Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Bem-vindos a realidade (só para os bons)!
#21
@Stumm 

Mais um ponto é assim: O chinês quando começa a lucrar R$ 15, R$ 20, R$ 25 mil, ele continua a mesma pessoa, com os mesmos hábitos, usando a mesma roupa velha(não precisava de tanto), e investe a maior parte do dinheiro no próprio negócio ou outras coisas, imóveis...

Eu tive um grande amigo filho de chineses na faculdade. Os pais vieram muito cedo pro país, a mãe mal fala português mesmo três décadas depois, mas se mataram de trabalhar com um restaurante simples! Têm um casa muito boa e grande, compraram um apartamento alto nível para cada filho, eles têm uma vida bem confortável. Os filhos estudaram muito, se deram muito bem. Um dos filhos fez ITA.



Agora o brasileiro: Se o salário passa de R$ 2 mil para R$ 3 mil, o cara já corre na concessionária financiar um carro de R$ 80.000, já compra umas roupas mais caras parceladas no cartão, já frequenta uns bares mais caros pra "ostentar", e torra cada centavo que ganha.
Responda-o
#22
Bem resumido @TheOak
Responda-o
#23
(09-04-2019, 09:26 AM)Stumm Escreveu: Francamente, o brasileiro é muito chorão e se importa com essas coisas como status, sexo, emprego dos sonhos, carreira. Os asiáticos que vêm pra cá e fazem seus filhos se enfiar em estudos e empreendem pastelarias, lanchonetes, vendem coisas de paraguay, trabalham em granjas, começam por baixo, e enriquecem. Outra coisa essencial, eles poupam, e muito! Não ostentam, são como formigas trabalhadoras.
Agora vejam o típico brasileiro: espera salvação de governante, joga em loteria, amaldiçoa os patrões, recorre à malandragens para sobreviver, ostenta quando consegue um pouco de grana, mete som e rodas no carro, e entra numa espiral de dívidas; outro se vitimiza dizendo que a cor da pele dificulta sua ascenção por ser discriminado.... mas veja, não vejo ninguém dessa gente poupar, empreender, e continuar a juntar grana, se sacrificar pra construir algo, querem tudo pronto.
AFINAL, EMPREENDER É POSSÍVEL PARA TODOS, A BUROCRACIA PRO CHINÊS/FILIPINO QUE VEM AQUI É A MESMA BUROCRACIA PARA O BRASILEIRO NEGRO OU BRANCO QUE RECLAMA.

Melhor comentário do tópico, exatamente como eu penso. Eu fiz até um post sobre isso em meu pequeno blog

http://peaoplayboy.blogspot.com/2019/03/...e-ter.html



Além disso, ore para que a vontade de Deus seja feita! Não a sua.
Responda-o
#24
Spoiler Revelar
(09-04-2019, 10:21 PM)TheOak Escreveu: @Stumm 

Mais um ponto é assim: O chinês quando começa a lucrar R$ 15, R$ 20, R$ 25 mil, ele continua a mesma pessoa, com os mesmos hábitos, usando a mesma roupa velha(não precisava de tanto), e investe a maior parte do dinheiro no próprio negócio ou outras coisas, imóveis...

Eu tive um grande amigo filho de chineses na faculdade. Os pais vieram muito cedo pro país, a mãe mal fala português mesmo três décadas depois, mas se mataram de trabalhar com um restaurante simples! Têm um casa muito boa e grande, compraram um apartamento alto nível para cada filho, eles têm uma vida bem confortável. Os filhos estudaram muito, se deram muito bem. Um dos filhos fez ITA.



Agora o brasileiro: Se o salário passa de R$ 2 mil para R$ 3 mil, o cara já corre na concessionária financiar um carro de R$ 80.000, já compra umas roupas mais caras parceladas no cartão, já frequenta uns bares mais caros pra "ostentar", e torra cada centavo que ganha.

Eu sempre fui um cara pé no chão, as vezes isso me incomodava, porque acreditava que por ser muito conservador eu ousava pouco, e assim perderia uma grande oportunidade de fazer fortuna, mas para o homem comum o importante é a regularidade, é ela que vai fazer a diferença para a imensa maioria de homens, financeiramente.

