Avaliação do Tópico:
  • 3 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A importância do pai (de acordo com a ciência)
#21
Citação:Mas, algumas vezes, isso se deve ao pedido judicial da ex-esposa pela custódia plena de seus filhos, e um empático tribunal da família concede este pedido, injustamente, 80% das vezes. (Creio que em 95% das vezes)

Essa parte ficou meio confusa @Adão. 80% se refere a 80% de vezes em que tais pedidos são concedidos, ou 80% desses acatos são injustos? 

Fora isso muito bom tópico, não tenho muito a acrescentar por enquanto, mas vou recomendar a leitura do livro Antifrágil, porque 
Spoiler Revelar
ttrollface Na verdade vou recomendar o livro The Garbage Generation, de Daniel Amneus. É uma expansão do tema desse tópico. 
  • Sem a visão de um objetivo um homem não pode gerir a sua própria vida, e muito menos a vida dos outros.
Leia: Nuvem de Giz
Responda-o
#22
Thumbs Up 
Bom tópico. 

Eu sinto que perdi muito com a ausência de uma referência masculina na minha criação, to apanhando igual um desgraçado da vida ultimamente mas eu acredito que vou dar a volta por cima.
Responda-o
#23
Realmente faz toda a falta a figura de paterna , sou prova viva disso.Minha mãe fez mais do que pode, não posso julgá-la jamais, agradeço por tudo primeiramente à ela, porém muitos valores, como coragem, enfrentar o desconhecido tive que aprender com a vida , na maioria das vezes quebrando a cara.
"O homem que não atravessa o inferno de suas paixões também não as supera. Elas se mudam para a casa vizinha e poderão atear o fogo que atingirá sua casa sem que ele perceba. Se abandonarmos, deixarmos de lado, e de algum modo esquecermo-nos excessivamente de algo, corremos o risco de vê-lo reaparecer com uma violência redobrada."
Carl Jung
Responda-o
#24
fato comprovadíssimo, sou uma prova viva disso. Minha mãe me ensinou valores importantes como ser um cara focado no trabalho por exemplo, porém meu pai foi............ bom em um relato sobre relacionamentos disse um pouco por cima o que ele era, só vou resumir que é foi e ainda é um parasita que mostrou e mostra os piores valores que um homem pode ter, é triste isso. E aprendi quebrando a cara inúmeras vezes também
Responda-o
#25
Não sei se tem algum estudo científico a respeito, mas eu tenho observado que a maioria dos homens gays e afeminados não tem pai ou o pai é ausente, nem tem irmão mais velho hétero. Ou seja, parece que a presença do pai também influencia a sexualidade dos garotos.
[...] brasileiros não são checadores e questionadores de realidade e tampouco ponderam, pois não tem valores, noções de moral e ética e muito menos  noções de lógica aplicada aos fatos. (Minerim)

Responda-o
#26
(19-07-2018, 12:06 PM)Virtuoso Escreveu: Não sei se tem algum estudo científico a respeito, mas eu tenho observado que a maioria dos homens gays e afeminados não tem pai ou o pai é ausente, nem tem irmão mais velho hétero. Ou seja, parece que a presença do pai também influencia a sexualidade dos garotos.

Bem lembrado Virtuoso! 

É óbvio que a Real e os seus participantes debatem sobre as consequências da falta de um pai para um filho.. Mas pensando por um outro lado também. E as consequências para as filhas ? Será que essas prostitutas civilizadas, m$ol e por aí vai, também são motivos da falta de um pai na criação ? Eu acredito que isso coopera muito na formação. (Mas como não sou dono da certeza, gostaria de saber da opinião de terceiros). 

Se estou entrando em um debate inútil, por favor me alertem. Sou novato na Real e ainda estou juntando as peças.
Responda-o
#27
(19-07-2018, 12:06 PM)Virtuoso Escreveu: Não sei se tem algum estudo científico a respeito, mas eu tenho observado que a maioria dos homens gays e afeminados não tem pai ou o pai é ausente, nem tem irmão mais velho hétero. Ou seja, parece que a presença do pai também influencia a sexualidade dos garotos.

