Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A realidade seria uma ilusão?
#1
Quando li a 1ª vez este artigo, fui bastante cético... porém aconteceram 2 fatos (1 antes e outro depois desse artigo ser publicado) comigo que abriram essa possibilidade ao meu ver... os 2 fatos são:

Costumo deixar a porta do poço de luz aberta pra minha casa tomar um ar (sem o perigo de um futriqueiro olhar pra dentro da minha casa)... só que 1 dia, cheguei mais tarde (sempre chego antes de anoitecer, mas esse dia foi exceção)... quando ligo a luz onde se encontra tal poço, encontro uma aranha, ela vai direto pra baixo de um móvel e some... arrastei o móvel e simplesmente ela não se encontra mais ali... como estava muito cansado, achei que pudesse ser alucinação, ou algo do tipo...

Numa outra vez, depois de muita chuva, encontro um sapo parado perto de um outro móvel, peguei um pote, coloquei sobre ele (antes disso, ele tinha dado uns 2 saltos) e o joguei num matagal perto de casa... passados alguns dias... depois de muita chuva (novamente), encontro um sapo da mesma coloração (não acredito que seja o mesmo, pois o joguei bem longe), só que eles devem ter entrado pelo mesmo local (janela um pouco baixa), só que este sapo vai pra atrás da máquina e simplesmente some... arrasto e não encontro, nem ele se movimenta, e depois nem cheiro de bicho morto sinto (depois de dias)...

Agora o artigo:

Citação:Para o físico americano Tom Campbell, vivemos dentro de uma grande simulação – e dá para comprovar isso fazendo uma experiência em laboratório. Será?

Você já deve ter ouvido a ideia. Vivemos imersos numa espécie de “matrix”, e tudo o que nos cerca não passa de uma simulação de computador. Muita gente, de filósofos contemporâneos a Elon Musk, já defendeu essa hipótese. Mas ela não é apenas uma divagação existencial: um grupo de cientistas americanos pretende realizar um teste para comprovar que, sim, a realidade é uma grande ilusão. O projeto é liderado por Thomas W. Campbell, um físico que trabalhou mais de 30 anos para a Nasa e o Departamento de Defesa dos EUA. “É fácil de entender, porque hoje temos sistemas e jogos de realidade virtual”, diz Campbell. “Um dos meus favoritos é o World of Warcraft. Se eu estiver certo, a realidade é como esse jogo, e nossos corpos são só avatares.”

É um conceito nada convencional, para dizer o mínimo. E Tom Campbell não tem muito de convencional. Paralelamente à carreira como físico, ele também dedicou bastante tempo à metafísica, investigando temas como meditação transcendental, estados alterados de consciência e experiências extracorpóreas. Está longe do estereótipo de cientista cético, pé no chão. Possui um lado inquestionavelmente new age – mas isso não impediu que 1.127 pessoas doassem US$ 236 mil, numa campanha de financiamento coletivo, para que ele faça a tal experiência e prove que a realidade não é real. Para Campbell, a chave está na mais estranha das ciências: a física quântica.

A mecânica das interações quânticas (que ocorrem entre quantidades muito pequenas de matéria ou energia) é tão bizarra que, de fato, não podemos culpar ninguém por acreditar que a realidade possua um quê de simulação – ou, no mínimo, não tenha sido perfeitamente explicada. Pegue o caso da luz, por exemplo. Para a física quântica, ela pode ser duas coisas totalmente diferentes: uma onda eletromagnética ou um fluxo de partículas, dependendo da circunstância. E, como se isso não fosse maluco o suficiente, a teoria vai além – e diz que a observação cria a realidade. Isso significa que, se você não observar a luz, ela não será nem onda nem partícula (ou será ambas as coisas ao mesmo tempo). O ponto é: ao observar uma coisa, você modifica essa coisa. E a realidade só se materializa, de fato, quando é observada ou medida de alguma forma.

Trata-se de um pensamento perturbador, que já incomodou muitos cientistas. A começar por Albert Einstein, o primeiro de muitos que tentaram construir teorias mais concretas, que superassem essa subjetividade da física quântica. Até hoje, nenhum conseguiu. Campbell quer ir no sentido contrário. Para ele, a incerteza quântica é uma prova de que, na verdade, o Universo é uma simulação – pois, como toda simulação, procura economizar recursos. Vamos explicar. Quando você está jogando um game, o seu computador ou PlayStation só desenha a cena que você está vendo naquele exato momento (ele não desenha a pista de corrida inteira, ou todas as ruas da cidade virtual onde o jogo se passa). É que o computador não possui, nem de longe, capacidade de processamento suficiente para gerar tudo – e não há por que desenhar coisas que o jogador não está vendo. É a regra da economia de recursos.

Para Campbell, a mesma coisa ocorre com o Universo. Ele só gera aquilo que é necessário, e por isso a realidade só se materializa quando alguém a observa. No ano passado, ele publicou um artigo científico de 21 páginas detalhando  como pretende provar isso. A ideia é desenvolver um dos experimentos mais famosos e intrigantes de toda a história da física: o teste da fenda dupla.

