Fórum da Real - Legado Realista

Versão completa: Novelas e a hipocrisia dos pseudo-santos
Você está visualizando uma versão simplificada de nosso conteúdo. Ver versão completa com a formatação apropriada.
Novelas e a hipocrisia dos pseudo-santos
Postado por Doutrinador em 23/10/2012

[Image: 3612-e1351079998581.jpg]

Não gosto de assitir e muito menos falar sobre novelas, mas farei exceção pois minhas bolas irão estourar se eu não escrever algo sobre isso.

Digo isso pois não bastasse as propagandas desses verdadeiros baldes de lixos que são as novelas da Globo, ainda temos que aguentar nos portais de notícias uma avalanche sobre a recente polêmica envolvendo evangélicos, que dizem que a tal novela “Salve Jorge” é imprópria.

Uma das notícias envolvendo a tal novela reza:

Citação:No Facebook, uma imagem que foi postada por um pastor evangélico faz uma análise do ponto de vista religioso do logotipo da novela. O evangélico até faz uma alerta sobre uma possível mensagem do “mal” oculta na trama de Gloria Perez que substitui “Avenida Brasil”.

A imagem que o pastor está divulgando é a seguinte:

[Image: download.jpg]

A preocupação do cara é com pedras de esmeralda no logo, ao invés de se levantar as sacanagens e apologias a crimes que ocorrem nas novelas.

Não tenho nada contra pastores. Elogio o compromisso de muitos (não todos) com a defesa da moral com base no que está biblicamente escrito. Mas qual é a novidade desse pastor em chamar especificamente essa novela de lixo? Por que toda essa polêmica em cima dessa novela, dizendo que ela é imprestável? Quer dizer que as outras não eram imprestáveis? Quer dizer que a comunidade evangélica podia assistir inúmeras traições, sacanagens, putarias da Avenida Brasil que não tinha “nada de imprestável” mas essa não pode ver pois é imprestável? Não deu pra perceber ainda que isso é pura manipulação?

Para quem se diz cristão ou evangélico, nenhuma novela presta independente do logotipo ou do tema central.

Puxe a ficha de qualquer novela, e não precisa ser muito recente. E não precisa ser apenas da Globo. Você vai encontrar apologia a drogas, sacanagem, traições (é um come-come atrás do outro, de dar inveja ao pac-man), criminosos sendo exaltados como fodões e galãs, assassinos que saem impunes de seus crimes e são perdoados, cafajestes comendo todo mundo, enfim, tudo que reflete – e promove – a degradação moral da sociedade. Até o canal pseudo-cristão e pseudo-moralista que está criticando essa novela já veiculou novelas com o mesmo teor e todo mundo finge que não vê, aceitam ser manipulados sem sequer questionar. Aceitam levantar bandeira pro “boicote” dessa novela, como se as anteriores como aquela merda de Avenida Brasil não fossem imprestáveis. Acordem, paspalhos!

Dá pra entender por que o Mestre Alborghetti, que já mandava a real sobre as novelas da Globo muito antes de tudo isso, não tinha espaço na televisão e passou seus últimos dias de vida disseminando a verdade e justiça através de webradios e canais via Internet. Este sim, assumia os ônus e os bônus do compromisso com a verdade, a moral e os bons costumes, sem interesses comerciais ou oportunismo para se promover.

Em 1996 ele já denunciava o teor das novelas.




Não há um lado certo nessa história. Não há compromisso com a verdade neste “protesto” do pastor, parece mais uma mera manobra de oportunismo. Em base moral, toda novela é um lixo. Não precisa analisar mensagem subliminar no logotipo ou procurar esmeraldas. Não precisa esperar para ver o que vai acontecer. É sempre a mesma coisa, traições, putarias, troca de casais, desonra na família.

Não discuto o sucesso das novelas, que realmente são uma grande fonte de renda para os bolsos das emissoras. Mas dizer que novela X não presta e querer fazer boicote manipulando outros é imbecilidade e vontade de aparecer, pois quem tem compromisso com a fé que segue sabe que nenhuma novela presta, e não apenas aquelas que possuem coisas estranhas nos logotipos.

Este tópico faz parte do projeto Segunda das relíquias perdidas. Clique AQUI para consultar todos os tópicos.

Comentários pertinentes da época:

Julio
Não sei se vocês sabem, mas as novelas fazem uma “LAVAGEM CEREBRAL” nas mulheres, elas tentam colocar na vida real o que veem na ficção, só não sei se é de uma forma consciente ou inconsciente.

Tem que proibir as novelas para que as mulheres não fiquem achando que merecem o mundo pela simples existência delas.

flavio
Certamente essas novelas são feitas baseadas em ideologias anti cristãs, como Doutrinador disse são novelas anti moralistas. Vejamos que esse tipo de programa não está inserido apenas atualmente, em 1996, 16 anos atrás ja vemos essa tese ideológica que vêm aumentando com força nos ultimos anos. Não é por menos que programas como Superpop e o melhor do Brasil vêm crescendo em popularidade, pois essas novelas e esses programas não são eventos separados, mas sim estão interligados na manipulação mental existente na sociedade civil, como nosso amigo Julio disse. O pior são as consequencias: essas novelas pregam valores antiéticos para mulheres, e essas o aceitam, pois já antigamente foram doutrinadas por outras novelas, refletindo todo o comportamento estimulado pelas novelas em suas vidas reais, estimulando a promiscuidade, distorções de valores religiosos, difamação de religiosos, e causando o que eu chamo de um desequilíbrio nos homens, a partir da elevação do comportamento cafajeste e ao mesmo tempo influenciando e induzindo homens a terem comportamentos patéticos, como o de homens romanticos e melosos (que no final sempre comem uma gostosa da novela ne?), o que NÃO é natural masculino, entre outros que não comentarei para não deixar um comentário muito extenso e chato.

Comentário do Guardião:

O problema afeta não só mulheres com suas novelas, mas os homens e crianças, em suma, todos que assistem televisão, seriados na netflix, filmes de Hollywood, achando que estão só se entretendo enquanto estão sendo "sutilmente" doutrinados sem parar. E quanto mais você achar que essas mídias são só entretenimento para as massas passarem o tempo livre melhor pra eles.