Fórum da Real - Legado Realista

Versão completa: Elaborando textos da Real (por Sr.X)
Você está visualizando uma versão simplificada de nosso conteúdo. Ver versão completa com a formatação apropriada.
Elaborando textos da Real
por Sr. X » Seg Dez 05, 2011 10:12 pm

[Image: Snap-2014-07-24-at-12-13-54.png]

Existe um conhecimento reprimido em boa parte dos membros da Real. Esse conhecimento precisa ser extravasado para que o conhecimento se aprofunde, aborde novos temas e atinja níveis superiores. Mesmo assim, muitos membros não colocam esse conhecimento para fora, seja por vergonha ou por achar que só deve escrever quem manda muito bem no teclado.

Por isso, esse tópico vai ficar aqui, no Centro [Clássicos da Real], para aqueles que se interessarem em escrever textos poderosos para a Real. Me corrijam no que eu estiver errado, porque esse guia poderá ser atualizado a qualquer momento.

Antes de se aventurarem a escrever, procurem ler bastante. Leiam os livros, blogs, acompanhem o fórum, até que sua visão de mundo já esteja adaptada à Real. Eu sei que dá uma vontade de sair escrevendo, mas se contenham! Não postem antes de uns três meses (no mínimo) de Real.

Agora que já têm bagagem para escrever, sigam os passos abaixo:

1 - Ideia principal

Essa ideia a que me refiro é que vai determinar todo o restante do texto. A ideia não precisa ser exatamente nova; pode ser "remaquiada". O importante é que a ideia tenha relevância e que chame a atenção.

2 - Ideias secundárias

Em cima da ideia principal, liste algumas ideias secundárias. Não escreva o texto ainda. Liste muitas ideias secundárias. Não adianta listar duas ou três ideias secundárias: liste, no mínimo, sete. O máximo é você que determina!

Se tiver uma ideia excelente, anote! Qualquer guerreiro da real em algum momento do seu dia, às vezes para pensar um pouco nas questões relacionadas a mesma. Então, aproveite esses pensamentos e anote-os sempre que puder. De repente perceberá que possui uma gama extensa de temas para discutir, e não ter que parar em um determinado momento do dia e falar "bom, vou escrever sobre o que agora?".

Exemplo: "Exceções ... " Anote. "Por que cafas se dão bem com as mulheres?" Anote. E por aí vai.

Não deixe para anotar depois. Se você deixar para anotar outra hora, vai esquecer, e terá perdido a inspiração!

3 - Organize as ideias

Coloque as ideias em ordem. Quais devem ser abordadas primeiro no texto? Quais devem ser abordadas por último? Use o seu bom senso para decidir isso. Se você errar na escolha, não se importe muito. Mas procure acertar.

4 - Escreva

Agora que as ideias estão organizadas, escreva o texto se baseando nessas ideias. Até o passo três, você fez o esqueleto do texto; agora, você vai criar o texto propriamente dito.

Evite deixar palavras que rimam muito próximas umas das outras, como coração e caminhão, matéria e séria. Use sinônimos para evitar que isso ocorra no texto.

Use parágrafos curtos. Parágrafos longos desanimam qualquer um a ler.

Pense no leitor: ao invés de olhar para o papel ou a tela em branco, finja que há uma criança/noob e comece a explicar devagar as ideias que você quer transmitir. O texto vai ficar bem fluido e com ideias principais. Por isso, um gravador pode ser recomendado.

Deixe um questionamento no final, ou pelo menos um ponto em aberto para que os outros participantes da discussão se sintam convidados a acrescentar mais detalhes. Isso é importante para suscitar reflexões e, por tabela, desenvolver a argumentação dos outros confrades.

Seu texto não deve ser algo fechado, hermético. Dê ampla margem para que os outros argumentem. Com isso, você também acaba desenvolvendo-se mais.

