Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Deixar de ser concursado e tentar empreender
#21
(18-06-2019, 03:09 PM)Saco Roxo Escreveu:
(17-06-2019, 07:49 PM)PopoRoxo Escreveu: Use laranjas, em interior é muito facil conseguir.

Oq vc vende?

Pensei nisso, mas acho arriscado colocar meu projeto de negócio que está formado no nome de alguém que poderia se apropriar da ideia.




Aparentemente tenho dois caminhos a seguir, criar uma ME que pode faturar além dos 81k permitidos pela MEI e ter um sócio administrador, sócio esse que não tenho ideia de quem seria. Outra opção seria criar uma MEI mesmo e sonegar uma parte, mantendo a movimentação dentro dos 81k.

Alguém tem experiencia na criação de uma ME? Pelo que andei pesquisando parece ser mais complexo do que a simples MEI.

Coloque seu pai ou sua mãe como sócio. Sem crise. Sim, ME mais complexo, mas seus bens não são atrelados à empresa. Agora também tem como abrir empresa individual em que seus bens não são atrelados à empresa, é a categoria EIRELI, porém, no seu caso o ideal é ME com sócio para que não te prejudique no emprego público.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#22
Dentro da legalidade, carai.

Maluco oferecendo laranjas.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
#23
(19-06-2019, 01:43 PM)Awaken Escreveu: Dentro da legalidade, carai.

Maluco oferecendo laranjas.
Lembre-se dos Strikes. Pra banir esses tipos de usuários.


Responda-o
#24
(19-06-2019, 10:13 AM)Ares Escreveu: @Gorlami : Brasileiro é reativo, age como corno, sempre é o ultimo a saber e sabe no limite do prazo, sempre ansioso, afobado e desesperado, lidar com pessoas assim é irritante, mas não tem jeito, é se adaptar, quem faz o contrário, chega cedo, cumpre horário, olha com atenção as entrelinhas, checa os horários as datas e etc, é tachado de certinho, otário e mané, depois os manés ficam rindo e os espertões choram, e dizem que não sabiam o que estava acontecendo.

@Saco Roxo: Cara isso é coisa para se resolver em um escritório de contabilidade, o contador é o profissional que tem o conhecimento para te orientar e definir qual é o modelo societário certo para seu caso, existe a possibilidade de funcionário público ter empresa, mas o tipo vai depender do vinculo empregatício que tem com o ente para quem você esta trabalhando, se for celetista não tem nenhuma amarra ou impedimento, se for estatutário terá de definir melhor o regime, mas isso para um contador e um advogado civilista é rotina, eles vivem uma vida orientando e fazendo esse tipo de coisa, aproveite e leia mais sobre o assunto, parece que você esta completamente cru para um aspirante a empreendedor, esta em um nível de amadorismo assustador.

Irmão entendo que um contador poderia me ajudar muito nisso, mas eu sempre tive dificuldades em pagar profissionais, desde mecânica até serviços de pedreiro eu já fiz e aprendi muito, sempre levei comigo que se alguém pode aprender, eu tbm posso! Realmente, quando comecei a empreender não achei que cresceria tanto e tão rápido, sou formado em logística e adm e realmente estou em um nível ainda amador, dia 30 é a prova para gestão empresarial, é um curso que espero me ajudar muito. Agradeço pela ajuda!

(19-06-2019, 10:32 AM)Callahan Escreveu: @Saco Roxo, lí sua postagem com calma; entendí seu caso e lhe digo que posso lhe orientar sobre esse trâmite, pois sou profissional da área.

Peço-lhe a permissão para discutirmos esse assunto por MP, tudo bem?

Um Forte Abraço!

Te mandei MP, obrigado!

(19-06-2019, 12:41 PM)Trglodita Escreveu:
(18-06-2019, 03:09 PM)Saco Roxo Escreveu: Pensei nisso, mas acho arriscado colocar meu projeto de negócio que está formado no nome de alguém que poderia se apropriar da ideia.




Aparentemente tenho dois caminhos a seguir, criar uma ME que pode faturar além dos 81k permitidos pela MEI e ter um sócio administrador, sócio esse que não tenho ideia de quem seria. Outra opção seria criar uma MEI mesmo e sonegar uma parte, mantendo a movimentação dentro dos 81k.

Alguém tem experiencia na criação de uma ME? Pelo que andei pesquisando parece ser mais complexo do que a simples MEI.

