Fórum da Real - Legado Realista

Versão completa: "Trabalhos sujos" no Brasil, oportunidade ou não?
Você está visualizando uma versão simplificada de nosso conteúdo. Ver versão completa com a formatação apropriada.



Eu me lembro que o último post sobre "trabalhos sujos" no Brasil, aqui no LR tinha sido feito pelo Rover https://legadorealista.net/forum/showthr...p?tid=1826. Depois disso, ninguém mais tocou no assunto.

Eu criei esse tópico, porque sinceramente eu estou cansado de ver jovens ingênuas se iludindo com concursos em pleno 2020.
Não perceberam que o cenário para concurso, não é nada favorável a curto,médio e longo prazo e estão em uma matrix que irão levar a eles a um poço de frustrações.

Existe uma tendência muito grande em privatizar boa parte dos serviços publicos, além de diminuição de salários. Os tempos de Trabalhar pouco e ganhar muito estão indo embora no Brasil.

"Se vocês soubessem quantas pessoas HOJE estão esperando ser empossadas depois de terem passado em algum concurso, ficariam enojados"

Esses dias estava vendo um documentário sobre a CHINA, de como era a economia por lá, quais eram os empregos e tal.

E além dos serviços na área da industria de tecnologia e manufaturados, existe uma grande demanda por profissionais nas áreas de construção civil e operação de máquinas.

Óbviamente o Brasil não é a China, e aqui já tem alguns anos que a construção civil não emprega pessoas.

Mas é um bom parâmetro para que você veja que algumas profissiões são dificeis de ser extinguidas. Embora, seja possível no futuro.

Hoje boa parte do povo Brasileiro vem sobrevivendo do Empreendorismo informal, a quantidade de pessoas vendendo alguma coisa para comer ou prestando algum serviço é grande.

É uma área que dá dinheiro também, mas não é todos que conseguem se sobressair, exige muita dedicação para conseguir seu lugar ao sol.

Por outro lado, conversando com empresários, fazendeiros, empreiteiros na minha região, eu vejo uma ESCASSEZ MUITO GRANDE DE PROFISSIONAIS DAS ÁREAS DE:

CAMINHONEIRO - Salário entre 3.5 a 6k.
BORRACHEIRO - Salário de 2 a 4.5k.
MECÂNICO DE MAQUINAS PESADAS - Salário de 5 a 15k
OPERADOR DE MAQUINAS PESADAS - Salário de 4 a 6k.

Esses são os que consigo lembrar por agora. Sempre cito o exemplo do meu pai aqui no Fórum.

Ele disse que se ficasse Pobre hoje, a única coisa que iria querer seria uma Carteira E. Porque trabalhando de carreteiro na estrada, não tiraria menos que 5k e vivendo uma vida regrada
aportaria uma quantidade razoavel que o levaria a riqueza em poucos anos novamente.

Então, eu acredito sim que existam muitos empregos especializados por aí na área da tecnologia que pagam bem, mas está fora da minha realidade.

Oque vejo na minha realidade. É UMA PARTE DO BRASIL CRESCENDO JUNTO COM A CHINA, e oferecendo oportunidades que muitos não enxergam.

Será que se o cara usasse o tempo que ele usa para estudar para um concurso incerto, e ao invés disso, aprendesse ser mecânico de uma MAQUINA VOLVO? Não seria muito mais negócio? ATÉ NA CHINA VALORIZAM ESSA PROFISSÃO.

[img]<a href=[/img][Image: Mecanico.jpg]" />
Voces não tem noção o quanto é caro a mão de obra de arrumar uma máquina como essa. Existe demanda no Brasil hoje.

Acho válido fazer concurso, caso seja seu sonho seguir em uma área policial, ou em uma área judiciária.

Mas se for para o lado do Judiciário, nada te impede de ser um Advogado primeiro, ser o melhor da sua cidade. Adquirir habilidades para isso! 

Depois, sem pressa, almejar algo maior, como Delegado e Juiz.

Agora o cara, normalmente quer passar num concurso para não passar fome, aí acho foda. Comece debaixo primeiro.
@gRILO Tenho esse mesmo pensamento, acredito que está cada vez mais defasada a ideia do Técnico em algo, na qual dá uma boa grana, ocorre que muita gente não quer pagar o preço mais pesado que essas áreas requerem, com a má educação do Brasil na qual implementam a idéia de se ter um nível superior porque dará uma melhor condição de vida ou uma ideia de um "bom trabalho" nos jovens, fazem com que muitos não deem atenção a essas áreas e que na qual apenas um curso técnico pode atender.