A pressa é a inimiga da perfeição. Entendo que existe uma certa vontade de terminar o texto logo para postá-lo no blog e já receber um feedback e fomentar mais um debate de alto nível dentro da real. Mas, não troque qualidade por tempo. Um texto feito às pressas é sinal de desleixo. Escreva o que der na cabeça, se não estiver saindo nada, pare de escrever e vá fazer outra coisa.

Eu por exemplo nesse exato momento tenho 3 textos pela metade. Não faço ideia de como prosseguir com os mesmos, mas, o tema está lá. Se surgir a inspiração, voltarei a luta. Faça o mesmo!

Revise: Vivemos na era da internet rapaziada. Um simples acesso ao google e seu problema é facilmente resolvido. Então, não tem porquê colocar dados que não se tem plena certeza da precisão dos mesmos. Não é vergonha alguma recorrer ao mais famoso site de busca da internet para ter certeza do que fala.

5 - Palavras-chave:

Palavras-chave são fundamentais. Veja bem, todo assunto tem uma gama de palavras-chave sobre ele mesmo. Um exemplo:

"A REAL"

Matrix - Mangina - Balzaca - Guerreiro da Real - Nessahan Alita - Lado obscuro - Homens Honrados - Força - Honra - Dignidade ...

Sempre que puder, enumere essas palavras-chave que podem auxiliar no desenvolvimento do conteúdo.

6 - Citações enriquecem o texto:

É sempre bom colocar uma frase de alguém que já está no ramo para dar firmeza na sua opinião. Claro que isso nem sempre vai ser necessário e ou conveniente, mas, colocar uma passagem esporadicamente de um dos livros do Nessahan, dos textos do The Truth, das enrabadas Doutrinador, dos textos do Sr.X, de voadoras do Mó Humirde enriquece o texto.

7 - Ortografia

Depois de escrever, corrija os erros ortográficos. Nada de publicar texto cheio de erros, isso passa relaxamento.

8 - Pontuação

Use frases curtas. Se uma frase estiver muito grande, quebre ela em duas.

Vírgula se usa assim: palavra, vírgula, espaço e próxima palavra. Nada de escrever "depois de um tempo , eu fui...". Ou, então, "depois de um tempo,eu fui...". Ou pior: "Depois de um tempo ,eu fui..."  

9 - Imagens

Use imagens. No mínimo, duas por texto. Artigos sem imagens são muito pobres, nem dá vontade de ler.

Leia o que você escreveu para escolher as imagens. Nem sempre é possível escolher uma imagem 100% adequada, mas tente se aproximar o máximo do que escreveu.

10 - Título

O título deve ser a última fase do seu texto. Leia o que você escreveu antes de escolher um título adequado.

O título precisa chamar a atenção por si só. Os artigos que recebem mais cliques são os que têm os títulos mais bem elaborados.

Se erro de português já é dose no artigo, imagine no título, portanto, procure fazer essa última etapa direito!

Ok, essa é a visão que eu tenho sobre elaborar textos. Acrescentem mais alguma coisa abaixo, que eu vou ir acrescentando ao tópico original.
O blog Homens Honrados está sob administração do moderador Irish Beer. [O blog fechou junto com o fórum Homens Honrados]

Comentários do Guardião:

Em breve postaremos um texto aqui do Sr.X ensinando como montar um blog realista.

Este texto é o primeiro do projeto: Segunda das Relíquias Perdidas. (Clique nas palavras em vermelho para saber mais como funciona o projeto).

Para complementar o texto, vou postar os principais comentários abaixo para vocês verem que a construção desse texto foi realizada com a participação de vários realistas.


Citação:Mailer » Seg Dez 05, 2011 10:54 pm
Muito bom, Sr. X. Guia bastante prático para quem está começando a escrever agora.

Eu acrescentaria o seguinte:

Deixe um questionamento no final, ou pelo menos um ponto em aberto para que os outros participantes da discussão se sintam convidados a acrescentar mais detalhes. Isso é importante para suscitar reflexões e, por tabela, desenvolver a argumentação dos outros confrades.

