Fórum da Real - Legado Realista

Versão completa: Tempo é dinheiro - Basileos Basileon
Você está visualizando uma versão simplificada de nosso conteúdo. Ver versão completa com a formatação apropriada.
Tempo é dinheiro
Postagem do Realista Basileos Basileon dentro de um tópico do fórum Mundo Realista em 2014

[Image: download.png]

Tempo é dinheiro, portanto todo investimento realístico tem que ser rentável e bem dirigido.

Imediatismo é um câncer para qualquer ser humano. Entretanto, para um realista ele é ainda mais nefasto, pois nosso desenvolvimento pessoal carrega muita responsabilidade e tem muito mais importância do que um buraco qualquer que um mangina move montanhas para conseguir. Em outras palavras, esse jogo tem muito mais importância para um realista, do que para um mangina, já que para esses, tudo se resume em tentativa e erro: conseguir ou não uma fodinha, custe o que custar.

Não tem muito o que fazer, que não sentar e ler, estudar e praticar, então o bom é que se faça com o material adequado.

Concordo com a questão do físico e do financeiro. Isso é só o mais básico do básico quando se fala de Desenvolvimento Pessoal: aumentar o seu poder de barganha. E na nossa sociedade, justamente imediatista e materialista, isso se dá através de um físico agradável e grana. Mas como eu disse antes, é o mais básico, tem muitas outras coisas em jogo que não podem ser ignoradas e devem ser desenvolvidas.

As pessoas desprezam as questões emocionais, sentimentais, sociais e até mesmo espirituais, depois pagam o pato porque não conseguem encontrar a sua paz de espírito, projetam isso em outros seres humanos e depois não entendem o porquê da sua frustração e da rejeição.

Tais indivíduos simplesmente não conseguem sair daquele estado de belicismo do primeiro contato com a Real, e acham que todos os problemas da vida se resolvem "metendo a Real" na sociedade, construindo um shape fodão e tentando ganhar acima de 5k/mês.

E aí é como o confrade já confirmou, vem a primeira interesseira e aplica um chá forte e vai tudo para o ralo: casa com a pessoa errada num regime fudido / engravida na hora errada / descuida do corpo e da mente / negligencia contato com os amigos e familiares / cai no canto da sereia / divórcio / criação de merda dos filhos e etc... O script de sempre.

Enfim, o material do Doutrina é como se fosse um Manual, contém o básico de tudo. Depois de estudado, lido, decorado e praticado, aí é só partir para outros materiais mais específicos e de gabaritos.

Não adianta você sair da escravidão da Matrix para virar escravo de suas próprias vaidades, do materialismo ou da cabeça de baixo. Devemos buscar a liberdade acima de tudo e sobre quaisquer circunstâncias, e a Real nos mostra o caminho para tal fim, nos resta apenas trilhá-lo. Retroceder não é uma opção, pois ela apenas nos levará de volta a escravidão que todos estavam acostumados, por isso é compreensível que muitos não aguentam as pauladas que a Real nos dá e preferem voltar ao conforto das ilusões da Matrix. Paciência.

Quando escolhemos a pílula correta, não apenas nos foi prometido a liberdade (a custa de muito trabalho), como também a esperança de um futuro melhor, porém o preço cobrado foi um esforço hérculeo e ainda a eterna vigilância.

Comentário do @Bandeirante Paulista na época:

O post do confrade exprime muito bem aquela sensação pós-leitura do N.A, ou, quando sentimos a primeira porrada na alma após o primeiro contato com a Real, como aquele ciclo vicioso de ficar voltando reiteradamente ao passado querendo reescrevê-lo de acordo com a Real, teorizando aquele cenário do "e se..." e aquela âncora que se torna o nosso "mangina do passado", ao invés de tomar as lições aprendidas e olhar para o futuro, buscando construí-lo pouco a pouco com o nosso desenvolvimento. Em síntese, aquele momento em que parecemos um cachorro raivoso correndo atrás do nosso rabo.

Comentário do Guardião:

O texto nos leva a reflexão ao fato que alguns homens ao descobrir a Real apenas direcionam a sua energia para outro mito e continuam presos na Matrix, conscientes da Matrix, mas ainda reféns dela. De fato, começam a se desenvolver, a fazer musculação e a ganhar dinheiro, mas o objetivo continua sendo agradar a Matrix e a opinião alheia, pegar mulheres melhores, ser admirado e bem visto na sociedade, em suma, acham que tudo se resume em aumentar o poder de barganha, e aí acontece da Matrix cedo ou tarde tragá-los em uma armadilha e afundarem por completo, como bem disse o Basileos. 

