Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[Concursos] [001]: O que você realmente precisa saber para começar seus estudos.
#1
Olá confrades, refleti muito antes de postar esse primeiro artigo sobre concursos, um dos motivos é que fui aprovado em apenas um concurso mais não fui empossado, e estou muitos anos na luta e minhas contribuições não tem aquele selo do cara aprovado com os louros, aplausos e o podium de premiação, no entanto, já estou bem avançado no meu projeto e tenho algumas coisas a contribuir, por fim, entendi que se me omitisse estaria sendo covarde e não ajudaria outros homens em situação semelhante, dito isso, vamos ao artigo.

A motivação para escrever veio de um artigo que o @Libertador  publicou recentemente aqui no fórum e não recebeu muita atenção, intitulado Não pegue atalhos, eles demoram demais, o libertador apresenta alguns vídeos que melhoraram muito meu aproveitamento e me fez entender onde eu devia melhora e o que eu estava fazendo de errado, e saber o que está fazendo de errado é o que te leva a correção e ao êxito, o chão é duro e o caminho é longo, então quanto menos erros mais rápido concluímos nossa tarefa.


1 – Comece estudando métodos de estudos específicos para concursos públicos:

[Image: estudando287113.jpg?quality=100&strip=in...339&crop=1]

Desde o primeiro artigo sobre concursos públicos e espero escrever muitos para o fórum, vou deixar claro que sempre que tiver que comparar concursos públicos com alguma outra atividade será com musculação, esportes e atividades físicas de uma maneira em geral, poderia usar outras metáforas mais na minha visão atual é a que melhor se encaixa dentro do contexto de estudos, ao longo desse texto e dos artigos isso vai ficar cada vez mais claro.

Antes de fazer uma atividade física qualquer é bom você saber quais equipamentos, quais métodos de que maneira você se exercita sem se lesionar, cansar, ou seja, como vocês faz a coisa da maneira certa ou cometendo menos erros possíveis, assim é com concurso público, pode-se afirmar que o concurso público é o halterofilismo mental, você tem que estudar do jeito certo, a lesão não é física e sim psicológica e o maior risco é você desistir ou cansar, essa é a lesão máxima é o ponto mortal para qualquer concurseiro, se estiver com vontade de desistir essa é sua lesão, corrija o erro e continue estudando/treinando.

Para tanto existe uma referência bibliográfica para o concurseiro iniciante, elas não são uma manual verdade com tudo o que deve fazer são apenas uma bússola um norte para sua preparação, então não é para bitolar, mais apenas para não fazer besteira, vai uma lista de livros:

1 - Como vencer a maratona dos concursos públicos, Lia Salgado.
2 - como estudar para concursos, Alexandre Meirelles.
3 - Como Passar Em Provas E Concursos (Resumo), William Douglas.


Existe também o fórum dos concurseiros, mas ele esta com problemas técnicos, vale a pena dar uma lida no depoimento dos aprovados e ir lapidando seu método de estudo pessoal, no youtube existem muitos canais sobre concursos públicos, procure o que mais se adequá a seu temperamento e, por fim, evite perder muito tempo nessa etapa, estudar como estudar para concursos, não é estudo de fato é apenas uma etapa que assim que cumprida deve ser abandona com o risco de se perder muito tempo e energia inutilmente.

2 – Escolha uma única área e se dedique a ela com exclusividade.

[Image: Dicas-de-como-manter-o-foco-nos-estudos-398x450.jpg]

O problema de todo concurseiro iniciante é achar que ele pode fazer todos os editais que estão na praça sem se dar o trabalho de filtrar uma área específica, para aqueles que não sabem do que estou falando, as áreas de concursos são grupos de editais que aglutinam matérias comuns e que em uma análise comparada te permitem antes da abertura do edital ter entre 60% a 80% do edital estudado devido à semelhança de conteúdos.

Existem várias áreas vou citar algumas, Jurídicas Superiores (Magistratura, Promotoria, Procuradoria e Defensoria Pública) é onde estão os maiores salários e se destinam apenas aos que possuem nível superior em direito, Fiscal e Gestão (Sãos os Fiscos e os Tribunais de Contas) alguns exigem formação específica outros são de ampla concorrência e exigem apenas Tecnólogo, são a segunda área com maiores salários, depois dessas vem área de tribunais (Técnicos e Analistas), Área Policial (ABIN, PF, PRF, PC dos Estados, PM dos Estados, Guardas Municipais), Área Militar (Marinha, Exército e Aeronáutica) esses aqui em sua grande maioria tem como barreia a idade de 24 anos, na prática o último ano para se tentar o concurso é com 23 e entrar com 24 anos.

Primeiramente é bom analisar o detalhe qual é sua idade, formação específica, disposição e recursos, estabelecer uma estratégia e cumprir ela a risca, sempre com muita paciência e sem desespero, o desespero é a lesão do concurseiro isso leva ao pessimismo e o pessimismo a desistência, esse é o fim do concurseiro o fim de sua jornada é quando ele larga seu caminho rumo ao sucesso.

Existem outras áreas, aqueles que são da saúde, educação, engenharias, tecnológicas e etc, minha intenção nesse texto não é enumerar todas as áreas, subáreas e estabelecer um par e passo para cada uma delas, não, meu objetivo é só esclarecer os fatos e atentar para necessidade de profissionalização nos estudos e levar o fato de ser um concurseiro como uma profissão, assim como um bodybuilder, por mais que o mundo não te leve a sério, você tem que levar sua atividade a sério.


3 – Escolhida uma área aproveite as boas oportunidades.

[Image: oportunidades_14_1_20180629135628.jpg]

Assim que escolher uma área de estudos todos os editais que aparecerem que tenham relação com as principais matérias que estuda, não tenha dúvidas, tente e se desapegue do resultado, existem muitos concursos sui generis que não se enquadram em nenhuma área cujo o edital você já estudou quase que integralmente, vale a pena tentar quando você já tem conteúdo consolidado.

