Fórum da Real - Legado Realista

Versão completa: Os Axiomas de Zurique
Você está visualizando uma versão simplificada de nosso conteúdo. Ver versão completa com a formatação apropriada.
Resumo do livro: Axiomas de Zurique


Neste livro são reunidos regras e dicas usadas por banqueiros suíços poderosos que operavam em Wall Street e que construíram verdadeiras fortunas investindo em diversas áreas, de imóveis a ações. São 12 Grandes Axiomas e 16 Axiomas menores no total que eles usaram para ganhar muito dinheiro. A palavra axioma significa máxima, sentença, regra ou princípio. E Zurique é a capital da Suíça. Então o título escrito em linguagem simples seria algo como "Os princípios dos investidores Suíços".

Neste resumo eu cortei praticamente todos os exemplos e histórias que ele conta, cortei também a maior parte dos argumentos que o levaram a chegar na conclusão dos Axiomas, deixei nele os pontos principais para que fique resumido os pontos vitais do livro, é excelente para quem já leu, revisar o que realmente importa do livro, como os realistas do grupo de investimentos em criptomoedas, e também é excelente para despertar a curiosidade de quem ainda não leu e quer entender melhor como o autor chegou nessas conclusões.

Muitos dos Axiomas vão totalmente ao contrário a muita coisa que é dita por investidores iniciantes e entusiastas que perdem muito dinheiro por agirem por emoções pior que manginas na mão de msols. Então alguns axiomas vão assustar alguns.

O livro trata de riscos e de como administra-los. Apostar para ganhar. Apostar com cautela e deliberação. De tal maneira que grandes ganhos sejam mais prováveis do que grandes perdas. 

A vida é um jogo. O valor dos Axiomas é incalculável e aumenta a cada vez que os estudo.

1° Grande Axioma: Do Risco
"Preocupação não é doença, mas sim sinal de saúde. Se você não está preocupado, não está arriscando o bastante."

A maioria das pessoas se agarra a segurança como se fosse a coisa mais importante do mundo. Se seu principal objetivo é fugir das preocupações, você nunca deixará de ser pobre. E vai morrer de tédio.

A vida é para ser vivida como uma aventura, e não de maneira negativa. A aventura que dá sabor a vida. Expondo-se a riscos.

Só metade do potencial de uma pessoa deveria ser aplicado em ganhar um salário. A outra metade, em investimentos e especulações.

Com o potencial de ganho tão maior que o de perda, o jogo está armado ao seu favor.

Os celebres operadores de Wall Street tem um estado de preocupação quase permanente, é parte do estilo de vida, gostam do modo como vivem.

As pessoas arriscam muito pouco nos seus investimentos, e risco baixo = retorno baixo. Por isso não enriquecem.

Todo investimento é especulação. Por mais que alguns neguem, e considerem a palavra assustadora, e prefiram usar a palavra "investimento", a verdade é que ninguém sabe o futuro, e nem o que vai acontecer amanhã, estamos sempre especulando sobre o futuro. Mas, lembre-se, especular não é assumir riscos loucamente.

1° Axioma menor
"Só aposte o que vale a pena"

É um erro apostar só o que se possa perder, o que não vai doer.

A única maneira de derrotar o sistema é apostando quantias que valham a pena. Supere o medo de perder. Mas não jogue com somas que te levem a falência.

Se a quantia for tão pequena a ponto de sua perda não representar diferença significativa, o mais provável é que tampouco trará ganhos significativos. Esteja disposto a se machucar, nem que seja só um pouco.

Pode começar modestamente e, a médida que for ganhando experiencia e confiança na solidez de sua psique, vai aumentando a dose de preocupação. Cada especulador acaba encontrando o seu próprio nível de tolerância a riscos.

Se perder, não é o fim do mundo, doe, mas não será grande coisa. Simplesmente volte a cavar algum dinheiro e tente de novo.

Se ganhar serão várias maravilhas juntas. 

2° Axioma menor
Resista a tentação das diversificações

Diversificar trás segurança e reduz os riscos.

Se seu capital inicial não é grande coisa, diversifica-lo só piora. Quanto mais se diversifica, menores se tornam as especulações. Você cria uma situação em que, provavelmente, ganhos e perdas acabam se cancelando e deixando-o exatamente onde começou, no ponto zero.

