Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Ajuda dos confrades pra contratar MO
#41
(05-02-2019, 05:05 PM)BILIDEQUIDI Escreveu: @Sísifo, sobre a religião é que dependendo do credo da pessoa pode interferir no horário de expediente: por exemplo, adventistas não podem trabalhar de sexta de tarde até sábado de tarde, assim como judeus ortodoxos que também possuem feriados específicos que não coincidem com o calendário romano. 
Já sobre política, isto é mais subjetivo por parte do entrevistador que pode ter um "preconceito" que dependendo da ideologia política do candidato, este pode ser um funcionário problemático, principalmente quando o dono / chefe é de direita e o candidato flerta com a esquerda / petismo, daí este não é contratado pelo medo que fará greves, paralisações ou ficará reclamando constantemente que está em desvio de função.

Esclareceu.

Na última entrevista que fiz além de testes psicotécnicos a moça do RH psicóloga, fez várias perguntas sobre mim e meu estilo de vida, quase nenhuma voltada para a vaga especificamente. Foi a entrevista mais estranha que já fiz.
"Tudo o que te resta é o desenvolvimento pessoal." Mr. Rover 
Responda-o
#42
@Sísifo, minha opinião, sobre RH brasileiro: eles se importam muito mais com sua personalidade, seus gostos, do que com sua capacidade ou qualificação profissional. Aqui, para você ser contratado, você tem que cair nas graças do entrevistador, "seu Santo tem que bater com o dele". O falastrão despreparado sempre supera o quieto competente. 
O que importa é o quanto você fala alto, o quão colorida e animada é a sua apresentação do PowerPoint, o quanto engraçado você é, como você se veste, se sempre está de bom humor etc. Sua experiência, seu conhecimento, suas conquistas laboriais, seu compromisso com prazo e redução de custo, tudo isso é relegado ao secundário.
O resultado é o que vemos: um monte de gente com diploma na mão para ocupar cargos de ensino fundamental. Não desmerecendo, mas o mercado simplesmente não consegue absorver tudo isso.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#43
- Ainda que o falastrão tenha muito espaço, não é bom que a pessoa retraída finja ser o que não é: no final acaba sendo desgastante.

- A declaração de religião também facilita uma cobrança com base nas regras morais. Se o indivíduo não tem religião, pode ser que o mesmo relativize o certo e o errado. Por exemplo, outro dia em discussão no trabalho, com um cristão, o acusei de descumprir a regra bíblica de honrar o trabalho. Saber a religião do outro pode facilitar uma abordagem/conversação/negociação.
No longo prazo a linguagem e a propaganda possui muito mais força do que as armas.

A mulher é a maior fábrica de cafajestes do mundo.
Responda-o
#44
@Bilidequidi faz sentido o que disse. Sobre salários baixos para pessoas com superior completo, que é o meu caso, o que você pensa?
"Tudo o que te resta é o desenvolvimento pessoal." Mr. Rover 
Responda-o
#45
(05-02-2019, 05:54 PM)SteveMcQueen Escreveu: Se o indivíduo não tem religião, pode ser que o mesmo relativize o certo e o errado.

PUTA QUE PARIUUUUUUUUUUUUUUU!!

Vá em qualquer presídio, puteiro ou no Congresso Nacional e verá que quase a totalidade tem religião nesses recintos
Responda-o
#46
PUTA QUE PARIUUUUUUUUUUUUUUU!!

Vá em qualquer presídio, puteiro ou no Congresso Nacional e verá que quase a totalidade tem religião nesses recintos
[/quote]

Fato parceiro!

Mas o que interessa é o que os recrutadores analisam e avaliam, não a real como disseram acima. Estamos discutindo aqui como funciona o jogo, tanto as pessoas que simulam comportamentos como critérios seguros para contratar. O mundo corporativo é um mundo a parte.
"Tudo o que te resta é o desenvolvimento pessoal." Mr. Rover 
Responda-o
#47
Sísifo Escreveu:@Bilidequidi faz sentido o que disse. Sobre salários baixos para pessoas com superior completo, que é o meu caso, o que você pensa?