No meio de concursos públicos existem duas metáforas para perfil de concurseiros o Metralhadora e o Sniper, o primeiro sai atirando para tudo quanto que é lado sem foco, desesperado, sempre se preparando nos pó-edital, enquanto o segundo é focado e paciente estudando os conteúdos usando como base os editais anteriores da área, alguns, mais dedicados e pacientes ainda, se focam em um único concurso público, vai de perfil, necessidade financeira, situação de vida e etc, nesse meio tudo deve ser adaptado para sua necessidade pessoal, evite copiar outras pessoas, o ideal é achar seu caminho.


4 – Avalie se esse mundo é realmente para você, se esta indo bem em outra área eu desaconselho estudar para concursos.

[Image: 63.png]

Antes de me xingar e ficar com raiva, saiba que isso também é dito pela Lia Salgado, uma mulher que mesmo com 4 filhos, divorciada, endividada, conseguiu passar no concurso do ISS - Niterói e ISS - Rio de Janeiro, ou seja, a mulher é pica malandro, ela desaconselha aventureiros a entrar nesse caminho, e isso é uma fala que deve ser absorvidade e é respeitosa.

Enquanto um bando de charlatões ficam por ai propagando que concurso é para qualquer um, que basta ter força de vontade, algumas vozes sensatas tentam dissuadir os incautos e demonstrar a realidade, qualquer um pode ser bodybuilder, teoricamente sim, podemos até concluir, sim, é claro, pode… Mas a verdade é que, só os apaixonados podem ser bodybuilder’s só quem ama isso, você sobre é doloroso tem muitas falhas e frustrações, essa é a verdade.

Concursos Públicos, como Mercado Financeiros, Empreendedorismo é uma coisa que qualquer um pode fazer, mais se não houver paixão não vai funcionar, quando digo paixão não é uma coisa romântica ou idealista, é uma realidade dura, concurseiro tem que ter prazer no ato de estudar, de sentar o cú na cadeira e ficar ali queimando a mufa, massificando exercícios, decorando, relendo teoria, resumindo material, fazendo trabalho de escritório e papelaria, tem uma cozinha que se você não se apaixonar por ela vai ser difícil permanecer nesse caminho.

São milhares de exercícios, vi concurseiros que só de direito contitucional fizeram 10.000 questões não repetidas, você precisa fazer em torno de 50.000 questões para passar em um concursos top de linha, claro que repetidas, a verdade é que isso vai se repetindo a um nível de exaustão que no final das contas ninguém contabiliza a vera isso, para ter uma noção cada matéria você vai fazer no baixo 500 questões, na média 1000, para se aprimorar vai repetir as mesmas várias vezes, 1000 vira 5000 rápido, com o tempo nem percebe, lembra dos bodybuilder’s é puxar muito ferro e muito peso com naturalidade.

Enquanto um bodybuilder investe em academia, suplementos, treinamentos diferenciados, consultoria, nutricionistas e etc, você aspirante a concurseiro vai gastar o mesmo em materiais, inscrições, sites com cursos em pdf’s, consultorias, livros, cursos presenciais e a distância, vai ter que acordar cedo e muitos vão ter que ter jornada dupla se dividindo entre trabalho e estudo, outros jornada tripla, trabalho, estudo e família (Casa que é gostoso). 

Minha intenção aqui é motivar quem tá afim e desmotivar aventureiros, sem enrolação, a intenção é dizer o seguinte, se achar que em atalho vai se foder, vai tomar no cúzinho, vai perder, tempo, dinheiro, vai encher o saco e não vai ter sucesso, vai ser mais um bosta fracassado, infelizmente é isso, não quero ser chato, apenas realista com vocês.

Assim como nas academias existem drogas para melhorar o desempenho e o treino, existem também drogas para melhorar o desempenho nos estudos, assim como esteróides não vão fazer de você um Mister Olympia, não vai ser tomar alguma coisa que vai te fazer ser Policial Federal, Fiscal da Receita Federal e qualquer outro cargo que seja dos seus sonhos, amiguinho, acredite, serão as horas e horas e horas líquidas estudando que vão te fazer passar, quando você perder todos seus “amigos”, todas as baladas, todas as piranhas que eram apaixonadas por você te largarem e continuar estudando, talvez tenha se tornado um concurseiro.

Amiguinho, vai perder a namorada, vai tomar dedada na cara, vão te chamar de vagabundo, vão te olhar com desdém… vai ser um verdadeiro inferno na terra, a realidade é essa, vão te fazer muita pergunta idiota, vão falar que Bolsonaro estragou tudo… Rapaz… Vai falar para família da namorada que você é concurseiro… é meu amigo… melhor desistir, sem festa, sem putaria, sem tinder, sem facebook, sem instagran, sem whatazap, telegran, icq, tretas de youtube ?? Esquece essa merda, Chopinho de final de semana, peladinha com os amigos ? Esquece, você é 24 horas por dias concurseiro, transpira, sonha, dorme pensando nessa porra, se não for assim, vai se foder, não passa, a realidade é essa.


5 – Finalizando

[Image: 5a1373f8b9fe83b10117af17cd3dce60.jpg]

Confrades esse é o fim do meu primeiro artigo sobre concursos públicos, fiquem a vontade para fazer perguntas, vou tentar responder da melhor maneira possível, espero que o texto ajude e ilumine o caminho daqueles que decidiram sobre esse caminho, força, foco e fé !

Spoiler Revelar
Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento. Machado de Assis.

Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas! Machado de Assis.

Não se ama duas vezes a mesma mulher. Machado de Assis.

