Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
O que é Misandria?
#1
O que é Misandria?
por Antimisandry.com

[Image: download-2.jpg]

A misandria é o ódio contra os homens enquanto gênero sexual, o oposto da misoginia, que é o ódio contra as mulheres; ou a misantropia, que é o ódio pela humanidade em geral. Misandria vem do grego misos (do grego, “ódio”) e andros (palavra grega para “homem”). Aqueles que tem crenças misândricas podem ser de ambos os sexos. Assim, a anti misandria trabalha para remover este ódio da cultura popular.

Pode me dar alguns exemplos de misandria? Sim. Observe as visões sobre os homens que foram propagadas pela segunda onda feminista, por exemplo. Valerie Solanas, a feminista radical que atirou em Andy Wahrol em 1968, dá um excelente exemplo de como é a misandria em seu Manifesto SCUM. Caso não saiba o que significa SCUM, ela é um acrônimo para “Society for Cutting Up Men”, traduzindo: “Sociedade para eliminação dos homens”. É praticamente uma apologia ao genocídio masculino, um abate sistemático dos homens. Literalmente, Solanas expressou seu desejo de “instituir uma automação completa da destruição do gênero masculino”.

[Image: download-3.jpg]

Nossa, isto é horrível! O que posso fazer quanto a isso? A primeira coisa é parar de considerar o ódio contra os homens como uma coisa “aceitável”. Antigamente, o respeito era uma via de mão dupla. Atualmente é mais uma via de mão única onde os homens são obrigados a ser respeitosos com mulheres (mesmo com aquelas que não merecem e nem tentam ser dignas de respeito) enquanto o desrespeito sistemático para com os homens é considerado normal, tolerado, perpetuado e até mesmo ensinado como comportamento correto. Você pode fazer a diferença apenas por não seguir este costume.

Você disse que a misandria é ensinada?! Certo! Da próxima vez que você assistir a TV, preste atenção a quantas vezes que é citado coisas como “namorado estúpido”, “marido abusivo” ou “pai pedófilo”. Agora mude para um canal infantil e veja quantos desenhos representam os homens como “pais desajeitados” ou “irmãos mais velhos valentões”. Mas é claro, nestes mesmos programas, praticamente todas as mulheres serão mostradas como pessoas espertas, sexys, audaciosas e poderosas, capazes de manter ao mesmo tempo uma boa carreira, filhos, marido e um círculo social – nunca se esquecendo que ela é uma cozinheira maravilhosa e sempre se lembrará do aniversário de todo mundo. Agora, se essa propaganda subliminar é espalhada ininterruptamente através dos meios de comunicação, o que você acha que nossas crianças irão pensar depois de ver por horas e horas durante todos os dias que os homens são estúpidos, arrogantes e… inúteis?

Então, isto é culpa do feminismo ou da mídia? Dos dois, mas nenhum deles seriam capazes de doutrinar a juventude sem o suporte do… governo!

[Image: 17082016-feminicidio1489092677.png]

Ah sim, o governo. Conte-me como eles fazem isto? Bem, através do suporte incondicional à implantação de leis e programas feministas e que tem um viés misândrico.

Como? Pense na “Lei de Violência contra as Mulheres” (no caso do Brasil, a lei Maria da Penha) – não nota nada errado? Percebe como violência contra homens ou crianças não são mencionadas? A “Lei de Violência contra a Mulher”, uma lei terrivelmente sexista feita pelo Senador Biden (que se sabe que foi abusado por sua irmã mais velha quando ele era criança). Ela pressupõe que somente as mulheres podem ser vítimas de violência e acabam atrapalhando o pedido de proteção de homens que são abusados por suas parceiras – mesmo com mais de 30 anos de pesquisas e com mais de 130 estudos científicos demonstrando que a violência praticada entre um parceiro contra o outro é praticamente igual nos dois gêneros. Sempre se é provado que “homens e mulheres são igualmente violentos contra o outro”. Mas mesmo assim, quando feministas demandam tratamento preferencial ou direitos “adicionais”, o governo sempre cede, como um bom garoto.