Ao diversificar você vira uma especie de malabarista que tenta manter no ar uma porção de bolas ao mesmo tempo. Bolas demais.

Quanto maior o número de especulações que você entra, mais tempo e estudos terá de lhes dedicar. A confusão pode se generalizar e você paralisar. 

Diversificar um pouco não fará mal, 3 ou 4 boas especulações.

Isso vai da preferência pessoal e da maneira de pensar de cada um. Mas não diversifique só por diversificar.

Ao especular, você deve por o dinheiro em alternativas que realmente o atraiam e em mais nenhuma.

"Ponha todos os ovos no mesmo cesto e tome conta dele."

Vou continuar postando o resumo dos outros axiomas aos poucos aqui no tópico. Qualquer comentário que queiram fazer, fiquem a vontade.
Excelente tópico. Até o ano passado eu me limitava a economizar dinheiro na poupança. Muitas das vezes perdendo para a inflação. A um ano eu sou um micro investidor no mercado de ações, com perfil de investidor a longo prazo (buy and hold). Até agora eu lucrei uma merreca, pois porcentagem sobre merreca é merreca.

Mas acontece casos como o da Magazine Luiza, cuja ação estava a 1 real em dezembro de 2015 e passou a mais de 80 reais em março de 2017. É raro mas acontece. Se eu tivesse investido tudo o que eu investi (18.000) em MGLU3 quando estava 1 real, hoje eu estaria milionário.
2° Grande Axioma: Da ganância
"Identifique o lucro sempre cedo demais."

Os amadores demoram de mais para sair do investimento e perdem.

Ao reduzir a ganancia você aumenta suas chances de ficar rico. Ganância é perder o controle de seus desejos (querer mais).

Ele conta várias histórias de cassinos e conclui:
"Se eles quisessem menos, iriam para casa com mais."
"Não force a sua sorte."

Não se pode saber de antemão quanto tempo vai durar um período de ganhos. Presuma portanto que qualquer ganho terá breve duração e os lucros não serão abundantemente grandes.

O seu investimento pode ter ganhos colossais. Pode. Mas opte pela média. A média de modo esmagador recomenda que saia cedo. Longos períodos de ganhos viram noticias justamente por serem raros. Os modestos e breves são mais frequentes. Aposte sempre nos períodos breves e modestos. Quando estiver com um bom lucro, aproveite-o e caia fora.

Algumas vezes lamentará ter saído. Para compensar uma ou duas decisões erradas de sair antes do tempo, haverá duzias de ocasiões em que a decisão terá sido acertada. A longo prazo, o controle da ganância dá mais dinheiro.

Retire os investimentos antes de atingir o pico. Não tente espremer até o último centavo possível. Raramente funciona.

Não tenha medo do arrependimento. Como não consegue ver o pico, presuma que esteja próximo. Realize o lucro e caia fora.

Pare antes do pico. Pare cedo demais. Venda cedo demais.

Não se deve olhar a cotação de uma ação que já vendeu. Não se martirize. Em vez de ficar chorando o pouco leite derramado, deveria estar se felicitando por todas as vezes que vender cedo demais foi uma atitude de gênio.

3° Axioma menor
"Entre no negócio sabendo quanto quer ganhar. Quando chegar lá, caia fora."

A corrida acaba quando você disser que acabou.

Antes de começar a corrida, estabeleça onde é a linha de chegada e quando alcançar, caia fora. Só permaneça se houver uma mudança drástica, imprevisível, um cataclismo. Raramente isso acontece.

Estabeleça um prêmio para si próprio quando alcançar o objetivo, com parte do lucro. Assim, o final associa-se a um fato real. O importante é a sensação de final que os prêmios produzem.

Mantenha o seu capital especulativo o mais líquido que puder, bem acessível.

3° Grande Axioma: Da esperança
"Quando o barco começar a afundar, não reze. Abandone-o."

Metade de suas especulações (investimentos) irá falhar. Vai errar a metade dos palpites.

Aprenda a perder para vencer.

Atenção: Quando começar a afundar. Não espere até a metade estar submersa. Estude a situação. Se não houver indícios confiáveis de que vai melhorar, comece a agir.

Regra de ouro, deve-se vender o preço da ação quando cair 10 a 15% (20%) em relação ao preço mais alto já alcançado enquanto se encontra em seu poder. Não importa se está perdendo ou ganhando.