Amor repelido é amor multiplicado. Machado de Assis.
Responda-o
#2
Bom tópico. Também estou nessa luta e só depois de tomar pau em dois concurso é que comecei a procurar aprender a estudar da forma correta. Antes não cronometrava horas de estudo líquida, queria esgotar todo o material da disciplina, videoaula e pdf, não fazia revisão Facepalm  Corrigi essas falhas e aderi a um ciclo de estudos. Agora é só dedicar com disciplina e torcer para o Brasil não quebrar...
Se você não estiver disposto a ser forte e não for interiormente corajoso, é melhor desistir de ser macho e virar uma borboleta... [Nessahan Alita]
Responda-o
#3
(15-06-2019, 03:24 PM)Tarantino Escreveu: Bom tópico. Também estou nessa luta e só depois de tomar pau em dois concurso é que comecei a procurar aprender a estudar da forma correta. Antes não cronometrava horas de estudo líquida, queria esgotar todo o material da disciplina, videoaula e pdf, não fazia revisão Corrigi essas falhas e aderi a um ciclo de estudos. Agora é só dedicar com disciplina e torcer para o Brasil não quebrar...

O importante é ir se adaptando, estudando com qualidade e ir progredindo, a dor da reprovação é foda mais não tem jeito é levantar a cabeça e seguir a rotina de estudo, a rotina de concurseiro é foda, nem tudo que nos estudamos, gostamos de estudar, é uma questão muito de disciplina, organização e frieza psicológica e emocional, já cronometrei estudo mais hoje trabalho com sistema de empreitada sei que tenho que estudar X páginas ou tenho que fazer uma lista de exercícios e etc, os dois métodos funcionam mas o importante é progredir nas matérias e quando tiver uma bagagem ir fazendo o ciclo para sempre se manter atualizado, não adianta estudar a matéria e depois esquecer tudo, faço resumos marcando no próprio material, só faço mapas mentais no que é estritamente necessário, como meus materiais são marcados se precisar re-estudar tudo não tenho que reler o material inteiro, só o que é mais importante e a revisão eu faço principalmente com questões, porque as questões são o foco do aprendizado concreto para concursos.

Spoiler Revelar
Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento. Machado de Assis.

Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas! Machado de Assis.

Não se ama duas vezes a mesma mulher. Machado de Assis.

Amor repelido é amor multiplicado. Machado de Assis.
Responda-o
#4
Muito legal
Responda-o
#5
Fui reprovado em 2 concursos públicos nos últimos anos, 1 recentemente. As pessoas gostam de ouvir o que os aprovados têm a dizer, mas um aprovado vê o mundo na perspectiva de quem já está no topo, ou seja, não há uma categorização de erros, um mapa do que evitar. O que já fracassou possuí um histórico maior das coisas não viáveis a serem feitas. Um aprovado já retirou o peso da labuta, não faz sentido relembrar o processo enquanto se regozija do prêmio final. Não existe receita mágica nessa área, e quem mais lucra, vende algo, seja cursos, palestras ou mesmo livros, "Como Estudar para Concursos" é um desses.

Outrora eu era viciado em estudar novos métodos revolucionários de aprendizagem, rotinas, hábitos e até alimentos que me levariam a aprovação de forma mais acelerada. Cai simplesmente no título do tópico que você citou. Pílulas mágicas não existem. Ao longo do tempo aprendi uma frase que me fez refletir muito sobre, e que virou uma espécie de lema pra mim. Desconfie de tudo mas acima de tudo, de duas coisas, do teu talento e da tua inteligência. Quanto mais informações relacionadas a métodos de estudos você recebe, mais crê firmemente que está caminhando rumo a aprovação o que nem de longe acontece. Pelo menos não aconteceu comigo. A mesma informação que está sendo disponibilizada em tuas mãos, pode facilmente ser acessada por uma pessoa lá no Japão, e vice-versa. Não há sentido algum em acreditar que informação é o impulsionador da aprovação. Não é.

Gostei do filtro que utilizou ao escrever sobre o assunto. O mundo dos concursos, hoje, é business. Descaradamente os empreendedores aventureiros dessa área utilizam técnicas de manipulação e controle mental a fim de revender seus cursos virtuais e materiais didáticos de qualidade duvidosa para suas marionetes, no caso, os estudantes desesperados e ávidos pela mentalidade da pílula mágica, é um verdadeiro perigo. Você foi extremamente sucinto e prático, verdadeiramente não existe pílula mágica e nada, absolutamente nada e talento algum superam a repetição exaustiva e constante. É como um músculo que necessita de estímulo frequente e progressivo para regiamente se desenvolver. Não sei se posso deixar contribuições efetivas sobre o tema pois teu tópico é genuinamente completo. Diria que:

- Se você está inteirado da nova notícia do dia relacionada àquela celebridade de Hollywood, algo está errado.
- A coisa que você faz no primeiro minuto ao acordar (logo quando abre as pálpebras), e a última antes de fechá-las, está diametralmente relacionada a teu futuro.
- Se você se sente relativamente especial e diferente dos outros, aquele sentimento de que você está acima dos teus "concorrentes", algo está errado.
- Não faz revisões constantes e frequentes? Algo está errado.
- Não possui um diário de tua evolução nos estudos e nem um caderninho de bolso com as metas do dia seguinte? Definitivamente alguma coisa está errada.
- Não se sente exausto no fim do dia ou com o único desejo de deitar urgentemente sobre o colchão e descansar?...
- Prioriza fundamentalmente a teoria, e não a prática? Melhor rever todo o teu planejamento.
- Não faz simulados com tempo cronometrado? Esse eu nem comentarei.

Eu diria que a única forma efetiva para desenvolver um método próprio e prático de estudos é reprovar em algum concurso. Erros são oportunidades de crescimento. As maiores invenções revolucionárias no mundo nasceram do erro, do acaso. Todo planejamento é falho em pelo menos um ponto, o melhor, simultaneamente é o mais flexível e dá margem de reação à acontecimentos aleatórios e improváveis como uma reprovação mesmo após ter estudado muito por exemplo. A sensação de que está se esforçando muito e que por este motivo merece a aprovação, é insegura.
 

Responda-o
#6
Ótimo Tópico! Salvando aqui para ler.