Leia isso: https://www.henrymakow.com/2018/06/Excus...20%20.html

Citação:CAUSES OF HOMOSEXUAL DISORDER

I was not surprised to hear this. My long clinical experience and a sizable body of psychoanalysis research tell me that most [homosexuals]are reacting, at an unconscious level, to something amiss with their earliest upbringing- over-controlling mothers and abdicating fathers. Through long observation, I have also learned that the supposedly liberated homosexual is never really free. In his multiple, same-sex adventures, even the most effeminate gay was looking to incorporate the manhood of others, because he was in a compulsive, never-ending search for the masculinity that was never allowed to build and grow in early childhood...

Once my patients have achieved an insight into this dynamics-and realized there is no moral fault involved in their longtime and mysterious need-they have moved rather quickly on the road to recovery. Their consequent gratitude to me is overwhelming. And why shouldn't it be? They were formerly caught up in compulsions they could not understand, compulsions they could not control. Now they are in charge of their own lives.
  • Sem a visão de um objetivo um homem não pode gerir a sua própria vida, e muito menos a vida dos outros.
Leia: Nuvem de Giz
Responda-o
#28
(22-07-2018, 10:06 PM)Don Vito Corleone Escreveu: Bem lembrado Virtuoso! 

É óbvio que a Real e os seus participantes debatem sobre as consequências da falta de um pai para um filho.. Mas pensando por um outro lado também. E as consequências para as filhas ? Será que essas prostitutas civilizadas, m$ol e por aí vai, também são motivos da falta de um pai na criação ? Eu acredito que isso coopera muito na formação. (Mas como não sou dono da certeza, gostaria de saber da opinião de terceiros). 

Se estou entrando em um debate inútil, por favor me alertem. Sou novato na Real e ainda estou juntando as peças.

Com certeza também influencia o comportamento das filhas. Na verdade, o texto se aplica a garotos e garotas, inclusive na parte que fala de início precoce da vida sexual.
[...] brasileiros não são checadores e questionadores de realidade e tampouco ponderam, pois não tem valores, noções de moral e ética e muito menos  noções de lógica aplicada aos fatos. (Minerim)

Responda-o
#29
(23-07-2018, 11:12 AM)Lasker Escreveu:
(19-07-2018, 12:06 PM)Virtuoso Escreveu: Não sei se tem algum estudo científico a respeito, mas eu tenho observado que a maioria dos homens gays e afeminados não tem pai ou o pai é ausente, nem tem irmão mais velho hétero. Ou seja, parece que a presença do pai também influencia a sexualidade dos garotos.

Leia isso: https://www.henrymakow.com/2018/06/Excus...20%20.html

Citação:CAUSES OF HOMOSEXUAL DISORDER

I was not surprised to hear this. My long clinical experience and a sizable body of psychoanalysis research tell me that most [homosexuals]are reacting, at an unconscious level, to something amiss with their earliest upbringing- over-controlling mothers and abdicating fathers. Through long observation, I have also learned that the supposedly liberated homosexual is never really free. In his multiple, same-sex adventures, even the most effeminate gay was looking to incorporate the manhood of others, because he was in a compulsive, never-ending search for the masculinity that was never allowed to build and grow in early childhood...

Once my patients have achieved an insight into this dynamics-and realized there is no moral fault involved in their longtime and mysterious need-they have moved rather quickly on the road to recovery. Their consequent gratitude to me is overwhelming. And why shouldn't it be? They were formerly caught up in compulsions they could not understand, compulsions they could not control. Now they are in charge of their own lives.

Joguei no Google tradutor aqui Big Grin Então é isso, existem mesmo indícios científicos de que a ausência do pai está relacionada à homossexualidade. Muito bom!
[...] brasileiros não são checadores e questionadores de realidade e tampouco ponderam, pois não tem valores, noções de moral e ética e muito menos  noções de lógica aplicada aos fatos. (Minerim)

Responda-o
#30
Eu fiz um texto que seria complementar a este tópico:

________________________________________________________________________________________________

A negação da importância do pai aos filhos é fato comum nos dias de hoje. Vemos cada vez mais crianças sendo criadas pelas mães e avós, que também são mães solteiras, com a ausência - total ou quase - do pai. Muito comum também a vilanização desta figura masculina, muitas das vezes com razão, mas num mundo onde a moral é relativizada conforme a necessidade do momento, não deveríamos esperar nada diferente disso.
 