Seu texto não deve ser algo fechado, hermético. Dê ampla margem para que os outros argumentem. Com isso, você também acaba desenvolvendo-se mais.

Assinatura:
De tanto ver as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra; de tanto ver crescer a injustiça; de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter a vergonha de ser honesto" (Rui Barbosa)


Citação:EagleWatch » Seg Dez 05, 2011 10:57 pm
Dicas do EagleWatch:

9 - Anote qualquer tema que apareça em sua cabeça:

Qualquer guerreiro da real em algum momento do seu dia, às vezes para pensar um pouco nas questões relacionadas a mesma. Então, aproveite esses pensamentos e anote-os sempre que puder. De repente perceberá que possui uma gama extensa de temas para discutir, e não ter que parar em um determinado momento do dia e falar "bom, vou escrever sobre o que agora?".

Exemplo: "Exceções ... " Anote. "Por que cafas se dão bem com as mulheres?" Anote. E por aí vai.

10 - Não tenha pressa para terminar o texto:

A pressa é a inimiga da perfeição. Entendo que existe uma certa vontade de terminar o texto logo para postá-lo no blog e já receber um feedback e fomentar mais um debate de alto nível dentro da real. Mas, não troque qualidade por tempo. Um texto feito às pressas é sinal de desleixo. Escreva o que der na cabeça, se não estiver saindo nada, pare de escrever e vá fazer outra coisa.

Eu por exemplo nesse exato momento tenho 3 textos pela metade. Não faço ideia de como prosseguir com os mesmos, mas, o tema está lá. Se surgir a inspiração, voltarei a luta. Faça o mesmo!

11 - Revise dados estatísticos, informações duvidosas e situações parecidas:

Vivemos na era da internet rapaziada. Um simples acesso ao google e seu problema é facilmente resolvido. Então, não tem porquê colocar dados que não se tem plena certeza da precisão dos mesmos. Não é vergonha alguma recorrer ao mais famoso site de busca da internet para ter certeza do que fala.

12 - Palavras-chave:

Palavras-chave são fundamentais. Veja bem, todo assunto tem uma gama de palavras-chave sobre ele mesmo. Um exemplo:

"A REAL"

Matrix - Mangina - Balzaca - Guerreiro da Real - Nessahan Alita - Lado obscuro - Homens Honrados - Força - Honra - Dignidade ...

Sempre que puder, enumere essas palavras-chave que podem auxiliar no desenvolvimento do conteúdo.

13 - Citações enriquecem o texto:

É sempre bom colocar uma frase de alguém que já está no ramo para dar firmeza na sua opinião. Claro que isso nem sempre vai ser necessário e ou conviniente, mas, colocar uma passagem esporadicamente de um dos livros do Nessahan, dos textos do The Truth, das enrabadas Doutrinador, dos textos do Sr.X, de voadoras do Mó Humirde enriquece o texto.

Além claro, das dicas do Sr.X esses são ítens interessantes para se desenvolver um texto.

Assinatura:
"You're going to look awfully silly with that knife stuck up on your ass"


Citação:henrq » Seg Dez 05, 2011 11:42 pm
dica infalivel do henrq:
ao inves de ficar e olhar pro papel ou a tela em branco
FINJA QUE HÁ UMA CRIANÇA/NOOB E COMEÇE A EXPLICAR DEVAGAR AS IDEIAS QUE QUER,O TEXTO VAI FICAR BEM FLUIDO E COM IDEIAS PRINCIPAIS.
por isso tenha um gravador


Citação:Spirit » Ter Jan 10, 2012 11:31 pm
Material complementar sobre redação que vocês poderão estar usando:

Conheças algumas Dicas e Técnicas essenciais para Redação

Ultrapassar a barreira entre o pensamento e o papel em branco não é uma tarefa fácil. Portanto, é comum ter dificuldades em redigir um texto. Conheça algumas dicas e técnicas essenciais para fazer uma boa redação!