Tem uns vídeos do Professor Pierluigi muito bons e que ajudam a estudar melhor também.
Responda-o
#7
(16-06-2019, 02:24 PM)Dallas Escreveu: Eu diria que a única forma efetiva para desenvolver um método próprio e prático de estudos é reprovar em algum concurso. Erros são oportunidades de crescimento. As maiores invenções revolucionárias no mundo nasceram do erro, do acaso. Todo planejamento é falho em pelo menos um ponto, o melhor, simultaneamente é o mais flexível e dá margem de reação à acontecimentos aleatórios e improváveis como uma reprovação mesmo após ter estudado muito por exemplo. A sensação de que está se esforçando muito e que por este motivo merece a aprovação, é insegura.

Os pontos que destacou no seu texto vou aproveitar no próximo artigo dando os créditos a você, assim agrega e ajuda todo mundo, em relação a esse ultimo trecho e essa a mais pura verdade, falhar é o que te vai fazer acertar, é como um ponto de que te leva do ponto A até o ponto B, não tem como chegar ao sucesso sem passar pelo fracasso, sem passar pela derrota, é amargo, duro, muitos não tem psicológico para ver um castelo de cartas de ilusões sendo desmanchado no ar com um assopro, mais a verdade é que por uma questão a menos, por um décimo na redação você vai ficar do lado de fora e sua vida vai voltar a rotina infernal de estudos, por isso que é a persistência o maior aliado do concurseiro,sem persistência, paciência e foco não tem resultado consistente, estudar certo é o melhor caminho para chegar do outro lado da ponte, o lado onde nos reserva uma vida financeira melhor.

Spoiler Revelar
Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento. Machado de Assis.

Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas! Machado de Assis.

Não se ama duas vezes a mesma mulher. Machado de Assis.

Amor repelido é amor multiplicado. Machado de Assis.
Responda-o
#8
Eu fiquei por 1 ano e meio estudando fortemente pra passar onde estou hoje. Estudava toda noite das 19h as 22h, religiosamente junto com um brother meu, para manter o incentivo. Final de semana era só simulado de provas, tudo garimpado do PCI Concursos, sabado 4h de manhã e domingo livre. Nos preparamos para 4 concursos em nossa área, passamos em todos, só um que foi cancelado.
No começo é angustiante, pois você tem que abrir mão do que gosta pra estudar assuntos muitas vezes chatos, mas garanto que vale a pena.
Se pudesse largaria meu emprego só pra virar concurseiro e galgar um cargo melhor mas nunca tive o luxo de poder parar de trabalhar.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#9
(18-06-2019, 04:59 PM)Bilidequedi Escreveu: Eu fiquei por 1 ano e meio estudando fortemente pra passar onde estou hoje. Estudava toda noite das 19h as 22h, religiosamente junto com um brother meu, para manter o incentivo. Final de semana era só simulado de provas, tudo garimpado do PCI Concursos, sabado 4h de manhã e domingo livre. Nos preparamos para 4 concursos em nossa área, passamos em todos, só um que foi cancelado.
No começo é angustiante, pois você tem que abrir mão do que gosta pra estudar assuntos muitas vezes chatos, mas garanto que vale a pena.
Se pudesse largaria meu emprego só pra virar concurseiro e galgar um cargo melhor mas nunca tive o luxo de poder parar de trabalhar.

@Bilidequedi : Obrigado pela contribuição confrade, essas informações são interessantes para mim, especialmente a parte da rotina de estudo, estou em um bom dias estudar em torno de 6 horas, em dias ruins consigo estudar por 1 hora, já vi a relevância de manter uma rotina adequada de estudos porque aumenta muito o rendimento, e realmente você demonstra ai a rotina bem sucedida, manter um estudo religioso e focado, com revisão e simulados, vou reavaliar minha postura de não estudar sábado pela manhã, é um tempo morto que posso usar em prol do meu objetivo, ainda mais que não tenho mais vida noturna e parei de beber e estou acordando cedo todo dia.

Spoiler Revelar
Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento. Machado de Assis.

Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas! Machado de Assis.

Não se ama duas vezes a mesma mulher. Machado de Assis.

Amor repelido é amor multiplicado. Machado de Assis.
Responda-o
#10
Já sou policial militar, não fiz grandes esforços para entrar na instituição. O único concurso que prestei depois do da polícia militar, instituição que faço parte desde 2013, foi o da polícia civil do meu estado. Fui bem no concurso, no entanto a concorrência estava absurdamente preparada de modo que a minha pontuação não foi suficiente para lograr êxito, mas uma boa pontuação em razão das condições em que eu estudava.

Tenho uma pergunta para fazer a vocês que vêm se preparando para concursos públicos atualmente: como vocês lidam com o panorama atual do país? Digo, estamos em tempos hostis em relação aos concursos públicos (corte de gastos públicos, maior ênfase no setor privado, etc.). Dessa forma, como vocês mantêm a motivação para estudar para algo tão incerto? Pergunto porque venho tentando voltar a estudar, mas quando paro para refletir sobre o panorama atual nessa seara, tenho uma dificuldade imensa em me manter motivado e com disciplina para estipular as condições de estudo.
Responda-o
#11
(23-06-2019, 10:48 PM)Daredevil Escreveu: Já sou policial militar, não fiz grandes esforços para entrar na instituição. O único concurso que prestei depois do da polícia militar, instituição que faço parte desde 2013, foi o da polícia civil do meu estado. Fui bem no concurso, no entanto a concorrência estava absurdamente preparada de modo que a minha pontuação não foi suficiente para lograr êxito, mas uma boa pontuação em razão das condições em que eu estudava.

Tenho uma pergunta para fazer a vocês que vêm se preparando para concursos públicos atualmente: como vocês lidam com o panorama atual do país? Digo, estamos em tempos hostis em relação aos concursos públicos (corte de gastos públicos, maior ênfase no setor privado, etc.). Dessa forma, como vocês mantêm a motivação para estudar para algo tão incerto? Pergunto porque venho tentando voltar a estudar, mas quando paro para refletir sobre o panorama atual nessa seara, tenho uma dificuldade imensa em me manter motivado e com disciplina para estipular as condições de estudo.