Corte os prejuízos cedo. Aceite pequenas perdas para se proteger das grandes.

Exitem três obstáculos para isso:
1°= Medo de se arrepender.
É provável que aconteça mais é incomum. Quedas tendem a perdurar. As vezes, o certo é esperar passar o mal tempo mas é muito raro. Não deixe o capital preso enquanto ele poderia estar trabalhando atrás de outros negócios bons e lucrativos.
2°= Necessidade de abrir mão de parte de um investimento.
Com a prática fica mais fácil.
O jeito de recuperar o dinheiro perdido é colocar o restante em algo bom e produtivo.
3°= Dificuldade de admitir que errou.
Muitas vezes para conseguir sair de um negócio que deu errado é necessário admitir: "Errei".
Não se agarre a um mal negócio na esperança que fatos futuros venham lhe dar a razão. Mate o ego.
Durante todo o período em que o dinheiro ficaria estagnado, poderia estar trabalhando. Poderia ter duplicado, até mais.
Recusar-se a aceitar que está errado é a mais errada das reações possíveis.

4° Axioma menor
"Aceite pequenas perdas com um sorriso, como fatos da vida. Espere incorrer em várias enquanto espera por um grande ganho."

Devemos agradecer as pequenas perdas, pois elas são umas excelente proteção, nos protegem das grandes perdas. E nos permitem esperar pelos grandes ganhos.
Usar o StopLoss (vender automaticamente quando cai) tem a vantagem de poupar da angustia de ter de decidir quando vender e a desvantagem de roubar a sua flexibilidade. 

É melhor operar sem mecanismos automaticos que decidam as perdas. Use sua própria capacidade na hora das decisões dificeis, um pouco de treino o deixará experiente, o que é muito importante.

Então, quando surgir os problemas caia fora rápido, sem sentimentalismos. Saber perder é essencial para o especulador. É parte da técnica do jogo.

4° Grande Axioma: Das previsões
"O comportamento do ser humano não é previsível. Desconfie de quem afirma que conhece uma nesga que seja do futuro."

Largue o vício de dar atenção a previsões. Não leve a sério economistas, especialistas em mercado ou qualquer oráculo financeiro que afirma conseguir prever o futuro.

Todo profeta as vezes acerta, outras vezes erra (erram mais que acertam).

A bolsa de valores é um gigantesco mecanismo de emoções humanas. Ninguém é capaz de prever eventos humanos. Tudo é totalmente imprevisivel. Existem muitas variaveis. Não leve nenhuma previsão a sério.

Não monte o seu programa especulativo com base em previsões. Esqueça todos os prognósticos. O especulador de sucesso não baseia as suas jogadas no que, supostamente, vai acontecer, mas reaja ao que realmente acontece.

Trace seu projeto especulativo com base nas reações rápidas a eventos que você vê acontecendo à sua frente, na hora. E aceita a possibilidade de ter apostado no cavalo errado.
Excelente.
Gostei do texto, mas acredito que o titulo está um pouco fora.
5° Grande Axioma: Dos padrões
"Até começar a parecer ordem, o caos não é perigoso."

O mundo do dinheiro é um caos absoluto. É sorte.

Não existe padrão de ordem nem formula certa para se ganhar dinheiro na bolsa. Duvide de quem diz que encontrou. Se existisse os melhores profissionais dos fundos mutuos já teriam achado com seus computadores de ultima geração. Mas os fundos mútuos tem um desempenho igual ou pior que a média.

A formula de alguém ter dado certo é por conta da sorte, das circunstâncias favoraveis daquele momento.

5° Axioma menor
"Cuidado com a armadilha do historiador"

Cuidado com a falácia de que a história vai se repetir exatamente igual as últimas vezes. Raramente acontece.

6° Axioma menor 
"Cuidado com a ilusão do grafista"

O mercado de ações não obedece a nenhum padrão. Mas o grafista acredita que o preço futuro de uma ação pode ser determinado por meio de gráficos nos quais são registrados as oscilações de preço passadas. E que ele vai encontrar um padrão correto.

7° Axioma menor
"Cuidado com a ilusão da correlação e a ilusão da casualidade"

As pessoas percebem relações de causa e efeito onde não existem. Quando necessário, inventam uma.

