Fórum da Real - Legado Realista
Conheça Jasmine, a mulher que matou o namorado e não foi presa! - Versão para Impressão

+- Fórum da Real - Legado Realista (https://legadorealista.net/forum)
+-- Fórum: Arena de Treinamento (https://legadorealista.net/forum/forumdisplay.php?fid=26)
+--- Fórum: Clássicos da Real (https://legadorealista.net/forum/forumdisplay.php?fid=38)
+---- Fórum: Doutrinador (https://legadorealista.net/forum/forumdisplay.php?fid=78)
+---- Tópico: Conheça Jasmine, a mulher que matou o namorado e não foi presa! (/showthread.php?tid=1503)



Conheça Jasmine, a mulher que matou o namorado e não foi presa! - Mandrake - 03-12-2016





Conheça Jasmine, a mulher que matou o namorado e não foi presa!




[Image: jasmine-cotter.jpg?w=450]




Jasmine Cotter, de 18 anos, e seu namorado Damian Ruston, estavam namorando há 3 anos. Mas em novembro de 2010, eles tiveram uma briga enquanto viajavam de carro por uma rodovia perto de Ada, Oklahoma. Ele parou o carro no acostamento e eles continuaram a discussão.


Não há certeza se Damian estava alcoolizado, mas um teste posterior indicou que Jasmine estava. De acordo com ela, Damian cuspiu em seu rosto, empurrou-a e lançou provocações, dizendo que ela nunca teria coragem de ir para cima dele com o carro. Mas foi exatamente isto que ela fez: atropelou-o, prendendo a vítima à roda direita traseira do carro, e o matou.


Instantaneamente ela se arrependeu, chamou a polícia e relatou todo o episódio. O quadro não parecia favorável a Jasmine. Ela estava bêbada e se declarou culpada pelo homicídio.


Mas a sentença dela tomou um rumo diferente.



O pai da vítima, Anthony Ruston, testemunhou a favor dela e ainda pediu ao juiz que desse clemência para a assassina do próprio filho. Ele disse que a família a havia perdoado, e esperava que o júri também fizesse isso.


Então, por matar um homem num acesso de fúria, ela foi condenada a 10 anos de sentença adiada, ou seja, que ela não vai passar sequer um dia na prisão desde que ela não cause problemas durante este período. E também foi sentenciada a 500 horas de serviços comunitários.



Fonte (inglês): 

Reportagens no Youtube (inglês): 



Citação:
Comentário:


Em um dos vídeos, a assassina diz que “if things were reversed, he would be in jail no question about it” (se as posições fossem invertidas – isto é, se ELE a tivesse atropelado – ele seria preso, sem dúvidas). Assim disse a Sherlock Holmes.



Acho que entendi com esse caso lamentável porque as feministas sempre implicam com a questão de privilégios masculinos na sociedade.



Quando um homem mata a namorada – ele tem o privilégio de ir para a cadeia por ASSASSINATO (o que é correto, tem que ir preso mesmo). Mas quando uma mulher mata o namorado – ela NÃO tem o privilégio de ir para a cadeia… é isso?


Você já viu algum blog feminista falando sobre esse assunto? Não, né? Afinal, o que importa se um homem foi assassinado pela namorada (opa… violência doméstica cometida por mulheres?) e a assassina não ficou sequer um dia na cadeia, a família o perdoou…


Claro que não viu. Este caso, assim como muitos outros que acontecem mas as feministas preferem nem mexer, senão vai feder, vão contra toda a teoria feminista que homens são sempre potenciais agressores de mulheres e nunca o contrário.


Eis aí, devidamente exposto, o falso moralismo do feminismo.






Postado por Doutrinador no dia 9 de Dezembro de 2011.