Comentário do Guardião:

Agora estamos na onda do "Feminicidio" aqui no Brasil. A mídia, principalmente a Globo, ficam martelando esse assunto o dia todo para fixar bem na cabeça das mulheres e dos homens.

Esses dois tópicos do fórum complementam extremamente bem o assunto sobre o feminicidio aqui no Brasil:
Feminicídio
Narrativas Perigosas....

Veja também este estudo fantástico que evidencia tudo abordado nesse tópico com estatísticas: Violência doméstica no Brasil

Este texto faz parte do projeto: Segunda das Relíquias Perdidas.
Responda-o
#2
Conforme ele comentou, observe desenhos atuais da televisão, como os Simpsons, e veja como os pais de família e os homens são sempre idiotas. As mulheres, como a mulher do Homer Simpson e a filha dele são inteligentes e sensatas. Observe isso em vários desenhos infantis e nos filmes atuais também e vai perceber um padrão que se repete constantemente.

Perceba as piadas e memes que circulam na internet. Mulheres batendo em homens sem motivo ou por motivos esdrúxulos, mulheres falando que vão matar ou castrar homens em caso de traição, literalmente ameaçando de morte e mutilação em público, filmagens de mulheres batendo feio no homem na rua ou fotos do homem no hospital bem machucado depois de ter apanhado com frases como "Na próxima vai ser pior", "Bem feito", "Eu acho é pouco", "Mulher tem que bater mesmo", "E o homem tem que apanhar calado". 

E todo mundo acha graça e se diverte. É normal ver pessoas sentindo prazer em ver o homem sendo subjugado por uma mulher. Devido a essa propaganda constante de ódio ao homem. Mas se a mesma piada for o contrário, a revolta é generalizada, já não é mais piada, agora é ofensa, agressão, machismo e crime de ódio. 

Imagine o inverso. Só de inverter o cenário de frases que comumente são ditas em público pelas mulheres, como se fosse um homem falando, já fica extremamente ofensivo.

Ambos estão errados, mas como o autor do texto disse, o respeito e todos os direitos só valem para um lado atualmente. Um lado tem o direito de poder falar o que quiser, pode ofender e agredir, já o outro lado tem que ficar calado e se reagir é crime. Tem casos de homens que apanham de mulheres e vão na delegacia denunciar e os policiais riem da cara dele. É cômico e divertido porque foi o homem que apanhou, mas se for o contrário, a coisa fica séria. 

Veja esse caso que absurdo, o homem foi agredido seriamente e quando foi denunciar os policiais debocharam dele, alguns dias depois ele morreu devido aos ferimentos: https://noticias.uol.com.br/internaciona...olicia.htm 

Só por isso o caso foi divulgado. Se ele não tivesse morrido, seria só mais um dos milhares de homens que são ignorados quando são as vitimas.
A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.
Responda-o
#3
@Libertador

Em novelas é a mesma coisa, todo homem cristão na novela, é um ogro que trata mal a dama e tem uma 'amante por fora', claro que está cheio de homem na igreja e que vai ao cabaré, mas o problema é trabalhar isto em um imperativo categórico de narrativas, como se TODO homem categorizado nestes grupos fizesse essas cagadas. São os mesmos que o PSOL, especialmente o Marcelo Freixo, debocha como 'cidadãos de bem'.

Para as mulheres as coisas são mais fáceis, nos esquemas novelísticos elas saem de casa, e SEMPRE encontram um cara mais cool e mais legal;

Até as putas nas novelas tem vida mais fácil, o que não é a realidade (eu sei como é barra pesada essa vida e o ambiente envolvido): A puta novelística sempre encontra caras legais, ficam apaixonadas e são correspondidas pelos clientes (sempre legais e com grana) ;

Na prostituição a mulher recebe toda a sorte de carga de efeitos colaterais, perdendo sua pureza, essência e sua feminilidade, e na novela elas largam a prostituição como se estivessem largando um emprego de telemarketing.