A menos que você realmente possa provar a causa, vê-la funcionando, evite imaginar causas quando não pode vê-las em funcionamento, considere tudo um aspecto do caos, seja cético ao extremo.

8° Axioma menor
"Cuidado com a falácia do jogador"

É uma ilusão de ordem, dentro de si mesmo, aquela sensação de invencibilidade temporária. "Hoje eu estou pegando fogo"; "Hoje é o meu dia de sorte".

São frases que criam eufóricas expectativas no qual arriscarão seu dinheiro com menos prudência. Não tem uma maneira adequada de tirar proveito desses periodos. Não há como saber quando começam, nem como prever a sua duração. Não se deve ver ordem onde não existe.

Seus estudos na especulação em que está interessado podem aumentar as suas probabilidades mas não se deve ignorar o imenso papel que o acaso desempenha em seu projeto.
Então o cara resolve revelar todos os segredos dos banqueiros suíços, é? E os banqueiros suíços são todos investidores de curto prazo é? E todos adeptos do risco? Que interessante...
Prá mim, típico livro manter a roda girando. As corretoras agradecem.
Doeu tanto assim ?

Não são segredos são princípios, não são investimentos e sim especulações(ações)

Leiam o livro que não vão se arrepender, os axiomas são exemplificados no livro com histórias reais... Casa muito bem com quem está especulando em criptos.
E daí que as corretoras agradecem? Elas prestam um serviço e têm que tirar o lucro delas. Manter a roda girando não é errado, pelo contrário. Lembrando que quem investe em ações está investindo em empresas reais, ajudando a economia e a geração de empregos.
6° Grande Axioma: Da mobilidade
"Evite criar raízes. Elas dificultam os seus movimentos."

9° Axioma menor
"Em uma operação que não deu certo, não se deixe levar por sentimentos como lealdade ou saudade."

É um erro deixar-se prender demais a coisas materiais nas quais o seu capital esteja investido. Não se prenda a casas nem a bairros. Tampouco empresas. 

10° Axioma menor
"Jamais hesite em sair de um negócio se algo mais atraente aparecer a sua frente."

Apegar-se a coisas prejudica a sua mobilidade. Preserve a sua mobilidade. Você tem de ficar solto, pronto para pular fora se aparecer algum problema, ou agarrar rapidamente caso surja alguma oportunidade.

Jamais deite raízes em um investimento acreditando que ele lhe "deve" alguma coisa ou que você lhe "deve" um pouco mais de prazo para que ele demonstre do que ele é capaz.

Se tem boas razões para crer que o ganho de X é possível e mais rápido do que o ganho de Y, porque não trocar de posição? Não importa no que estiver investindo, será sempre o mesmo dinheiro. Trocar em vez de ficar só lhe custará a corretagem.

A decisão de ficar ou trocar deverá basear-se unicamente no seguinte: Qual especulação, no seu modo de ver, parece oferecer melhores perspectivas de lucro rápido?

Não significa ficar pulando de uma especulação pra outra. Seus movimentos devem ser feitos somente depois de cuidadosa avaliação dos prós e contras; Nenhum passo deverá ser dado por motivos triviais.

Não permita que suas raízes engrossem demais. Fica difícil cortá-las.

7° Grande Axioma: Da intuição
"Só é possível confiar em um palpite que possa ser explicado."

É provável que você tenha palpites com frequência. Use a utilização seletiva. A intuição pode ser útil as vezes. Aprenda a separar as que tem valor das que não valem nada.

Quando lhe ocorrer um palpite, a primeira pergunta a fazer é se em sua mente existe um arquivo suficientemente grande de informações, capaz de gerá-lo. E por melhor que pareça o palpite, não permite que o arraste a excessos de confiança. Mantenha-se preocupado.

11° Axioma menor
"Jamais confunda palpite com esperança."

Seja muito cético em um palpite que diz que algo que você quer vai acontecer. Confie mais nas intuições que dizem algo que você não quer que aconteça.
8° Grande Axioma: Da religião
"É improvável que, entre os designos de Deus para o Universo, se inclua o de fazer você rico."

Eventos aparentemente inexplicaveis acabam acontecendo com todo mundo que especula por muito tempo. Como comprar um pouco antes de uma subida explosiva ou vender um pouco antes de uma catastrofe. Acasos acontecem.