Ultrapassar a barreira entre a formação das ideias e o papel em branco não é uma tarefa simples. Portanto, você tem todo direito de ter dificuldades para redigir um bom texto. Porém, o fundamental você já possui: a capacidade de pensar.

Basta agora aliar sua força de vontade à prática de escrever. Vamos começar? Então, pegue o lápis, o papel e… o que foi? Está difícil começar? Vamos pensar um pouco: A característica principal de um texto bem redigido está na qualidade de seu conteúdo.

Para tanto, é imprescindível estar bem informado sobre o tema a ser discutido. A veracidade das informações é de suma importância! Sejam elas históricas, científicas, ou culturais. Isso não significa que você deixe de questionar a respeito, pois um bom texto depende muito do seu teor crítico acerca da realidade. Assim, podemos dizer que:

É possível apoiar no conhecimento já existente da nossa cultura. 
Ou é possível questionar o conhecimento já existente, desde que você conheça bem o tema tenha argumentos concretos.

O ideal é nos esforçarmos para escrever nossas próprias ideias, preocupando-nos com o bom senso, mas sem manter uma postura reacionária, acreditando numa verdade absoluta. É importante ressaltar que não existe um conteúdo neutro: sempre existe um questionamento a se fazer, tanto da parte do leitor como de quem redige o texto.

Prática: Antes de começar a escrever, lembre-se que o importante é dialogar com seu leitor. Primeiro, faça a lápis, deixando suas ideias esboçadas no papel, sem se preocupar com a estrutura formal. Só reescreva quando estiver mais seguro. O tema é: "As dificuldades que tenho para escrever", seu leitor será um aluno cursando o segundo grau. No máximo, 20 linhas.

Para lembrar:
  • Não se critica ou reformula algo que não se conhece bem.
  • Se não houvesse questionamento ainda viveríamos em cavernas.
  • O diálogo (do grego dia=movimento através, logos=palavra) com o leitor é fundamental.
  • É preciso antecipar os possíveis questionamentos do leitor, no sentido de manter um diálogo aprofundado e inteligente.
  • Já para os gregos, a arte do diálogo tinha o sentido de convencer através da palavra.

São muitas as ideias que permeiam nosso pensamento. Tudo o que você leu, viu e ouviu faz parte do seu repertório pessoal. Como vimos anteriormente, há um conhecimento pré-existente acerca dos fatos históricos, culturais e científicos, em nossa cultura ocidental, aceitos como verdadeiros. O tempo todo confrontamos o que já conhecemos com a novidade.

Aceitar ou não é uma questão de juízo de valores. Todo juízo de valor implica em outro que o questiona ou contradiz. Esse processo do pensamento, de se questionar e contradizer, chama-se dialético. É uma oportunidade de observar a realidade sob vários pontos de vista. Há três momentos no processo dialético do pensamento:

TESE: Ideia inicial

ANTÍTESE: Ideia contrária

SÍNTESE: União dos opostos

A estrutura básica do texto que você escreve corresponde aos três momentos do raciocínio dialético. A princípio, temos a introdução, ou seja, a descrição do tema ou ideia inicial. Em seguida, o desenvolvimento: o questionamento em relação à ideia inicial. Finalmente, a conclusão, ou seja, a união dos argumentos mais contundentes de cada ideia.

As três partes que estruturam o texto também podem ser denominadas: prólogo, corpo e epílogo; começo, meio e fim; introdução, miolo e final; primeira, segunda e terceira parte. O mais importante é compreender que um bom texto depende de uma boa estrutura. Mas, fique tranquilo, mais adiante veremos com mais cuidado cada parte da estrutura.

Prática: Pesquise uma notícia recente de jornal. Extraia do texto a ideia principal e a ideia oposta. Reescreva o texto com suas palavras e adicione a conclusão. Máximo de 20 linhas. Seus leitores são estudantes de supletivo para adultos.