Responda-o
#4
Spoiler Revelar
(22-04-2019, 01:29 PM)Libertador Escreveu:
Conforme ele comentou, observe desenhos atuais da televisão, como os Simpsons, e veja como os pais de família e os homens são sempre idiotas. As mulheres, como a mulher do Homer Simpson e a filha dele são inteligentes e sensatas. Observe isso em vários desenhos infantis e nos filmes atuais também e vai perceber um padrão que se repete constantemente.

Perceba as piadas e memes que circulam na internet. Mulheres batendo em homens sem motivo ou por motivos esdrúxulos, mulheres falando que vão matar ou castrar homens em caso de traição, literalmente ameaçando de morte e mutilação em público, filmagens de mulheres batendo feio no homem na rua ou fotos do homem no hospital bem machucado depois de ter apanhado com frases como "Na próxima vai ser pior", "Bem feito", "Eu acho é pouco", "Mulher tem que bater mesmo", "E o homem tem que apanhar calado". 

E todo mundo acha graça e se diverte. É normal ver pessoas sentindo prazer em ver o homem sendo subjugado por uma mulher. Devido a essa propaganda constante de ódio ao homem. Mas se a mesma piada for o contrário, a revolta é generalizada, já não é mais piada, agora é ofensa, agressão, machismo e crime de ódio. 

Imagine o inverso. Só de inverter o cenário de frases que comumente são ditas em público pelas mulheres, como se fosse um homem falando, já fica extremamente ofensivo.

Ambos estão errados, mas como o autor do texto disse, o respeito e todos os direitos só valem para um lado atualmente. Um lado tem o direito de poder falar o que quiser, pode ofender e agredir, já o outro lado tem que ficar calado e se reagir é crime. Tem casos de homens que apanham de mulheres e vão na delegacia denunciar e os policiais riem da cara dele. É cômico e divertido porque foi o homem que apanhou, mas se for o contrário, a coisa fica séria. 

Veja esse caso que absurdo, o homem foi agredido seriamente e quando foi denunciar os policiais debocharam dele, alguns dias depois ele morreu devido aos ferimentos: https://noticias.uol.com.br/internaciona...olicia.htm 

Só por isso o caso foi divulgado. Se ele não tivesse morrido, seria só mais um dos milhares de homens que são ignorados quando são as vitimas.

Confrade @Libertador, estou acompanhando o projeto "Segunda das Relíquias Perdidas" e particularmente não estou participando nos comentários, pois além de cada tópico estar perfeitamente claro e objetivo (Lições incríveis!), qualquer participação da minha parte seria repetidamente óbvia e maçante.

Contudo, lendo esta postagem; seu comentário e também de outros confrades em outros tópicos, me pego pensando o quanto a degeneração moral da sociedade chegou no seu ápice desmedido.

O simples fato do indivíduo ser homem, principalmente nos dias atuais, o coloca em uma posição de vulnerabilidade dentro dos aspectos sociais, que honestamente não sabemos até que ponto isso ainda há de chegar, e qualquer pronunciamento masculino neste sentido é tratado como sátira vitimista por aqueles que os assiste.
Responda-o
#5
(22-04-2019, 02:14 PM)Fernando_R1 Escreveu: @Libertador

Em novelas é a mesma coisa, todo homem cristão na novela, é um ogro que trata mal a dama e tem uma 'amante por fora', claro que está cheio de homem na igreja e que vai ao cabaré, mas o problema é trabalhar isto em um imperativo categórico de narrativas, como se TODO homem categorizado nestes grupos fizesse essas cagadas. São os mesmos que o PSOL, especialmente o Marcelo Freixo, debocha como 'cidadãos de bem'.

