Fórum da Real - Legado Realista

Versão completa: Instinto: herói ou vilão do desenvolvimento pessoal?
Você está visualizando uma versão simplificada de nosso conteúdo. Ver versão completa com a formatação apropriada.



Instinto: herói ou vilão do desenvolvimento pessoal




O instinto é normalmente aceito e propagado como sendo algo positivo.



Por exemplo, o instinto de sobrevivência, que nos fez sair das cavernas e resistir aos ataques de predadores cretinos até os dias atuais, o instinto de conquistar novas terras e desbravar continentes, ou ainda o instinto sexual, que tem garantido por gerações a perpetuação genética.


Quando percebemos o perigo, ou alguém em uma situação de risco e agimos por impulso para ajudar, seja dando um soco na cara de um desonrado ou pulando na água para salvar a vida de alguém, isso é instinto. Todas essas são características instintivas positivas, necessárias e que não devem ser suprimidas.



Durante nosso desenvolvimento como homens viris e honrados, não podemos menosprezar nosso instinto ancestral, devemos sim usá-lo a contento.



O lado ruim disso tudo é que o instinto do homem é muito forte e se você não tiver cuidado, ele pode lhe domar e fazer você se arrepender de algumas atitudes, ou mesmo atrapalhar seu desenvolvimento.



Se você não consegue terminar aquilo que começa ou perde a motivação após começar uma atividade, pode ficar tranquilo, isso não significa que você é um bunda mole: pode apenas ser um sinal de falta de razão nas decisões. Quando alguém não conseguir terminar as coisas que começa ocorre porque as iniciou levado pela emoção do ato e não por racionalizar sobre os resultados. 


Quando nós começamos algo motivados pela emoção da empreitada nossa vontade acaba rápido. Já quando começamos algo motivados pela razão ocorre o contrário: não ficamos muito empolgados no começo mas vamos ganhando interesse e vontade com o tempo.



O instinto sexual é importante para perpetuação da espécie, mas há agravantes. O vício na busca pelo sexo pode fazer você desviar o foco de outros objetivos durante seu desenvolvimento pessoal, lhe transformando num bobalhão que só pensa em vagina e que só ruma para onde o pinto aponta.



Outro aspecto importante: um homem nunca deve ter filhos pensando apenas no instinto e na empolgação pelo ato. Não raro vemos no meio animal um macho que se reproduz, abandona a cria e prossegue com sua vida. Esse é o instinto em sua pura essência. O reino animal funciona assim e está adaptado para funcionar assim, já que o objetivo é a perpetuação da espécie.



Nossa realidade, porém, é completamente diferente. A sociedade não está adaptada para funcionar sem a presença paterna. O papel do pai é fundamental, e é preciso pensar muito se você tem condições de exercer e cumprir esse papel antes de se ter um filho. Homens de verdade não apenas se reproduzem mas são capazes de criar, pois é assim que se muda o mundo: se reproduzindo e criando seres humanos responsáveis e honrados, para que estes sejam pilares na sociedade e a sua continuação quando você partir.



A saída pra o homem é exercitar a razão e domar seus instintos. Você tem um animal dentro de você pedindo para ser domado. 


Ele está te desafiando a cada dia e tentando te dominar, impedir seus avanços. Cabe a você mudar esse jogo e colocar a razão, e especialmente a honra, acima do seu enorme instinto.







Postado por Doutrinador no dia 14 de Fevereiro de 2014.

(22-11-2016, 09:06 PM)Mandrake Escreveu: [ -> ]

Durante nosso desenvolvimento como homens viris e honrados, não podemos menosprezar nosso instinto ancestral, devemos sim usá-lo a contento.


A saída pra o homem é exercitar a razão e domar seus instintos. Você tem um animal dentro de você pedindo para ser domado. 


Ele está te desafiando a cada dia e tentando te dominar, impedir seus avanços. Cabe a você mudar esse jogo e colocar a razão, e especialmente a honra, acima do seu enorme instinto.


o instinto tem que ser domado sempre, a razao sempre deve prevalecer sobre os instintos

é melhor pensar antes de agir e quando agir ser certeiro no que faz
Acho que todos temos tendências naturais, cabendo a cada um, com o tempo, descobrir e trabalhar cada ponto de sua individualidade.
O instinto é uma delas. Se canalizado da maneira correta, apenas trará benefícios para o desenvolvimento do homem.
Uma das características que percebo nos masculino, comparado ao feminino, é a capacidade de desenvolver confiança/segurança irracional.

Os homens arriscam, empreendem, tem menos medo, talvez pela estrutura biológica, mas vejo que isso tem cada vez se atenuado atualmente. A mulher tem ganhado essa característica, enquanto muitos homens se escondem, não utilizam de seu instinto/força para potencializar seus resultados.

