Avaliação do Tópico:
  • 2 Voto(s) - 3 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
MGTOW
Há a pregação de uma falsa sensação de que a vida será linda e plena se você ficar solteiro. Claro que há vantagens em ficar solteiro, mas percebo nos vídeos que ouvi uma Supervalorização do estado de solteiro. Não concordo quando fazem essa equação Casamento = sofrimento/ solteiro = felicidade. Tem muita gente fraca que se deixa levar por discursos e não faz uma análise racional.

O que me preocupa nesse "movimento" são os jovens, que sofrem lavagem cerebral de homens mais velhos que não foram bem sucedidos em seus relacionamentos amorosos. É aquela velha máxima:" Como não fui feliz no amor, também não quero que ninguém seja". Pensamento egoísta e psicopata. É por isso que, volta e meia, vemos massacres em escolas, como ocorreu em Suzano. A mente dos cabeças desse movimento é realmente criminosa. Tiram dados dos divórcios que acontecem nos EUA e Europa, em especial entre gente de classe alta, sendo que no Brasil a realidade é outra. Como esse movimento surgiu lá, os caras aqui simplesmente pegam os discursos e os dados e os traduzem sem fazer a adaptação brasileira. Burros, ou desonestos, ou os dois. Eles dizem combater a misandria, mas não falaram um A sobre a fulana da Razer, o Lilovlog (conservador), que pôs mão na massa e fez alguma coisa.

"Men Going To The Own Way significa o que então? Matar todas as mulheres do mundo?"
Não, mas significa rebaixá-las a condição de meras ferramentas sexuais (no caso dos que fazem sexo casual). Isso não faz de nós seres melhores do que as rodadas que tanto criticamos. Significa atacar as mulheres em vez de atacar o feminismo. E caso surja uma mulher que se comporte decentemente, eles ainda a repudiam, dizendo que ela está "fingindo ser santa pra enganar".

Ou seja, MGTOW significa subir um muro e jogar todas as mulheres pro outro lado. E isso eu não quero.
"Levar os homens à verdade é o maior benefício que se pode prestar aos outros." 

-São Tomás de Aquino
Responda-o
Façam o que quiser e assumam as consequências. Não casar, beleza. Quer casar? Beleza também. Cada um tem seus motivos.
 Os seus problemas não irão ser resolvidos se você começar a agir agora, mas se quiser que eles piorem, basta ficar parado.
Responda-o

Spoiler Revelar
A verdade é universal ou relativa? Por vezes eu me senti extremamente sufocado, preso, encarregado não de uma árdua tarefa mas de algo que me entediava muito porém simultaneamente eu não conseguia me livrar, era como se eu não tivesse controle sobre mim ou se tivesse, estava inapto a exercê-lo. Além disso, eu percebia que já estava dissolvendo toda a minha personalidade e me tornando algo completamente não condizente com o meu verdadeiro ser e tudo isso por puro comodismo, por medo de dizer não, por não ter maturidade para saber que aquilo ainda não era pra mim, eu sustentei um relacionamento tóxico, para ambos os lados, por puro medo de dizer chega, é confortante você olhar para o lado e predizer que terá por tempo indefinido uma fêmea integralmente a sua disposição seja para um apoio emocional, para carícias, para o sexo..., o medo e as incertezas de uma simples palavra, um não, ensombravam minha mente para tomar uma única decisão que poderia mudar todo o curso de minha vida. Só para ilustrar, horas a fio no telefone conversando frivolidades, péssimas noites de sono, sacrifícios de tempo para levá-la para sair, para ouvir suas lamúrias diárias, não ter um só segundo de descanso, suportar crises de ciúmes dela ou sentir-se enciumado, conviver com aquela sensação desgostosa de inseguridade "será que estou sendo traído?", deixar de lado os seus hobbys, aquilo que mais lhe alegrava em sua vida e tudo isso por uma simples faixa de relacionamento sério?