Concurso público tem que ser pensado no longo prazo. Escolha o concurso que você quer e estude até ser aprovado nele. Foi isso que eu fiz; e deu certo. Cedo ou tarde, o Estado vai precisar contratar.

Quanto à motivação, o único jeito pelo qual consegui me manter motivado foi estudando todos os dias. Assim, eu sempre ia dormir com a aquela sensação de vencedor, de que eu fiz o que tinha que ser feito e etc.; e isso me dava gás para aguentar o dia seguinte. Eu ficava com sangue nos olhos para resolver centenas de questões. Quando você quer realmente atingir aquele objetivo, você fica motivado por cada passo que você dá em direção a ele.

Quanto mais tempo você tem, mais consistente você será, mais poderá estudar, e mais chance de acertar o alvo de primeira você terá. Eu estudei quase 3 anos, e quando chegou o meu concurso, eu passei dentro das vagas

Enfim, estudar para concurso é algo simples, mas não é fácil. Sente na cadeira, faça uns resumos a partir ode um bom material (recomendo Estratégia Concursos), resolva questões (recomendo TEC), faça simulados, treine... se você fizer o que tem que ser feito todos os dias, você irá dormir como um vencedor e acordar motivado no dia seguinte. De resto, é só ser consistente nisso aí. Faça o simples, consistentemente
Viajante, vá dizer aos espartanos que aqui, pela lei de Esparta, nós repousamos.

Responda-o
#12
(25-06-2019, 10:27 AM)Monarca Escreveu: Concurso público tem que ser pensado no longo prazo. Escolha o concurso que você quer e estude até ser aprovado nele. Foi isso que eu fiz; e deu certo. Cedo ou tarde, o Estado vai precisar contratar.

Quanto à motivação, o único jeito pelo qual consegui me manter motivado foi estudando todos os dias. Assim, eu sempre ia dormir com a aquela sensação de vencedor, de que eu fiz o que tinha que ser feito e etc.; e isso me dava gás para aguentar o dia seguinte. Eu ficava com sangue nos olhos para resolver centenas de questões. Quando você quer realmente atingir aquele objetivo, você fica motivado por cada passo que você dá em direção a ele.

Quanto mais tempo você tem, mais consistente você será, mais poderá estudar, e mais chance de acertar o alvo de primeira você terá. Eu estudei quase 3 anos, e quando chegou o meu concurso, eu passei dentro das vagas

Enfim, estudar para concurso é algo simples, mas não é fácil. Sente na cadeira, faça uns resumos a partir ode um bom material (recomendo Estratégia Concursos), resolva questões (recomendo TEC), faça simulados, treine... se você fizer o que tem que ser feito todos os dias, você irá dormir como um vencedor e acordar motivado no dia seguinte. De resto, é só ser consistente nisso aí. Faça o simples, consistentemente

@Monarca : A vida é interessante, criei o tópico para ajudar e estou sendo ajudado, gostei muito do seu comentário, veio em um momento importante e esta sendo útil, depois que sai da consultoria que eu estava em fevereiro eu tenho gerenciado meus estudos e estabelecendo um crescimento consistente dentro do meu quadro de matérias, larguei o imediatismo e estou focando no longo prazo, sua maneira de encarar a situação é exatamente o que vi sendo feito por muitos aprovados, muito bons esses conselhos.

Spoiler Revelar
Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento. Machado de Assis.

Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas! Machado de Assis.

Não se ama duas vezes a mesma mulher. Machado de Assis.

Amor repelido é amor multiplicado. Machado de Assis.
Responda-o
#13
@Ares gostei muito do tópico, muito gratificante!
Eu não estudo para concurso mais eu estudo para outra área.
Seu tópico junto com as ideias dos demais confrades aqui relatadas foi de grande ajuda para mim.

Também tinha curiosidade em saber como começar a estudar para concurso.
E com seu tópico minhas dúvidas foram sanadas.
Agora tenho uma ideia de como seria.
Muito grato!
"O mais forte espadachim não necessariamente é o que vence. É a velocidade! Velocidade da mão, a velocidade da mente." (Abade Faria).
Responda-o
#14
(26-06-2019, 03:07 PM)Villefort Escreveu: @Ares gostei muito do tópico, muito gratificante!
Eu não estudo para concurso mais eu estudo para outra área.
Seu tópico junto com as ideias dos demais confrades aqui relatadas foi de grande ajuda para mim.

Também tinha curiosidade em saber como começar a estudar para concurso.
E com seu tópico minhas dúvidas foram sanadas.
Agora tenho uma ideia de como seria.
Muito grato!

Fico feliz em ter contribuído com sua jornada, já estive na sua pele e o intuito aqui é repassar a experiência e encurtar caminhos, se quiser estudar para concursos futuramente já tem um norte, estou escrevendo uma série de artigos nesse tema, vai lendo e avaliando se essa é sua praia, boa sorte !

Spoiler Revelar
Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento. Machado de Assis.

Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas! Machado de Assis.

Não se ama duas vezes a mesma mulher. Machado de Assis.

Amor repelido é amor multiplicado. Machado de Assis.
Responda-o
#15
(15-06-2019, 11:07 AM)Ares Escreveu: A motivação para escrever veio de um artigo que o @Libertador  publicou recentemente aqui no fórum e não recebeu muita atenção, intitulado Não pegue atalhos, eles demoram demais, o libertador apresenta alguns vídeos que melhoraram muito meu aproveitamento e me fez entender onde eu devia melhora e o que eu estava fazendo de errado, e saber o que está fazendo de errado é o que te leva a correção e ao êxito, o chão é duro e o caminho é longo, então quanto menos erros mais rápido concluímos nossa tarefa.

Olha só que interessante. Fico grato em saber que meu tópico influenciou na criação do seu tópico e sei que o seu tópico influenciará na vida dos outros e na criação de outros tópicos. Como um efeito em cascata.

