Avaliação do Tópico:
  • 0 Voto(s) - 0 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Estou escrevendo um livro
#1
Estou escrevendo um livro, e no momento, você são as únicas pessoas lucidas que tenho interagido para falar algo sobre isso, vou contar de forma resumida como tive a ideia de começar a escrever um livro.

Como sabem sofri um acidente ano passado, quebrei a clavícula e fiquei sem poder mexer meu braço, tendo que usar tipoia por quase dois meses, tive traumatismo craniano também, com isso, em casa, comecei a ler livros do Dostoiévski, eu queria entender o porque dele ter sido tão influente para caras como Nietzsche, e Freud, sendo que apenas escrevia estórias, tentei li crime e castigo, mas não conseguegui absorver direito a obra, após isso li alguns outros romances dele, sem entender direito as coisas.

Então eu li memórias do subsolo, e foi o primeiro livro dele que eu comecei a de fato me afeiçoar mais com o escritor, a forma como o personagem principal desabafa suas angustias, e como ele não consegue interagir com seus colegas de forma digna, me fez criar uma identificação com o escritor, a angustia do personagem principal, é muito parecida com a de muitos homens jovens de hoje solteiros, e sem amigos.

Me interessei mais pelo escritor, e nem sei dizer direito o porque, mas uma coisa que me chamou a atenção, é que o próprio escritor tinha falado que todos os seus personagens eram na verdade ideias, ideias travestidas de personagens, eu achei aquilo muito interessante, e resumindo a coisa toda, eu resolvi escrever o meu próprio livro, falando sobre minhas ideias, mas ao invés de fazer isso diretamente, vou fazer com pérsonagens, como esse escritor fez.

Não tenho formação literária nenhuma, nunca nem sequer me passou antes pela cabeça escrever livros, essa ideia apenas veio em minha cabeça agora, é como se eu fosse me tornar uma pessoa melhor ao fazer isso. E é isso que eu vou fazer, por quanto tempo? Não sei.

Estou com a ideia de criar quatro personagens diferentes, cada um com um problema interno distinto, o primeiro será um cara extremamente metódico a nível doentio, como eu acabo por ser no meu dia a dia, o segundo será um cara extremamente inseguro, sentimento que tenho dentro de mim, embora hoje consiga suprimi-lo melhor, o terceiro será um cara extremamente emotivo, muito mais do que o normal, alguém que fica completamente a merce das próprias emoções, e consequentemente, de mulheres, o quarto será um revoltado, um rebelde, mas que não tem a força necessária para dar sentido a sua rebeldia.

Por hora é isso, já desenvolvi os 3 primeiros personagens, estou no terceiro na verdade, escrevi umas 30 páginas, estou postando isso aqui, apenas para saber sobre o que pensam sobre a ideia de escrever, já tenho mais ou menos a história dentro de minha cabeça, e me sinto muito bem quando termino de escrever algumas páginas.

Só quero saber mesmo a opinião dos confrades sobre esta empreitada, provável que após responder os comentários dos membros, não irei mais atualizar esse tópico, até eu ver o que farei com o dito livro.

Obrigado atenção de todos.
Responda-o
#2
Acho a ideia válida. Eu também estou escrevendo um livro e transmitindo as minhas ideias e reflexões atraves da história do meu personagem principal e dos secundários. Eu também não sou escritor, mas um amigo meu é escritor e leu meus relatos e me pediu pra ser co-autor em uma obra dele porque precisava de alguém que fizesse uma parte da história de forma independente.

O livro basicamente tem dois personagens principais, e cada um tem a liberdade de desenvolver os argumentos e enredo do seu personagem, mas eles interagem entre si ao longo de todo o livro. Vamos ver no que vai dar. Quem sabe eu não ganhe uns trocados como o realista Batman ganhou com o livro dele.  Dinheiro
A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.
Responda-o
#3
Eu to pensando em escrever um livro também.
Mas ainda não sei a melhor forma de ilustrar meus pensamentos, uma crônica, um livro mais direto. Sei la...
Essa ideia de dividir sentimentos internos em personagens diferentes é bem legal, no final podia colocar que todos eles eram a mesma pessoa e essa pessoa sofre de esquizofrenia ou de múltiplas identidades e da um plot twist estilo clube da luta KKKKK
Enfim, boa sorte na empreitada!
Spoiler Revelar
Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo.