Para mim é muito mais vantajoso ter um curso técnico ao sair do Ensino Médio, do que um nível superior, ou até mesmo para aqueles que não conseguem encontrar emprego tendo curso superior.
(15-05-2020, 05:42 PM)Bastardo Escreveu: [ -> ]@gRILO Tenho esse mesmo pensamento, acredito que está cada vez mais defasada a ideia do Técnico em algo, na qual dá uma boa grana, ocorre que muita gente não quer pagar o preço mais pesado que essas áreas requerem, com a má educação do Brasil na qual implementam a idéia de se ter um nível superior porque dará uma melhor condição de vida ou uma ideia de um "bom trabalho" nos jovens, fazem com que muitos não deem atenção a essas áreas e que na qual apenas um curso técnico pode atender.

Para mim é muito mais vantajoso ter um curso técnico ao sair do Ensino Médio, do que um nível superior, ou até mesmo para aqueles que não conseguem encontrar emprego tendo curso superior.

Então cara, alguns trabalhos que citei como Borracheiro, exige um trabalho mais braçal por parte do camarada.

Mas no caso de Operador e mecânico de maquinas, exige uma certa especialização. Muitas vezes até mesmo aprender inglês.

E percebi que é uma profissão valorizado até mesmo na CHINA! Onde os Robôs já dominaram boa parte dos empregos "repititivos"

Então, a conclusão que chego, que algumas profissões como esta, sobreviverão por um bom tempo.
Torneiro mecânico é um trabalho pesado, mas tive a oportunidade de estar no dia a dia trabalhando com um e peguei gosto pela coisa. Estudo a área esporádicamente e gosto muito, assim como a área de solda.

Uma das melhores áreas que já vi na vida pra ganhar dinheiro nesse planeta é a profissão de soldador subaquático. É papo de ganhar 100 mil pra cima por uma solda que você faz em 20 minutos debaixo da água. São profissionais extremamente capacitados e com uma especialização nada convencional. Demanda é o que mais tem, mas pra entrar é que é complicado sem conhecer ninguém.

Todo maquinário da John Deere hoje possui toda a parte de manutenção e reparo feita por pessoal treinado e credênciado pela empresa. A máquina já vem travada por qualquer um que não tiver licença e o software específico de diagnóstico. Também vale a pena investir em se tornar um profissional do setor, grana também é boa.

Eu sou apaixonado por EPIs e afins, tanto que quando começou essa doideira de corona já conhecia todos os EPIs específicos e protocolos de limpeza de cor e salteado. Se entrarmos nesse futuro doido onde tudo tem que ser higienizado e esterelizado essa é uma profissão que eu mergulharia de cabeça sem medo de ser feliz.

Me amarro nesse tipo de profissão. Já teve época que pegava serviço em obra sábado e domingo. Obra tem um detalhe sério: a peãozada não quer saber de nada com nada, trabalha 3 dias e desaparece o resto da semana. Mergulham na cachaça e desaparecem. É por isso que na maioria das obras o pessoal geralmente pede pra mostrar documento, dar uma canetada e recebe no final do expediente, sem vinculo trabalhista nenhum. Qualquer irregularidade molham a mão do fiscal.

O macete é virar amigo do engenheiro da obra, ganhar um adicional e ser um cara produtivo que eles sabem que podem contar. Chegar com EPI tudo certinho pra verem que você não tá lá de bobeira e botar a mão na massa sem dó. Já recebi mais de 5000 limpo em um mês só fazendo serviço braçal sábado e domingo e de noite ia trabalhar de segurança em balada e de vez em quando fazia uns drinks pra ganhar mais dinheiro. Na época isso era uma grana absurda, dava pra fazer tudo que eu queria e sobrava pra guardar ainda. Fazia qualquer coisa que ninguém quisesse fazer. Escavadeira, trator, caminhão, metia a mão em qualquer coisa na minha adolescência, só importava o cascalho pra gastar nas primas e pagar as contas.

Depois que entrei na faculdade deixei essa vida pra trás, sinto uma falta enorme. Hoje já tenho mais de 30 e esse ritmo já não rende mais, mas admito que de vez em quando vou em um canteiro de obra do bairro pra virar um cimento, mesmo não precisando tanto.
(15-05-2020, 07:25 PM)Indomável Escreveu: [ -> ]Torneiro mecânico é um trabalho pesado, mas tive a oportunidade de estar no dia a dia trabalhando com um e peguei gosto pela coisa. Estudo a área esporádicamente e gosto muito, assim como a área de solda.

Uma das melhores áreas que já vi na vida pra ganhar dinheiro nesse planeta é a profissão de soldador subaquático. É papo de ganhar 100 mil pra cima por uma solda que você faz em 20 minutos debaixo da água. São profissionais extremamente capacitados e com uma especialização nada convencional. Demanda é o que mais tem, mas pra entrar é que é complicado sem conhecer ninguém.