Tente negociar seu salário se possível, mostrando suas qualificações. Se não der, procure outro emprego que pague mais. Se na sua área está fraco, pense em mudar de área. Se for estudar, dê preferência para instituições conceituadas. Vale muito mais uma especialização na USP que custa uns 30 mil, do que ter três na Uninove de 10k cada.

Uma alternativa é se tornar autônomo, virar prestador de serviços por MEI. Conheço muitos colegas que mudaram da CLT para o MEI / PJ. O que o contratante pagaria ao governo, pode pagar a você. Exemplo se você ganhava 3 mil brutos, a empresa pagará ao governo mais 2,5 a 3 mil. Se você virar MEI, você consegue faturar uns 4,5 mil bruto e sua empresa economiza outros 1,5 k. Depende dos encargos sociais e do ramo de atividade, mas a média é que de CLT pra PJ você passa a faturar de 45 a 60% a mais.

Concurso é uma alternativa. Comece pelos de ensino médio em prefeituras ou estatais. Os de nível federal e judiciário são muito concorridos. Seu salário será relativamente baixo porém terá estabilidade, algo muito interessante nesse governo flutuante.

E o mais importante, nunca deixe de estudar, mesmo que de forma amadora, independente. Conhecimento técnico nunca é demais.
Investir no social é bom, mas não sou a pessoa mais indicada para isso. Talvez um jogo de roupa mais nova, um tratamento de pele, ou até mesmo algo que te deixe menos tímido.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#48
Valeu @Bilidequidi !
"Tudo o que te resta é o desenvolvimento pessoal." Mr. Rover 
Responda-o
#49
SteveMcQueen Escreveu:- Ainda que o falastrão tenha muito espaço, não é bom que a pessoa retraída finja ser o que não é: no final acaba sendo desgastante.

- A declaração de religião também facilita uma cobrança com base nas regras morais. Se o indivíduo não tem religião, pode ser que o mesmo relativize o certo e o errado. Por exemplo, outro dia em discussão no trabalho, com um cristão, o acusei de descumprir a regra bíblica de honrar o trabalho. Saber a religião do outro pode facilitar uma abordagem/conversação/negociação.

Nunca tinha pensado a respeito disso, @SteveMcQueen. Isso é uma ótima estratégia para cobrar um serviço, Gargalhada.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#50
É, pessoal, não adianta, parece que a Matrix sempre acaba vencendo. Por mais que eu argumentasse dos problemas futuros, não adiantou, meu chefe decidiu contratar a mulher por "ser mais sociável e também sofisticar o local, pois tem muito homem já aqui".
Que merda.
"Escola? E o aprendizado com os próprios erros? A experiência te faz professor de si próprio".
Responda-o
#51
(06-02-2019, 02:24 PM)BILIDEQUIDI Escreveu: É, pessoal, não adianta, parece que a Matrix sempre acaba vencendo. Por mais que eu argumentasse dos problemas futuros, não adiantou, meu chefe decidiu contratar a mulher por "ser mais sociável e também sofisticar o local, pois tem muito homem já aqui".
Que merda.

Belo argumento.

Não vou nem desejar que seu chefe se foda. Vamos ver até onde ele vai chegar na vida com essa mentalidade merda.
Um homem com escolhas é um homem livre.
MEU BLOG - POST NOVO - Mudança de Nome
Responda-o
#52
meu chefe decidiu contratar a mulher por "ser mais sociável e também sofisticar o local, pois tem muito homem já aqui".


Seus superiores agem como escravocetas.

Pinguins

Responda-o
#53
Esses velhos manginas tem que se ferrar para aprender, não tem jeito

Certeza que o velho já está de olho na nessa "candidata", para algum jantar ou algo do tipo.
Responda-o
#54
(06-02-2019, 02:24 PM)BILIDEQUIDI Escreveu: É, pessoal, não adianta, parece que a Matrix sempre acaba vencendo. Por mais que eu argumentasse dos problemas futuros, não adiantou, meu chefe decidiu contratar a mulher por "ser mais sociável e também sofisticar o local, pois tem muito homem já aqui".
Que merda.

Isso é uma oportunidade pra você.
Ganhe mais know-how, veja onde a empresa pode ser melhor e futuramente abra uma concorrência.