A criança cresce sem nenhum perfil masculino de exemplo. Muitos afirmam que a mãe pode fazer o papel de pãe, já eu afirmo que negar a natureza humana é comum aos nossos antepassados e contemporâneos, cômico se não fosse trágico.
 
Seria o distanciamento da natureza que nos fez ficar tão desconectados da realidade? Nossa comida industrializada açucarada comprada em um pacotinho brilhante na prateleira de um supermercado? Nossos empregos entediantes na tela de um computador? Um mundo onde tudo está partindo pro virtual? Ou tudo é mesmo fruto da leviandade dos engenheiros sociais de ideologias nefastas?
 
 Há um pensamento comum de que uma sociedade menos "masculina" é mais tranquila, compreensiva, inclusiva e menos agressiva e competitiva.  É também dentro dessa má-fé má vontade com a própria ideia da masculinidade que leva a uma confusão perigosa em relação ao papel do pai, que é importante exatamente por ser complementar, único e indispensável, e não por ser intercambiável com o papel da mãe, também único e indispensável. 
 
A guerra entre os sexos foi utilizada com grande inteligência para minar a familia, desestabilizando os lares e influenciando toda uma geração. A exigência aos homens na verdade foi de transformação do pai em uma mãe barbuda, os engenheiros sociais (sociólogos, intelectuais, jornalistas) insistem em negar a natureza, não é mesmo? O pai é importante justamente por ter experiências e ser exemplo distinto da mãe, e por isso mesmo complementar e equilibrador, não acessório ou duplicador das experiências, ideias e exemplos da mãe.
 
 
Toda essa confusão entre os papéis não causa apenas danos aos pais, mães e crianças, mas para toda a sociedade no curto e no longo prazo, vejamos dados nos EUA:
 
- 63% dos suicídios de jovens são em lares sem a presença do pai, cinco vezes mais que a média;
 
- 90% de todas as crianças sem lar ou que fugiram de casa vieram de lares sem pai, 32 vezes mais que a média;
 
- 80% dos estupros são cometidos por pessoas criadas em lares sem pai, 14 vezes acima da média;
 
- 71% dos estudantes que largam o ensino médio vêm de lares sem pai, nove vezes acima da média;
 
- 75% dos jovens dependentes químicos foram criados em lares sem pai, dez vezes acima da média;
 
- Crianças com o pai envolvido na educação tem 40% menos chances de repetir de ano;
 
- Crianças com o pai envolvido na educação tem notas mais altas e mais envolvimento em atividades extra-curriculares.
 
FONTE: https://thefatherlessgeneration.wordpres...tatistics/
 
 
Os progressistas dirão que possuem a solução para esse mal assolador: o aborto e o alto investimento estatal nessas “famílias”.
 
Além de estimularem toda essa confusão com a inversão de papéis e de exemplos, a vilanização da moral judaico-cristã e do masculino, promiscuidade, o sexo infanto-juvenil sob o manto da educação sexual, o divórcio (com duras leis punitivas ao homem), eles acreditam que resolveriam o problema assassinando essas crianças no ventre de suas mães, geralmente negras e pobres, ainda sob a bandeira de defesa dos direitos dos negros e dos pobres, o que por si só demonstra a degradação moral em que as nossas gerações passaram ao longo das ultimas décadas. Acreditam também que o alto investimento estatal nessas famílias já desestruturadas substituiria o papel do pai e “melhoraria” esses números, se você também acredita nisso, assine o cheque e ajude o papai-estado a intervir na intervenção.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#31
Geração criada por avós.
As velhas não podem nem descansar ou viver o fim da vida tranquila ate com os companheiros de longa a vida.
meu vizinho tem uns 72 anos a filha mesmo casada queria jogar para mãe e o velho que deu a ordem para não aceitar.
Os filhos devem ficar com os pais e pronto.Eu quando lembro da minha infância recordo mãe,pai e irmãos.
Avô e avó nem lembro muito.Faleceram bem cedo também,mesmo tendo filhos cedo.
Responda-o
#32
O papel de pai (não apenas este, mas o de marido) foi substituído pelo "estado" na vida das pessoas das gerações mais ressentes. Historicamente e biologicamente falando, o homem sempre foi mais "descartável" na sociedade, primeiramente pela própria segurança da mesma, mas também para concretizar a possibilidade de continuação da espécie. A sociedade progressista (marxista) se aproveitou dessa peculiaridade para garantir a sua própria  evolução e dominância na vida contemporânea, imputando na cabeça de todos (inclusive em nós mesmos) que o homem é totalmente substituível (e É até certo ponto de vista) mas num caráter totalmente utilitarista, inútil e irrelevante, principalmente no que diz respeito a educação dos mais jovens, porém, ao mesmo tempo continua escravizando e usando a NOSSA força de trabalho para manutenção do seu próprio "status quo". Aos poucos os homens estão acordando para essa realidade, mas existe um longo caminho até que alguma coisa seja feita substancialmente falando. Talvez precisássemos de uma catástrofe gigantesca ou de uma grande guerra para recolocar a humanidade nos trilhos. 