Todo maquinário da John Deere hoje possui toda a parte de manutenção e reparo feita por pessoal treinado e credênciado pela empresa. A máquina já vem travada por qualquer um que não tiver licença e o software específico de diagnóstico. Também vale a pena investir em se tornar um profissional do setor, grana também é boa.

Eu sou apaixonado por EPIs e afins, tanto que quando começou essa doideira de corona já conhecia todos os EPIs específicos e protocolos de limpeza de cor e salteado. Se entrarmos nesse futuro doido onde tudo tem que ser higienizado e esterelizado essa é uma profissão que eu mergulharia de cabeça sem medo de ser feliz.

Me amarro nesse tipo de profissão. Já teve época que pegava serviço em obra sábado e domingo. Obra tem um detalhe sério: a peãozada não quer saber de nada com nada, trabalha 3 dias e desaparece o resto da semana. Mergulham na cachaça e desaparecem. É por isso que na maioria das obras o pessoal geralmente pede pra mostrar documento, dar uma canetada e recebe no final do expediente, sem vinculo trabalhista nenhum. Qualquer irregularidade molham a mão do fiscal.

O macete é virar amigo do engenheiro da obra, ganhar um adicional e ser um cara produtivo que eles sabem que podem contar. Chegar com EPI tudo certinho pra verem que você não tá lá de bobeira e botar a mão na massa sem dó. Já recebi mais de 5000 limpo em um mês só fazendo serviço braçal sábado e domingo e de noite ia trabalhar de segurança em balada e de vez em quando fazia uns drinks pra ganhar mais dinheiro. Na época isso era uma grana absurda, dava pra fazer tudo que eu queria e sobrava pra guardar ainda.  Fazia qualquer coisa que ninguém quisesse fazer. Escavadeira, trator, caminhão, metia a mão em qualquer coisa na minha adolescência, só importava o cascalho pra gastar nas primas e pagar as contas.

Depois que entrei na faculdade deixei essa vida pra trás, sinto uma falta enorme. Hoje já tenho mais de 30 e esse ritmo já não rende mais, mas admito que de vez em quando vou em um canteiro de obra do bairro pra virar um cimento, mesmo não precisando tanto.

Falando em Soldado, coincidentemente, estava conversando com um cliente meu agora a tarde, que é soldador.

E fiz algumas perguntas a respeito da profissão para ele.. o mesmo ficou meio receoso de falar quanto ganha, mas deixou bem claro que está
na casa dos 5 a 10k mensais.

Sendo um mês ruim (Janeiro) nas chuvas algo em torno de 3k e um mês muito bom na safra ( Agosto) 15k.

Ele é especializado em soldas de Caminhões, máquinários pesados em geral. 

E me disse que existe uma concorrência grande, mas mesmo assim, tem serviço para todo mundo, e todos ganham seu dinheirinho.

Mas ele, assim como a maioria desses trabalhadores, não sabem investir o dinheiro, e costumam gastar atoa.

Vendo esses relatos, eu vejo que só não cresce no Brasil, quem não quer mesmo.
Pedreiro acho imbativel, todo mundo precisa e sao raro os que tem credibilidade.
Imagina a disputa por um pedreiro com preco justo e que sabe o significado de compromisso.
"OPERADOR DE MAQUINAS PESADAS - Salário de 4 a 6k."

acho bem legal
pena que é mais fácil tirar nível superior do que se habilitar para exercer essa profissão

tem alguem no forum que vive disso?
A verdade é que esses empregos embora sejam especializados não deixam der ser operacionais e na cabeça de um jovem que cresceu jogando videogame e internet tendo o mínimo de conforto que uma classe média baixa oferece, é inadimissvel trabalhar em algo assim, suar a camisa literalmente. Pois a verdade seja dita, trabalhos braçais são cansativos e exigem duro do homem. Uma pessoa sedentária e acomodada pelo escritório só trabalharia em algo assim se fosse sua última opção.

Vi isso na minha época de estágio: ninguém queria trabalhar na obra mesmo a empresa pagando metade a mais, todos queriam trabalhar no escritório, pois os jovens tinham medo de lidar com os perrengues de canteiro: lidar com peão, sujeira de cimento e areia, correria na concretagem etc. E é óbvio dizer que um estagiário de obra tinha muito mais conforto que um operário, pois enquanto esse ficava o dia inteiro lá fora, o estagiário ficava no escritório do canteiro, quando muito ia conferir um material que chegava ou tirava umas fotos do serviço.
UP Nesse topico