2 em 1

O teste foi realizado pela primeira vez em 1801, pelo físico inglês Thomas Young. Ele consiste em disparar um feixe de luz contra uma placa, que possui duas fendas paralelas, e observar a sombra projetada num anteparo do outro lado. Ao ser forçada a passar pelas  duas fendas, a onda de luz se divide em duas, que interagem para se anular ou se reforçar (do mesmo modo que ondas no mar podem se juntar e crescer, ou se anular, quando uma crista encontra um vale), e isso projeta faixas de luz e sombra no anteparo. Com essa experiência, Young comprovou que a luz era uma onda.

Tudo parecia simples até que, em 1905, quando Einstein mostrou que a luz também podia ser descrita como uma partícula. O teste foi aperfeiçoado e então se constatou que, se você colocasse um detector (como uma câmera) nas fendas, a onda de luz colapsava – e passava a se comportar como partícula, projetando um desenho diferente no anteparo.

Era como se a luz “soubesse”, de alguma forma, que havia sido observada. Já se você tirasse o detector, ela voltava a se comportar como onda. O ato de observar a realidade determina a realidade. É um contrassenso. Ou, como disse o grande físico americano Richard Feynman, “um fenômeno que é impossível de explicar (…) e traz em si o âmago da mecânica quântica”.

Campbell propõe uma nova versão do teste da fenda dupla. Nela, a grande diferença é que os dados gerados pela experiência são gravados em dois computadores. Um deles registra os desenhos projetados no anteparo; o outro registra a passagem da luz por uma das fendas [veja no infográfico abaixo]. Como a passagem da luz foi registrada, em tese ela tem de colapsar, ou seja, comportar-se como partícula e não como onda. Mas, aqui está a jogada, Campbell pretende destruir o computador #2. Os dados que ele capturou não poderão ser lidos. Se a realidade for uma simulação, isso irá alterar as informações contidas no computador #1, o que sobrou. Será como se o computador destruído nunca tivesse existido, e a luz não tivesse colapsado. Tudo isso porque o “sistema” só simula o que nós tentamos enxergar, e não todas as coisas possíveis.

Trata-se de uma variação de uma classe de experimentos conhecidos como “apagadores quânticos”, que já foram realizados antes. Neles, a passagem da luz pelas fendas é observada por detectores, mas depois essa informação é eliminada, e a luz volta a se comportar como onda. A diferença é que, ao usar (e destruir) computadores, Campbell pretende demonstrar que a incerteza quântica também se aplica ao mundo macroscópico – e, portanto, influencia a nossa vida. Mas especialistas em física quântica (coisa que Campbell, formado em física nuclear, não é) não parecem muito impressionados. “A análise teórica é bastante superficial e sem muito rigor”, desdenha Rafael Chaves, pesquisador do Instituto Internacional de Física da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) e especialista em mecânica quântica.

Para ele, o experimento não será capaz de provar que vivemos numa simulação. Isso porque os resultados do teste precisarão ser interpretados, ou seja, continuará existindo um componente subjetivo – o que impedirá Campbell de comprovar, objetivamente, sua tese.

Na prática, o máximo que a experiência poderá fazer é replicar o já comprovado (e inexplicado) efeito fantasmagórico. Seria um belo mais do mesmo, e continuaríamos sem saber se a realidade é ou não uma ilusão.

Campbell admite que o teste tem fraquezas, mas pretende ir em frente e realizá-lo no ano que vem (o processo será registrado num documentário). “Eu não estou dizendo que tenho todas as respostas”, afirma.

De toda forma, a ideia de que pode haver mais sobre a realidade do que a realidade nos mostra é cada vez mais explorada, tanto na filosofia quanto na física – onde Campbell não é o único a tentar comprová-la. No ano passado, o físico Markus Muller, da Academia Austríaca de Ciências publicou um artigo no qual afirma que a realidade pode ser algo “emergente”, ou seja, derivado da percepção pessoal – e então propõe, com grande rigor matemático, a construção de um algoritmo que poderia ser utilizado para tentar calcular a “realidade objetiva”, ou seja, a real. O artigo é puramente teórico, mas, ao contrário da experiência proposta por Campbell, foi bem recebido pela comunidade científica. Cada um constrói sua própria realidade – inclusive ao tentar determinar o que é, ou não, real.

COMO PROVOCAR UM BUG NA MATRIX
Físico quer tentar causar um erro na realidade – e provar que ela é uma simulação.

1. A LUZ COMO ONDA
Um feixe de luz é disparado contra uma placa, que tem duas fendas. Como a luz é uma onda eletromagnética (que, como toda onda, oscila), e as fendas são extremamente próximas uma da outra, a passagem da onda provoca interferência – e, por isso, a luz desenha uma série de riscos verticais no anteparo.

Spoiler Revelar
[Image: si393_realidade-ilusacc83o_2.png]

2. A LUZ COMO PARTÍCULA
Dois detectores (câmeras) são instalados na placa, e o feixe de luz é disparado novamente. Algo estranho acontece: a luz deixa de se comportar como onda, e passa a se comportar como um fluxo de partículas (no caso, fótons). Como não há mais onda, não há mais interferência – e os fótons só desenham dois riscos no anteparo. Esse fenômeno se chama “colapso da função de onda”, e foi descrito em 1927 pelo físico alemão Werner Heisenberg.