 Enfim, hoje eu aprecio a identidade que construí, quando lembro do desespero ao descobrir que aquele castelo de cartas ruiu completamente, sinto apenas pena pelo meu eu do passado e um pouco de vergonha também, tento agourar o que teria acontecido comigo caso eu tivesse permanecido no conformismo, teria me casado? Construído uma família com a pessoa errada? Teria deixado de contemplar informações preciosíssimas que poderiam me direcionar rumo aos meus maiores sonhos? Me sinto mal quando penso nisso mas ao mesmo tempo muito contente por não ter caído nesse pântano de areia movediça, hoje eu tenho orgulho da pessoa que me tornei e ainda estou muito longe do meu ideal mas tenho a convicção de que pelo menos eu sei o que quero ser, tenho muito o que aprender mas pelo menos um pouco de maturidade eu adquiri nesses últimos anos. Por outro lado, vejo alguns colegas caindo nas mesmas ciladas de sempre, desperdiçando a energia da juventude, deixando de lado a busca por suas verdadeiras individualidades, eu respeito a decisão deles, mas não deixo de analisar tudo aquilo que está ao meu redor, deixo tudo na minha mente, arquivado e aqui acolá lembro da Real, é inevitável, mas não posso fazer nada por essas pessoas, somente uma força maior poderá lhes tirar de algumas armadilhas (para os que acreditam), algumas pessoas me alertaram mas eu fechei os olhos na época e caí ainda mais na ilusões, a vida me ensinaria algum tempo depois e tenho sorte por ter aprendido em tempo, mas é nítido o olhar vazio e perdido dessas pessoas, elas suportam o comodismo por puro medo das incertezas, elas aceitam uma vida de fachada, aceitam ignorar os seus verdadeiros sonhos e se sacrificam por prazeres que muitas vezes são até conseguidos de outras formas, oxitocina, dopamina, serotonina..., essa tríade pode fazer verdadeiros estragos na mente de pessoas fracas, daquelas que ainda não possuem identidade e nem adianta procurar isso em outra pessoa. 

 Logo, não entendo todo esse alarde por conta desse lance de Mgtow, é sabido que tudo aquilo que ofereça uma pílula mágica para os tidos como fracassados dará espaço para charlatães, radicais e pessoas de mentalidade fraca que disputarão espaço numa mesma sala mas não podemos esquecer daqueles que são tocados tal como aqueles avisos "Jesus está voltando" pregados por aí, para muitos aquilo é fundamentalmente irrelevante mas eu lhe garanto que pelo menos uma pessoa será tocada, assim o é com a Real e com o Mgtow, alguns serão tocados e por um acaso da natureza terão uma segunda chance, a chance de repensarem seus destinos, de encontrarem suas respectivas identidades, o problema não é o namoro, o casamento ou as mulheres, o problema é a imaturidade e o desconhecimento do próprio ser, você nunca chegará muito longe caso não se autoconheça e bem sabemos que fazer as coisas de olhos fechados pode resultar em problemas que poderão vir a tornar-se irreversíveis. 
 

Responda-o
(26-08-2019, 02:43 PM)Karl Rossmann Escreveu:
Spoiler Revelar
A verdade é universal ou relativa? Por vezes eu me senti extremamente sufocado, preso, encarregado não de uma árdua tarefa mas de algo que me entediava muito porém simultaneamente eu não conseguia me livrar, era como se eu não tivesse controle sobre mim ou se tivesse, estava inapto a exercê-lo. Além disso, eu percebia que já estava dissolvendo toda a minha personalidade e me tornando algo completamente não condizente com o meu verdadeiro ser e tudo isso por puro comodismo, por medo de dizer não, por não ter maturidade para saber que aquilo ainda não era pra mim, eu sustentei um relacionamento tóxico, para ambos os lados, por puro medo de dizer chega, é confortante você olhar para o lado e predizer que terá por tempo indefinido uma fêmea integralmente a sua disposição seja para um apoio emocional, para carícias, para o sexo..., o medo e as incertezas de uma simples palavra, um não, ensombravam minha mente para tomar uma única decisão que poderia mudar todo o curso de minha vida. Só para ilustrar, horas a fio no telefone conversando frivolidades, péssimas noites de sono, sacrifícios de tempo para levá-la para sair, para ouvir suas lamúrias diárias, não ter um só segundo de descanso, suportar crises de ciúmes dela ou sentir-se enciumado, conviver com aquela sensação desgostosa de inseguridade "será que estou sendo traído?", deixar de lado os seus hobbys, aquilo que mais lhe alegrava em sua vida e tudo isso por uma simples faixa de relacionamento sério?