Até por que breve ela estará mirando a vaga de alguém logo acima.

Ps: grave todas interações com ela. Na época de #metoo todo cuidado é pouco.
No longo prazo a linguagem e a propaganda possui muito mais força do que as armas.

A mulher é a maior fábrica de cafajestes do mundo.
Responda-o
#55
(05-02-2019, 11:43 AM)Batoré Escreveu: @Fairchild  Na fábrica onde trabalho (sou do setor processamento) tem o setor de envase do produto final. Trabalha com roupa branca, não se suja, serviço leve, mamão! Trabalha só mulheres, e era briga todo dia, pelos motivos mais fúteis que se pode imaginar. Direto perdem dia por motivos também fúteis, e acaba indo homens lá para ter que ajudar. Mandou duas embora durante a safra, e agora no fim da safra mais duas, uma dessas perdia dia pra ver filho na cadeia Yaoming

Em contrapartida no meu setor são só homens e nunca tivemos qualquer problema. Cada um faz sua parte e beleza. E olha que é um dos piores lugares, barulho infernal, sujeira, etc.

A solução para aquele setor do envase é mais que óbvia: CONTRATAR HOMENS. Mas não, insistem nisso de só por mulher lá. São poucas as que não dão problema. Acho que deve haver algum tipo de cotas que obriga a contratar, sei lá, coisas de lei.


Complicado, confrade!
O foda é quem contrata não é dono, ou veria esse tipo de coisa. Mas a cultura enraizada no setor que causa isso aí, esse tipo de coia é difícil de mudar, só se entrasse um novo encarregado do setor e mudasse tudo do zero.
  Se o machado está cego e sua lâmina não foi afiada, é preciso golpear com mais força. Agir com sabedoria assegura o sucesso. - Salomão em Eclesiastes 10.10.
  Muito cara legal foi parar debaixo de uma ponte por causa de uma mulher. - Bukowski.
Responda-o
#56
hj em dia se vc é parente ou amigo de cara com prestigio na cidade, ou é gostosa o emprego é certo, para o resto luta pelas migalhas n tem jeito kkkkkkkkkk
Responda-o
#57
Tava na cara que isso iria acontecer. Isso é o que chamamos de Jabá. Onde já se viu um candidato a vaga almoçar na maior intimidade com os recrutadores?!

Mais uma vez, funcionários são escolhidos pelo QI e não por qualidades. No caso da dama, vai saber. Minha opinião é apenas no campo especulativo.
Responda-o
#58
(06-02-2019, 02:24 PM)BILIDEQUIDI Escreveu: É, pessoal, não adianta, parece que a Matrix sempre acaba vencendo. Por mais que eu argumentasse dos problemas futuros, não adiantou, meu chefe decidiu contratar a mulher por "ser mais sociável e também sofisticar o local, pois tem muito homem já aqui".
Que merda.

Infelizmente é muito comum e não vai mudar tão cedo. Se me permite um conselho, continue trabalhando e se dedicando, mas sempre atento e preparado para o pior, sem neuras é claro. Vou citar um caso famoso na época para melhor entendimento, quem é mais velho da área de T.I deve se lembrar, vou resumir:

Jodie Fisher (M$ol), ex-atriz de filmes B e participou de um reality show (Age of Love), era uma terceirizada da HP para eventos promocionais da empresa. O presidente na época era o Mark Hurd tido como um dos melhores CEOs do vale do silício. Quando o contrato da Jodie Fisher foi finalizado ela entrou com um processo conta HP, utilizando os serviços de uma advogada famosa e experiente com esses tipos de casos. Ela alegou assédio sexual por parte do CEO Mark Hurd, o conselho da empresa depois de uma investigação e temendo uma má repercussão, decidiu forçar a resignação do  Mark Hurd. 