Para as mulheres as coisas são mais fáceis, nos esquemas novelísticos elas saem de casa, e SEMPRE encontram um cara mais cool e mais legal;

Até as putas nas novelas tem vida mais fácil, o que não é a realidade  (eu sei como é barra pesada essa vida e o ambiente envolvido): A puta novelística sempre encontra caras legais, ficam apaixonadas e são correspondidas pelos clientes (sempre legais e com grana) ;

Na prostituição a mulher recebe toda a sorte de carga de efeitos colaterais, perdendo sua pureza, essência e sua feminilidade, e na novela elas largam a prostituição como se estivessem largando um emprego de telemarketing.

Ora ora, então temos um noveleiro aqui na Real.  Yaoming Yaoming

Outro noveleiro famoso da Real é o @Major Lobo Honrado. Ele não perde uma novela bíblica.

Eu não assisto novela, mas imagino que seja pior ainda que desenhos e filmes, já que o público alvo é diretamente as mulheres. Acredito que as novelas da Globo sejam ainda piores. O pouco que já vi quando tem alguma TV ligada nisso, são pessoas descontroladas gritando histericamente uma com a outra e muito barraco, xingamento e altas emoções.

Fico imaginando os neurônios-espelhos fazendo o seu trabalho na cabeça delas com isso.

Uma aulinha básica com alguém do YouTube para quem não sabe o que são:





Basicamente, um doutor chamado Andrew Meltzoff descobriu isso em 1974. (Esse cara fez o pós doutorado dele aos 26 anos de idade!)

Ele descobriu que uma região do cérebro (o cortex pré-frontal, a mesma região que mencionei no tópico A Real sobre a Promiscuidade) é responsável pela contemplação e aprende com o que vê. Mesmo crianças de menos de 20 dias imitavam as expressões que viam.

Por conta desses neurônios as pessoas, adultos também, replicam e aprendem com o que enxergam como se estivessem acontecendo com elas mesmo. É por isso que você vê as crianças imitando os adultos. E é por isso que quando alguém boceja perto de você, você fica com vontade de bocejar também.





Quanto mais as mulheres veem na novela outras mulheres gritando, xingando, manipulando e agredindo outra pessoa na novela, mais o cérebro delas considera esse comportamento como normal e repete no seu dia a dia, isso inclui todas as trapaças, artimanhas, intrigas e jogos emocionais que assistem. A novela provavelmente atua como uma aula constante de manipulação emocional que vai aperfeiçoando elas e ensinando novas táticas e tornando um relacionamento tóxico e altamente emocional como algo normal para elas. Assim como mentira, traição e separação também.

Você aprende também comportamentos, personalidades, desculpas dos fracassados ou dos vencedores. Depende do que você alimenta sua mente.

Nós somos transformados por aquilo que contemplamos. Imagina como é você ficar contemplando notícias de tragédias, corrupção e criminalidade todo dia, você começa a somatizar tudo aquilo e ficar realmente mal e até considerar isso como normal e quando alguém te conta algo grave, você nem se surpreende, e ainda responde "Isso não é nada, outro dia aconteceu pior...". 

Por isso é muito importante selecionarmos o conteúdo que ingerimos no dia a dia, o que vemos na internet e na TV, os livros que lemos e tudo mais. Porque isso molda você no médio e longo prazo. Literalmente.

Fernando, vou parar por aqui porque esse tema dos neurônios-espelho daria um tópico completo de tão interessante que é. 

(22-04-2019, 02:36 PM)Callahan Escreveu:
Confrade @Libertador, estou acompanhando o projeto "Segunda das Relíquias Perdidas" e particularmente não estou participando nos comentários, pois além de cada tópico estar perfeitamente claro e objetivo (Lições incríveis!), qualquer participação da minha parte seria repetidamente óbvia e maçante.

