Avaliação do Tópico:
  • 1 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Viagem dos Sonhos
#21
Minhas viagens dos sonhos são viagens de negócios, mas o lugar que eu gostaria de conhecer em especial é o México.
Responda-o
#22
[Image: wall_street_1920.jpg]

.: Wall Street - NY

- Como sou estudante de finanças, gostaria muito de viajar para este lugar quando possível.
"A Real tem 5 estágios: Conhecimento, Revolta, Aceitação, Compreensão e Evolução".
Responda-o
#23
Deja Vu ou já tem outro tópico exatamente igual esse? Eu lembro que comentei nesse post.
Responda-o
#24
Viajar sempre é bom, concordo como o Mafioso, de moto é muito melhor...o foda é que as estradas brasileiras não ajudam (muito buraco) e os motoristas são loucos e não respeitam ninguém (principalmente se você tiver moto).

O meu sonho é comprar uma carreta estilo as americanas e atravessar um lado até o outro nos EUA puramente por diversão (claro que vou precisar de grana para isso, mas não custa sonhar algo)...

Ah um Peterbilt:

[Image: 3030143140_1_7_Ze01N7Xt.jpg]
Responda-o
#25
(15-08-2015, 09:17 PM)DAT Escreveu: Viajar sempre é bom, concordo como o Mafioso, de moto é muito melhor...o foda é que as estradas brasileiras não ajudam (muito buraco) e os motoristas são loucos e não respeitam ninguém (principalmente se você tiver moto).

O meu sonho é comprar uma carreta estilo as americanas e atravessar um lado até o outro nos EUA puramente por diversão (claro que vou precisar de grana para isso, mas não custa sonhar algo)...

Ah um Peterbilt:

[Image: 3030143140_1_7_Ze01N7Xt.jpg]



Eu gostaria de fazer isso tbm, só que com um carro. Passar pelo menos uma semana em cada estado. Já dirigi bastante por lá, mas nada que tenha passado de 20 dias por vez. 


Pra dirigir um grandao desses vc vai precisar de uma licensa especial. Caminhoneiros lá são bem regulados e precisam passar por vários exames. Mas não deve ser nada muito complicado. Não existe coisa melhor que pegar estrada nos EUA.



Responda-o
#26
(15-08-2015, 09:27 PM)Mr. Rover Escreveu: Eu gostaria de fazer isso tbm, só que com um carro. Passar pelo menos uma semana em cada estado. Já dirigi bastante por lá, mas nada que tenha passado de 20 dias por vez. 


Pra dirigir um grandao desses vc vai precisar de uma licensa especial. Caminhoneiros lá são bem regulados e precisam passar por vários exames. Mas não deve ser nada muito complicado. Não existe coisa melhor que pegar estrada nos EUA.




Muito foda, também vejo vários videos de viagens americanas, a qualidade das estradas é incrível, acho que em algo parecido aqui por perto, apenas o Chile deva ter estradas na mesma qualidade...Imagino realmente que seja difícil conseguir uma licença para isso por lá (deve ser que nem no Brasil que o cara tem que ter determinado tempo em uma categoria antes de iniciar em outra), mas nada que seja impossível de conseguir...
Responda-o
#27
Não sei se é difícil conseguir a licensa. Mas dirigir um caminhão desses não é pra qualquer um. Na estrada até deve ser fácil, mas manobrar esses trambolhos na cidade sem fazer nenhuma cagada deve ser complicado. 


Fui dar uma olhada rápida e é preciso ter mais de 21 anos, tirar uma licensa chamada CDL (Commercial Driver License) e fazer um curso para dirigir esse caminhões. Vi um que chama PTDI (Professional Truck Driver Institute). 


A pergunta que fica é como é para quem não é americano. Acho que pra fazer isso é preciso ter um status legalizado por lá. Não sei. E pelo que vi, os caras mais bem pagos ganham em média US$ 58 mil por ano enquanto os menos bem pagos US$ 25 mil.