Claro que isso tem de utilizado com prudência, já que quando se fala de uma estrutura impulsiva, pode gerar consequências não saudáveis.
Mas se utilizado na medida certa, é a cereja do bolo na vida do homem. Vemos muitos caras agindo que nem otários, tentando ostentar status e mostrando uma pseudo-superioridade. Esse é o lado extremo, é o homem tentando polarizar o instinto como maneira de se destacar perante outrem.

Mas sendo ministrado com doses saudáveis, é justamente o que o homem precisa. Ser racional já é uma habilidade nossa, é inerente, deve ser utilizada. Mas a partir do momento em que tudo fica na base da teoria e falta EXECUÇÃO, o plano se perde. A execução é tão importante quanto. Sem ela, não teremos resultados.

Por isso, destaco algumas maneiras em que esse instinto pode ser utilizado na vida moderna para potencializar nossas ações:

- Construção de confiança e auto-estima. A medida em que o homem vai se desenvolvendo e NUNCA para de investir em si mesmo, ele percebe um sistema sustentável. Resultados em todas as áreas, autonomia e independência, tudo interligado, gerando sempre um "background" para o homem se firmar. Temos de admitir a cobrança surreal da sociedade para o homem ser forte, existe sim essa demanda, e o sujeito que tem esse mindset sabe disso. É saber quando é hora de atacar! Aquela voz interior que nos faz aguentar a pressão, de atacar mesmo em situações de perigo, de acreditar mesmo quando as probabilidades são desfavoráveis. E também saber a hora de descansar e retrair, sem frescura e sem vergonha, identificando períodos de baixa, fases. O instinto, junto ao lado racional, vai nos dar esse norte na hora de planejar e criar um plano estratégico para nossa vida.

- Perceber segundas/terceiras intenções. Controlar seu emocional para não estragar situações sociais. Jogo de cintura para sair de testes.

- Perceber oportunidades e saber a hora certa de investir, como falei acima. Existem chances que só os "MALUCOS'' agarram. É quando o risco é grande, quando ninguém percebe a possibilidade de atacar, quando o homem médio se acovarda, é aí que o homem de verdade entra com a atitude, assumindo 100% responsabilidade dos resultados, sejam eles positivos ou negativos.

- Instinto sexual. Existe uma linha tênue entre o pervertido e o sedutor. Talvez esse lado deva ser trabalhado bem antes da execução em massa, pois experiência aqui conta muito. Mas um homem sem tesão não é nada. E digo tesão para tudo. Vá fazer alguma coisa sem o mínimo de tesão, para a ver a grande merda que é. Agora veja a diferença quando há a motivação, tudo flui, o difícil vira fácil, a adversidade é superada de forma ímpar. Identifique seus objetivos e arranje alguma forma de canalizar esse "tesão" de uma maneira, pois a grande maioria das coisas grandes e maravilhosas, de extremo valor, exigem um processo de conquista árduo. Para aguentar, só tendo muita inteligência emocional e VONTADE. É como a atração, ou você está atraído ou não, claro que tem níveis, mas é algo como 8 ou 80.

- Instinto Guerreiro. Todo homem possui resiliência infindável se souber acessá-la. Nosso lado guerreiro, construtor, inconformado e competitivo. É ter senso de urgência, um dia vamos morrer, temos um tempo limitado para fazer as coisas, cada segundo conta.
Lutar pelos objetivos com obstinação, quase obsessão. É morrer por uma causa.

- Instinto protetor. Quando insultam ou mexem com alguém próximo, quando algum amigo se envolve em uma briga, existe esse "chamado", essa necessidade que temos de proteger nossa família, amigos.

- Energia e Motivação. Em momentos de crise, extremamente necessário, para superar a dor das privações, e ao mesmo tempo investir em um futuro próspero. Difícil, visto que a tendência é se entregar aos pequenos prazeres/distrações do momento e adiar o trabalho duro, com o discurso do "amanhã eu começo". O melhor dia pra começar é (quase) sempre hoje e agora.

Como vimos, se utilizado da maneira correta, é "superpoder". Da maneira errada, é doença. Cabe a cada um construir e dosar seu lado instintivo, sempre para construir uma vida melhor.
Comentários do site:

Felipe Neves Rio
Passei por uma fase ruim de falta de motivação para continuar meu trabalho. Vi que estive muito empolgado, deslumbrado, e logo isso sumiu do nada. Tenho pretensões de montar um negócio na minha área profissional e me preocupo as vezes se é realmente o que eu quero, pois a perda poderá ser alta. Ultimamente venho meditado nisso, acho que é como você diz “não ficamos muito empolgados no começo mas vamos ganhando interesse e vontade com o tempo.”