-Martin Luther King
Nosso Mundo Ciclico
Responda-o
#4
Dostoiévski é foda, escrever é trabalhoso pra diabo, mas também tenho a ideia de um livro. Vai escrevendo aí e boa sorte porque livro é projeto de anos.
  • Citação:Sem a visão de um objetivo um homem não pode gerir a sua própria vida, e muito menos a vida dos outros.
Leia: Nuvem de Giz
Responda-o
#5
(27-05-2018, 12:26 AM)Besouro Escreveu: Eu to pensando em escrever um livro também.
Mas ainda não sei a melhor forma de ilustrar meus pensamentos, uma crônica, um livro mais direto. Sei la...
Essa ideia de dividir sentimentos internos em personagens diferentes é bem legal, no final podia colocar que todos eles eram a mesma pessoa e essa pessoa sofre de esquizofrenia ou de múltiplas identidades e da um plot twist estilo clube da luta KKKKK
Enfim, boa sorte na empreitada!

Gostei de ideia, também gosto de escrever mas a dificuldade de publicar e lucrar com isso que desbunda, só se for por hobby como já fiz algumas publicações e artigos pela internet que tiveram algumas centenas de milhares de acessos mas não me rendeu um centavo.

Já tive um podcast sobre investimentos e penso em criar um Blog, livro vou deixar pro fim da vida quando tiver boas memórias pra contar e algum dinheiro pra bancar a publicação.
Responda-o
#6
Você ja escreveu pelo menos a introdução? Manda ai pra gente ler


Responda-o
#7
@Carl Johnson deixa o cara terminar de escrever o livro. Essa questão de propriedade intelectual é foda, ele tem que ter cuidado com isso.
Spoiler Revelar
A morte é certa, a vida não.      [Image: tumblr_mgk3h53KQS1rqv473o1_1280.jpg]
Responda-o
#8
Legal cara,também tenho o objetivo de escrever um livro um dia, já tenho até título "A história de um homem emasculado" é meio auto biográfico, mas preciso de mais conhecimento para na primeira parte expor a infância, juventude e vida de um homem emasculado até ele completar 30 anos, expondo o feminismo, marxismo cultural, manginismo etc. Depois na segunda parte do livro, darei soluções para os problemas do personagem vividos na primeira parte do livro. A primeira parte será literatura, a segunda uma análise prática e filosófica com propostas de solução dos problemas enfrentadas pelo protagonista. Com o meu amadurecimento, e finalizando projetos importantes, espero começar esse projeto lá em 2022 e terminá-lo em 2026 pretendo escrever algo aprofundado
David Goggins. A lei da semeadura não falha. A única coisa que a vida exige de nós é coragem. Somos prisioneiros dos nossos instintos e emoções e jamais seremos homens livres. A natureza se prepara para algo ainda pior.
Responda-o
#9
Boa, eu também escrevo por amadorismo, porém ainda não tenho pleno domínio da norma culta da língua para o meio profissional, estou trabalhando nisso aos poucos e de forma gradual, um dia chego lá, apoio seu projeto, estarei no aguardo, sucesso.
 

Responda-o
#10
eu penso em escrever algum livro sobre um viajante que caminha pelo Brasil e interage com seres folclóricos, mitológicos e lendários da região em que ele esteja passando.
Toda cidade tem suas lendas, seria uma compilação delas descrita aos olhos de um viajante.
Responda-o
#11
Surgiu a mais nova ala da Real, a ala dos escritores !


[Image: Dia+del+escritor.JPG]
"A paixão é como o álcool. Entorpece a consciência, elimina a lucidez, impede o julgamento crítico e provoca alucinações, fazendo com que o ser amado seja visto como divino." Como lidar com Mulheres - Nessahan Alita
Responda-o
#12
Vou colocar apenas um pequeno trecho, sobre a parte do metódico, que creio que foi a melhor que fiz por ter os mesmo problemas que o personagem.