Eu não consigo entender como um sujeito que ganha 5/6k compra um carro de 80k, 90k. Claro que ele está destruindo toda e qualquer possibilidade de aporte dele.

Não sejam escravos de coisas.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#25
(10-04-2019, 10:14 AM)Trglodita Escreveu: Eu sempre fui um cara pé no chão, as vezes isso me incomodava, porque acreditava que por ser muito conservador eu ousava pouco, e assim perderia uma grande oportunidade de fazer fortuna, mas para o homem comum o importante é a regularidade, é ela que vai fazer a diferença para a imensa maioria de homens, financeiramente.

Esse é um assunto muito delicado, que eu também reflito sobre.

Ousar em investimentos/empreendimentos não é algo contrário a conservadorismo. Muitos conservadores têm muito dinheiro, construíram as coisas justamente dessa forma.

Porém o que é "ousar"? Como fazê-lo?
Muitos milionários reconhecem que, além do enorme trabalho contaram com um pouco de sorte, aproveitaram um conjunto de eventos no ambiente ao redor para fazer. Não é simplesmente sair arriscando e pronto. Depende de muita coisa além de você, não é algo totalmente mensurável.
Então certa regularidade é sim importante.




(10-04-2019, 10:14 AM)Trglodita Escreveu: Eu não consigo entender como um sujeito que ganha 5/6k compra um carro de 80k, 90k. Claro que ele está destruindo toda e qualquer possibilidade de aporte dele.

Não sejam escravos de coisas.

Eu sempre pensei isso!
Como diabos aquele cara que ganha 5k fica circulando e tentando aparecer num carro de 90k?!

O cara gasta o salário inteiro dele em bens de consumo para aparecer. Fica totalmente refém desse jogo. A reserva financeira para investimentos é ZERO, e se algo acontecer, então ferrou! Pois o carro tá financiado em 60 vezes, os eletrônicos, roupas e outros supérfluos parcelados no cartão de crédito.
Responda-o
#26
Talvez soe como dissonante meu ponto de vista, mas gostaria de abordar uma outra vertente sobre o texto proposto.

Antigamente, em nossa época de crianças, no fundamental e posteriormente ao ensino médio; eu, meus irmãos e todo mundo da nossa idade, tinha uma vida completamente escassa e com muitas dificuldades. Tínhamos uma criação rígida demais, e devido aquela limitação de tudo o que queríamos (...e não podíamos!), aprendemos desde cedo a ter coragem e força de vontade para se chegar à algum lugar.

Sendo assim, obviamente viemos de escolas públicas, sem qualquer conforto ou regalia; totalmente dependentes da "merenda", e foi exatamente aí que começávamos a ser homens. Nossas diferenças com outros jovens, eram resolvidas na base do "te espero lá fora" (...e o pau comia mesmo!); e se por ventura apanhasse, em casa, a surra e o sermão era dobrada.

Já no ensino médio, as classes sociais eram mistas (...e as dificuldades ainda existindo!); não tínhamos chance com as meninas mais bonitas, mas e daí? O foco era outro! O tempo estava passando; trabalhávamos desde cedo e sempre ajudamos em casa para garantir as contas pagas e o pão na mesa (...sem luxo; apenas o básico!).

Apenas na vida adulta tive a oportunidade de entrar em uma faculdade; trabalhando muito para poder conseguir algo melhor. E assim, apenas nos sacrifícios eu chegaria lá, ou pelo menos quase.

Não vou entrar no mérito de como, quando ou quanto, cada um deva ser ou ter o que passar; até porque cada um tem sua história e não quero fazer desta postagem um relato, mas cá estou! Tendo uma vida simples, porém vencendo!

Resumindo: sou de uma geração que estas diferenças eram encaradas de outra forma (Como homens!); nos dedicando a sermos os melhores, com as nossas vidas dependendo disso, e colhendo bons resultados.
"Fiat justitia, et pereat mundus..."
Responda-o
#27
(08-04-2019, 10:47 AM)Guardião Escreveu:
Bem-vindos a realidade (só para os bons)!
por Rafael



...