Para lembrar:
  • Dialética é um conceito que define a arte do diálogo.
  • Para os filósofos marxistas, Dialética é o processo de discussão do real.
  • Introdução, desenvolvimento e conclusão são as partes que estruturam um ensaio.
  • O raciocínio dialético deve ser aberto para novas ideias, mas possuir valores sólidos para resistir aos questionamentos.
  • A estrutura do texto é muito importante. É como a estrutura de um edifício. Imagine o que aconteceria se não existisse?

O texto bem redigido certamente faz o seu leitor pensar sobre o assunto. Portanto, clareza e objetividade acerca do tema escolhido são fundamentais. A dificuldade inicial para escrever o texto pode estar justamente na delimitação do tema. Às vezes, o tema escolhido pode ser amplo demais e uma delimitação se faz necessária a fim de evitar divagações. A delimitação da ideia central a ser desenvolvida se encontra, geralmente, logo na introdução.

Ela pode ser explícita, quando o autor se faz presente no texto. Ex.: "O que pretendo com esse trabalho é tecer algumas considerações…". Utilizam-se as primeiras pessoas do singular (eu) e do plural (nós) do verbo. A delimitação pode estar implícita, quando o autor não se faz presente, mas o leitor pode deduzir que o assunto está sendo delimitado. Ex.: "Esta obra visa ensinar a todos que queiram aprender a redigir corretamente um texto…".

Delimitado o tema, a introdução deve ser sucinta, apenas citando o argumento inicial. Não deve ultrapassar oito ou dez linhas, ou seja, um quinto do texto. Exceto em um ensaio curto (10, 15 linhas), cuja introdução pode se fundir com o desenvolvimento. Os demais argumentos, os dados, as ideias e o questionamento entram no desenvolvimento do texto.

Aqui, ocupando três quintos do texto, no mínimo, você terá a oportunidade de mostrar toda sua capacidade de argumentação e exposição de ideias. Cuidado para não desviar do tema principal ou colocar opiniões desconexas.

Você deverá pensar o desenvolvimento como uma ponte que levará o leitor da introdução à conclusão. Esta última deve ter um quinto do texto e encerrar a discussão. A não ser quando, propositalmente, o autor queira deixar a conclusão para o próprio leitor.

Prática: O planejamento do texto é muito importante para seu sucesso. Não há como começar a escrever sem ter em mente o tema delimitado, a introdução, o desenvolvimento e principalmente, a conclusão. Escreva um texto de no máximo 30 linhas sobre o tema: "O fim da ditadura e da censura de imprensa no Brasil". Pesquise, enumere os argumentos e possíveis questionamentos antes de começar. Seus leitores serão jornalistas recém-formados.

Para lembrar:
  • A delimitação do texto, seja implícita ou explícita, deve ser decisão sua. Mas há situações impessoais que pode parecer presunção usar "eu acho, eu penso". No Vestibular, por exemplo.
  • Evite introduzir o texto com expressões muito usadas (lugar-comum), chavões.
  • A introdução deve ser um convite ao leitor para continuar lendo o texto.

Os argumentos do desenvolvimento devem surpreender o leitor. Suas ideias devem ser "saborosas" para atrair sua atenção. Quando a proporção do texto que você escreve não corresponder ao ensinado, você pode estar com problemas em delimitar o tema. Ás vezes, terminamos "enchendo linguiça" ou o contrário: ficamos sem ter o que dizer.

Fonte: https://www.mundovestibular.com.br/artic...gina1.html

Assinatura: 
Se deve-se repetir algo toda hora para que as pessoas creiam, este algo não vale o credo. A verdade não pode ser negada, enquanto a mentira deve ser sustentada permanentemente para não morrer...
Valeu Confrade!

No Aguardo do Texto sobre montar o Blog Realista.
Ótimo texto, inclusive para quem quer melhorar na escrita em geral!
Parabéns , ótimo texto ; Principalmente para quem assim como Eu que , não sabe nada sobre como escrever.
Obrigado.