Avaliação do Tópico:
  • 3 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Como superar todos os seus medos
#1






[Image: libertando%2Bde%2Bsi%2Bmesmo.png]




Como lidar com os medos para que eles não nos paralisem, não tire de mim minha vida e minhas realizações?!


O medo paralisa! Uma das maiores razões que impedem o avanço de nossas vidas é o medo. Mas se aprofundarmos na gênese do medo, descobriremos que ele não é palpável. O maior medo das pessoas é o medo do desconhecido.


"Medo do desconhecido?! Tá errado, eu sei de todas as razões e o significado dos meus medos!"
"Por exemplo, eu tenho medo de perder o emprego!"

 Você tem certeza?!


Na realidade, o que ocorre é quando refletimos sobre a razão de nossos medos no presente, não encontramos uma lógica. A lógica só é encontrada quando visualizamos o estado futuro deste evento. Como por exemplo, o medo de perder o emprego, na realidade, não assusta. O que assusta, é o medo do que vai acontecer se você perder o emprego. Ou o medo de falar em público. Falar em público não é a causa do medo, e sim do que vai acontecer quando você falar em público, do que vai acontecer se você esquecer o que falar, do que vai acontecer quando todos estiverem olhando para você. E o medo de chegar em uma mulher?! O medo na verdade não é da mulher. E sim do que vai acontecer se você chegar na mulher. E se ela não for receptiva?! E se ela pensar que você é muito inferior?!


Então, o que encontramos no real significado do medo são variáveis futuras! E essas variáveis futuras são desconhecidas, pois até então, não sabemos, como vamos reagir naquele momento de quebra da zona de conforto, levando-nos a temer sobre que atitude deveremos tomar para esse desconhecido. 


Portanto, a principal razão do medo é o medo de não saber o que vai acontecer se, aquilo que nós temos medo, acontecer!


Partindo desse pressuposto, como então, poderemos superar todos nossos medos?!


Pois bem, a melhor forma de vencer nossos medos, enganar nossa mente, quebrar as crenças sabotadoras ou crenças negativas, é nos preparando para o que vai acontecer se aquilo que nós temos medo, acontecer! E como fazemos isso?! Olhando nossos medos e definindo nossas ações futuras, através de perguntas à nós mesmos.


Defina o "como será" dos eventos futuros, de todos os seus medos, perguntando: 

  • Como eu me comportarei quando acontecer (coloque seu medo)?!
  • O que acontecerá caso (o seu medo) se concretizar?!
  • O que você vai fazer se (seu medo) concretizar?!



Citação:
Com essas perguntas você pode pensar estrategicamente e determinar uma reação ao medo que você possui.

Pois, quando você entende, diz para seu cérebro, definindo, o que vai acontecer depois do medo, o medo começará a se dissipar.

Porque, quando significamos um evento desconhecido, ele já não será mais desconhecido, e se tornará conhecido para o nosso cérebro. E tornando-se conhecido, adquirimos o controle da situação, ampliando nossa zona de conforto. 



Assim sendo, concluo que o mais importante de ter clareza de quais são seus medos, é como você vai se comportar caso seus medos se concretizem. Como que você, positivamente, vai se comportar, caso seu medo se concretize.


Experimente! Execute essa estratégia em algum medo que você possua!


Tenho certeza, que só de você ter clareza de como você vai agir quando seu medo se concretizar, o seu medo se tornará tão insignificante, que dissipará da sua vida.


Claro que para que consigamos vencer o medo, precisamos reforçar, através de repetição, as reações positivas frente o medo. Quanto mais repetirmos as ações estratégicas que criarmos, para quando o medo se concretizar, mais teremos poder, mais teremos segurança, mais teremos preparo e mais teremos autocontrole, quando a situação do medo vir à acontecer.


E, então, pouco a pouco, o medo se dissipará. E, mais e mais, nossa segurança e autocontrole se elevará.


Essa é a real!







Responda-o
#2
Texto muito bom Mandrake.