Esse tipo de post ocupa o espaço que fica por eu não ter com quem conversar sobre esses assuntos. As comunidades, principalmente do Facebook, só estão focando em “mimimi” sobre mulher…

É o tipo de conversa que eu tenho raramente com meu pai (já que ele mora longe), durante umas cervejas e outras depois de ter ficado o dia inteiro mexendo no Chevette velho com ele.

Kibe
Boa reflexão.
Deus no deu a chance de sermos o único animal Racional. Deve-se controlar a emoção pela razão que nos foi dada. Pensar antes de tomar grandes decisões é essencial para um grande homem. Uma dádiva, que se bem usada, te abre grandes caminhos.

Robson Otto Aguiar
ótimo texto.A própria biblia diz que nós temos nossa natureza pecaminosa e somos maus desde o ventre da nossa mãe.Isso é uma grande verdade,apenas homens e mulheres de carater podem domar seus instintos.O homem pode domar seu instinto cafa e a mulher pode domar sua hipergamia se assim desejar,mas a maioria não quer,e isso é triste.

Observer
Seu artigo, Doutrina:
“A saída pra o homem é exercitar a razão e domar seus instintos. Você tem um animal dentro de você pedindo para ser domado. Ele está te desafiando a cada dia e tentando te dominar, impedir seus avanços. Cabe a você mudar esse jogo e colocar a razão, e especialmente a honra, acima do seu enorme instinto.”

N. Alita, Textos Complementares II, pág. 21:
“Nós somos animais em fase de humanização, motivo pelo qual temos que transcender os impulsos. Permitir que os impulsos cegos nos guiem é lançar-se de cabeça no precipício. Não devemos “sufocar” os impulsos, devemos transcendê-los.

Mesmo livro, página 24:

“Sem libertar a alma dos impulsos animais, não é possível transcender os infernos da relação amorosa e nem tampouco outros infernos psicológicos correlatos. Quem não emancipa sua alma fica preso aos sofrimentos internos, entre os quais o sofrimento amoroso.”

Você, Doutrina, e outros como NA, são de grande importância, principalmente para aqueles que ainda não despertaram sua consciência e mudaram a forma como encaram a si e o mundo.

Anseio para que mais homens estudem o que é passado nesses “ensinamentos realísticos”, que tantos outros, como você, gastam horas bolando artigos, livros e videos… seremos otimistas, então.

Parabéns, D.

Wesley
Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso, quem o conhecerá? (Jeremias 17.9)

O Rabino Shaul, conhecido como o Apóstolo Paulo, já dizia: “Porque a carne cobiça contra o Espírito e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro para que não façais o que quereis”. (Aos Gálatas 5.17)

Mestre do Chicote
Olá companheiros!! Esse excelente texto me chamou a atenção por causa desse tema.. Instinto.
Alem de ser bem esclarecedor sobre o que vem a ser instinto, me veio como um insight durante uma pratica de yoga.. Em que tanta gente no meio desse ramo (principalmente as mulheres simpatizantes com essas praticas orientais e quem se diz seguidoras do Wikka) que falam somente em intuição disso, intuição daquilo..Elas falam da Deusa Mãe, da Lua, Gaya, Da grande Alma feminina e outras conversas moles por aí afora. e só falam da bendita Intuição.. E o que foi feito com o Instinto??
Bom, por quê que estou dizendo isso??
Porque durante a minha aula, eu estava explanando que os antigos mestres observavam o movimento dos animais que inspiravam as posturas de yoga e que imitando esses movimentos, nos traria benefícios se desenvolvermos nossos instintos…
Na hora comecei falar e não sei bem da onde tirei essas idéias, que é justamente isso que onde tanta gente só se fala em intuição, não devemos nos esquecer jamais de nossos instintos… eu falava isso e pude perceber as reações nas faces da mulherada.. Não estou aqui desmerecendo a Intuição, mas deveríamos dar uma atenção especial aos nossos Instintos.. Concordo o que o Observer disse onde colocou o texto de Nessahan Alita que diz que não devemos suprimir nossos instintos, mas devemos transcendê-los.. O Instinto também é um dom da Alma… Em equilíbrio com a Intuição, é uma Superalma…
Abraços e Força a todos..

Gesmar
Doutrina, dê uma olhada nessa matéria. não tem nada a ver com o assunto, mas sou novo aqui e não sei o lugar certo de postar. Fala sobre as real dolls. eu fiquei com vontade de falar umas boas, mas a bosta do facebook divulga tudo que a gente fala pra todo mundo.

http://fatosdesconhecidos.com.br/post/os...agora/1586