Se esse cara do video que postei ai faz isso, sei lá, não querendo julgar o cara, mas ele não me parece ser o cidadão mais brilhante que já vi. Realmente não é nada impossível de conseguir.
Responda-o
#28
Pior que manobrar essas carretas é a parte mais legal do negócio e não é tão difícil como parece, apenas ter noção de direção (como saber que se o trailer vai para um lado e você quer corrigir, tem que dobrar para o oposto e que caminhão usa mais o freio motor do que o resto, se não falta ar e você fica sem freio, etc...)...meu tio dirigia carreta uma época e ele não era lá nem um pouco inteligente, mas manobrava e dirigia muito bem caminhões, coisa que o cara pega com o tempo...Se quiser simular a sensação de estacionar e manobrar uma carreta, tem um jogo chamado Euro Truck Simulator 2 (estão fazendo o American Truck para ser lançado ainda esse ano) que é bem divertido, recomendo se gosta de viagens e de carretas:





Claro que no vídeo o cara usou a câmera externa, eu demorei uns 15 minutos mas consegui estacionar com a câmera interna heheh...Mas igual se eu for fazer isso na vida real um dia, vai ser puramente por diversão e com grana sobrando na conta, viver profissionalmente disso com prazos e entregas, comida em restaurantes de beira de estrada, noites mal dormidas, etc...não me agrada muito...mas é interessante os cursos obrigatórios que você postou, pesquisei por preços e está na faixa de 3k USD até 4k USD, creio que com 5k USD deva tirar a carteira para carreta por lá, mas também acho que tenha que ter endereço fixo nos states...
Responda-o
#29
U.S. Route 66 — EUA: Destino imprescindível para a viagem de um gearhead autoentusiasta. Deve ser uma experiência inigualável atravessar esta rodovia a bordo de um Chevelle 454.

[Image: Route-66.jpg]
Responda-o
#30
(16-08-2015, 02:58 PM)Chris Kyle Escreveu:
(15-08-2015, 09:27 PM)Mr. Rover Escreveu: Eu gostaria de fazer isso tbm, só que com um carro. Passar pelo menos uma semana em cada estado. Já dirigi bastante por lá, mas nada que tenha passado de 20 dias por vez. 


Pra dirigir um grandao desses vc vai precisar de uma licensa especial. Caminhoneiros lá são bem regulados e precisam passar por vários exames. Mas não deve ser nada muito complicado. Não existe coisa melhor que pegar estrada nos EUA.




Muito foda, também vejo vários videos de viagens americanas, a qualidade das estradas é incrível, acho que em algo parecido aqui por perto, apenas o Chile deva ter estradas na mesma qualidade...Imagino realmente que seja difícil conseguir uma licença para isso por lá (deve ser que nem no Brasil que o cara tem que ter determinado tempo em uma categoria antes de iniciar em outra), mas nada que seja impossível de conseguir...

você comentou sobre as estradas do chile, é verdade, lá realmente as estradas são boas, já dirigi muito por lá, já fui pro Chile algumas vezes, um país muito bom, povo muito civilizado e educado, padrão de vida bom!Mas faz muito tempo que não vou lá, não sei qual é a situação atual...
Responda-o
#31
(31-08-2015, 12:03 PM)Paloso Escreveu: você comentou sobre as estradas do chile, é verdade, lá realmente as estradas são boas, já dirigi muito por lá, já fui pro Chile algumas vezes, um país muito bom, povo muito civilizado e educado, padrão de vida bom!Mas faz muito tempo que não vou lá, não sei qual é a situação atual...

Sim, o cara vai para o Chile e não acredita a qualidade que são as estradas e o próprio respeito dos motoristas em relação as leis de trânsito (são daqueles que o pedestre nem precisa esperar o carro parar na faixa de pedestre, todos param automaticamente) é coisa de europeu na América Latina, vamos ver se o esquerdismo não toma conta de vez por lá já que a última presidente é totalmente esquerdista.
Responda-o
#32
De Civic ?

Haja gasosa kkkkk
Responda-o
#33
Belo Tópico

O meu sonho é adquirir um carro sedan esportivo, de preferencia uma BMW 320i, estou travando uma batalha para isso.
Em seguida almejo encerrar o meu expediente em uma sexta feira ao 12,00 h , almoçar pegar o meu carro viajar para uma cidade vizinha onde se tem shopping comprar umas roupas, em seguida cruzar uma boa parte da costa paulista e brasileira somente conhecendo os pontos turísticos, hotéis, tomar aquele shop em barzinhos nunca visitados, pretendo tb conhecer mais cidades do interior paulista, ( hj esta foda a grana esta curta demais ). Pretendo voltar para casa somente ao domingo a noite, depois de '' realmente '' aproveita o fim semana.