As vezes a gente posta um texto que acha que não produziu muito resultado e que foi um desperdício, que era melhor ter deixado guardado no computador, até que recebe um bom feedback como esse.
A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.
Responda-o
#16
Estou com uma dúvida quanto a um Tópico.O Tópico Estruturação do texto e dos parágrafos faz parte do Tópico Interpretação?
As questões de Interpretação da Banca foram as únicas que vi remetendo a parágrafos? Grato.
Responda-o
#17
Cada dia que passa venho criando interesse e pensando seriamente na possibilidade de partir para os concursos públicos.
No final de 2016 me formei na universidade. Só que está foda me encaixar na minha área de formação ( apesar de ter conseguido um emprego na área porém é temporário, o contrato dura uns 6 meses, e já estou na minha segunda passagem pela empresa ).

Mas o foda é que meritocracia no setor privado é algo quase que inexistente. O que manda mesmo é o famoso Q.I ( Quem indica ), é bajular, fazer amizades por interesse, puxar tapete de companheiros de trabalho e por aí vai.
E não sou nem um pouco adepto desses métodos e não quero me tornar alguém assim, por isso venho sofrendo pra me encaixar.
Vejo pessoas que não são merecedoras ou incompetentes dominando o setor privado, ( na empresa onde eu trabalho mesmo... vejo um bocado deles, e olha que é uma empresa multinacional bem famosa ).

Tendo em vista essa situação, venho a cada dia que passa consolidando a ideia de que concurso público é um dos poucos meios de se conseguir um emprego através da meritocracia. Sem dizer que um funcionário público tem uma segurança maior do seu emprego em relação ao funcionário de uma empresa privada.
Ainda estou em dúvida faço uma pós e dou uma ultima cartada por algo no setor privado, ou se dedico o meu tempo em estudar para concursos.
Responda-o
#18
(29-06-2019, 06:09 PM)Viking Escreveu: Estou com uma dúvida quanto a um Tópico.O Tópico Estruturação do texto e dos parágrafos faz parte do Tópico Interpretação?
As questões de Interpretação da Banca foram as únicas que vi remetendo a parágrafos? Grato.

Esse conteúdo esta dentro do tópico Compreensão/Interpretação de Textos e Tipologia Textual e o tópico Coesão e Coerência, reescritura de frases, correção gramáticas de frases e etc, isso ai cai muito, e por sua vez exige conhecimento de morfologia e  sintaxe, é o fim do estudo de gramática as bancas estão marretando esse conteúdo, existem provas que praticamente só cai isso, se a teoria estiver bem estudada massifique questões.

(30-06-2019, 11:20 AM)Escandinavo Escreveu: Cada dia que passa venho criando  interesse e pensando seriamente na possibilidade de partir para os concursos públicos. 
No final de 2016 me formei na universidade. Só que está foda me encaixar na minha área de formação ( apesar de ter conseguido um emprego na área porém é  temporário, o contrato dura uns 6 meses, e já estou na minha segunda passagem pela empresa ).

Mas o foda é que meritocracia no setor privado é algo quase que inexistente. O que manda mesmo é o famoso Q.I ( Quem indica ), é bajular, fazer amizades por interesse, puxar tapete de companheiros de trabalho e por aí vai.
E não sou nem um pouco adepto desses métodos e não quero me tornar alguém assim, por isso venho sofrendo pra me encaixar. 
Vejo pessoas que não são merecedoras ou incompetentes dominando o setor privado, ( na empresa onde eu trabalho mesmo... vejo um bocado deles, e olha que é uma empresa multinacional bem famosa ).

Tendo em vista essa situação, venho a cada dia que passa consolidando a ideia de que concurso público é um dos poucos meios de se conseguir um emprego através da meritocracia. Sem dizer que um funcionário público tem uma segurança maior  do seu emprego em relação ao funcionário de uma empresa privada.  
Ainda estou em dúvida faço uma pós e dou uma ultima cartada por algo no setor privado, ou se dedico o meu tempo em estudar para concursos.

Irmão, o concurso é meritocrático, depois que você entra a atividade burocrática é muito desestimulante, trabalhando muito ganha x, trabalhando pouco ganha x, é a verdade, toda a adrenalina da vida de um concurseiro é substituída por uma vida estável e até mesmo cansativa de um funcionário público, se você gosta de adrenalina, talvez, repito, talvez seu setor seja mercado financeiro ou empreendedorismo, faça uma análise crítica, pense muito bem e escolha uma coisa só, seja o que for, não importa, pense no que você quer fazer no futuro, e depois disso não larga o osso. 

Spoiler Revelar
Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento. Machado de Assis.

Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas! Machado de Assis.

Não se ama duas vezes a mesma mulher. Machado de Assis.

Amor repelido é amor multiplicado. Machado de Assis.
Responda-o
#19
(30-06-2019, 11:20 AM)Escandinavo Escreveu: Cada dia que passa venho criando  interesse e pensando seriamente na possibilidade de partir para os concursos públicos.
No final de 2016 me formei na universidade. Só que está foda me encaixar na minha área de formação ( apesar de ter conseguido um emprego na área porém é  temporário, o contrato dura uns 6 meses, e já estou na minha segunda passagem pela empresa ).

Mas o foda é que meritocracia no setor privado é algo quase que inexistente. O que manda mesmo é o famoso Q.I ( Quem indica ), é bajular, fazer amizades por interesse, puxar tapete de companheiros de trabalho e por aí vai.
E não sou nem um pouco adepto desses métodos e não quero me tornar alguém assim, por isso venho sofrendo pra me encaixar.
Vejo pessoas que não são merecedoras ou incompetentes dominando o setor privado, ( na empresa onde eu trabalho mesmo... vejo um bocado deles, e olha que é uma empresa multinacional bem famosa ).