Spoiler Revelar
[Image: si393_realidade-ilusacc83o_3.png]

O NOVO TESTE

Spoiler Revelar
[Image: si393_realidade-ilusacc83o_4.png]

1. CAMINHOS SEPARADOS
A luz é disparada e, depois de passar pelas fendas, segue dois caminhos separados. Metade dela (que vamos chamar de “feixe A”) vai direto para o anteparo, e projeta riscos nele. A outra metade (“feixe B”) é observada por uma câmera.

2. OS COMPUTADORES
O sistema está conectado a dois computadores. O computador 1 registra os desenhos projetado pelo feixe A. Já o computador 2 está conectado à câmera, que observa a passagem do feixe B e registra dados sobre ele.

3. O QUE DEVERIA ACONTECER
Como o feixe B foi observado, teoricamente ele tem que “colapsar”: deixar de se comportar como onda eletromagnética e passar a agir como partículas. Em tese, essa transformação também teria de acontecer no feixe A. Mas agora vem o truque.

4. O PULO DO GATO
Tom Campbell acredita que se nós destruirmos o computador 2, sem olhar as informações que ele gravou, a onda não irá colapsar – e nenhum dos feixes de luz se comportará como partícula. Ambos continuarão sendo ondas, e nós poderemos comprovar isso conferindo o desenho, com vários riscos, que o feixe A projetou no anteparo.

5. O FIM DA REALIDADE
Perceba o raciocínio: nós abdicamos de checar uma coisa (os dados do computador 2), e por isso um fenômeno físico (o colapso do feixe B), que deveria ter acontecido (pois o feixe foi filmado pela câmera), simplesmente não ocorreu.
Para Campbell, isso signfica que as coisas só acontecem quando são observadas – e, portanto, nós vivemos dentro de uma simulação, que só gera os acontecimentos que podemos enxergar.

fonte: Super Interessante

Já li em buscas no Google, pessoas relatando que objetos sumiram e depois apareceram no mesmo lugar...
Responda-o
#2
A última vez eu entrei na zona umas 23h da noite, tinha várias notas de 100 na carteira, tenho certeza que as vi ali. Estava rodeado de belas mulheres do lar e as garrafas estavam todas cheias...

Lá pelas 5h da manhã as notas simplesmente sumiram, juntamente com as mulheres e o líquido das garrafas...

Agora entendi o que aconteceu, foi a mesma coisa que o sapo e a aranha na tua casa... a vida é uma ilusão de ótica...
O amor supera tudo  Heart

Na vida real ou na internet?
Responda-o
#3
(15-06-2019, 09:10 PM)Mindingo Escreveu: A última vez eu entrei na zona umas 23h da noite, tinha várias notas de 100 na carteira, tenho certeza que as vi ali. Estava rodeado de belas mulheres do lar e as garrafas estavam todas cheias...

Lá pelas 5h da manhã as notas simplesmente sumiram, juntamente com as mulheres e o líquido das garrafas...

Agora entendi o que aconteceu, foi a mesma coisa que o sapo e a aranha na tua casa... a vida é uma ilusão de ótica...

Talvez o móvel e a máquina tenham engolido os bichos...
Responda-o
#4
A matrix que tenho medo é viver cego em razões que nos foram implantadas desde crianças. E continuam fazendo.

A de obrigatoriamente vencer na vida, a qualquer custo, para não ser mais um "fracassado".

A de possuir bens onerosos, que levarão anos de trabalho para comprar, isso se conseguir. E consumir, consumir, consumir produtos. Adquirir um império em patrimônio, morrer e não levar nada.

A de trabalhar o máximo de horas por dia para conseguir o máximo de dinheiro possível, adoecer por isso e gastar tudo com hospital.

A de viver um grande amor perfeito e colorido com a mulher ideal até o fim da vida.

A de acreditar que quem não gosta das mesmas coisas que eu está contra mim, vivendo em patotas dividas e fracas, mantendo assim meia dúzia de sangue sugas no poder.

A de acreditar que podemos ser/ter tudo o que queremos. Que somos seres únicos e especiais em contato direto com Deus. Que merecemos tudo apenas por existir.

Chegar no final da vida, olhar para trás e pensar: "o que eu fui fazer da minha vida?"

Matrix de ilusão de ótica é o que menos me assusta.
O amor supera tudo  Heart

Na vida real ou na internet?
Responda-o
#5
@Hombre de hielo Parece um tanto esquizofrênica sua experiência.

Já pensei nisso tbm de tudo ser uma simulação, um filme, dá arrepios. Isso bem antes de ler matérias a respeito.

Mas acredito que seja influência de Hollywood, quando criança assisti muita coisa e devo ter incorporado isso a minha mente.

Tomara que não seja sintoma de algo pior.

Falando da experiência científica dos feixes, uma possível explicação, de acordo com alguns físicos, é que as partículas que não se comportaram duma forma neste universo se comportariam doutra forma num universo paralelo ao nosso, isso tudo porque os universos contemplam todas as possibilidades de ocorrências.

Por ex., num universo paralelo existem outros mundos, outras terras, em alguns vc não está, outros vc está como uma pessoa com experiências diferentes e, portanto, possivelmente como uma pessoa fazendo algo totalmente diferente do que vc faz ou é neste universo.