 Enfim, hoje eu aprecio a identidade que construí, quando lembro do desespero ao descobrir que aquele castelo de cartas ruiu completamente, sinto apenas pena pelo meu eu do passado e um pouco de vergonha também, tento agourar o que teria acontecido comigo caso eu tivesse permanecido no conformismo, teria me casado? Construído uma família com a pessoa errada? Teria deixado de contemplar informações preciosíssimas que poderiam me direcionar rumo aos meus maiores sonhos? Me sinto mal quando penso nisso mas ao mesmo tempo muito contente por não ter caído nesse pântano de areia movediça, hoje eu tenho orgulho da pessoa que me tornei e ainda estou muito longe do meu ideal mas tenho a convicção de que pelo menos eu sei o que quero ser, tenho muito o que aprender mas pelo menos um pouco de maturidade eu adquiri nesses últimos anos. Por outro lado, vejo alguns colegas caindo nas mesmas ciladas de sempre, desperdiçando a energia da juventude, deixando de lado a busca por suas verdadeiras individualidades, eu respeito a decisão deles, mas não deixo de analisar tudo aquilo que está ao meu redor, deixo tudo na minha mente, arquivado e aqui acolá lembro da Real, é inevitável, mas não posso fazer nada por essas pessoas, somente uma força maior poderá lhes tirar de algumas armadilhas (para os que acreditam), algumas pessoas me alertaram mas eu fechei os olhos na época e caí ainda mais na ilusões, a vida me ensinaria algum tempo depois e tenho sorte por ter aprendido em tempo, mas é nítido o olhar vazio e perdido dessas pessoas, elas suportam o comodismo por puro medo das incertezas, elas aceitam uma vida de fachada, aceitam ignorar os seus verdadeiros sonhos e se sacrificam por prazeres que muitas vezes são até conseguidos de outras formas, oxitocina, dopamina, serotonina..., essa tríade pode fazer verdadeiros estragos na mente de pessoas fracas, daquelas que ainda não possuem identidade e nem adianta procurar isso em outra pessoa. 

 Logo, não entendo todo esse alarde por conta desse lance de Mgtow, é sabido que tudo aquilo que ofereça uma pílula mágica para os tidos como fracassados dará espaço para charlatães, radicais e pessoas de mentalidade fraca que disputarão espaço numa mesma sala mas não podemos esquecer daqueles que são tocados tal como aqueles avisos "Jesus está voltando" pregados por aí, para muitos aquilo é fundamentalmente irrelevante mas eu lhe garanto que pelo menos uma pessoa será tocada, assim o é com a Real e com o Mgtow, alguns serão tocados e por um acaso da natureza terão uma segunda chance, a chance de repensarem seus destinos, de encontrarem suas respectivas identidades, o problema não é o namoro, o casamento ou as mulheres, o problema é a imaturidade e o desconhecimento do próprio ser, você nunca chegará muito longe caso não se autoconheça e bem sabemos que fazer as coisas de olhos fechados pode resultar em problemas que poderão vir a tornar-se irreversíveis. 

Já pode fechar o tópico com essa resposta aí.
"Levar os homens à verdade é o maior benefício que se pode prestar aos outros." 

-São Tomás de Aquino
Responda-o
Querendo ou não, Pondé, um dos maiores filósofos deste país, se manifestou sobre MGTOW. 

Antes de Chuck Norris existiu Bruce Lee. Mas agora só falam de Chuck Norris. 

Antes de MGTOW, existia e existe a Real. 

Se nosso objetivo éramos ser invisíveis, conseguimos. Somos como aquela nave que Neo viveu em Matrix. Quase ninguém sabe que existe, a não ser os próprios tripulantes. 

No filme "Dragon A história de Bruce Lee" quando o pai dele o manda embora para os EUA ele diz "faça tanto barulho que eu possa escutar aqui".

Bruce Lee fez esse barulho. Ecoou o mundo. 

O MGTOW tá incomodando o mundo. 

E nós? Somos a contra cultura? Somos tanto assim? 

Ps: é uma observação apenas. Esse espaço é importante pra mim. Só acho que podíamos ser muito mais.



"Homem Marmito"® is trademark of Marmito Man Corporation ™
Responda-o
MGTOW quer incomodar, mas não tem força na não reação.

Ser contra pautas feministas é ser MGTOW? Faça-me um favor, a Real já combate isso há anos.