Tendo em vista essa situação, venho a cada dia que passa consolidando a ideia de que concurso público é um dos poucos meios de se conseguir um emprego através da meritocracia. Sem dizer que um funcionário público tem uma segurança maior  do seu emprego em relação ao funcionário de uma empresa privada.  
Ainda estou em dúvida faço uma pós e dou uma ultima cartada por algo no setor privado, ou se dedico o meu tempo em estudar para concursos.

Eu ainda sou muito novo, tenho entre 20 e 30 anos. Antes de entrar na faculdade (para depois sair dela) eu tinha tentado entrar na iniciativa privada, mandei currículo para alguns poucos lugares daqui da minha cidade (que é bem pequena), e obviamente não fui chamado em nenhum lugar. Além do meu currículo não ter nada de interessante, eu era muito pouco conhecido aqui, porque sou mais reservado, um pouco tímido, enfim, sou introspectivo. Depois eu entrei na universidade, fiquei uns 3 meses lá e cai fora. Entrei em um EAD qualquer reconhecido pelo MEC e estudei para um concurso que eu já queria antes de entrar na universidade. 

Pessoas como eu têm mais dificuldades para entrar no mercado de trabalho. Eu não sou o tipo de pessoa que arruma encrenca com todo mundo, fica falando mal dos outros (tenho ética), mas sou reservado, tímido, como falei. Além disso, eu pensei no quanto de tempo eu teria que me dedicar para me formar (5 anos, no mínimo, em período integral), para uma POSSIBILIDADE de emprego no futuro que iria me pagar, talvez, entre 2 mil e 3 mil reais para um engenheiro no começo de carreira. Além desse desequilíbrio financeiro entre o seu esforço e a sua remuneração, tinha o fato de ter que conviver com muitos chimpanzés diariamente, o que tornava tudo ainda mais improdutivo.

O concurso público foi a melhor decisão que tomei na vida; eu faria tudo de novo se fosse necessário. Minha meta era passar até os 30 anos em algo que me pagasse pelo menos 10 mil reais por mês, e consegui isso quase uma década antes. O meu esforço foi reconhecido e é por isso que eu digo que eu faria tudo de novo. Eu vou ter o maior salário da minha família inteira, desde os meus irmãos até os meus avós e tios. Antes alguns deles me olhavam como louco, tiravam sarro de eu não ir em alguma festividade; agora eles me olham com o respeito que eu conquistei com o meu suor e sacrifício (e com a graça de Deus por ter me dado saúde para estudar nesse tempo todo). 

Isso não me faz tratá-los mal, olhar para eles e dizer "vocês estavam errados"; porque esse comportamento é incompatível com todo o aprendizado que você tem ao ir dormir depois de inúmeros dias de dedicação e empenho, que moldam o seu caráter e te ensinam a ser humilde, porque sem humildade não existe autocorreção, não existe progresso, não existe reconhecimento de erros, não existe responsabilidade. Eu só queria ter um futuro melhor e dar um futuro melhor para a minha família, não só em termos materiais, mas principalmente em qualidade de vida, em "ter tempo". A forma como as pessoas me olham hoje não era o meu objetivo, mas foi uma consequência inevitável de se fazer algo grande. Eu me sinto privilegiado porque daqui a alguns meses sei que terei tempo para viver.

Enfim, estou comentando isso porque o que me fez tomar a decisão de abandonar a iniciativa privada e ir para o concurso público, la no início, foi o desperdício de tempo - é incrível como as pessoas acham que nunca vão morrer. Querendo ou não, as universidades ensinam muita coisa inútil, e te preparam mais para que você seja um acadêmico do que um profissional da iniciativa privada ou um empresário. Eu tive essa "visão" no passado, e não segui adiante porque cheguei a conclusão do que seria melhor para mim e, principalmente, porque eu dei valor ao meu tempo. Não entenda como desperdício de tempo a ideia de não ser recompensado no curto prazo, porque sou totalmente avesso a isso; entenda que eu via todo o esforço dispensado em cima da engenharia como algo desproporcional à recompensa que eu teria no longo prazo. Sempre pense no longo prazo ao tomar decisões importantes!

Aquele tempo que eu passei no meu quarto, estudando, eu não tenho palavras para definir. Acho que foi o tempo que eu mais vivi na minha vida toda (que irônico, não?), eu cresci pra caramba como ser humano, dormi muitas vezes com a sensação de dever cumprido, tive muitas incertezas, mas continuei acreditando. Você tem noção de como eu sou privilegiado por ter vivido isso? Poucas pessoas no mundo tem esse privilégio. Ousar ser grande foi a melhor escola que tive na vida. Eu dou muito mais valor a todo esse processo que foi ousar ser grande do que ser grande, por isso que quero continuar conquistando objetivos em minha vida, para crescer mais como ser humano. Eu não sei que decisão você vai tomar e também não vim aqui te influenciar, vim apenas falar o que deu certo para mim, mas de uma coisa eu não tenho dúvida: você precisa ter um objetivo.
Viajante, vá dizer aos espartanos que aqui, pela lei de Esparta, nós repousamos.

Responda-o
#20
(30-06-2019, 02:48 PM)Monarca Escreveu:
(30-06-2019, 11:20 AM)Escandinavo Escreveu: Cada dia que passa venho criando  interesse e pensando seriamente na possibilidade de partir para os concursos públicos.
No final de 2016 me formei na universidade. Só que está foda me encaixar na minha área de formação ( apesar de ter conseguido um emprego na área porém é  temporário, o contrato dura uns 6 meses, e já estou na minha segunda passagem pela empresa ).

Mas o foda é que meritocracia no setor privado é algo quase que inexistente. O que manda mesmo é o famoso Q.I ( Quem indica ), é bajular, fazer amizades por interesse, puxar tapete de companheiros de trabalho e por aí vai.
E não sou nem um pouco adepto desses métodos e não quero me tornar alguém assim, por isso venho sofrendo pra me encaixar.
Vejo pessoas que não são merecedoras ou incompetentes dominando o setor privado, ( na empresa onde eu trabalho mesmo... vejo um bocado deles, e olha que é uma empresa multinacional bem famosa ).