Até hoje não foi comprovado que houve assédio sexual ou que eles possuíam um relacionamento sexual, pessoas próximos de cada um afirmam que realmente não houve relação sexual, as evidências que eles (conselho da empresa) encontraram que serviram como base para sua "demissão":
Dois almoços pagos pelo Mark Hurd utilizando o cartão da empresa, e esses almoços foram realizados com a Jodie Fisher, fora do horário de trabalho dela. Ninguém sabe o valor exato, uns dizem que foi um valor de USD2,000 outros que foi USD20,000 somando os almoços. Somando a isso tem uma hospedagem em um hotel realizada no mesmo dia, porém registrados em quartos separados para cada um. Na época, pessoas como Bill Gates e Steve Jobs foram contra a demissão e apoiaram o Mark Hurd, que logo em seguida foi contratado pela Oracle, onde é CEO até hoje. Tudo indica que Jodie Fisher ganhou um excelente valor para não levar o processo adiante.

A consequência direta e indireta disso:

No dia que o caso veio a tona, a empresa perdeu 9 bilhões de dólares de valor na bolsa em único dia. O valor das ações saíram de USD65 para USD55, e foram caindo dia após dia. Contrataram outro presidente Leo Apotheker, que fez tanta merda que foi demitido 6 meses depois, contrataram outra presidente, Meg Whitman, que demorou 5 anos para recuperar a empresa que nunca mais voltou a ter o mesmo valor na bolsa e acabou dividindo a empresa em duas, HP Inc e HPE, ao longo dos anos mais de 300 mil pessoas foram demitidas ao redor do mundo onde a empresa tem filiais.

Ou seja, por mais que você perceba essa armadilha, fica esperto, pois pode pagar - mesmo que um pouco - a consequência da estupidez do seu chefe.

fontes:
http://fortune.com/2010/11/05/what-reall...ie-fisher/
https://www.telegraph.co.uk/finance/news...isher.html
Faça o que puder, onde estiver com o que tiver.
Responda-o
#59
@Bilidequidi Confesso que mesmo o resultado não sendo uma surpresa ainda tinha esperanças de que a razão de alguma forma falaria mais alto. Fiquei triste com o desfecho.

Como disseram acima, é um verdadeiro ABSURDO o candidato ir almoçar com os recrutadores!

Isso mostra de forma escancarada o quanto a pessoa é cara de pau! É esse o termo que acho que define melhor! Mas para os manginões isso significa: "Ah, é pró-ativa, sabe onde quer chegar, mostrou a que veio" dentre outras falácias. No fundo devem ter visto uma oportunidade de foda!

É deprimente ver como é nossa cultura! O @Astuto resumiu bem isso. Onde trabalho existe o que eu chamo de "hierarquias fantasiosas". De forma bem básica, de forma ascendente, existem os cargos de Auxiliar, Operador Industrial 1, 2 e 3.

Para 'subir' à Operador 1 já é um sacrifício. Alguns levam cerca de 5 anos! E isso tudo fazendo muitos serviços que teoricamente só o Operador poderia fazer. Depois de tudo isso, quando consegue 'subir', ele vê que o serviço que faz é o mesmo que um Operador 2 ou 3!

"Mas como se consegue operador 2 ou 3?". Torcendo pra alguém nessa posição querer sair da empresa. Teve gente que só depois de 10 anos conseguiu ' subir '. Por isso que digo que são hierarquias fantasiosas, pois o mesmo que um Operador 3 faz o Operador 1 também faz e o Auxiliar também. Em resumo é uma forma de enganar e pagar menos.

Sabendo disso tudo, é aqui que vem a parte do soco na mesa!

O SOBRINHO da recrutadora entrou DIRETO, sem entrevista, e já como OPERADOR 3! Ruim de serviço, perde dia, e apesar das reclamações está sempre lá!

Enfim, não sei se terá contato diário com ela, mas se tiver a cautela será altamente recomendável.
Responda-o
#60
(06-02-2019, 03:12 PM)SteveMcQueen Escreveu: Isso é uma oportunidade pra você.
Ganhe mais know-how, veja onde a empresa pode ser melhor e futuramente abra uma concorrência.

Até por que breve ela estará mirando a vaga de alguém logo acima.

Ps: grave todas interações com ela. Na época de #metoo todo cuidado é pouco.

Esse comentário red pilled foi certeiro!

[Image: latest?cb=20160703222712]
"A maior maldição que pode se abater sobre uma criança é mãe piranha e pai covarde. Daí advém todo o declínio do Ocidente."
Palhaço, Canal Brasileirinhos.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)