Ganhar fama em canais e ser visto não é uma coisa que o realista quer, lutar contra o Leviatã é uma tarefa muito arriscada porque você sabe que você NUNCA vai vencer, mas se ele decidir bater em você, fodeu.
Fora isso MGTOW é um PUA Plus, acrescentado de muito ego de nego que se denomina super inteligente, super dotado e os caralhos aí.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
Pondé é um bicha louca, não?
Responda-o
Se o movimento MGTOW chegou nas discussões do mainstream pode ter certeza que incomoda e tem importância.

É um movimento a meu ver reacionário, claramente uma revolta contra os desmandos do feminismo sobre os homens de bem.

Logicamente será visto mal por aqueles que tiram vantagens do status quo, seja da forma monetária via Estado, seja likes de face e youtube.

É a melhor forma de sentir seguro, de viver um propósito? Não é; os antigos já cantaram a pedra, que é o tripé família, trabalho duro, moral/religiosidade.

Porém, moral e família foram corrompidos gerando uma assimetria desfavorável para os homens; claro que nessa conjuntura o homem vai se sentir com medo e inseguro, não há espaço para ele amadurecer.

Trabalho duro talvez ainda seja considerada uma virtude, mas vejam que todos hoje querem ganhos fáceis via Estado, muitos os americanos se renderam a políticas de bem-estar social.

Assim, para muitos homens não há muito o que fazer a não ser ter o mínimo de felicidade procurando as coisas que lhe interessem, de forma solitária mas ainda assim prazerosa. Se não acharam uma mulher que lhes dê suporte, que vão procurar o próprio caminho.

Cuidar da saúde praticando esportes, comprar um carro que gosta, dar rolê de moto, viagens para onde ele quer ir, lazeres de toda sorte sem pressões por parte de ninguém. Ele escolhe, não os filhos, a esposa e o Estado. Ele escolhe a cor do carro, as polegadas da TV, onde vai morar, como vai se vestir.

Então não interessa muito o que os think tanks pensem, há uma mudança em curso e ela permeia toda a sociedade e demora décadas para produzir novas formas de pensar e agir.

As pessoas vão criando soluções, uma delas é MGTOW. E pra mim dá certo, tenho tido resultados excelentes, e vai continuar dando certo já que sou um homem tradicional burguês e não sou capaz de assumir mulher que viveu na putaria. Não há outra forma de viver melhor para quem não achou mulher que tem os mesmos valores.

Foda-se o Pondé, ele não cria nada novo, apenas requenta ideias e dá a versão dele. As formas de pensar que mais influenciam vem dos países ricos, lá estão as respostas para como a sociedade vai criar soluções pro futuro, o que filósofos do Brasil pensam não há nada de original, apenas uma reflexão.

As soluções vem do norte.
Responda-o
(07-09-2019, 10:21 AM)Stumm Escreveu: Se o movimento MGTOW chegou nas discussões do mainstream pode ter certeza que incomoda e tem importância.

É um movimento a meu ver reacionário, claramente uma revolta contra os desmandos do feminismo sobre os homens de bem.

Logicamente será visto mal por aqueles que tiram vantagens do status quo, seja da forma monetária via Estado, seja likes de face e youtube.

É a melhor forma de sentir seguro, de viver um propósito? Não é; os antigos já cantaram a pedra, que é o tripé família, trabalho duro, moral/religiosidade.

Porém, moral e família foram corrompidos gerando uma assimetria desfavorável para os homens; claro que nessa conjuntura o homem vai se sentir com medo e inseguro, não há espaço para ele amadurecer.

Trabalho duro talvez ainda seja considerada uma virtude, mas vejam que todos hoje querem ganhos fáceis via Estado, muitos os americanos se renderam a políticas de bem-estar social.

Assim, para muitos homens não há muito o que fazer a não ser ter o mínimo de felicidade procurando as coisas que lhe interessem, de forma solitária mas ainda assim prazerosa. Se não acharam uma mulher que lhes dê suporte, que vão procurar o próprio caminho.

Cuidar da saúde praticando esportes, comprar um carro que gosta, dar rolê de moto, viagens para onde ele quer ir, lazeres de toda sorte sem pressões por parte de ninguém. Ele escolhe, não os filhos, a esposa e o Estado. Ele escolhe a cor do carro, as polegadas da TV, onde vai morar, como vai se vestir.