Tendo em vista essa situação, venho a cada dia que passa consolidando a ideia de que concurso público é um dos poucos meios de se conseguir um emprego através da meritocracia. Sem dizer que um funcionário público tem uma segurança maior  do seu emprego em relação ao funcionário de uma empresa privada.  
Ainda estou em dúvida faço uma pós e dou uma ultima cartada por algo no setor privado, ou se dedico o meu tempo em estudar para concursos.

Eu ainda sou muito novo, tenho entre 20 e 30 anos. Antes de entrar na faculdade (para depois sair dela) eu tinha tentado entrar na iniciativa privada, mandei currículo para alguns poucos lugares daqui da minha cidade (que é bem pequena), e obviamente não fui chamado em nenhum lugar. Além do meu currículo não ter nada de interessante, eu era muito pouco conhecido aqui, porque sou mais reservado, um pouco tímido, enfim, sou introspectivo. Depois eu entrei na universidade, fiquei uns 3 meses lá e cai fora. Entrei em um EAD qualquer reconhecido pelo MEC e estudei para um concurso que eu já queria antes de entrar na universidade. 

Pessoas como eu têm mais dificuldades para entrar no mercado de trabalho. Eu não sou o tipo de pessoa que arruma encrenca com todo mundo, fica falando mal dos outros (tenho ética), mas sou reservado, tímido, como falei. Além disso, eu pensei no quanto de tempo eu teria que me dedicar para me formar (5 anos, no mínimo, em período integral), para uma POSSIBILIDADE de emprego no futuro que iria me pagar, talvez, entre 2 mil e 3 mil reais para um engenheiro no começo de carreira. Além desse desequilíbrio financeiro entre o seu esforço e a sua remuneração, tinha o fato de ter que conviver com muitos chimpanzés diariamente, o que tornava tudo ainda mais improdutivo.

O concurso público foi a melhor decisão que tomei na vida; eu faria tudo de novo se fosse necessário. Minha meta era passar até os 30 anos em algo que me pagasse pelo menos 10 mil reais por mês, e consegui isso quase uma década antes. O meu esforço foi reconhecido e é por isso que eu digo que eu faria tudo de novo. Eu vou ter o maior salário da minha família inteira, desde os meus irmãos até os meus avós e tios. Antes alguns deles me olhavam como louco, tiravam sarro de eu não ir em alguma festividade; agora eles me olham com o respeito que eu conquistei com o meu suor e sacrifício (e com a graça de Deus por ter me dado saúde para estudar nesse tempo todo). 

Isso não me faz tratá-los mal, olhar para eles e dizer "vocês estavam errados"; porque esse comportamento é incompatível com todo o aprendizado que você tem ao ir dormir depois de inúmeros dias de dedicação e empenho, que moldam o seu caráter e te ensinam a ser humilde, porque sem humildade não existe autocorreção, não existe progresso, não existe reconhecimento de erros, não existe responsabilidade. Eu só queria ter um futuro melhor e dar um futuro melhor para a minha família, não só em termos materiais, mas principalmente em qualidade de vida, em "ter tempo". A forma como as pessoas me olham hoje não era o meu objetivo, mas foi uma consequência inevitável de se fazer algo grande. Eu me sinto privilegiado porque daqui a alguns meses sei que terei tempo para viver.

Enfim, estou comentando isso porque o que me fez tomar a decisão de abandonar a iniciativa privada e ir para o concurso público, la no início, foi o desperdício de tempo - é incrível como as pessoas acham que nunca vão morrer. Querendo ou não, as universidades ensinam muita coisa inútil, e te preparam mais para que você seja um acadêmico do que um profissional da iniciativa privada ou um empresário. Eu tive essa "visão" no passado, e não segui adiante porque cheguei a conclusão do que seria melhor para mim e, principalmente, porque eu dei valor ao meu tempo. Não entenda como desperdício de tempo a ideia de não ser recompensado no curto prazo, porque sou totalmente avesso a isso; entenda que eu via todo o esforço dispensado em cima da engenharia como algo desproporcional à recompensa que eu teria no longo prazo. Sempre pense no longo prazo ao tomar decisões importantes!

Aquele tempo que eu passei no meu quarto, estudando, eu não tenho palavras para definir. Acho que foi o tempo que eu mais vivi na minha vida toda (que irônico, não?), eu cresci pra caramba como ser humano, dormi muitas vezes com a sensação de dever cumprido, tive muitas incertezas, mas continuei acreditando. Você tem noção de como eu sou privilegiado por ter vivido isso? Poucas pessoas no mundo tem esse privilégio. Ousar ser grande foi a melhor escola que tive na vida. Eu dou muito mais valor a todo esse processo que foi ousar ser grande do que ser grande, por isso que quero continuar conquistando objetivos em minha vida, para crescer mais como ser humano. Eu não sei que decisão você vai tomar e também não vim aqui te influenciar, vim apenas falar o que deu certo para mim, mas de uma coisa eu não tenho dúvida: você precisa ter um objetivo.

Boa história a tua.Nesse período a gente acha que não vai conseguir,duvidamos da nossa capacidade.Estou nesse período.Como superou essas duvidas?
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  [Concursos] [003]: Selecionando materiais de estudos, links e recomendações. Ares 5 712 01-10-2019, 07:00 AM
Última Postagem: 007
  HAVERÁ CONCURSOS PARA BANCOS ESSE ANO? mindcontrol 4 560 07-04-2019, 05:58 AM
Última Postagem: SapoCaco
  Como Estudei Português para Concursos Scant 3 240 05-04-2019, 06:09 PM
Última Postagem: Scant
  20 COISAS PARA SABER QUANDO SE TEM 20 ANOS. Major Lobo Honrado 25 6,208 24-11-2018, 08:57 PM
Última Postagem: Pachad
  Foda-se a motivação, o que você precisa é disciplina cabraman 25 5,326 24-07-2018, 10:41 PM
Última Postagem: gRILO

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)