Também almejo viajar para lugares onde se tenha pesca esportiva, pesca em alto mar, mato grosso etc.

CREIO QUE ESSA SENSAÇÃO DE LIBERDADE DEVE SER MUITO MARCANTE ESTOU BATALHANDO PARA ISTO. QUANDO CHEGAR AO PONTO DE NÃO PRECISAR FICAR PREGADO EM CASA ASSISTINDO JOGOS MEDÍOCRES, SOMENTE VIAJANDO OU ALGO DO TIPO AI SIM COMPLETAREI MEU JURAMENTO.

ALGUÉM COMPARTILHA DAS MINHAS IDEIAS ??
Responda-o
#34
Como não tenho acesso ao tópico do aeroporto, de emigração, vou colocar aqui o que descobri sobre emigrar para a Nova Zelândia.

A situação econômica do país é excelente, está entre os primeiros em liberdade econômica, é o terceiro no ranking da Heritage, só perde para Hong Kong e Singapura. Não pesquisei sobre isto, mas disseram ser facílimo abrir uma empresa por lá. O país é o sétimo no ranking de IDH e a taxa de homicídios, em 2009, foi de 0,9 por cem mil habitantes. O governo é um monarquia constitucional, onde quem governa é o primeiro-ministro e seu gabinete, que podem ser cassados tanto pelo parlamento, quanto pelo monarca, embora os poderes da coroa sejam previstos em raras situações. O território neozelandês está entre os mais bonitos do mundo, tendo sido o cenário para todos os filmes do Senhor dos Anéis, e é um destino óbvio para os praticantes de esportes radicais.

Para poder trabalhar lá, é preciso um visto que permita. De forma geral, os vistos que permitem trabalhar são o de trabalho nas férias (working holiday), o de estudo, que permite trabalhar 20hs por semana, e o de trabalho, que permite trabalhar livremente, além do visto de residência permanente, mas que vc só conseguirá se já estiver trabalhando com um visto de trabalho.

Vou colocar aqui o caminho mais fácil para emigrar, na minha opinião.

Primeiro de tudo, possuir um curso superior que não precise de licença do governo para atuar, algum na área de TI seria excelente. Mas se, por exemplo, vc for formado em engenharia, precisará complementar lá sua graduação com o que é ensinado na faculdade neozelandesa, o que fará vc gastar muito mais tempo e dinheiro para exercer sua profissão.

Segundo, possuir inglês avançado, não só porque isso economizará tempo e dinheiro na Nova Zelândia, mas também porque você precisará de uma nota mínima em teste de proficiência (IELTS é o mais comum) para fazer um curso de graduação de curta duração, um curso de 1 ano, o mais rápido, essencial neste caminho que estou apresentando. O inglês, além disso, irá facilitar muito para encontrar um emprego de 20hs.

Terceiro, juntar de 23.000 NZD a 42.000 NZD. Esse valor inclui 15.000 NZD para apresentar na imigração, esse seria o dinheiro para você sustentar-se por 1 ano, pela imigração vc precisa ter 1.250 NZD por mês. O resto é para pagar o valor do curso de graduação com duração de um ano, que pode variar de 8.000 NZD a 27.000 NZD. O valor varia tanto porque existem faculdades mais renomadas e outras menos, existem cursos muito específicos, com pouca oferta, e outros bem genéricos e comuns, como bussiness. Esse curso de graduação no sistema educacional neozelândes chama-se Diploma e está no level 7, você tem que fazer um curso com esse level, no mínimo, se quiser conseguir um visto de trabalho após terminá-lo.