E infelizmente, a maioria dos homens comprou essa ideia progressista, e hoje se veem sem objetivo e sem sentido de viver, se afundando na ostentação e promiscuidade completamente vazia, alimentando ainda mais esse estado e essa configuração social de famílias sem figura paterna, seja por impedimentos judiciais ou mesmo pelo próprio sujeito, que jamais soube ou saberá o que significa ser homem e dar o exemplo para seus filhos, "pq vou me preocupar, o estado que cuide".

O psicológico masculino é arquitetado de maneira que faça com que nós, homens, encontremos a felicidade e sentido de viver apenas pelo sacrifico próprio em prol de algo maior. Esse algo maior, no passado, era basicamente o sangue (legado) e família, hoje em dia isso absolutamente não existe mais e não foi posto nada no lugar. Por isso, cada dia que passa mais homens estão afundados no vazio existencial e buscando alguma "coisa" que satisfaça esse desejo inconsciente de glória e sacrifício de alguma forma, por isso estamos mais propensos a cair em atitudes e vícios potencialmente autodestrutivos e insustentáveis mesmo em curto prazo. Aos que reprimiram essa característica (eunucos sem bolas), só restou a submissão total ao estado e as mulheres, seguir as leias e os comportamentos que querem que nós sigamos, sendo o famoso "nice guy" que não tem boca para nada e é apenas uma carteira ambulante, ou o revoltado da internet que vai morrer num quarto escuro sem descendentes e sem deixar nenhum vestígio que já andou pela terra.

Mas nem por isso estes homens não enfrentem problemas psicológicos relacionados a psique masculina incompleta. Talvez estes até sofram mais com isso.
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#33
(19-09-2018, 09:34 AM)Héracles Escreveu: O papel de pai (não apenas este, mas o de marido) foi substituído pelo "estado" na vida das pessoas das gerações mais ressentes. Historicamente e biologicamente falando, o homem sempre foi mais "descartável" na sociedade, primeiramente pela própria segurança da mesma, mas também para concretizar a possibilidade de continuação da espécie. A sociedade progressista (marxista) se aproveitou dessa peculiaridade para garantir a sua própria  evolução e dominância na vida contemporânea, imputando na cabeça de todos (inclusive em nós mesmos) que o homem é totalmente substituível (e É até certo ponto de vista) mas num caráter totalmente utilitarista, inútil e irrelevante, principalmente no que diz respeito a educação dos mais jovens, porém, ao mesmo tempo continua escravizando e usando a NOSSA força de trabalho para manutenção do seu próprio "status quo". Aos poucos os homens estão acordando para essa realidade, mas existe um longo caminho até que alguma coisa seja feita substancialmente falando. Talvez precisássemos de uma catástrofe gigantesca ou de uma grande guerra para recolocar a humanidade nos trilhos. 

E infelizmente, a maioria dos homens comprou essa ideia progressista, e hoje se veem sem objetivo e sem sentido de viver, se afundando na ostentação e promiscuidade completamente vazia, alimentando ainda mais esse estado e essa configuração social de famílias sem figura paterna, seja por impedimentos judiciais ou mesmo pelo próprio sujeito, que jamais soube ou saberá o que significa ser homem e dar o exemplo para seus filhos, "pq vou me preocupar, o estado que cuide".