Então não interessa muito o que os think tanks pensem, há uma mudança em curso e ela permeia toda a sociedade e demora décadas para produzir novas formas de pensar e agir.

As pessoas vão criando soluções, uma delas é MGTOW. E pra mim dá certo, tenho tido resultados excelentes, e vai continuar dando certo já que sou um homem tradicional burguês e não sou capaz de assumir mulher que viveu na putaria. Não há outra forma de viver melhor para quem não achou mulher que tem os mesmos valores.

Foda-se o Pondé, ele não cria nada novo, apenas requenta ideias e dá a versão dele. As formas de pensar que mais influenciam vem dos países ricos, lá estão as respostas para como a sociedade vai criar soluções pro futuro, o que filósofos do Brasil pensam não há nada de original, apenas uma reflexão.

As soluções vem do norte.

@Stumm discordo quando você diz que é reacionário, tá mais pra revolucionário.

Pois querendo ou não se você pensar bem, mas  bem mesmo eles estão fazendo direitinho o que os movimentos revolucionários de esquerda querem.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o
[
Spoiler Revelar
quote="Sagitario" pid='79289' dateline='1567846340']
Querendo ou não, Pondé, um dos maiores filósofos deste país, se manifestou sobre MGTOW. 

Antes de Chuck Norris existiu Bruce Lee. Mas agora só falam de Chuck Norris. 

Antes de MGTOW, existia e existe a Real. 

Se nosso objetivo éramos ser invisíveis, conseguimos. Somos como aquela nave que Neo viveu em Matrix. Quase ninguém sabe que existe, a não ser os próprios tripulantes. 

No filme "Dragon A história de Bruce Lee" quando o pai dele o manda embora para os EUA ele diz "faça tanto barulho que eu possa escutar aqui".

Bruce Lee fez esse barulho. Ecoou o mundo. 

O MGTOW tá incomodando o mundo. 

E nós? Somos a contra cultura? Somos tanto assim? 

Ps: é uma observação apenas. Esse espaço é importante pra mim. Só acho que podíamos ser muito mais.




[/quote]
Apesar desse tal de Pondé (Nunca ouvi falar) pela forma que se expressa ser aviadado fez uma análise perfeita sobre os minguitaus. Acertou em cheio nas suas falas.
"Apego corporal, desapego emocional"
Pragaklan 
Responda-o
Bom eufemismo pra medianos pobres assediados pelo Estado, esse tal de ''pouco atraentes economicamente''...

Quando as mulheres perguntam: "Onde estão os homens bons?" é di$$o que elas estão falando...

Elas querem caras que banquem os mimos delas e nem escondem mais.


Pesquisa diz que o declínio da taxa de casamento e causado pela falta de homens "economicamente atraentes".

Trecho da máteria:


“A maioria das mulheres americanas esperam se casar, mas a escassez de correntes de homens casadoiras - homens com um emprego estável e uma boa renda - fazer esta cada vez mais difícil”, diz o principal autor Daniel Lichter em um comunicado de imprensa . "


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Segue o restante da reportagem...

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 

Broke men are hurting American women’s marriage prospects

By Hannah Frishberg

September 6, 2019 | 5:10pm

Broke men are hurting American women’s marriage prospects

Shutterstock

There’s a devastating shortage of men who have their act together, according to a new study that may not be so surprising to all the single ladies out there.

Research now suggests that the reason for recent years’ decline in the marriage rate could have something to do with the lack of “economically attractive” male spouses who can bring home the bacon, according to the paper published Wednesday in the Journal of Family and Marriage.

“Most American women hope to marry, but current shortages of marriageable men — men with a stable job and a good income — make this increasingly difficult,” says lead author Daniel Lichter in a press release.

Lichter adds that unless your dream man is an Uber driver, the dearth of would-be grooms is prominent “in the current ‘gig economy’ of unstable, low-paying service jobs.”

To investigate the man drought, researchers created profiles of potential husbands, based on real husbands as logged in American Community Survey data. They then compared these hypothetical spouses with actual unmarried men.

They found that a woman’s made-up hubby makes 58 percent more money than the current lineup of eligible bachelors.

“This study reveals large deficits in the supply of potential male spouses,” the study concludes.