Se vc for pagar algum curso de inglês, é preferível pagar à vista por causa do desconto, leve 1.000 NZD por mês de curso, uma duração que penso como razoável são 5 meses com 10 horas por semana, mas dependendo do seu nível de inglês vc poderá precisar de um pouco menos ou um pouco mais de tempo. Os valores na terra do Kiwi são pagos por semana, o que no curso dariam 200 NZD por semana. Pagando o curso à vista, vc poderá guardar todo o dinheiro que ganhar no trabalho de 20hs.

O salário mínimo na Nova Zelândia atualmente é de 14,25 NZD por hora. Com esse salário, num trabalho de 20hs por semana, vc ganharia 285 NZD por semana, que dariam 1.140 NZD por mês.

Após o curso de graduação level 7 você poderá pedir um visto de trabalho com duração de 1 ano. Mas atenção, o governo neozelandês olhará suas notas e presença na aula, se você fez o curso nas coxas, eles podem negar seu visto. Eles também olharão sua formação toda, incluída a brasileira, para ver se vc conseguirá encontrar emprego, se você fez um curso superior no Brasil que precisa de alguma permissão na Nova Zelândia, eles considerarão ele inútil na hora de avaliar e poderão negar seu visto, pois vc dificilmente conseguirá emprego muito melhor do que o feito por qualquer um sem formação, já que sua única qualificação será o Diploma com duração de 1 ano.

Após terminar o prazo do visto, você poderá estende-lo por até 2 anos, desde que você apresente um contrato de trabalho com seu empregador por esse período. Para pedir a residência permanente é usado um sistema de pontos que conta sua profissão, local de trabalho, tempo no país e outras coisas. Mas com 2 ou 3 anos de trabalho qualificado é muito difícil não concederem a residência. Com 5 anos de residência permanente poderá entrar com o pedido de cidadania.

A Nova Zelândia faz parte da Commonwealth, uma organização de diversos países que faziam parte do Império Britânico. Um cidadão de um desses países tem facilidade de acesso a todos os outros membros, que incluem, entre 53 países, Inglaterra, Austrália, Canadá, Bahamas, África do sul e Maurícias.
Responda-o
#35
Essa semana eu criei um artigo contando sobre uma road trip (viagem de carro) que fiz na California em 2011. É um artigo em duas partes e vou publicar a segunda parte amanhã.


Quem se interessar, eis o link.
Responda-o
#36
Tenho vontade de ir pra terra dos celtas, a Irlanda.
Gosto das músicas locais, e as paisagens são incríveis.
Responda-o
#37
Realizadas

- BSB a São Paulo/SP de moto;
- Autobahns bávaras e austríacas num M5 560cv.

Pendentes

- Balneário Camboriú/SC;
- Santorini, Grécia.
Responda-o
#38
(16-10-2015, 09:56 PM)Mr. Rover Escreveu: Essa semana eu criei um artigo contando sobre uma road trip (viagem de carro) que fiz na California em 2011. É um artigo em duas partes e vou publicar a segunda parte amanhã.


Quem se interessar, eis o link.

Parabéns pelo post Rover, faz o cara sonhar estando na frente do PC Gargalhadah...belas estradas (não se vê um buraco nelas), ótimas paisagens e você (ou o seu irmão) é que nem eu na direção, passa mais tempo na contra-mão do que na faixa certa, (seja porque tá sozinho, ou porque tá sempre ultrapassando alguém ou por causa de buraco mesmo Gargalhadah)...

Você só não postou quando colocou de máxima no Vette...ainda mais naquela foto só com reta e descida, eu colocaria 150 mph certo Gargalhadaha...
Responda-o
#39
(17-10-2015, 11:33 PM)Chris Kyle Escreveu:
(16-10-2015, 09:56 PM)Mr. Rover Escreveu: Essa semana eu criei um artigo contando sobre uma road trip (viagem de carro) que fiz na California em 2011. É um artigo em duas partes e vou publicar a segunda parte amanhã.


Quem se interessar, eis o link.

Parabéns pelo post Rover, faz o cara sonhar estando na frente do PC Gargalhadah...belas estradas (não se vê um buraco nelas), ótimas paisagens e você (ou o seu irmão) é que nem eu na direção, passa mais tempo na contra-mão do que na faixa certa, (seja porque tá sozinho, ou porque tá sempre ultrapassando alguém ou por causa de buraco mesmo Gargalhadah)...