12° Axioma menor
"Se astrologia funcionasse, todos os atrólogos seriam ricos."

Todo ocultista praticante é capaz de contar a história de um golpe de sorte. Mas agarre-se ao seu ceticismo.

Dê uma olhada nos mestres e gurus da doutrina, eles estão ricos?

13° Axioma menor
"Não é necessário exorcizar uma superstição. Podemos desfrutá-la, desde que ela conheça o seu lugar."

Dinheiro e sobrenatural. Mantenha os dois mundos bem separados. Parta do princípio que está absolutamente só. Apoie-se exclusivamente em seus próprios talentos.

9° Grande Axioma: Do otimismo e do pessimismo
"Otimismo significa esperar o melhor, mas confiança significa saber como se lidará com o pior."

Presuma que se a situação parece ruim, é ruim mesmo. 

Quase sempre as coisas são tão ruins quanto parecem. Preste muita atenção ao otimismo. Ele é extremamente perigoso. É capaz de confundir a sua posição da forma mais alarmante. Examine se a sensação tem justificativa nos fatos.

Antes de pôr o seu dinheiro, verifique como se safará se algo der errado.

10° Grande Axioma: 
"Fuja da opinião da maioria. Provavelmente está errada."

Rejeitem o que lhe dizem até ter pensado tudo pela própria cabeça.

Não existe nada, praticamente, que tenha sido afirmado por um especialista e não tenha sido contradito por outro.

Em qualquer questão difícil, é mais provável que a verdade seja descoberta por uns poucos do que por muitos. (Como é o caso dos realistas com a Real)

14° Axioma menor
"Jamais embarque nas especulações da moda. Com frequência, a melhor hora para se comprar alguma coisa é quando ninguém a quer."

A maior pressão será ir com o rebanho: Comprar na alta e vender na baixa.

Quando ninguém quer, o preço está uma pechincha, pois tem muita gente vendendo e pouca gente comprando. Quando todos querem o mesmo produto, preço está nas alturas. Muita gente quer e poucos estão vendendo. A melhor hora de comprar é precisamente quando a maioria está dizendo que não deve fazê-lo. Na hora de vender é o contrário.

A pressão da maioria não só é capaz de demolir um bom palpite, como também nos faz duvidar até mesmo quando sabemos que temos razão. A melhor defesa contra a pressão da maioria, provavelmente, é saber que existe e reconhecer seu poder coercitivo.

Embora nem sempre a maioria esteja automaticamente errada, na maior parte das vezes está. Não se vai, automaticamente, a favor nem contra uma maioria.

11° Grande Axioma: Da teimosia
"Se não deu certo da 1° vez, esqueça."

Quando um especulador perde dinheiro em uma ação, as vezes, acha que ela lhe deve algo. E essa teimosia cega para todas as outras oportunidades que estão passando. Não importa onde poderá recuperar o dinheiro perdido, se na mesma ação ou em outra, é dinheiro igual.

15° Axioma menor
"Jamais tente salvar um mau investimento fazendo 'preço médio'."

Preço médio é, por exemplo, comprar uma ação a 100 reais e se ela cair a 50 reais comprar mais, fazendo 75 reais de preço médio.

Quando você faz um preço médio, tudo o que está fazendo é se iludir.

Pergunte-se: Se eu não tivesse essa ação a 100 reais, compraria este papel a 50 reais hoje? É um investimento que eu escolheria hoje, com base apenas em seus méritos? Porque neste investimento em especial? De todas as pechinchas que andam por aí, será esta a que me parece mais promissora? Ou estarei apenas tentando me sentir um pouco melhor fazendo preço médio?
12° Grande Axioma: Do planejamento
"Planejamentos de longo prazo geram a perigosa crença de que o futuro está sob controle. É importante jamais levar muito a sério seus planos de longo prazo, nem os de quem quer se que seja."

Ele conta algumas histórias de pessoas que investiram na poupança e em previdência privada e se deram muito mal. 

Um planejamento é uma ilusão de ordem para toda a vida. E com isso prendem-se demais ao plano, deitam raizes nele e acham que não precisam correr nenhum risco.