Gostei, mas achei o texto bem juvenil e carregado de mágoa.
Com certeza na minha época de facul ia escrever coisa parecida... eu mal tinha dinheiro pra condução, quanto mais pra ir pras baladas.
Via os caras comentando dos rolês que faziam durante a semana, na parte da tarde... eu pensava: "como assim? esses caras não trabalham?" Como e era bobinho...
Se alguém PAGASSE o meu rolê, nem roupa teria pra sair, só calças velhas, camisetas e tênis vagabundos. Logo no primeiro ano até cortava assunto quando os fodões da época começavam a contar das putarias que faziam com as gostosas... escutar pra quê? Só ia me sentir mais bosta que já era.
Como tiozão que eu sou agora, se eu pudesse dar um dica seria: 
Na boa, nem olhe pro lado, nem esquente se tem meia dúzia de privilegiados vivendo a vida e comendo as gostosas da Facul enquanto vc e a maioria dos bundões mal tem direito a bater punheta. FODA-SE, ninguém liga pra sua choradeira. Nem pense em rolês, baladas, pegar mulherada, nada disso. Apenas se preparar pra vida profissional e MAIS NADA. Se for ESPERTO, aproveita pra fazer network com os outros fudidos (que mais tarde vai estar em alguma posição interessante em alguma empresa e pode te ajudar). Sempre tem um professor, que se você for bom de conversa, te passa uma dica profissional interessante.
E use o tempo livre pra puxar ferro, treinar (já me avisaram pra não usar a palavra "malhar", kkk), melhorar o corpo.
Meu tempo livre da facul aproveitei pra estudar guitarra e foi ótimo... meu principal hobbie até hoje. Se tivesse perdido tempo atrás de mulher teria tudo umas experiências horríveis. O que tinha de cara sendo humilhado pelas medianas naquela época...
Responda-o
#28
não é mágoa, escola e faculdade pro homem comum são infernos em todos os sentidos: perda de tempo e dinheiro, não pega ninguem, andar com perdedores ou ser excluido, bullying, professores fdp, destacados que não serão porra nenhuma na vida real, etc.
Responda-o
#29
(10-04-2019, 08:02 AM)gRILO Escreveu:
(09-04-2019, 09:26 AM)Stumm Escreveu: Francamente, o brasileiro é muito chorão e se importa com essas coisas como status, sexo, emprego dos sonhos, carreira. Os asiáticos que vêm pra cá e fazem seus filhos se enfiar em estudos e empreendem pastelarias, lanchonetes, vendem coisas de paraguay, trabalham em granjas, começam por baixo, e enriquecem. Outra coisa essencial, eles poupam, e muito! Não ostentam, são como formigas trabalhadoras.
Agora vejam o típico brasileiro: espera salvação de governante, joga em loteria, amaldiçoa os patrões, recorre à malandragens para sobreviver, ostenta quando consegue um pouco de grana, mete som e rodas no carro, e entra numa espiral de dívidas; outro se vitimiza dizendo que a cor da pele dificulta sua ascenção por ser discriminado.... mas veja, não vejo ninguém dessa gente poupar, empreender, e continuar a juntar grana, se sacrificar pra construir algo, querem tudo pronto.
AFINAL, EMPREENDER É POSSÍVEL PARA TODOS, A BUROCRACIA PRO CHINÊS/FILIPINO QUE VEM AQUI É A MESMA BUROCRACIA PARA O BRASILEIRO NEGRO OU BRANCO QUE RECLAMA.

Melhor comentário do tópico, exatamente como eu penso. Eu fiz até um post sobre isso em meu pequeno blog

http://peaoplayboy.blogspot.com/2019/03/...e-ter.html




Acompanhando teu blog meu caro!
"O homem que não atravessa o inferno de suas paixões também não as supera. Elas se mudam para a casa vizinha e poderão atear o fogo que atingirá sua casa sem que ele perceba. Se abandonarmos, deixarmos de lado, e de algum modo esquecermo-nos excessivamente de algo, corremos o risco de vê-lo reaparecer com uma violência redobrada."
Carl Jung
Responda-o
#30
Os japoneses ajudaram a construir o país é uma linda história de imigração. O país também recebeu chineses que fugiram do regime comunista e vieram se virar, temos os coreanos também,as comunidades orientais são  fechadas. Outros povos esforçados são os bolivianos e colombianos costureiros que recentemente migram  para cá.