Você só não postou quando colocou de máxima no Vette...ainda mais naquela foto só com reta e descida, eu colocaria 150 mph certo Gargalhadaha...


Valeu. Na verdade andamos quase nada na contramão em estradas de duas mãos, era só pra ultrapassar algum caminhão ou carro muito lento mesmo. Algumas fotos dá a impressão que o carro está na contramão, mas a verdade é que como o carro era conversível a parte de tras (bem atrás do banco) era tão lisa quanto o capô, não tinha obstáculos de carroceria. Eu usei uma haste central de tripé com uma DSLR rosqueada na ponta para fazer fotos com a câmera acima da altura do parabrisas ou na frente dele, e para tirar fotos mirando a vista da traseira do carro (as fotos que ficam parecendo que está na contramão). Foi uma gambiarra que deu certo e nos permitiu fazer muitas fotos sem ter que parar toda hora e perder tempo. Foi nessa brincadeira que depois acabei descobrindo a GoPro que poderia ser comprada com haste.


Na segunda parte eu falo sobre forçar o carro. As estradas mais retas foram no deserto depois de Oakland, mas ali tinha radar e tinha polícia perambulando então não arriscamos, os limites eram 70 mph. Só lá no interiorzão mesmo que deu pra correr um pouco. Cheguei perto de 150 mph, mas mesmo sendo um Corvette, é perigoso. O Corvette é um carro perigoso pq ele responde muito fácil no acelerador e até uns 150 km/h vc não sente que está correndo muito.
Responda-o
#40
(18-10-2015, 10:21 AM)Mr. Rover Escreveu:
(17-10-2015, 11:33 PM)Chris Kyle Escreveu:
(16-10-2015, 09:56 PM)Mr. Rover Escreveu: Essa semana eu criei um artigo contando sobre uma road trip (viagem de carro) que fiz na California em 2011. É um artigo em duas partes e vou publicar a segunda parte amanhã.


Quem se interessar, eis o link.

Parabéns pelo post Rover, faz o cara sonhar estando na frente do PC Gargalhadah...belas estradas (não se vê um buraco nelas), ótimas paisagens e você (ou o seu irmão) é que nem eu na direção, passa mais tempo na contra-mão do que na faixa certa, (seja porque tá sozinho, ou porque tá sempre ultrapassando alguém ou por causa de buraco mesmo Gargalhadah)...


Você só não postou quando colocou de máxima no Vette...ainda mais naquela foto só com reta e descida, eu colocaria 150 mph certo Gargalhadaha...


Valeu. Na verdade andamos quase nada na contramão em estradas de duas mãos, era só pra ultrapassar algum caminhão ou carro muito lento mesmo. Algumas fotos dá a impressão que o carro está na contramão, mas a verdade é que como o carro era conversível a parte de tras (bem atrás do banco) era tão lisa quanto o capô, não tinha obstáculos de carroceria. Eu usei uma haste central de tripé com uma DSLR rosqueada na ponta para fazer fotos com a câmera acima da altura do parabrisas ou na frente dele, e para tirar fotos mirando a vista da traseira do carro (as fotos que ficam parecendo que está na contramão). Foi uma gambiarra que deu certo e nos permitiu fazer muitas fotos sem ter que parar toda hora e perder tempo. Foi nessa brincadeira que depois acabei descobrindo a GoPro que poderia ser comprada com haste.


Na segunda parte eu falo sobre forçar o carro. As estradas mais retas foram no deserto depois de Oakland, mas ali tinha radar e tinha polícia perambulando então não arriscamos, os limites eram 70 mph. Só lá no interiorzão mesmo que deu pra correr um pouco. Cheguei perto de 150 mph, mas mesmo sendo um Corvette, é perigoso. O Corvette é um carro perigoso pq ele responde muito fácil no acelerador e até uns 150 km/h vc não sente que está correndo muito.

Verdade, não tinha visto que era foto de trás, carro conversível engana Gargalhadaha...imagino mesmo que o Corvette seja potente (o carro é leve e com motor V8, além da tração traseira), deve ser fácil fazer drift com ele Gargalhadaha...vou ler a parte 2 posteriormente...valeu
Responda-o


Pular fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)