Citação:Mas não ocorreu assim, Paulo, quando foi colocar o balde pela segunda vez no lugar, sem querer esbarrou nele de novo, e agora as coisas iriam piorar muito, pois teria que faze-lo mais 4 vezes agora, duas continuariam sendo um ato doentio, tinha que ser quatro vezes! 

Paulo fez enfim as 4 vezes, mas viu que o balde não ficou como ele queria na quarta vez, e agora? Se mexesse no balde de novo, teria que refazer o ritual de novo, e desta vez oito, oito vezes! Mas teve que fazer, era necessário!

Mas após terminar, para sua infelicidade algo não estava certo! Dezesseis vezes? Paulo estava começando a ficar já desesperado, estava suando frio na frente de sua casa, e já olhava ao redor, com vergonha de alguém estar uma cena tão ridícula, mas por sorte morava em um lugar pacato e ninguém estava olhando, resolveu fazer então, as malditas 16 vezes, muito rápido, torcendo para que perdesse a conta, e de fato perdeu, e assim tudo se resolveria, agora só teria que colocar o balde no lugar como estava antes, e o fez, agora finalmente estava livre, com um ar triunfante, Paulo retorna a sua com aquela sensação orgásmica que só após essas fortes crises ele sentia, e de repente esta sensação sumiu repentinamente, e Paulo sentiu que simplesmente precisava voltar ao maldito lixo, e tirou do lugar, e colocou de volta, e finalmente estava em paz, pois agora sim, ele já havia desistido, o fato de realmente ter acreditado que o ritual havia terminado, quando não havia fez com que a ultima ação finalmente pudesse ser finalizada, e Paulo voltou para sua casa enfim, triunfante, porem esgotado, e para sua surpresa havia perdido quase meia hora nessa doce brincadeira.
Responda-o
#13
É uma boa ideia escrever livros, a real começou com um livro. 
Também já pensei em escrever livros, tenho facilidade para criar histórias desde os 8 anos de idade. Para mim é fácil criar personagens e histórias, o problema é meu português. Preciso melhorar muito a forma de escrever para poder fazer um livro corretamente. Fora que tem de seguir as regras da ABNT. 

Se eu fosse escrever um livro, o escreveria com forte conteúdo ideológico, livros de história são apenas passatempo, podem gerar dinheiro ao autor, mas não mudam a sociedade, já livros ideológicos mudam o mundo. 

Quem escreve livros com intenção de lucrar, deve fazer um planejamento antes de começar a escrever, como irá lucrar com ele. Somente após definir a forma de lucrar com o livre, deve definir um público alvo e começar a escrever para esse público. Por exemplo, se o seu público for as gordas, escreva sobre um homem alto, sarado de olhos azuis, bem sucedido, casado com uma loira, magra, de olhos verdes, rica que se deixou seduzir por uma gordinha  forte e independente que se amava acima de tudo. Seu livro vai vender muito kkkkkkkkkkk 

Esses assuntos bobos, são os que mais vendem. 

Se eu fosse escrever para lucrar, escreveria assuntos que sei que vão vender.
Mas se for para escrever sem fins lucrativos, escreveria conteúdo ideológico. 

Escrever livros é um bom passatempo, seja por Hobby, Lucro ou espalhar ideologias. 

Feministas escrevem muito livro com conteúdo ideológico. 
É possível colocar conteúdo ideológico dentro de histórias e personagens fictícios. 
Mas isso vai da vontade do Autor.
Responda-o
#14
@Cavalheiro Negro  É sério que pra escrever livros tem seguir regras da ABNT? Você tem certeza disso? É livro ou monografia, ou ensaio científico que você vai escrever?