“Many young men today have little to bring to the marriage bargain, especially as young women’s educational levels on average now exceed their male suitors’,” Lichter says.

Some ladies are even starting to date down in order to score a forever partner.

And sure, there’s the whole “love” factor in a marriage. But, in the end, “it also is fundamentally an economic transaction,” says Lichter.


Fontes: https://nypost.com/2019/09/06/broke-men-...ssion=true e Times New Roman.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Uéééééé???

Elas não pediram, exigiram direitos, e os tiveram: voto, educação, trabalho, empregos públicos, mesmo que todo o legado anterior e ampla maioria da riqueza produzida fosse dos ''machistas tóxicos''.

Depois os cidadãos de pouca ou nenhuma instrução em escolas, tiveram que conviver com menores salários e aumento do desemprego, já que elas invadiram o mercado.

Muitas vezes sem opção de um trabalho menos perigoso, pois era isso ou não ter emprego.

Também os sujeitos mais qualificados, além de passar a competir com elas, tiveram que conviver também com o crescente assédio sobre seus ganhos.

E todos com a pressão adicional do Estado e da crescente automação ao longo das décadas...

Esperavam o quê???
"Só os canalhas precisam de uma ideologia que os absolva e justifique." (Rodrigues, Nelsson)
Responda-o
Querendo ou não, Pondé, um dos maiores filósofos deste país, se manifestou sobre MGTOW. 

Gargalhada Mesa Pombo Aeeee




[/quote]



Pondé é parte da tesoura com viés de pseudo direitista do stabelishment cultural.


Esses filósofos são cínicos efeminados cumpridores de agenda cultural, encantam os burros porque concordam parcialmente com o que  querem ouvir, nos próximos dois minutos  revogam o que disseram e  acusam a opinião e pensamento alheio como forma de censura indireta, o ouvinte fica com vergonha e sente-se diminuído, pura técnica psicológica para demolir posições. Mas o burros da direita adoram dar moral para esses embusteiros, e assim vivem concordando e silenciando-se, abaixando a cabeça perante a grande mídia e acadêmicos. Prefiro ouvir o falecido Clodovil do que a Pondé.
Orando para YHWH castigar membros do Congresso nacional e do STF.
Responda-o
Única coisa que acha engraçado é o movimento se chamar Homens Seguindo Seu Próprio Caminho e o cara ter que seguir a regra dos outros, ou seja, nunca se casar ou se relacionar...

De resto acho muito válida a ideia de reunir as informações a respeito das vantagens e desvantagens na lida com mulheres e sobre desenvolvimento financeiro e emocional, o que não difere em nada do que a REAL faz atualmente, tirando um ou outro revoltado iniciante que aparece por ai.

Criei um tópico chamado "Pode existir um MGTOW casado?" Lá no Fórum do Búfalo e a treta se resumiu basicamente a este ponto a respeito d e se relacionar ou não.

Eu me considero MGTOW e o caminho que escolhi foi ser casado com as rédeas em minhas mãos e sem medo de mandar tudo pro caralho se começar a perder o controle da situação, mesmo ciente dos riscos que corro. E até o momento tenho tido sucesso, pois a mulher que tenho ao meu lado é "gerenciável" vamos dizer assim.

Como diria o Surfista Prateado dos quadrinhos: "ONDE ESTARIA A BRAVURA SE DESISTÍSSEMOS DA LUTA POR HAVER POUCA ESPERANÇA" rs.
Primeiro diga a si mesmo o que você deveria ser; depois, faça o que tem de fazer. - Epiteto
Acesse: Blog Tyrant
Responda-o
Acho que Mgtow é uma ferramenta de sobrevivência em meio ás leis injustas do feminismo. É como um bote salva vidas. Porém não é bom passar a vida toda em um bote salva vidas. Então Mgtow deveria ser um estado temporário, enquanto tentassem mudar as leis anti família do feminismo. Mas ao invés de haver essa tentativa de mudar as leis, não há interesse algum, eles falam que Mgtow é a solução final, quando na verdade deveria ser apenas um meio, algo temporário. 

Sendo assim Creio que Mgtow faça parte da estratégia das tesouras Feminismo X Mgtow para destruir a família. Por isso eles estão em alta no Youtube, não é porque incomodam, o que realmente incomoda é retirado do youtube e não colocado em alta. 