Ele fala mal da parábola da formiga e da cigarra e conclui: A formiga, na verdade, cria raízes e acaba com seu formigueiro fumigado ou arrasado por um trator. A cigarra, por viajar mais leve, altera o rumo do voo e sai da frente.

É ridiculo que apenas examinando as tendencias de hoje é possivel enxergar o mundo futuro. Nos próximos 10 anos, algumas tendências certamente desaparecerão ou virarão ao contrário. Ninguém é capaz de dizer quais. Tendencias completamente novas surgirão, aparecerão fatores com os quais a gente nem sonha hoje. Revoluções, guerras, falências, calamidades, quem saberá?

Pode ser que nem mesmo exista o dólar ou dinheiro físico no futuro. Ou quem te garante que poderá comprar com 1 real no futuro a mesma coisa que hoje?

Reaja aos fatos a medida que forem surgindo, no presente. Quando enxergar uma oportunidade, corra atrás. Quando ver o perigo, dê o fora. O seu plano deve ser solto, sem amarras. Sua preparação deve ser continuar estudando e aprendendo sobre os negócios que mais o atraem.

16° Axioma menor
"Fuja dos investimentos de longo prazo."

O dinheiro perdido em especulações de curto prazo é uma ninharia comparado às gigantescas somas perdidas pelos investidores de longo prazo. Porque eles fazem uma aposta, plantam-se nela e, se algo der errado, podem perder tudo. O especulador agirá de forma rápida, mantendo suas perdas em um patamar mínimo.

Apostar no amanhã já é um risco, mas apostar em um dia daqui 20 anos, é loucura total.

Cada investimento deve ser reavaliado, no mínimo, a cada 3 meses, tendo de se justificar novamente. Pergunte-se sempre: "Se esse investimento me fosse oferecido hoje, pela primeira vez, eu colocaria meu dinheiro nele? Está indo na posição que eu quero?"

Não quer dizer ficar pulando de galho em galho, só pela farra. Mas se as circunstâncias se modificaram depois do investimento, se surgiu algo mais promissor, pule fora.

Ele conta umas história e fala mal dos seguros, poupança, aposentadoria privada e rendimento passivo de longo prazo, e conclui: Quem sabe se o mundo não vai mudar de tal maneira que essas anuidades não valerão nada? Então, para que se prender a um esquema desse tipo?

Fim do resumo!
Esse último é assustador. Yaoming

Nem preciso dizer que o autor não gosta de tesouro direto, agora imagina se ele soubesse que tem tesouro pra daqui a 40anos.
Marcando aqui pra ler com calma depois.

Em matéria de investimentos não sei nada. No máximo ponho alguma coisa ou outra no tesouro direto.
Eu só discordo de uma coisa desse livro, na verdade não chega nem a ser uma discordância...

Quando ele diz que gráfico e fundamentos são ilusões de causalidade. Segundo Max Gunther, se você está inserido em um mercado há algum tempo, existe um grande banco de dados, você então irá tomar decisões baseadas na intuição, desde que ela possa ser explicada. Isso não é errado, mas é insano.

Essa insanidade é neutralizada por causa dos outros Axiomas... Repare que esse livro não é um manual de como ficar rico. É um manual operacional, que vai te ajudar a não sair do jogo, sobreviver.

Para Max Gunther, a sorte, o acaso é quem te fará rico. Por isso é importante sobreviver e não ir à bancarrota, oportunidades virão. Ele mesmo expõe alguns dados de que suas chances na bolsa estão por volta de 50%.

Quero criar um tópico relacionando o máximo dos Axiomas possíveis com a prática e o mercado de hoje. Depois disso, vou expor a estratégia (na verdade é uma filosofia) que eu acredito ser vencedora no longo prazo. Poderemos ver muitos pontos em comum, e como ela também está relacionada com a Teoria de Dow e o mais legal, era o mesmo que Jesse Livermore fazia. Essa filosofia existe há tempos. O problema de Livermore foi a alta exposição.

Esse livro, trend following, teoria de dow, têm muitas coisas em comum. Precisarei falar também sobre a parte psicológica. Mais aplicado aos Day-Traders, mas que serve para outros prazos. Irei trazer argumentos plausíveis que ridicularizam um pouco os fundamentos. Em um momento oportuno, hoje de noite talvez...
Vamos para a prática.

Comprei WIZS3.