O psicológico masculino é arquitetado de maneira que faça com que nós, homens, encontremos a felicidade e sentido de viver apenas pelo sacrifico próprio em prol de algo maior. Esse algo maior, no passado, era basicamente o sangue (legado) e família, hoje em dia isso absolutamente não existe mais e não foi posto nada no lugar. Por isso, cada dia que passa mais homens estão afundados no vazio existencial e buscando alguma "coisa" que satisfaça esse desejo inconsciente de glória e sacrifício de alguma forma, por isso estamos mais propensos a cair em atitudes e vícios potencialmente autodestrutivos e insustentáveis mesmo em curto prazo. Aos que reprimiram essa característica (eunucos sem bolas), só restou a submissão total ao estado e as mulheres, seguir as leias e os comportamentos que querem que nós sigamos, sendo o famoso "nice guy" que não tem boca para nada e é apenas uma carteira ambulante, ou o revoltado da internet que vai morrer num quarto escuro sem descendentes e sem deixar nenhum vestígio que já andou pela terra.

Mas nem por isso estes homens não enfrentem problemas psicológicos relacionados a psique masculina incompleta. Talvez estes até sofram mais com isso.

Muito bom.
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#34
Esse vice-presidente é simplesmente um Monstro das mitagens.

Citação:Mourão diz que família sem pai é ‘fábrica de elementos desajustados’

Na palestra que deu no Secovi, nessa semana, o general Hamilton Mourão afirmou que o narcotráfico recruta jovens de famílias pobres “sem avô e pai”.
O vice de Jair Bolsonaro, segundo o relato da Folha, disse haver um “ataque cerrado à instituição da família”, do qual decorre uma crise de costumes.
[...]
Direitos humanos são para os humanos direitos”, disse, sob aplausos.

NÃO É PRECONCEITO, essa frase é uma verdade politicamente incorreta, mas é verídica, só comparar os aumentos de filhos criados em lares mono-parentais, com os índices de marginalidade.
Tem também pesquisa do MJ - ou do CNJ - corroborando essa tese também.

Depois de postado no f.d.b., é conveniente que esse post faça parte desse tópico.
Responda-o
#35
(19-09-2018, 09:58 PM)Baralho Escreveu: Esse vice-presidente é simplesmente um Monstro das mitagens.

Citação:Mourão diz que família sem pai é ‘fábrica de elementos desajustados’

Na palestra que deu no Secovi, nessa semana, o general Hamilton Mourão afirmou que o narcotráfico recruta jovens de famílias pobres “sem avô e pai”.
O vice de Jair Bolsonaro, segundo o relato da Folha, disse haver um “ataque cerrado à instituição da família”, do qual decorre uma crise de costumes.
[...]
Direitos humanos são para os humanos direitos”, disse, sob aplausos.

NÃO É PRECONCEITO, essa frase é uma verdade politicamente incorreta, mas é verídica, só comparar os aumentos de filhos criados em lares mono-parentais, com os índices de marginalidade.
Tem também pesquisa do MJ - ou do CNJ - corroborando essa tese também.

Depois de postado no f.d.b., é conveniente que esse post faça parte desse tópico.

Me impressiona a inteligência desse General.

Pós-verdade: Situação na qual os fatos concretos tem menor relevância do que os apelos às emoções e crenças pessoais.

Edit: "Facts don't care about your feelings".
Spoiler Revelar
"Facts don't care about your fellings!"

Responda-o
#36
O ponto crucial disto é que tudo que for dito pelo General Mourão, do Paulo Guedes e do Bolsonaro, vai ser deturpado.

Até o queridinho do 'beautiful people' o Barack Obama, fez a mesma citação, com a diferença que o cretino foi o responsável pela expansão dos abortos em massa, do estado paternalista, da secularização da sociedade e da criminalização do cristianismo. A moral esquerdista é seletiva!
Responda-o
#37
O mundo se tornou um hospício a céu aberto. Ser normal e falar a verdade é motivo de espanto e escandalo.
Cuidai, para que isso que agora julgais ser ouro puro, não se vos demonstre ser metal vil.

Conheça meu tópico: Evidências Bíblicas Arqueológicas.
Responda-o
#38
Meu tio nem conhece a real e tava falando sobre isso hoje comigo:
Ele falou que uma família sem figura paterna dará fruto a possíveis marginais e bandidos em potencial.
Chaotic Mind - Benji Chasin
Responda-o
#39
UP!

Tópico sensacional!
"Fiat justitia, et pereat mundus..."
Responda-o
#40
Dia dos pais chegando. Up neste tópico.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 2 Visitante(s)