Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Dúvida sobre o sentimento de Inveja
#1
Salve confrades!

Conheci a real há pouco mais de 4 meses e nesse período, eu venho me dedicando a encontrar as minhas fraquezas, ter clareza de algumas delas e em seguida corrigindo-as.

Há algum tempo atrás eu reparei um comportamento que eu tenho, um desejo de querer "impressionar" as pessoas. Tanto as do meu círculo social, como também pessoas comuns no dia a dia.

E durante essa semana, eu venho buscando a raiz desse problema, chegando a conclusão de que é um sentimento de inveja que eu possuo. E que se torna um ciclo de: Inveja > Comparação > Querer impressionar > Repete.

O problema mais difícil disso, é saber se os meus objetivos são com o foco de apenas querer impressionar as pessoas, e não uma realização pessoal.

Gostaria então da opinião e de um "soco no estômago" sobre o sentimento de inveja, se é possível elimina-lo ou não.

Obs* Busquei no fórum tópicos sobre inveja, e encontrei sobre o que é a inveja em si, e como evitar pessoas invejosas. Mas não encontrei sobre como eliminar ou amenizar a inveja em si mesmo.
----
Um texto que achei sobre inveja.

"No livro Retórica Parte II - Das Paixões -, Aristóteles, como um bom psicólogo, pretende demonstrar quais são os meios que surjem e cessam as paixões, fontes de onde se retiram os argumentos retóricos, sendo que retórica é a técnica de convencer o interlocutor através da oratória.

No capítulo Da Inveja, Aristóteles identifica quem são os invejosos e o por que são assim.

Logo no início Aristóteles afirma que as pessoas geralmente sentem inveja daquelas pessoas que são iguais ou parecidas consigo em aspectos como idade, classificação social, proximidade, reputação e quantidade de bens.

Ele também classifica igualmente invejosos aqueles que têm quase tudo o que desejam, justamente por que estes acreditam que as pessoas que lhe cercam estão interessadas apenas em aproveitar as suas aquisições. Os ambiciosos também são considerados invejosos por que nada basta a si mesmo, como por exemplo aqueles que se dizem sábios que estão sempre ambicionando por mais sabedoria e invejam aqueles que a possuem.

Ao acompanhar esta leitura podemos dizer que todas as coisas que buscamos podem originar a inveja, pois consideramos que somos dignos sempre de termos aquilo que buscamos, pois este algo que buscamos servirá principalmente para elevar o nosso estado de superioridade ou diminuir nosso estado de inferioridade.

Só sentimos inveja de pessoas que podem se rivalizar conosco, que são concorrentes em potencial e para reafirmar esta sentença Aristóteles diz que não é possível sentir inveja de alguém que morreu há dez mil anos atrás, ou que é muito menos ou muito mais do que nós, o que é bastante evidente e conclusivo.

A inveja se origina também para aqueles que nos envergonham por algum motivo, geralmente quando conquistam algo que também é nosso objeto de desejo. Isto ocorre por pensarmos como uma pessoa que se rivaliza contigo pode ter adquirido algo e você não. Esta inveja surge da frustação de saber que algo não está certo. O teu ser entende que alguma coisa errada aconteceu e que o equilibrio foi quebrado.

Também existe inveja quando você tinha algo que o outro tem neste momento, que é o caso daquele que gastou demais quando inveja aquele que soube economizar. Novamente algo de estranho ocorreu e isto não passa imperceptível em nossos sentimentos. A mesma inveja surje quando observamos um casal extremamente apaixonado e não estamos vivendo a mesma situação. Ainda que você um dia já tenha estado daquele lado, algo lhe diz que é você que deveria estar naquela situação, pois é algo que esta a lhe fazer falta justamente por ser um sentimento muito bom que passa muito rápido e os teus sentidos querem continuar a senti-lo constantemente.

Além da análise profunda que Aristóteles faz da sensibilidade do ser humano, podemos observar as diversas possibilidades para construir uma excelente retórica com base em seus argumentos que cobrem os mais diversos sentimentos presentes no ser. É importante salientar que Aristóteles tem o seu texto muito atualizado para qualquer época justamente por não datar ou tratar de acontecimentos históricos, sendo que estes textos são altamente direcionados para alma.

Concluimos então que a inveja é uma paixão presente nos seres justamente por ambicionarmos sempre o bem maior, sendo que a concorrência indireta nos graus de proximidade – e possibilidade de rivalizar – é tão humana que nos basta um texto de mais de dois mil anos para nos encontramos e refletirmos."

EvAnDrO vEnAnCiO 
Fonte: http://evenancio.blogspot.com/2007/11/ar...a.html?m=1
Responda-o
#2
Entenda, sempre existirá alguém melhor e/ou pior do que você. Desencana dessa porra de Inveja, pois isso vai fazer você andar para trás. Busque ser o melhor pra si mesmo.


Responda-o
#3
1. Defina projetos pessoais.
2. Trabalhe neles.
3. Não fale para ninguém o que quer ou o que está fazendo pelo que almeja.
4. Impressionar as pessoas vai ser apenas uma consequência de conquistar o resultado.
5. Se você cumprir os itens 1 e 2, provavelmente não terá tempo para ficar vendo e cobiçando o que as outras pessoas têm.

fim.
Em tudo dai graças.

Responda-o
#4
Tem um ditado que diz: "A inveja é uma merda!"

Consegui eliminar o sentimento de inveja quando acabei aceitando e muito a minha realidade!

Isso não significa que tem que ficar estacionado na vida.
Responda-o
#5
Inveja é cobiçar o que é dos outros, tipo querer comer a namorada de alguém, desejar ter o carro de um conhecido ou desmerecer que o mesmo tenha conseguido tal carro, etc.

Agora não tem nada de errado em você se espelhar no sucesso alheio para alcançar o seu, seja usando como motivação, seja inspirando seus atos em quem já conquistou seus objetivos.

Por fim, um brinde pra você. Assista o vídeo abaixo:



Responda-o
#6
Só sente inveja quem se compara com os outros.
Visitante? Crie sua conta clicando aqui para ter acesso a áreas exclusivas.


Responda-o
#7
A inveja é um dos 7 pecados capitais, olhe quais são os egos relacionados à inveja e os elimine.
"Antes de mas nada, saiba que você morrera e sera esquecido. Portanto, Busque  a felicidade dentro de sua alma e não fora. Entregue-se ao seu espirito. Somente ele estará com você depois da morte." (Nessahan Alita)

Spoiler Revelar
"Desenvolver apenas algumas camadas, negligenciando outras, mais cedo ou mais tarde, a vida cobrara o preço da negligencia." (Mandrake)

"Como eu sempre digo, o homem que não conhece a Real sempre acaba se dando mal." (Conde de Monte Cristo)
Responda-o


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
  Dúvida - Conselhos Sobre "Casamento" Don Vito Corleone 28 2,305 25-10-2019, 09:26 PM
Última Postagem: Baralho

Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)