Contudo, lendo esta postagem; seu comentário e também de outros confrades em outros tópicos, me pego pensando o quanto a degeneração moral da sociedade chegou no seu ápice desmedido.

O simples fato do indivíduo ser homem, principalmente nos dias atuais, o coloca em uma posição de vulnerabilidade dentro dos aspectos sociais, que honestamente não sabemos até que ponto isso ainda há de chegar, e qualquer pronunciamento masculino neste sentido é tratado como sátira vitimista por aqueles que os assiste.

Valeu pelo comentário e trate de participar mais sim. Mesmo que seja só para comentar que gostou do tópico. É importante dar esse feedback positivo ou negativo nas postagens porque cada tópico demanda trabalho meu e do @Fairchild que somos os responsáveis em resgatar, selecionar, e editar as postagens do projeto que colocamos aqui toda segunda. E alguns tópicos não recebem nenhuma resposta, o que desanima quem gasta horas separando os textos. Por isso é sempre bom receber algum feedback do que está dando certo e até do que está dando errado, para sabermos no que focar e no que deixar de lado.
A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.
Responda-o
#6
Essa degradação masculina nos desenhos animados é a forma mais suja, pois atinge as crianças desde tenra idade. Eu notei isso há muito tempo, quando percebia que os pais nos desenhos eram sempre desajeitados e estúpidos, assim como os filhos, e as mães e as filhas eram um mar de racionalidade e tranquilidade, o que torna a cena ainda mais paradoxal, pois a realidade é bem diferente disso.

Não deixem seus filhos (as) assistirem essas merdas. Eu cheguei a explicar pro meu filho o Porquê dele não poder assistir mais determinados desenhos, e acreditem, ele me deu razão falando que havia percebido isso neles, "o pai é sempre meio burro, né".

Na minha casa meu filho tem exemplo de pai, ele sabe que o pai não é estúpido, muito pelo contrário, o pai tem sempre uma explicação lógica pra tudo quando ele tem alguma dúvida, agora imaginem o estrago que isso não causa nas crianças sem exemplo masculino dentro de casa.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#7
Spoiler Revelar
(22-04-2019, 11:40 PM)Libertador Escreveu:
(22-04-2019, 02:14 PM)Fernando_R1 Escreveu: @Libertador

Em novelas é a mesma coisa, todo homem cristão na novela, é um ogro que trata mal a dama e tem uma 'amante por fora', claro que está cheio de homem na igreja e que vai ao cabaré, mas o problema é trabalhar isto em um imperativo categórico de narrativas, como se TODO homem categorizado nestes grupos fizesse essas cagadas. São os mesmos que o PSOL, especialmente o Marcelo Freixo, debocha como 'cidadãos de bem'.

Para as mulheres as coisas são mais fáceis, nos esquemas novelísticos elas saem de casa, e SEMPRE encontram um cara mais cool e mais legal;

Até as putas nas novelas tem vida mais fácil, o que não é a realidade  (eu sei como é barra pesada essa vida e o ambiente envolvido): A puta novelística sempre encontra caras legais, ficam apaixonadas e são correspondidas pelos clientes (sempre legais e com grana) ;

Na prostituição a mulher recebe toda a sorte de carga de efeitos colaterais, perdendo sua pureza, essência e sua feminilidade, e na novela elas largam a prostituição como se estivessem largando um emprego de telemarketing.

Ora ora, então temos um noveleiro aqui na Real.  Yaoming Yaoming

Outro noveleiro famoso da Real é o @Major Lobo Honrado. Ele não perde uma novela bíblica.

Eu não assisto novela, mas imagino que seja pior ainda que desenhos e filmes, já que o público alvo é diretamente as mulheres. Acredito que as novelas da Globo sejam ainda piores. O pouco que já vi quando tem alguma TV ligada nisso, são pessoas descontroladas gritando histericamente uma com a outra e muito barraco, xingamento e altas emoções.

Fico imaginando os neurônios-espelhos fazendo o seu trabalho na cabeça delas com isso.