O foco deve ser além de aumentar o poder de barganha, é necessário procurar o desenvolvimento emocional e o espiritual. Se desenvolver por completo, como um prédio que se não tiver todas as bases bem construídas, pode ruir, não adianta construir muito bem um pilar só do prédio, ou metade dos pilares e negligenciar a outra metade enquanto tenta continuar construindo mais andares em cima, uma hora os pilares que você negligenciou vão levar o prédio todo abaixo. Busquem um desenvolvimento pessoal completo, em todas as esferas. Isso é se desenvolver para você mesmo e não para agradar e tentar encontrar a paz e validação em terceiros.

Esse tópico foi uma contribuição do @Bandeirante Paulista que salvou essa resposta consigo. Se você também tem textos e materiais salvos da Real que ainda não foram postados, compartilhe comigo por MP que postarei no projeto.

Esse tópico faz parte do Projeto Segunda das Relíquias Perdidas.
Obrigado, Guardião!

Gostaria de aproveitar a oportunidade para agradecer ao nobre confrade @Remy LeBeau (aka: Basileos Basileon) por esta contribuição e por tantas outras.

Na época, antes mesmo de realizar o cadastro no fórum (lia tudo como anonimo), estava passando por momentos muito difíceis em minha vida, seus conselhos e postagens me ajudaram MUITO a internalizar a REAL e poder ter forças para seguir em frente a despeito dos problemas. Justamente por isso, salvei as postagens que mais me ajudaram para que eu não esquece-se nunca mais!
Junto com o confrade Heracles Ratinho , considero Basileos um de meus mentores na REAL, mesmo sem ele saber Gargalhada Gargalhada

Grande abraço, ao confrade... espero que esteja bem.
Muito bom o tópico, ainda bem que foi feito backup.

Parabéns pela postagem!
Isso ajuda muito os confrades!
Obrigado pela menção Bandeira.

Nosso confrade @Chanceler (a.k.a basielus e remy) foi/é um dos grandes nomes da real. Cada resposta uma aula. Uma pena que não tenha dado mais as caras ...
O capitalismo é um sistema - o melhor que inventamos até agora - que, em última análise, nos carrega somente até o ponto em que podemos nos libertar para explorar as coisas que realmente nos gratificam enquanto seres humanos (Charles Handy)
Desenterrando o tópico, mas, infelizmente, só tive a oportunidade de ver a lembrança da postagem e as homenagens subsequentes agora.
Fico extremamente grato e lisonjeado pelo backup da mensagem original. Fato que mostra o alcance e a projeção da Real. Por outro lado, fico também honrado pelas palavras e pelas lembranças dos confrades @Bandeirante Paulista, @Villefort e @Héracles. Em especial ao confrade Bandeirante, fico feliz por ter causado algo de positivo em sua vida!
Como comentei uma vez no FdB (mas também se aplica aqui), tal como o Orkut e o fórum me ajudaram muito pessoalmente (especialmente relatos), é reconfortante quando alguém no Brasil-varonil ou alguém perdido nesse mundão de meu Deus, posta, que uma mensagem deixada no fórum em um momento livre do meu dia, trouxe algo de positivo para a vida de alguém.  Blush

Sobre a postagem, realmente, já não consigo me lembrar com exatidão da discussão originária, mas como citou o confrade @Scant, era algo na linha da quantificação do tempo e o seu uso mais racional e favorável ao homem. 

(20-02-2020, 11:28 AM)Héracles Escreveu: [ -> ]Obrigado pela menção Bandeira. 

Nosso confrade @Chanceler (a.k.a basielus e remy) foi/é um dos grandes nomes da real. Cada resposta uma aula. Uma pena que não tenha dado mais as caras ...

Muitos afazeres e a própria vida pessoal pesaram muito no ano de 2019. No começo, paramos de logar, em seguida passamos apenas a olhar o fórum como visitante. Depois, nem isso. Mas estou voltando aos poucos, confrade. Minha dificuldade no LR em relação ao FdB, sempre foi de acompanhá-lo, em razão do maior volume de informação aqui!