Outra coisa, tem um usuário já banido aqui do fórum que deixou um relato, com certeza imaginário. A história dele é tão imaginária e com um aspecto literário que dá pra servir de base pra um livro. Tá aqui dando sopa, e como o cara não registrou a história como de autoria dele, fica a dica.

edit: achei. Fala se isso aqui não dá um livro: ( Relato ) Um homem que não deu certo.
Spoiler Revelar
A morte é certa, a vida não.      [Image: tumblr_mgk3h53KQS1rqv473o1_1280.jpg]
Responda-o
#15
Vou aproveitar e deixar estes links abaixo para inspirar a "ala dos escritores".
Este romance muito bem escrito pelo realista Free Bird: http://forum.bufalo.info/showthread.php?tid=4116

E este livro escrito pelo realista Batman: https://drive.google.com/drive/folders/0...kpHeTZpNWM
A maior necessidade do mundo é a de homens - homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.
Responda-o
#16
Quero escrever um livro que alguém leia, me mande um e-mail e diga que entendeu meu ponto.
Acho que se um dia eu receber 10 e-mails já vale mais que um mar de dinheiro.
Spoiler Revelar
Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo.

-Martin Luther King
Nosso Mundo Ciclico
Responda-o
#17
Um salve para a ALA DOS POETAS  Punhetas mortos.



[Image: 54fcc5ee-8dc0-4499-8b68-a9e36f50f435.jpg]
Anuncie aqui!!!!
Responda-o
#18
Acho uma boa ideia. Eu fiz o blog pq já pesei em escrever um livro, mas sou burro de mais pra isso. Mas se vc leva jeito, vá em frente.
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#19
Acho super válido o esforço!

Tentei escrever um livro uma vez e claro, foi uma autobiografia, travei nas primeiras páginas, então corri atrás de maiores informações sobre esta arte, e descobri que o primeiro de erro de quem deseja iniciar na arte de escrever, é exatamente escrever uma autobiografia Gargalhada.

Pretendo ainda escrever um livro como forma de me exercitar em alguma arte, e retomar também os estudos no contrabaixo.

Desenvolver este tipo de sensibilidade é muito bom, quando comecei a estudar música meu ouvido era bem ruim, depois de um tempo ele se tornou super afinado e comecei a discernir melhor os sons e também a captar sons a distâncias cada vez maiores, todo exercício em alguma arte é recomendável.
"Tudo o que te resta é o desenvolvimento pessoal." Mr. Rover 
Responda-o
#20
Acabei de escrever mais uma parte do livro, é muito revigorante, após escrever você se sente mais leve, é como se o universo entra-se em harmonia com você, e você realmente tivesse seguido alguns passos certeiros no caminho da vida, revigorante demais, acho que talvez só uma musica pudesse ser algo mais revigorante que um livro, mas nem com as musicas que fiz me senti tão bem quanto me sinto agora ao escrever, em especial hoje, é algo sublime.

Mas estou com uma duvida, será que pode dar algum problema eu colocar meu nome real no livro? Digo isso porque existe um personagem em especifico que é revoltado, ele não foi feito para ser um personagem bom, ele é revoltado com tudo, o objetivo é mostrar que revolta por si só não leva a lugar nenhum, entretanto eu faço ele proferir algumas verdades sobre o feminismo atual e coisas do tipo, só que de forma meio perdida em meio a tudo que ele diz, fico me perguntando se isso não pode dar problema devido ao politicamente correto vigente nos dias de hoje.

O bom de ter personagens é que você pode colocar absurdo em seus pensamentos, que aquilo se torna abstrato, o personagem disse e não você, coloquei alguns pensamentos nele que não concordo, mas vários que de fato concordo, ele vai ser o cara que reclama muito mais pouco faz, mas suas reclamações fazem sentido. Mas fica a pulga atrás da orelha, será que alguém pode chiar pelo conteúdo politicamente incorreto da mente do personagem(visto que fiz um personagem relativamente sociopata, logo ele não diz, ele pensa as coisas que vê em relação ao mundo, e escrevo esses pensamentos).

Embora eu ache que não, até porque não acho que esse livro irá decolar, estou fazendo por gostar mesmo, e para praticar, é bom a opinião de terceiros.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)