Num universo paralelo, seu pai não conheceu sua mãe porque deu uma dor de barriga nele e, naquele dia, ela acabou conhecendo outro rapaz com quem veio a ter filhos. Assim, noutro universo vc não existe. Já em outros universos vc existe, mas sua indecisão entre fazer uma aposta na mega sena em alguns desses universos gerou resultados possíveis de serem sorteados, e num universo vc é milionário, noutro vc continua na mesma.
Responda-o
#6
Entenda que tudo só pode ser uma coincidência, e sobre o sapo deve tá dentro do móvel ou você se descuidou e perdeu o sapo ninja de vista.

Mas por vias das dúvidas vai fazer uma consulta com um médico especialista sobre o assunto.

Boa sorte
"Antes de mas nada, saiba que você morrera e sera esquecido. Portanto, Busque  a felicidade dentro de sua alma e não fora. Entregue-se ao seu espirito. Somente ele estará com você depois da morte." (Nessahan Alita)

Spoiler Revelar
"Desenvolver apenas algumas camadas, negligenciando outras, mais cedo ou mais tarde, a vida cobrara o preço da negligencia." (Mandrake)

"Como eu sempre digo, o homem que não conhece a Real sempre acaba se dando mal." (Conde de Monte Cristo)
Responda-o
#7
Vai ao psiquiatra.

Sinais de esquizofrenia.

Não adianta buscar no google fundamentações. Sempre existirá um artigo que sustenta.

Boa sorte.
Responda-o
#8
Essa do sapo aconteceu comigo, mas no caso eu procurei ele até nos lugares mais retardados possiveis: Eis que o desgraçado entrou no buraco que tinha no pé da esteira, parecia uma peça de plástico (só que se se mexia).
Ele ficou atolado lá, e eu só fiquei rindo.
Talvez lhe faltasse um pouco mais de dedicação.

Quanto ao resto sobre fisica quantica: totalmente plausivel.
Parece esquizofrenia, mas se você olhar pelo lado oposto as pessoas que julgam ser esquizofrenia são as verdadeiras esquizofrenicas.
Mexer com o tecido da nossa realidade atual é um caminho que pode levar para a insanidade, pois a medida que interagimos com a "Matrix", ela interage com a gente. Ou seja, nosso erro é achar que estamos mexendo com algo fixo e constante, mas pode muito bem ser uma hidra.
Spoiler Revelar
Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo.

-Martin Luther King
Nosso Mundo Ciclico
Responda-o
#9
Jovi as matérias da SUPER INTERESSANTE deveriam ter  a tarja de advertência do Ministério da Saúde, pois podem causar lesões neurocognitivas tais como acinesia intelectual e asnice.


[Image: image.jpg]
A guerra política também é  espiritual orando para YHWH castigar o Congresso, STF e a isentosfera.
Responda-o
#10
Eu tenho certeza absoluta de que nada disso é real e estamos vivendo em uma simulação controlada. Por controlada eu quero dizer que alguma entidade maluca está no controle disso tudo e não eu. Eu comecei a perceber padrões nas coisas que me deixaram assustados. Alguns exemplo abaixo: 

- Certa vez estava no gado-móvel (ônibus) e ouvindo a musica heavy do Linking Park. No momento em que o Chester disse "Why is everything so heavy?" um pirralho na minha frente levantou o celular com o joguinho dele, e o nome da empresa era HEAVY. Naquele exato momento essas duas coisas aconteceram.

- Outra vez novamente no gado-móvel, estava ouvindo a música Still Breathing do Green Day e no momento em que o Billy disse "I'm still alive", um cara na minha frente levanta do banco, e na camiseta dele estava escrito ALIVE e um número aleatório. Naquele exato momento. Coisa de video clipe.

- Outra vez no gado-móvel subterrâneo estava ouvindo musica no aleatório, quando a trilha do Resident Evil 2 (tema da delegacia) começa a tocar. No mesmo segundo passa um cara na minha frente com a camiseta da Umbrella. 

Alguns eventos estranhos acontecem quando eu mudo algo na minha rotina

- Ano passado a empresa aonde eu sou gado mudou de campus e eu tive que alterar meu trajeto, pegar outra linha de metrô. No primeiro dia no novo trajeto, entro no metrô e encontro uma amiga de colégio que não via há pelo menos 4-5 anos. Eu entrei no metrô no vagão certo e me dirigi exatamente ao banco onde ela estava, tudo de forma inconsciente. 

-Alguns anos antes desse momento eu havia encontrado essa mesma amiga do caso anterior numa situação parecida. Eu tinha que ir em uma estação do metrô para fazer algo em relação ao meu cartão de transporte, porém essa estação estava sem sistema (SP Trans lixo da porra), então tive que ir em outra. No meio da passarela, eu a encontro, indo na direção oposta. Eu mudei algo no código e esse evento aleatório estranho aconteceu.

- Neste ano eu tive que sair 15 minutos antes para entregar algo nos correios. Nesse dia encontro um camarada de colégio que não via há 6-7 anos. Tudo porque mudei algo no código da simulação. 

- No ultimo dia no prédio novo supracitado, decidi ficar 5 minutos a mais para ajudar um colega com um assunto. Pois bem que nesse dia choveu de uma maneira inacreditável e o bairro inteiro virou uma lagoa. Fodendos 5 minutos de chuva transformaram a área em um pantanal e eu voltei com água nos joelhos para a estação. 