No final, Mgtow, feminismo e movimento gay levam ao mesmo resultado na sociedade: Fim das famílias, menos nascimentos, menos casamentos, etc. Quando as pessoas de um movimento "filosofia" não tem idéias um pouco diferentes daquela corrente, seguem apenas aquilo a risca, se trata de um movimento de massa de manobra.

 Isso é só minha opinião.  Eu  adoto alguns princípios Mgtow, mas como eu disse, os vejo como um bote salva vidas e não como terra firme. Mgtow nunca será a solução final porque, que solução é essa que entrega tudo ao inimigo? Solução seria mudar as leis, o resto é apenas tratamento sintomático para um problema cronico. 

Quem é Mgtow fanático que acredita que essa filosofia seja a salvação, pode me criticar a vontade, afinal opinião é opinião.
Responda-o
Antes de tudo, eu e você que está lendo, somos homens, nós não somos siglas, termos, jargões, nem nada do tipo. Você é você, com suas opiniões e gostos. O que encontramos no mundo virtual são comunidades de pessoas que pensam parecido sobre determinado assunto, tanto é que a própria real era literalmente uma comunidade no falecido orkut. E assim acontece com o mgtow, homens que veem vantagem em seres solteiros encontram uma comunidade virtual de outros que pensam de forma semelhante.

Como tudo que começa a crescer e chamar atenção, o problema começa quando se chega aos ouvidos de oportunistas e sensacionalistas, que denigrem a ideia original e tentam até mesmo ganhar dinheiro com isso. Mgtow começou com uma comunidade de discussão e aprendizagem, não uma identidade ou personalidade. 

Apesar de ser consenso a importância do desenvolvimento pessoal nas comunidades e de fazer o melhor que puder em todas as áreas, há uma parcela de homens que não querem saber de relacionamentos sérios, seja por total dedicação aos projetos pessoais ou simplesmente por não ter mais saco pra aturar modernete histérica. Não sei por que isso anda incomodando tanto ao ponto de os mesmos serem chamados de fracassados/frustados e haver a disseminação de teorias de que são patrocinados por movimentos globais para destruir as famílias, destruir o ocidente e outras besteira do tipo.

E por último, mais uma vez: discussão de quem é melhor "real x mgtow" é baita duma criancice.
Responda-o
Pondé falhou miseravelmente ao abordar o tema sem sequer tocar no tema que é mais levantado no meio MGTOW:

As leis estatais que desfavorecem os homens para privilegiar as mulheres.

Quem ficar curioso em pesquisar sobre o MGTOW vai rapidamente se deparar com o questionamento do volume de leis existentes e em processo de criação para simplesmente colocar o homem em situação de desvantagem na sociedade.

Fico um tanto desconfortável com assuntos como dolls e útero artificial abordados no MGTOW, mas a verdade é que se essas coisas continuarem evoluindo nesse ritmo acelerado, e tem tudo pra continuar, não haverá como compensar o estrago que o feminismo e as leis misândricas fizeram e ainda estão fazendo com a relação homem/mulher.

Observo a seqüência dos acontecimentos com o sentimento de possuir o algoritmo da causalidade que o Oráculo tinha no filme Matrix, de tão óbvio que me parece onde tudo vai terminar. Não vejo como as mulheres a longo prazo se darem bem nesse processo escalonado de intervenção estatal nas relações.
"E sete mulheres naquele dia lançarão mão de um homem, dizendo: Nós comeremos do nosso pão, e nos vestiremos do que é nosso;
tão-somente queremos ser chamadas pelo teu nome; tira o nosso opróbrio.
" - Isaías 4:1

Quer me perguntar algo? - Visite meu Ask.fm - [Backup]
Responda-o










Melhor que isso é o Nelson no show do MALLANDRO




Orando para YHWH castigar membros do Congresso nacional e do STF.
Responda-o
MGTOW é um boicote para os relacionamentos estáveis. Apenas isso. Mas confesso que muitos usam de muleta para enrustirem seu lado viadão da vida.


Responda-o
O mundo tá uma merda, ninguém quer relacionamento estável.

Solução MGTOW, abrir mão de relacionamento estável.

Mais do mesmo.
The absence of virtue is claimed by despair






Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 5 Visitante(s)