Uma aulinha básica com alguém do YouTube para quem não sabe o que são:





Basicamente, um doutor chamado Andrew Meltzoff descobriu isso em 1974. (Esse cara fez o pós doutorado dele aos 26 anos de idade!)

Ele descobriu que uma região do cérebro (o cortex pré-frontal, a mesma região que mencionei no tópico A Real sobre a Promiscuidade) é responsável pela contemplação e aprende com o que vê. Mesmo crianças de menos de 20 dias imitavam as expressões que viam.

Por conta desses neurônios as pessoas, adultos também, replicam e aprendem com o que enxergam como se estivessem acontecendo com elas mesmo. É por isso que você vê as crianças imitando os adultos. E é por isso que quando alguém boceja perto de você, você fica com vontade de bocejar também.





Quanto mais as mulheres veem na novela outras mulheres gritando, xingando, manipulando e agredindo outra pessoa na novela, mais o cérebro delas considera esse comportamento como normal e repete no seu dia a dia, isso inclui todas as trapaças, artimanhas, intrigas e jogos emocionais que assistem. A novela provavelmente atua como uma aula constante de manipulação emocional que vai aperfeiçoando elas e ensinando novas táticas e tornando um relacionamento tóxico e altamente emocional como algo normal para elas. Assim como mentira, traição e separação também.

Você aprende também comportamentos, personalidades, desculpas dos fracassados ou dos vencedores. Depende do que você alimenta sua mente.

Nós somos transformados por aquilo que contemplamos. Imagina como é você ficar contemplando notícias de tragédias, corrupção e criminalidade todo dia, você começa a somatizar tudo aquilo e ficar realmente mal e até considerar isso como normal e quando alguém te conta algo grave, você nem se surpreende, e ainda responde "Isso não é nada, outro dia aconteceu pior...". 

Por isso é muito importante selecionarmos o conteúdo que ingerimos no dia a dia, o que vemos na internet e na TV, os livros que lemos e tudo mais. Porque isso molda você no médio e longo prazo. Literalmente.

Fernando, vou parar por aqui porque esse tema dos neurônios-espelho daria um tópico completo de tão interessante que é. 

(22-04-2019, 02:36 PM)Callahan Escreveu:
Confrade @Libertador, estou acompanhando o projeto "Segunda das Relíquias Perdidas" e particularmente não estou participando nos comentários, pois além de cada tópico estar perfeitamente claro e objetivo (Lições incríveis!), qualquer participação da minha parte seria repetidamente óbvia e maçante.

Contudo, lendo esta postagem; seu comentário e também de outros confrades em outros tópicos, me pego pensando o quanto a degeneração moral da sociedade chegou no seu ápice desmedido.

O simples fato do indivíduo ser homem, principalmente nos dias atuais, o coloca em uma posição de vulnerabilidade dentro dos aspectos sociais, que honestamente não sabemos até que ponto isso ainda há de chegar, e qualquer pronunciamento masculino neste sentido é tratado como sátira vitimista por aqueles que os assiste.

Valeu pelo comentário e trate de participar mais sim. Mesmo que seja só para comentar que gostou do tópico. É importante dar esse feedback positivo ou negativo nas postagens porque cada tópico demanda trabalho meu e do @Fairchild que somos os responsáveis em resgatar, selecionar, e editar as postagens do projeto que colocamos aqui toda segunda. E alguns tópicos não recebem nenhuma resposta, o que desanima quem gasta horas separando os textos. Por isso é sempre bom receber algum feedback do que está dando certo e até do que está dando errado, para sabermos no que focar e no que deixar de lado.

Confrade @Libertador , muito obrigado pelo incentivo para as participações, a qual desde já o parabenizo e também ao confrade @Fairchild pelo trabalho maravilhoso com todos os materiais!

Grande Abraço!
Responda-o
#8
Não há de que, confrade!
No momento só estamos divulgando o conteúdo clássico já publicado.