- Nesta semana eu parei para comprar um sorvete e graças a isso perdi o ônibus (eu o vi indo embora e não dava pra alcançar correndo), e tive que esperar mais 15 minutos para o próximo. 


Esses são só alguns exemplos, tenho mais de 50 exemplos, isso vem acontecendo há anos, e venho documentando tudo. Estou completamente frito da cabeça, maluco sem cura.
We're all mad here
Responda-o
#11
(18-06-2019, 12:16 AM)albathroz Escreveu: Eu tenho certeza absoluta de que nada disso é real e estamos vivendo em uma simulação controlada. Por controlada eu quero dizer que alguma entidade maluca está no controle disso tudo e não eu. Eu comecei a perceber padrões nas coisas que me deixaram assustados. Alguns exemplo abaixo: 

- Certa vez estava no gado-móvel (ônibus) e ouvindo a musica heavy do Linking Park. No momento em que o Chester disse "Why is everything so heavy?" um pirralho na minha frente levantou o celular com o joguinho dele, e o nome da empresa era HEAVY. Naquele exato momento essas duas coisas aconteceram.

- Outra vez novamente no gado-móvel, estava ouvindo a música Still Breathing do Green Day e no momento em que o Billy disse "I'm still alive", um cara na minha frente levanta do banco, e na camiseta dele estava escrito ALIVE e um número aleatório. Naquele exato momento. Coisa de video clipe.

- Outra vez no gado-móvel subterrâneo estava ouvindo musica no aleatório, quando a trilha do Resident Evil 2 (tema da delegacia) começa a tocar. No mesmo segundo passa um cara na minha frente com a camiseta da Umbrella. 

Alguns eventos estranhos acontecem quando eu mudo algo na minha rotina

- Ano passado a empresa aonde eu sou gado mudou de campus e eu tive que alterar meu trajeto, pegar outra linha de metrô. No primeiro dia no novo trajeto, entro no metrô e encontro uma amiga de colégio que não via há pelo menos 4-5 anos. Eu entrei no metrô no vagão certo e me dirigi exatamente ao banco onde ela estava, tudo de forma inconsciente. 

-Alguns anos antes desse momento eu havia encontrado essa mesma amiga do caso anterior numa situação parecida. Eu tinha que ir em uma estação do metrô para fazer algo em relação ao meu cartão de transporte, porém essa estação estava sem sistema (SP Trans lixo da porra), então tive que ir em outra. No meio da passarela, eu a encontro, indo na direção oposta. Eu mudei algo no código e esse evento aleatório estranho aconteceu.

- Neste ano eu tive que sair 15 minutos antes para entregar algo nos correios. Nesse dia encontro um camarada de colégio que não via há 6-7 anos. Tudo porque mudei algo no código da simulação. 

- No ultimo dia no prédio novo supracitado, decidi ficar 5 minutos a mais para ajudar um colega com um assunto. Pois bem que nesse dia choveu de uma maneira inacreditável e o bairro inteiro virou uma lagoa. Fodendos 5 minutos de chuva transformaram a área em um pantanal e eu voltei com água nos joelhos para a estação. 

- Nesta semana eu parei para comprar um sorvete e graças a isso perdi o ônibus (eu o vi indo embora e não dava pra alcançar correndo), e tive que esperar mais 15 minutos para o próximo. 


Esses são só alguns exemplos, tenho mais de 50 exemplos, isso vem acontecendo há anos, e venho documentando tudo. Estou completamente frito da cabeça, maluco sem cura.

Caralho que foda seus relatos!

Pode ser aquele lance de mediunidade. Eu no caso tenho premonição... Algumas coisas que vão acontecer eu recebo sinais antes de acontecer. O problema é que você nunca imagina que aquilo é um sinal e quando tem a sensação mais forte da premonição já é muito tarde para inteferir no acontecimento.
Responda-o
#12
Spoiler Revelar
(18-06-2019, 12:16 AM)albathroz Escreveu: Eu tenho certeza absoluta de que nada disso é real e estamos vivendo em uma simulação controlada. Por controlada eu quero dizer que alguma entidade maluca está no controle disso tudo e não eu. Eu comecei a perceber padrões nas coisas que me deixaram assustados. Alguns exemplo abaixo: 

- Certa vez estava no gado-móvel (ônibus) e ouvindo a musica heavy do Linking Park. No momento em que o Chester disse "Why is everything so heavy?" um pirralho na minha frente levantou o celular com o joguinho dele, e o nome da empresa era HEAVY. Naquele exato momento essas duas coisas aconteceram.

- Outra vez novamente no gado-móvel, estava ouvindo a música Still Breathing do Green Day e no momento em que o Billy disse "I'm still alive", um cara na minha frente levanta do banco, e na camiseta dele estava escrito ALIVE e um número aleatório. Naquele exato momento. Coisa de video clipe.

- Outra vez no gado-móvel subterrâneo estava ouvindo musica no aleatório, quando a trilha do Resident Evil 2 (tema da delegacia) começa a tocar. No mesmo segundo passa um cara na minha frente com a camiseta da Umbrella. 