Na sexta tinha fechado acima de uma resistência 8.40. Eu entrei em 8.55.

Coloquei a relação risco retorno ali só para enfeitar.

Eu sigo a tendência, então vou sair se for stopado.

Vendo se fechar abaixo da linha inferior daquele canal. O preço de fechamento representa um consenso de mercado, entre compradores e vendedores. Por isso uso como referência.

[Image: JDaWcOjL]

Isso é nada mais nada menos do que trailing stop loss, porque o canal vai acompanhando as novas máximas e mínimas, este no caso, 10 períodos no gráfico diário. Ou seja, conforme a operação vai dando certo, o stop loss vai subindo.

Repare que no livro os Axiomas de Zurique, em um trecho fala sobre limitar as perdas. Frank Henry permitia 20%, Gerald Loeb 15%, e o próprio Max Gunther 10%. Eu não aceito mais que 10%. Essa operação tem um risco inicial de 13,22%.

Eu limitei em 2%, é com se eu dividisse meu capital em 7 e com uma parte entrasse. Foi uma diversificação, não sou muito fã também, o próprio Gunther critica isso, mas sei lá, quero ter capital para aproveitar outras oportunidades que estou vendo aqui.

E o que isso tem a ver com trailing stoploss?

Em uma parte do livro ele sugere ajustar sua margem de risco a cada nova máxima a partir do momento que a ação estiver com você. E alerta sobre não usar stop loss automático, eu também não sou muito fã.

A corretora executa tudo e fica com o spread, com sardinhas nem tanto, mas quando se tem um grande capital, isso é comum, papa stop.

Então uso manual também, e nessa operação o stop é trailing stop loss, e meu risco é aproximadamente 2% excluindo despesas com corretagens etc.

Tudo conforme o livro, mas de forma técnica, exceto a parte da diversificação.
Spoiler Revelar
(03-09-2018, 02:20 PM)Motörhead Escreveu: [ -> ]
Vamos para a prática.

Comprei WIZS3.

Na sexta tinha fechado acima de uma resistência 8.40. Eu entrei em 8.55.

Coloquei a relação risco retorno ali só para enfeitar.

Eu sigo a tendência, então vou sair se for stopado.

Vendo se fechar abaixo da linha inferior daquele canal. O preço de fechamento representa um consenso de mercado, entre compradores e vendedores. Por isso uso como referência.

[Image: JDaWcOjL]

Isso é nada mais nada menos do que trailing stop loss, porque o canal vai acompanhando as novas máximas e mínimas, este no caso, 10 períodos no gráfico diário. Ou seja, conforme a operação vai dando certo, o stop loss vai subindo.

Repare que no livro os Axiomas de Zurique, em um trecho fala sobre limitar as perdas. Frank Henry permitia 20%, Gerald Loeb 15%, e o próprio Max Gunther 10%. Eu não aceito mais que 10%. Essa operação tem um risco inicial de 13,22%.

Eu limitei em 2%, é com se eu dividisse meu capital em 7 e com uma parte entrasse. Foi uma diversificação, não sou muito fã também, o próprio Gunther critica isso, mas sei lá, quero ter capital para aproveitar outras oportunidades que estou vendo aqui.

E o que isso tem a ver com trailing stoploss?

Em uma parte do livro ele sugere ajustar sua margem de risco a cada nova máxima a partir do momento que a ação estiver com você. E alerta sobre não usar stop loss automático, eu também não sou muito fã.

A corretora executa tudo e fica com o spread, com sardinhas nem tanto, mas quando se tem um grande capital, isso é comum, papa stop.

Então uso manual também, e nessa operação o stop é trailing stop loss, e meu risco é aproximadamente 2% excluindo despesas com corretagens etc.

Tudo conforme o livro, mas de forma técnica, exceto a parte da diversificação.


Encerrei essa operação amargando uma pequena perda. Estou ajustando novamente minha estratégia.
Entrei em nova operação, USIM5 (USIMINAS PNA N1 PN).

Compre 1.300 ações por 8.25.

Vou relatar aqui depois o preço de saída no preju ou no lucro. O risco é alto porque entrei com o capital total, sem medo de se machucar. Legítima operação seguindo os Axiomas, stop longo de -10%.
Muito bom tópico. Li parcialmente e comentando pra acompanhar.