Força e honra!
  Se o machado está cego e sua lâmina não foi afiada, é preciso golpear com mais força. Agir com sabedoria assegura o sucesso. - Salomão em Eclesiastes 10.10.
  Muito cara legal foi parar debaixo de uma ponte por causa de uma mulher. - Bukowski.
Responda-o
#9
(22-04-2019, 01:29 PM)Libertador Escreveu: Conforme ele comentou, observe desenhos atuais da televisão, como os Simpsons, e veja como os pais de família e os homens são sempre idiotas. As mulheres, como a mulher do Homer Simpson e a filha dele são inteligentes e sensatas. Observe isso em vários desenhos infantis e nos filmes atuais também e vai perceber um padrão que se repete constantemente.

Perceba as piadas e memes que circulam na internet. Mulheres batendo em homens sem motivo ou por motivos esdrúxulos, mulheres falando que vão matar ou castrar homens em caso de traição, literalmente ameaçando de morte e mutilação em público, filmagens de mulheres batendo feio no homem na rua ou fotos do homem no hospital bem machucado depois de ter apanhado com frases como "Na próxima vai ser pior", "Bem feito", "Eu acho é pouco", "Mulher tem que bater mesmo", "E o homem tem que apanhar calado". 

E todo mundo acha graça e se diverte. É normal ver pessoas sentindo prazer em ver o homem sendo subjugado por uma mulher. Devido a essa propaganda constante de ódio ao homem. Mas se a mesma piada for o contrário, a revolta é generalizada, já não é mais piada, agora é ofensa, agressão, machismo e crime de ódio. 

Imagine o inverso. Só de inverter o cenário de frases que comumente são ditas em público pelas mulheres, como se fosse um homem falando, já fica extremamente ofensivo.

Ambos estão errados, mas como o autor do texto disse, o respeito e todos os direitos só valem para um lado atualmente. Um lado tem o direito de poder falar o que quiser, pode ofender e agredir, já o outro lado tem que ficar calado e se reagir é crime. Tem casos de homens que apanham de mulheres e vão na delegacia denunciar e os policiais riem da cara dele. É cômico e divertido porque foi o homem que apanhou, mas se for o contrário, a coisa fica séria. 

Veja esse caso que absurdo, o homem foi agredido seriamente e quando foi denunciar os policiais debocharam dele, alguns dias depois ele morreu devido aos ferimentos: https://noticias.uol.com.br/internaciona...olicia.htm 

Só por isso o caso foi divulgado. Se ele não tivesse morrido, seria só mais um dos milhares de homens que são ignorados quando são as vitimas.

E isso não se resume apenas a relacionamentos conjugais.
Já fui vítima de violência doméstica 2x.
Em uma delas fiquei todo aranhado e sangrou alguns cortes. 
Minha única opção foi segurar os braços da garota e torcer pra ela desistir daquele ato de loucura. 
Após várias lacerações no braço esquerdo e peito, ela se viu satisfeita com o estrago E parou a agressão.  Isso foi uma briga que iniciou após uma discussão durante um café da tarde. Acredite se quiser, as pessoas ainda fizeram piadinha dos cor tes da minha e pele.
Alguns anos depois, essa mesma pessoa, novamente em uma discussão sobre os comportamentos irresponsáveis dela (ela estava com 22 anos), a cretina novamente partiu pra cima de mim. Dessa vez corri e me tranquei no quarto. Ela ficou chutando a porta e gritando. Me jurou de morte e fez um estardalhaço. 
Amigão, você nem acredita.  Os vizinhos começaram a ligar pra saber se estava tudo bem (moro em condomínio fechado) e ficaram do lado dela. Fiquei mal falado por meses mesmo não tendo feito absolutamente nada com a cretina. 
Depois disso, botei ela pra fora e nunca mais tive contato. Ela era minha irmã mais nova.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)