O brasileiro em termos de disciplina e cultura está no nível neandertal, não pode ser comparado aos orientais. A cidadania e evolução do povo aqui andam para trás, graças ao sistema educacional sabotador.

[Image: linha-do-tempo-8a.png]


A imigração da China no ocidente e na Africa atualmente é operação de inteligência comercial disfarçada de máfia, promovem  o contrabando e descaminho no território, embora venham formigas, eles começarão vendendo produtos falsificados dos chefes mafiosos já instalados no país com permissivos das autoridades locais.

Quem tem mais chance de se dar mal no Brasil o camelô de rua ( que trabalha para um china mais antigo na hierarquia) ou o camelo chines de mini shopping chines?  Obviamente o brasileiro se dará mais mal com ou sem mercadorias chinesas. As apreensões de falsificados esporádicas e de produtos de descaminho servem para manter as aparências e evitar pressões de órgãos de comercio internacionais.

O brasileiro fica impedido de fabricar, de praticar comercio exterior e de ter algum lucro e até de concorrer com condições de igualdade no mercado, os impedimentos vão de licenças até a carga tributária minimamente calculada. O regime comunista brasileiro tem por mister destruir a classe média e não permitir tal classe cresça no território nacional, essa desgraça que temos aqui não é por acaso. Começaram a nos foder na década de 80.

https://noticias.r7.com/brasil/palocci-9...a-01102018


O ex-ministro Antonio Palocci, em delação premiada, disse que “estima que das mil medidas provisórias editadas nos quatro governos do PT, em pelo menos novecentas houve tradução de emendas exóticas em propina”.

Isso é assim no país inteiro, os administradores públicos e políticos comunistas brasileiros não trabalham em prol do país. Já repararam na cara dos parlamentares brasileiros uns 70% tem ar de bandido de terno e gravata. Não fique desmotivado mas esse é o ambiente de negócios brasileiro trollface feliz é aquele que trabalha na roça.

O que um deputado quer fazer quando assume um mandato? Fazer dinheiro com a gangue do partido a qualquer custo, criar mercado, reservar mercado, regular, tomar estatais, fundos etc. Se escondem em projetos leis e ações de marketing do politicamente correto enquanto a nação é demolida.
Só Jesus salva, vá e não peques mais...
Responda-o
#31
(10-04-2019, 07:29 PM)Astranagan Escreveu: não é mágoa, escola e faculdade pro homem comum são infernos em todos os sentidos: perda de tempo e dinheiro, não pega ninguem, andar com perdedores ou ser excluido, bullying, professores fdp, destacados que não serão porra nenhuma na vida real, etc.

Mas vc vai nestes lugares pra estudar e não pra essa baboseira aí.
Basta que o almejado ideal aconteça todos os dias para que a sonhada perfeição desapareça. 
Responda-o
#32
Citação:Ousar em investimentos/empreendimentos não é algo contrário a conservadorismo. Muitos conservadores têm muito dinheiro, construíram as coisas justamente dessa forma.

@TheOak Na verdade não usei este termo para me referir à visão política ou de costumes, mas apenas para dizer que sempre fui muito moderado em relação à investimentos. Mudei isso de uns 2 anos pra cá, investindo em cryptos e emprestando uma graninha. Yaoming
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#33
(11-04-2019, 06:25 AM)Gashead Escreveu:
(10-04-2019, 07:29 PM)Astranagan Escreveu: não é mágoa, escola e faculdade pro homem comum são infernos em todos os sentidos: perda de tempo e dinheiro, não pega ninguem, andar com perdedores ou ser excluido, bullying, professores fdp, destacados que não serão porra nenhuma na vida real, etc.

Mas vc vai nestes lugares pra estudar e não pra essa baboseira aí.