Coloque seu pai ou sua mãe como sócio. Sem crise. Sim, ME mais complexo, mas seus bens não são atrelados à empresa. Agora também tem como abrir empresa individual em que seus bens não são atrelados à empresa, é a categoria EIRELI, porém, no seu caso o ideal é ME com sócio para que não te prejudique no emprego público.

Por tudo que já pesquisei realmente ME parece ser a melhor opção.
Responda-o
#25
@Saco Roxo, lhe respondí a mensagem (...MP!) amigo!

Um Grande Abraço!
"Fiat Justitia, Pereat Mundus..."
Responda-o
#26
@Saco Roxo : As informações que está passando são muito ambíguas, como um administrador tem uma dúvida básica desse nível ? Outra coisa cara é óbvia demais toda empresa precisa de um contador e serviços contábeis, querer comparar um serviço técnico e mecânico com um serviço burocrático é piada de mau gosto, pelo Amor de Deus cara, você não esta falando coisa com coisa meu amigo, não to entende é mais nada, cada hora uma informação diferente e desencontrada.
Spoiler Revelar
“A verdade é clara como água de rocha, como liquor de quem não tem meningite séptica.”

"Sou um homem normal, que come, gosta de mulher e usa o vaso sanitário."

"Sua excelência, já discuti com ele certa feita ao vivo, não tem o mínimo de arrumação intracromossomial específica para dirigir o país."

"Não adianta termos ilusões: o mundo é assim, os países não se relacionam por amizade, é por interesse. Vamos ser realistas, vamos emergir da infância."

"Não sou doce, sou amargo."

Enéas Carneiro

Responda-o
#27
A balança não é por dinheiro ? De um lado e 3k do outro lado é 20k ? ta quebrado isso ai ? ou o medo de quebrar a cara é não valer 1k de risco mensal ?

Cade o @Temujin para mandar ele ler AntiFrágil ?

A resposta do autor do tópico é justamente realizar o título do tópico.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#28
(17-06-2019, 05:14 PM)Saco Roxo Escreveu: Boa tarde confrades!
Acompanho esse e outros forums que me ajudaram muito no desenvolvimento pessoal a anos. Não sou muito de postar assuntos até porque praticamente tudo aqui já foi discutido da melhor forma que podemos encontrar na internet e em português, quem procura conteúdo voltado ao desenvolvimento mesmo sabe que quase tudo está em inglês mas enfim, segue meu relato:

Como muitos aqui meu foco era passar em um concurso publico e amarrar o burro. Com 24 anos consegui, salário de 3k (interior), estabilidade, vale refeição e todos os benefícios desnecessários. Isso já faz 3 anos, e nesse tempo comecei um e-commerce, que a principio era uma segunda fonte de renda, bem pouca por sinal, mas nesse ano estudando o assunto, aplicando o lucro em marketing e pequenas coisas que fizeram a diferença no mercado o negócio cresceu muito, hoje estou movimentando entre 15 e 20k todo mês e tudo isso em meu CPF, apesar de estar tudo contabilizado em meu imposto de renda tenho ciência que uma hora o leão vai me pegar, ai que fica uma bosta, está na hora de criar uma empresa de verdade, emitir nota de tudo, pagar ICMS abusivo, quero seguir a lei certinho e crescer cada vez mais, porém a lei federal diz isso:

De acordo com a Lei nº 8.112/90, o servidor público federal é proibido de participar de gerência ou administração de qualquer tipo de empresa, exceto na qualidade de sócio, seja por cotas de sociedade limitada ou como proprietário de ações.

Meu caso sou servidor municipal mas a lei orgânica do município não diz nada em relação a isso, acredito então valer a federal. 
To travado nisso, deixar de ter uma fonte de renda garantida e correr atras de empreender ou continuar na informalidade até onde der.

Alguém tem conhecimento nesse assunto ou passou por algo parecido?
Agradeço a atenção e o tempo dispostos a me ajudar.

se a lei do seu ente não proíbe, então é permitido.
o servidor público FEDERAL pode empreender, mas não pode ser administrador
Responda-o
#29
Opa, me chamaram?

Leiam Antifrágil.
  • Sem a visão de um objetivo um homem não pode gerir a sua própria vida, e muito menos a vida dos outros.
Leia: Nuvem de Giz
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)