Alguns eventos estranhos acontecem quando eu mudo algo na minha rotina

- Ano passado a empresa aonde eu sou gado mudou de campus e eu tive que alterar meu trajeto, pegar outra linha de metrô. No primeiro dia no novo trajeto, entro no metrô e encontro uma amiga de colégio que não via há pelo menos 4-5 anos. Eu entrei no metrô no vagão certo e me dirigi exatamente ao banco onde ela estava, tudo de forma inconsciente. 

-Alguns anos antes desse momento eu havia encontrado essa mesma amiga do caso anterior numa situação parecida. Eu tinha que ir em uma estação do metrô para fazer algo em relação ao meu cartão de transporte, porém essa estação estava sem sistema (SP Trans lixo da porra), então tive que ir em outra. No meio da passarela, eu a encontro, indo na direção oposta. Eu mudei algo no código e esse evento aleatório estranho aconteceu.

- Neste ano eu tive que sair 15 minutos antes para entregar algo nos correios. Nesse dia encontro um camarada de colégio que não via há 6-7 anos. Tudo porque mudei algo no código da simulação. 

- No ultimo dia no prédio novo supracitado, decidi ficar 5 minutos a mais para ajudar um colega com um assunto. Pois bem que nesse dia choveu de uma maneira inacreditável e o bairro inteiro virou uma lagoa. Fodendos 5 minutos de chuva transformaram a área em um pantanal e eu voltei com água nos joelhos para a estação. 

- Nesta semana eu parei para comprar um sorvete e graças a isso perdi o ônibus (eu o vi indo embora e não dava pra alcançar correndo), e tive que esperar mais 15 minutos para o próximo. 


Esses são só alguns exemplos, tenho mais de 50 exemplos, isso vem acontecendo há anos, e venho documentando tudo. Estou completamente frito da cabeça, maluco sem cura.

(18-06-2019, 01:36 AM)Negan Escreveu:
(18-06-2019, 12:16 AM)albathroz Escreveu: Eu tenho certeza absoluta de que nada disso é real e estamos vivendo em uma simulação controlada. Por controlada eu quero dizer que alguma entidade maluca está no controle disso tudo e não eu. Eu comecei a perceber padrões nas coisas que me deixaram assustados. Alguns exemplo abaixo: 

- Certa vez estava no gado-móvel (ônibus) e ouvindo a musica heavy do Linking Park. No momento em que o Chester disse "Why is everything so heavy?" um pirralho na minha frente levantou o celular com o joguinho dele, e o nome da empresa era HEAVY. Naquele exato momento essas duas coisas aconteceram.

- Outra vez novamente no gado-móvel, estava ouvindo a música Still Breathing do Green Day e no momento em que o Billy disse "I'm still alive", um cara na minha frente levanta do banco, e na camiseta dele estava escrito ALIVE e um número aleatório. Naquele exato momento. Coisa de video clipe.

- Outra vez no gado-móvel subterrâneo estava ouvindo musica no aleatório, quando a trilha do Resident Evil 2 (tema da delegacia) começa a tocar. No mesmo segundo passa um cara na minha frente com a camiseta da Umbrella. 

Alguns eventos estranhos acontecem quando eu mudo algo na minha rotina

- Ano passado a empresa aonde eu sou gado mudou de campus e eu tive que alterar meu trajeto, pegar outra linha de metrô. No primeiro dia no novo trajeto, entro no metrô e encontro uma amiga de colégio que não via há pelo menos 4-5 anos. Eu entrei no metrô no vagão certo e me dirigi exatamente ao banco onde ela estava, tudo de forma inconsciente. 

-Alguns anos antes desse momento eu havia encontrado essa mesma amiga do caso anterior numa situação parecida. Eu tinha que ir em uma estação do metrô para fazer algo em relação ao meu cartão de transporte, porém essa estação estava sem sistema (SP Trans lixo da porra), então tive que ir em outra. No meio da passarela, eu a encontro, indo na direção oposta. Eu mudei algo no código e esse evento aleatório estranho aconteceu.

- Neste ano eu tive que sair 15 minutos antes para entregar algo nos correios. Nesse dia encontro um camarada de colégio que não via há 6-7 anos. Tudo porque mudei algo no código da simulação. 

- No ultimo dia no prédio novo supracitado, decidi ficar 5 minutos a mais para ajudar um colega com um assunto. Pois bem que nesse dia choveu de uma maneira inacreditável e o bairro inteiro virou uma lagoa. Fodendos 5 minutos de chuva transformaram a área em um pantanal e eu voltei com água nos joelhos para a estação. 

- Nesta semana eu parei para comprar um sorvete e graças a isso perdi o ônibus (eu o vi indo embora e não dava pra alcançar correndo), e tive que esperar mais 15 minutos para o próximo. 


Esses são só alguns exemplos, tenho mais de 50 exemplos, isso vem acontecendo há anos, e venho documentando tudo. Estou completamente frito da cabeça, maluco sem cura.

Caralho que foda seus relatos!

Pode ser aquele lance de mediunidade. Eu no caso tenho premonição... Algumas coisas que vão acontecer eu recebo sinais antes de acontecer. O problema é que você nunca imagina que aquilo é um sinal e quando tem a sensação mais forte da premonição já é muito tarde para inteferir no acontecimento.