No meu Relato dos EUA, teve um momento que o meu dinheiro estava quase acabando e fiquei com medo dele acabar e fiquei com medo de ser expulso da casa que estava alugando por conta do aluguel atrasado. Mas, olhando esse tópico, eu estava com medo do que ia acontecer depois dessas circunstâncias. No caso, o que ia acontecer depois que eu ficasse sem dinheiro e estive sem lugar para morar?

Eu acabei fazendo bem parecido com o que você ensina, pensei no que eu faria se isso ocorresse, pensei no pior, e em uma saida para o pior. No caso, descobri um lugar que poderia morar de graça, parecido com aquele do filme "A procura da felicidade", e descobri um lugar que distribuia cestas básicas toda semana. Então, na pior das hipóteses eu tinha uma saída.

Depois que pensei nisso, fiquei bem mais tranquilo. Então, funcionam mesmo essas dicas e também são boas, principalmente, para aquelas pessoas que sofrem de transtornos de ansiedade.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#3
Exatamente isso Liberta!

As vezes sabemos e fazemos isso, sem ter esse conhecimento. Este tópico serve justamente para isso, ter uma referencia técnica.


E complementando.

As coisas funcionam em ciclos.

A primeira etapa para vencer algum medo, é se concentrar na "reação" quando ele vier.

Depois de reunir algumas ações positivas, para enfrentar o medo, temos que por em pratica.

Para colocarmos em prática, temos que encarar o medo de frente, agora com a carta na manga (a atitude positiva de reação ao medo), as coisas começam a clarear para nós, quando adquirimos o COMO SERÁ, da situação futura.

Encarando o medo de frente, através da AÇÃO, temos agora que, colocar nossa estratégia no contexto do medo. E repetir, inúmeras vezes (em determinado medo precisa repetição, outros não).

Com a repetição, amplia-se nossa zona de conforto e vem a extinção do medo.



** A principal etapa para superar o medo, é justamente a ação. Encarar o medo. Não adianta nada pensar, pensar e pensar, nas estratégias e não colocá-las em prática. AÇÃO É PRIMORDIAL. **


Resumindo:




Citação:
MEDO



  1. Entendimento/Clareza da Situação Futura

  2. Estratégias Futuras

  3. Ação

  4. Repetição (caso necessário)

  5. Extinção
Responda-o
#4
Gostei, está ai uma coisa que usei muito, nem sabia que era tão medroso assim.

Usei muito isso em apresentações/palestras/conversas, antecipando as reações e as possíveis perguntas (sempre acertava no mínimo 70%) já identificava também os pontos de críticas(desleixados alguns até propositalmente pois na hora já saberia a melhor resposta evitando assim trabalho demais ou para focar em outro aspecto). Unica grande desvantagem é que as vezes parecermos muito seguro de si mas quando colocado o dedo em alguma ferida desconhecida era necessário jogo de cintura para não deixar tudo desmoronar.

Essa é uma técnica parecida com a do Viktor Franklin referente a Ansiedade Antecipatória (http://legadorealista.net/forum/showthread.php?tid=1390).

Antes de entrar no ninho de rato de rato você tem que transar, conhecimento liberta.
"Há um amplo fosso de aleatoriedade e incerteza entre a criação de um grande romance – ou joia, ou cookies com pedaços de chocolate – e a presença de grandes pilhas desse romance – ou joia, ou sacos de biscoitos – nas vitrines de milhares de lojas. É por isso que as pessoas bem-sucedidas em todas as áreas quase sempre fazem parte de um certo conjunto – o conjunto das pessoas que não desistem." O andar do bêbado.
Responda-o
#5
- Gostei deste texto. Ele é bem simples de ser entendido.
Responda-o
#6
Muito bom. Isso me lembra o tema "ansiedade por antecipação" que tb fode com a vida da pessoa que tem e muda os rumos das atitudes tomadas na maioria das vezes diante de um desafio

Responda-o
#7
Ótimo tópico.
Responda-o
#8
Acho que sem saber eu sempre fiz isso. Sempre que tinha uma coisa espinhosa para fazer em alguns dias, eu me preparava mentalmente para saber o que fazer na pior das hipóteses. Eu nem pensava que poderia dar certo, já contava com a derrota e em como eu agiria.

