahan Alita
Responda-o
#31
Fez exatamente o que eu faria em relação a casa que o seu sogro queria dar pra vocês.
Se você aceita aquela casa tu não teria voz ativa e perderia o comando da sua família.

Parabéns confrade, desejo todo o sucesso pra você, grande relato !!
Responda-o
#32
É o tipo de tópico que precisava ler.
Obrigado, Escobar.
Nenhuma mulher é mais bonita que a liberdade.
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  [FIXO] Compartilhe sua experiência sobre o seu casamento Machado Annihilator 142 21,037 09-09-2019, 12:28 AM
Última Postagem: Mindingo
  Schopenhauer Sobre Casamento MajinBoo 18 2,454 24-03-2017, 08:21 PM
Última Postagem: Sociólogo

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)