Recomendo aos senhores darem uma lida nos livros do Carl Jung.
Sincronicidade ou Energia psiquica. Os outros também são bem interessantes embora não tenha tido tempo ou dinheiro para compra-los.

No meu caso eu sofro bastante de dejavus e alguns eu tenho até duas vezes, mas esse tipo de acontecimento só me leva a perceber cada vez mais que a nossa realidade é algo móvel e talvez até vivo na qual estamos "dentro". Não no sentido de sermos uma célula, mas de que a realidade e o tempo possuem consciencia assim como a gente. É um assunto que você pode perder seu senso de direção, enlouquecer e sair por ai falando em aliens de uma maneira conspiracionista e tudo mais. Mas é um assunto interessante quando começamos a aborda-lo indiretamente por meio das ciencias e do metodo cientifico.
Gosto muito de aliar a fisica com a psicologia e aliás todas as pessoas a qual admiro a forma de ver o mundo são fisicos e psicologos (pelo menos tem essa tendencia em sua vida). Mas tenho certo receio dos espiritualistas que utilizam a fisica quantica e sua subjetividade para fazer valer seus discursos super bizarros e mal criados.

Eu to tentando elaborar um bom tópico para abordar tais assuntos da existencia humana e conecta-las com a nossa realidade, mas é um trabalho um tanto quanto dificil ainda mais para mim que não tenho tanta experiencia.
Spoiler Revelar
Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo.

-Martin Luther King
Nosso Mundo Ciclico
Responda-o
#13
(18-06-2019, 11:59 AM)Raynor Escreveu: Recomendo aos senhores darem uma lida nos livros do Carl Jung.
Sincronicidade ou Energia psiquica. Os outros também são bem interessantes embora não tenha tido tempo ou dinheiro para compra-los.

No meu caso eu sofro bastante de dejavus e alguns eu tenho até duas vezes, mas esse tipo de acontecimento só me leva a perceber cada vez mais que a nossa realidade é algo móvel e talvez até vivo na qual estamos "dentro". Não no sentido de sermos uma célula, mas de que a realidade e o tempo possuem consciencia assim como a gente. É um assunto que você pode perder seu senso de direção, enlouquecer e sair por ai falando em aliens de uma maneira conspiracionista e tudo mais. Mas é um assunto interessante quando começamos a aborda-lo indiretamente por meio das ciencias e do metodo cientifico.
Gosto muito de aliar a fisica com a psicologia e aliás todas as pessoas a qual admiro a forma de ver o mundo são fisicos e psicologos (pelo menos tem essa tendencia em sua vida). Mas tenho certo receio dos espiritualistas que utilizam a fisica quantica e sua subjetividade para fazer valer seus discursos super bizarros e mal criados.

Eu to tentando elaborar um bom tópico para abordar tais assuntos da existencia humana e conecta-las com a nossa realidade, mas é um trabalho um tanto quanto dificil ainda mais para mim que não tenho tanta experiencia.

@Raynor Colocação muito precisa, a sincronicidade é um conceito Junguiano muito utilizado nas escolas esotéricas, Jung percebeu esse fenomeno quando consultado sua paciente em uma sessão de terapia ela falava sobre um sonho que teve com um besouro e então nesse instante um besouro entrou pela janela do consultório e pousou no encosto do Divã atrás da cabeça da paciente, então ele percebeu que no universo as coisas estão concetadas não por mera coincidência ou acaso, mas por algo muito maior que conecta, consciência e inconsciência, sonhos com realidade e etc, esse fenômenos não podem ser reproduzidos em laboratório, mas apenas por pessoas que estejam atentas e alertas, não tenho repostas, não sei se o que o @Hombre de hielo é um delírio, sincronismo ou apenas uma viajem na maionese, mas a percepção de que o mundo é mais complexo do que parece, isso com certeza.

Spoiler Revelar
Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento. Machado de Assis.

Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas! Machado de Assis.

Não se ama duas vezes a mesma mulher. Machado de Assis.

Amor repelido é amor multiplicado. Machado de Assis.
Responda-o
#14
Concluindo... Ruge  com o tempo você conseguirá mover objetos como tampas de canetas até copos plásticos alguns centímetros fora do lugar original. 

Aprenda o segredo.






[Image: 51QEjL99MML._SX260_.jpg]

A titulo de curiosidade:



A guerra política também é  espiritual orando para YHWH castigar o Congresso, STF e a isentosfera.
Responda-o
#15
(18-06-2019, 04:41 PM)Minerim Escreveu: Concluindo... Ruge  com o tempo você conseguirá mover objetos como tampas de canetas até copos plásticos alguns centímetros fora do lugar original. 

Aprenda o segredo.

concordo com o @Minerim, com as novas evidências cientificas do terra planismo, fica claro que o campo magnético do planeta não fica no polo norte, na verdade ele fica debaixo da terra a uma distância proporcional de qualquer um, e como o corpo físico é um imã emissor de calor, qualquer pessoa pode mover tampas de canetas, cadeiras ou carros, basta apenas saber como usar a força central da terra e você pode até mesmo voar como o super homem. 

[Image: 6075818]

Spoiler Revelar
Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento. Machado de Assis.

Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas! Machado de Assis.

Não se ama duas vezes a mesma mulher. Machado de Assis.