Sempre me aliviou bastante e me dava mais tranquilidade no agir pensar dessa forma. Não consegui me expressar muito bem, mas não chega a ser um "pessimismo" mas uma alinhamento psicológico com uma situação difícil.

Hoje eu sou mais prático ainda, eu não penso e fico matutando aquilo que eu preciso fazer. Penso só na hr de agir, e tem sido melhor ainda, pois eu prezo pelo aprimoramento constante através da prática de vida. Muito planejamento leva a inércia e descontentamento com a vida.

ótimo tópico @Mandrake
"Compreendi o tormento cruciante do sobrevivente da guerra, a sensação de traição e covardia experimentada por aqueles que ainda se agarram à vida quando seus camaradas já dela se soltaram."  (Xeones para o rei Xerxes)

Responda-o
#9
@Mandrake, muito bom o tópico. Esclarece de forma trivial sobre quais as atitudes corretas a serem tomadas a respeito de quaisquer medo que possa surgir. Ou seja, sempre pensar de maneira positiva e conhecedora do provável resultado que aparecerá.
Aprenda uma coisa: Gostar da sua companhia é um grande nível!
Responda-o
#10
(08-12-2016, 05:54 PM)Bean Escreveu: Gostei, está ai uma coisa que usei muito, nem sabia que era tão medroso assim.

Usei muito isso em apresentações/palestras/conversas, antecipando as reações e as possíveis perguntas (sempre acertava no mínimo 70%) já identificava também os pontos de críticas(desleixados alguns até propositalmente pois na hora já saberia a melhor resposta evitando assim trabalho demais ou para focar em outro aspecto). Unica grande desvantagem é que as vezes parecermos muito seguro de si mas quando colocado o dedo em alguma ferida desconhecida era necessário jogo de cintura para não deixar tudo desmoronar.

Essa é uma técnica parecida com a do Viktor Franklin referente a Ansiedade Antecipatória (https://legadorealista.net/forum/showthr...p?tid=1390).

Antes de entrar no ninho de rato de rato você tem que transar, conhecimento liberta.

Bean, eu fiz a mesma coisa. Quando eu virei professor, eu peguei uma turma muito boa, eles realmente tinham interesse em aprender a matéria.

E faziam o terror de todo professor: Perguntavam tudo sobre a matéria. Faziam perguntas inteligentes e bestas e questionavam tudo o que eu ensinava, principalmente quando contrariava outros professores.

Eu passei um sufoco imenso no início, mas foi o periodo que mais aprendi. Quando eu terminava de preparar a aula, eu relia ela inteira como se fosse um aluno querendo aprender tudo e anotava várias perguntas bestas e inteligentes que imaginava que fariam e pesquisava as respostas delas. 

Quando eu ia ministrar a aula, tinha conseguido prever uns 70% das perguntas dos alunos e a qualidade das minhas aulas subiu exponencialmente.

Isso se aplica também aquele tópico do Temujin sobre o Xadrez e Jiujitsu, que é justamente a habilidade de prever os acontecimentos antes deles ocorrerem e se preparar adequadamente para os mesmos.
“A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que, no íntimo de seu coração, sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Ellen White, Educação, Pág 57.
Responda-o
#11
Excelente reler o texto.

Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas... (Sun Tzu)
A Real salva vidas!
“Train yourself to let go of everything you fear to lose.” (Yoda)
Responda-o
#12
Excelente artigo, realmente o "medo" priva o homem de ser realmente quem ele é,penso que medo pode ser o resultado da falta de coragem de ser quem somos, não sendo honestos com nós mesmos.
Interessante está maneira de lidar com o "medo" antecipando o que pode acontecer... porém fazendo isso podemos estar pensando em uma ilusão,algo que talvez nem aconteça..pois em uma situação existe infinita variáveis.
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)