Esse pensamento simples te evita de muito problema e pensamento aleatório sobre os outros
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#34
(11-04-2019, 06:25 AM)Gashead Escreveu:
(10-04-2019, 07:29 PM)Astranagan Escreveu: não é mágoa, escola e faculdade pro homem comum são infernos em todos os sentidos: perda de tempo e dinheiro, não pega ninguem, andar com perdedores ou ser excluido, bullying, professores fdp, destacados que não serão porra nenhuma na vida real, etc.

Mas vc vai nestes lugares pra estudar e não pra essa baboseira aí.


O cara acha que fazer faculdade é como American Pie. Yaoming
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#35
(11-04-2019, 10:59 AM)Trglodita Escreveu:
(11-04-2019, 06:25 AM)Gashead Escreveu: Mas vc vai nestes lugares pra estudar e não pra essa baboseira aí.


O cara acha que fazer faculdade é como American Pie. Yaoming

Vc vai pra faculdade pra assistir aula ruim, isso qdo tem.

Estudar de verdade é em casa.
Responda-o
#36
(11-04-2019, 12:56 PM)Astranagan Escreveu:
Citação:Vc vai pra faculdade pra assistir aula ruim, isso qdo tem.

Estudar de verdade é em casa.

Confrade, por favor, não generalize tal situação.

Embora presenciamos uma chacina educacional em todas as esferas no nosso Brasil, devemos ponderar "certas coisas".

Conheço bons e péssimos profissionais da educação universitária pública, assim como também na área privada.

Além de aluno, pois continuo estudando também, sou professor em uma faculdade particular aquí da minha cidade e julgo meu método docente extremamente rígido para com os meus alunos, a qual posso observar claramente que existe uma esmagadora maioria de alunos que não estão nem aí para a formação acadêmica, assim como aqueles que se sobressaem.

Quanto estudar em casa, isso não é possível, sendo por questões técnicas, quanto questões éticas e morais de uma sociedade corruptível.
"Fiat justitia, et pereat mundus..."
Responda-o
#37
Citação:Vc vai pra faculdade pra assistir aula ruim, isso qdo tem.

É só deixar de ir.

Citação:Estudar de verdade é em casa.


Uma coisa não anula a outra, eu me formei a mais de uma década, tinha aulas muito boas, algumas ruins, e tinha que estudar em casa também, fazia estágio (na verdade virava mão de obra barata, mas aprendi bastante). Talvez hoje, pela realidade atual, ao invés de faculdade investiria a grana em um negócio. O que mais tem é nego diplomado ganhando 2 ou 3k por mês e pedreiro e marceneiro ganhando 15k.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#38
(11-04-2019, 01:57 PM)Callahan Escreveu:
(11-04-2019, 12:56 PM)Astranagan Escreveu:

Confrade, por favor, não generalize tal situação.

Embora presenciamos uma chacina educacional em todas as esferas no nosso Brasil, devemos ponderar "certas coisas".

Conheço bons e péssimos profissionais da educação universitária pública, assim como também na área privada.

Além de aluno, pois continuo estudando também, sou professor em uma faculdade particular aquí da minha cidade e julgo meu método docente extremamente rígido para com os meus alunos, a qual posso observar claramente que existe uma esmagadora maioria de alunos que não estão nem aí para a formação acadêmica, assim como aqueles que se sobressaem.

Quanto estudar em casa, isso não é possível, sendo por questões técnicas, quanto questões éticas e morais de uma sociedade corruptível.

Não é nem generalizar, é a pura realidade.

E eles não devem prestar atenção nas suas aulas pq elas são ruins mesmo. Prefiro ler livros em casa mesmo, e me concentrar no estagio.

Sair de casa cedo(ou estudar a noite), passar 2 horas num onibus pra ficar um boçal falando de teoria inutil pra profissão ou merda que nada tem a ver com o curso é foda. Pleno seculo XXI com toda a tecnologia vc ainda tem que se sujeitar a isso pra ter um diploma que não vale mais porra nenhuma...

(11-04-2019, 02:27 PM)Trglodita Escreveu:
Citação:Vc vai pra faculdade pra assistir aula ruim, isso qdo tem.

É só deixar de ir.

Citação:Estudar de verdade é em casa.