Amor repelido é amor multiplicado. Machado de Assis.
Responda-o
#16
Pior que eu também presenciei umas coincidências estranhas. No caso eu interligo certas coisas lembrando de detalhes (por exemplo, a data, o período, etc.)
Flua como água, como dizia Bruce Lee.

Enviado da Minha Mente utilizando Minhas Mãos
Responda-o
#17
Bando de KS do carai, vcs n taum usando patch, vou reportar pro GM que vcs taum de hack, daí ficam bugando o server vlw flw kkkkk

Besteiras a parte, estejam só cientes de que nosso cérebro não é absoluto, só é uma ferramenta falha, que já trabalha sobre sentidos limitados. A gente tá suscetível a todo tipo de troço e de impressões erradas, memória pouco confiável não é preciso nem estar com esquizofrenia ou tomado uns psicodélicos. Tem relatos de gente pirando desde a antiguidade, tendo visões de todo tipo de coisa. Por isso não vão ficar de piração aí de graça.

Mais outra coisa: Todo tipo de combinação caótica está acontecendo o tempo todo, mas nosso cérebro é especializado em colecionar coincidências.

Se vier outro mané new age misturar "poder da mente" com "física quântica", eu começo a meter chuto no cu de vocês. Sério, virou mania isso, de misturar duas coisas que tem nada a ver.

A realidade que a gente pensa que existe não existe deveras, pois o fato é que a gente só consegue captar uma parte infinitesimal da realidade. O que a gente consegue entender é no máximo como comparar uma foto, isso é, um pedaço de papel com tinta, ao verdadeiro objeto fotografado. A gente vive na ilusão de realidade criada na nossa própria mente, muitas vezes nos autosabotando sem a gente sequer perceber, a Matrix é isso e nada mais.

Se querem ir pra rota The Matrix / Demônios de Dostoievski, então vos digo que estão quase 20 anos atrasados nas discussões. Vão ter muito trabalho para sair daí se não tiverem os puxavancos filosóficos corretos.
Citação:“Fortuna Perdida? Nada se perdeu... Coragem perdida?
Muito se perdeu... Honra perdida? Tudo se perdeu...”

(Provérbio Irlandês)
Responda-o
#18
Nós não evoluímos para ver a realidade, afirma cientista

https://hypescience.com/realidade-evolucao/
Responda-o
#19
Cara, tire pelo computador. 

Um hardware com um processador, que processa as informações, e um mundo é criado a partir do feedback alí. 

Não tenho nenhuma dúvida de que o é físico, existe. A máquina de interpretar a realidade, o mundo físico, é o cérebro. De uma forma sem simplista, só podemos ter contato com a realidade através das nossas conexões cerebrais, um "compilador" da realidade física, do espaço/tempo. 

Se o mundo é uma ilusão, eu creio que não. Creio que nós, enquanto seres vivos (ou "compiladores de realidade"), somos apenas uma ferramenta do universo. 

Dia desses eu tava pensando a respeito das definições. Sim, definições ! O que define algo ? 

Por que as coisas perdem significado ? 

Por que novos significados, e novas definições são criadas ? 

Exemplo: 

O machismo. 

Se o universo fosse um cara, e você perguntasse para ele "o que é Machismo?", como que ele iria te responder essa questão ? 

Se eu fosse um universo, sabendo do meu infinito, de todas as possibilidades que eu mesmo posso criar, e que de fato eu sou capaz de achar uma resposta pra essa questão, eu iria usar meus próprios "agentes" para trazer uma resposta. Ora, se eu sou um universo de infinitas possibilidades, e possuo em mim seres vivos capazes de processar essa informação definida como "Machismo" pra mim, então machismo será definido por estes seres, dentro de mim (universo). 

Eu tenho quase que certeza absoluta que o universo é uma máquina viva, um ser vivo, um organismo vivo, que de certa forma organiza sua estrutura existencial, organizacional, e reúne informações inimagináveis por nós (enquanto seres vivos, agentes do universo, ou parasitas mesmo, sei lá). 

As definições, todas as definições, foram criadas pelo próprio universo. A forma que o universo tem de se comunicar é binária, e aleatória, como em um PC mesmo. Todos os conceitos, todas as verdades, todas as mentiras, o próprio universo se encarregou de dar sentido a essas coisas.  

Tanto que, mesmo que se por algum motivo, sei lá, Marte se choca com a Terra, e geral morre, a definição de "Machismo" ainda poderá ser definido pelo universo, caso vc olhe para o tempo/espaço desse universo, e verifique se houveram definições para isso. 

Tenho uma definição pra isso: "Enquanto seres vivos, somos apenas uma ferramenta de interação do universo, com próprio universo. "
Responda-o
#20
Que tópico foda! Eu gosto de assuntos mais loucos assim porque, quando ocioso, meus pensamentos começam a ir para essa seara mais metafísica das coisas e não pensei que fosse ler sobre isso aqui, fiquei bem feliz. Se o tópico fluir, vou estar sempre lendo os relatos.

Acho bem interessante a lei da atração e sincronicidade que, para mim, não passam de hacks ou algum tipo de programação nessa realidade simulada. Tenho algumas experiencias e teorias sobre e sim, acredito que haja um controle/código para essas coisas surreais que tem acontecido, só não consigo entender o motivo.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)