Uma coisa não anula a outra, eu me formei a mais de uma década, tinha aulas muito boas, algumas ruins, e tinha que estudar em casa também, fazia estágio (na verdade virava mão de obra barata, mas aprendi bastante). Talvez hoje, pela realidade atual, ao invés de faculdade investiria a grana em um negócio. O que mais tem é nego diplomado ganhando 2 ou 3k por mês e pedreiro e marceneiro ganhando 15k.

Eu fiz faculdade pq cai no conto "do ensino superior vai te dar uma vida melhor", me arrependo muito. E vc não tem opção de exercer as profissoes sem diploma, mesmo as puramente teoricas.

O ensino foi pro espaço, hj é só mais uma industria que vende sonhos e só serve pra formar concurseiros ou mais professores.

A real desse tópico é que faculdade e escola são grandes perdas de tempo. Estudei em escola particular e vejo muitos colegas hj ganhando salario minimo, todas as dezenas de milhares de reais que os pais investiram foram pro lixo.
Responda-o
#39
(11-04-2019, 02:42 PM)Astranagan Escreveu:
(11-04-2019, 01:57 PM)Callahan Escreveu:
Confrade, por favor, não generalize tal situação.

Embora presenciamos uma chacina educacional em todas as esferas no nosso Brasil, devemos ponderar "certas coisas".

Conheço bons e péssimos profissionais da educação universitária pública, assim como também na área privada.

Além de aluno, pois continuo estudando também, sou professor em uma faculdade particular aquí da minha cidade e julgo meu método docente extremamente rígido para com os meus alunos, a qual posso observar claramente que existe uma esmagadora maioria de alunos que não estão nem aí para a formação acadêmica, assim como aqueles que se sobressaem.

Quanto estudar em casa, isso não é possível, sendo por questões técnicas, quanto questões éticas e morais de uma sociedade corruptível.

Não é nem generalizar, é a pura realidade.

E eles não devem prestar atenção nas suas aulas pq elas são ruins mesmo. Prefiro ler livros em casa mesmo, e me concentrar no estagio.

Sair de casa cedo(ou estudar a noite), passar 2 horas num onibus pra ficar um boçal falando de teoria inutil pra profissão ou merda que nada tem a ver com o curso é foda. Pleno seculo XXI com toda a tecnologia vc ainda tem que se sujeitar a isso pra ter um diploma que não vale mais porra nenhuma...

(11-04-2019, 02:27 PM)Trglodita Escreveu: É só deixar de ir.



Uma coisa não anula a outra, eu me formei a mais de uma década, tinha aulas muito boas, algumas ruins, e tinha que estudar em casa também, fazia estágio (na verdade virava mão de obra barata, mas aprendi bastante). Talvez hoje, pela realidade atual, ao invés de faculdade investiria a grana em um negócio. O que mais tem é nego diplomado ganhando 2 ou 3k por mês e pedreiro e marceneiro ganhando 15k.

Eu fiz faculdade pq cai no conto "do ensino superior vai te dar uma vida melhor", me arrependo muito. E vc não tem opção de exercer as profissoes sem diploma, mesmo as puramente teoricas.

O ensino foi pro espaço, hj é só mais uma industria que vende sonhos e só serve pra formar concurseiros ou mais professores.

A real desse tópico é que faculdade e escola são grandes perdas de tempo. Estudei em escola particular e vejo muitos colegas hj ganhando salario minimo, todas as dezenas de milhares de reais que os pais investiram foram pro lixo.
Nao desconte as suas frustracoes na conta dos outros. Opiniao é igual cú cada um tem o seu.
"É o saldão das balzacas"  Minerin 
Responda-o
#40
Faço um curso de humanas em uma federal e já fiz engenharia e afirmo: vou lá pra ficar lendo outros materiais (as vezes aqui do forúm mesmo) e pra extrair um ou outro aprendizado, tudo muito raso. Muita teorização pra pouco conhecimento, principalmente na prática. Mas é aquela coisa, tudo depende muito: depende do aluno, da faculdade e principalmente do curso. Medicina e engenharias fogem dessa ideia.

Não fosse a burocracia, eu nem faria, já que miro nos concursos.
Um homem com escolhas é um homem livre.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)